Aske: “Broken Vow” tem seu tracklist revelado

Aske 3.jpg

Com a capa e o título de seu novo trabalho, “Broken Vow”, a banda paulista Aske apresenta também o tracklist do material.

O EP contará com cinco músicas, sendo quatro delas autorais e um tributo à lenda Pentagram. Confira:

1. Meadows in Shade
2. Menschwerdung
3. Broken Vows (Pentagram Cover)
4. Mardi Gras
5. Übermensch (Video Version)

A capa ficou a cargo de Filipe Salvini e Ayla de Lillith, veja:

“Broken Vow” foi gravado, mixado e masterizado por Eugenio Stefane no 1979 Estúdio, São Carlos/SP, e seu lançamento – tanto físico, quanto digital – ficará a cargo dos selos Corvo Records e Sangue Frio Records.

Ouça a faixa “Mardi Gras”, um dos destaques do vindouro álbum:

Contato para shows e assessoria: [../../contato]www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links Relacionados:
https://www.facebook.com/askeoficial/
[../../bandas/Aske/27]http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Aske/27 

Anúncios

Coldblood: banda anuncia turnê no México!

Coldblood 1

No próximo mês de outubro, os cariocas do Coldblood desembarcam no México para realizar a “Indescribable Tour of the Devil – México 2017”, turnê de divulgação do seu último trabalho “Indescribable Tour of the Devil – México 2017” lançado em 2016.
 
Ao todo serão sete shows pelo país, entre os dias 13 e 22, e a banda terá como suporte os mexicanos do Light of Dark & Zamak.
Coldblood - Cartaz
 
 
O Coldblood aproveita também o feito inédito para comemorar mais duas datas importantes: os 10 anos de lançamento do primeiro álbum “Under the Blade I Die”, lançado no México em 2007 pelo selo Onslaught Records e posteriormente no Brasil via Distro Rock & FreeMind; e também seus 25 anos de estrada!
 
A turnê pelo México terá o seguinte line-up: Diego Mercadante (Vocal e Guitarra), Markus Couttinho (Bateria) e José Sampaio (Baixo).
 
“Indescribable Physiognomy of the Devil” foi lançado no Brasil via Distro Rock, Mutilation e Feed Bizarre, na Rússia o álbum foi lançado através do selo Satanath Records, nos Estados Unidos via Metallic Media Records e na Ásia pela gravadora chinesa Brutal Reign Productuions. O material foi mixado e masterizado no Underworld Studio na Alemanha por Chris Menning. (Destroyer 666, Zarathustra, Old…). A capa ficou por conta do artista Rafael Tavares (Azaghal, Blood Red Throne, Ocultan, NervoChaos, Ophiolatry).
 
Confira também o canal oficial do Coldblood no YouTube e siga: 
 
 
Mais informações:
Booking Agent/Press Contact: metalkultbooking@gmail.com

Uganga: assista o vídeo de “Damage Case” do Motörhead

Uganga_2016.jpg

“Regravar Damage Case foi uma honra indescritível! Todos no Uganga amam Motörhead, é umas das minhas maiores influências com certeza, e poder registrar um som da fase clássica com Lemmy, Phill Animal e Fast Eddie foi mais foda ainda! Pra coisa ficar melhor, no dia da gravação, no estúdio Rocklab em Goiânia, o álbum Overkill (de onde saiu Damage Case) estava completando 38 anos. Tudo alinhado! Agradeço ao pessoal da gravadora Secret Service por nos ter convidado para participar do tributo ao lado de tantas bandas legais. Ficamos bastante satisfeitos com nossa versão e esperamos que as pessoas também curtam pois colocamos nossa alma ali.”

As palavras acima são de Manu Joker, vocalista do Uganga – e que um dia também esteve atrás do kit de bateria do Sarcófago, nunca é demais lembrar.

Ele se refere a versão que o Uganga gravou para “Damage Case” do Motörhead que está no CD “Going To Brazil – The Brazillian Tribute To Motörhead” lançado pela gravadora britânica Secret Services Records e que além do Uganga traz outras bandas brasileiras relevantes em suas próprias versões para outros clássicos do Motörhead.

Gravar sua própria versão para “Damage Case” foi tão simbólico para o Uganga que o baixista Raphael “Ras” Franco editou um videoclipe que inclui cenas das gravações. O vídeo já está disponível no canal oficial do Uganga no Youtube:

O programa Underdose, que também é apresentado por Manu Joker, acabou de disponibilizar seu 40º episódio com outros detalhes das gravações desse tributo ao Motörhead. Para assistir, acesse:

Entre outras novidades, neste domingo, dia 01/10, o Uganga será uma das principais atrações do Festival Triangulice que acontece na praça Getúlio Vargas no centro de Araguari/MG. O festival será realizado em dois dias e vai reunir 10 bandas no total. No domingo, segundo dia de festival, além do Uganga também se apresentam Revolta Blues, André Salomão, Multus e a banda vencedora do concurso Triangulice. A entrada é franca e além dos shows o público poderá contar com praça de alimentação com food trucks, feira de adoção de animais, stands de marcas alternativas, entre outras atrações paralelas.

Ainda sobre mais novidades, dentro de poucas semanas o Uganga entra em estúdio para gravar seu novo álbum. Para as gravações a banda recebeu patrocínio do Waken Foundation, organização alemã sem fins lucrativos idealizada em 2008 pelos produtores do Wacken Open Air (W:O:A), com o objetivo de apoiar bandas de Hard Rock e Heavy Metal de todo mundo.

Ankhy: lança álbum de estréia nas plataformas digitais

Ankhy-banda

A banda curitibana Ankhy está divulgando seu álbum de estréia, chamado Prologue. O trabalho foi produzido por Adair Daufembach (Project46 / Hangar) e traz onze composições autorais. O disco contém mais  de uma hora de música.

O trabalho passeia pelas diversas influências do Ankhy, que passam pelo Death Metal Melódico, Power Metal, Metalcore e Progressivo, mesclando vocais agressivos e limpos de maneira bem dosada. O peso é entremeado por melodias convincentes e refrões memoráveis, como mostra “Unleash the Serpents”, “War of the Gods” ou “All Men Must Die” (essa com letra inspirada no seriado Game of Thrones).

O álbum conta com três músicas vindas do primeiro EP autointitulado (2001) – “Helius (The City of Sunrise)”, “You Make Your Maker” e “War of the Gods” – e outras oito faixas inéditas. Este registro mostra a maturidade de uma banda que já dividiu palco com grandes nomes do Metal mundial como Sonata Arctica e The Black Dahlia Murder. O disco se encerra com o épico “Prologue of the Last Dark Age”, que prova que o Ankhy não é apenas um coadjuvante na cena da música pesada nacional.

Ankhy prologue cd capa.jpg

O Ankhy é formado por:
Matheus Motta: vocal
Felp Bagatin: guitarra
Olek Nowakowski : guitarra
Caio Vidal: baixo
Markos Franzmann: bateria
 
O álbum Prologue está disponível nas principais plataformas digitais para audição online e download pago.
 
 
Links relacionados: