Beeguas: banda alia Rock Psicodélico à cultura caipira

Beeguas foto 1

Quarteto de Piracicaba (SP) divulga o EP Se Comunicando, o segundo da carreira

De Piracicaba, interior de São Paulo, a lisergia psicodélica encontra a força da tradição caipira na música do Beeguas, que lançou recentemente de forma independente o segundo EP da carreira, “Se Comunicando”, com letras em português e que abordam o cotidiano com uma pitada de ousadia e alucinação. Ouça aqui: https://ONErpm.lnk.to/Beeguas.

Em questão de 12 minutos de “Se Comunicando”, o Beeguas apresenta cinco músicas com riffs certeiros e repleto de efeitos, encorpados por batidas fortes e um vocal envolvente, com uma rouquidão peculiar. A aura do rock sessentista e setentista está também bem marcante neste álbum. Nirvana, Mutantes e David Bowie são algumas referências.

Quem faz o Beeguas é Daniel Lemos (vocal), Victor Miguel (baixo), Maurício Fray (guitarra) e Lucas Campos (bateria), que experimentam música como banda desde 2016 e ano passado lançaram o EP “Corvos Marinhos”com músicas mais viscerais, pesadas do que “Se Comunicando”.

Beeguas cover

O que se propõe, afirma o baixista Victor, é a junção de diversos estilos e sensações. “O Beeguas é a fuga da realidade, um universo paralelo ideal, o encontro de amigos no fim da tarde para um café quentinho. Também é conforto, o bolinho de chuva, uma realização pessoal, e o Do it Yourself faça você mesmo”.

A ideologia do Faça Você Mesmo pauta, mesmo, este início de carreira do Beeguas. Os integrantes são responsáveis pelas artes, letras, composições, mixagens e toda produção dos EPs. O batismo do nome também é uma clara manifestação do DIY. Beeguas deriva dos pássaros Biguás, que habitam as margens do famoso e poético rio Piracicaba, que corta a cidade e diz muito sobre o ser piracicabano.  “A pamonha, o rio e as capivaras sempre fizeram parte da imagem da cidade, nós queríamos relembrar os biguás”, conta Victor.

Mais informações:
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

 

Necromancer: “Forbidden Art” está disponível na loja da Sangue Frio Records, adquira agora!

Necromancer 3

Mesmo trabalhando em um novo álbum, os cariocas do Necromancer seguem divulgando o atual CD “Forbidden Art” e está ainda mais fácil de adquiri-lo.

Após o debut álbum ser divulgado nas principais plataformas digitais, o mesmo pode ser comprado pelo valor de R$ 17,00 (+ frete – carta registrada, PAC ou Sedex) no site da Sangue Frio Records, que aceita boleto e cartão de crédito via Mercado Pago, PagSeguro ou Paypal, confira: http://bit.ly/NecromancerForbiddenArtSFR

Você também pode comprar este outros produtos do Necromancer diretamente com a banda pelo Facebook: https://www.facebook.com/necromancerbr/

O Necromancer lançou recentemente a faixa que leva o nome da banda em formato de lyric vídeo, assista:

Encontre o “Forbidden Art” nos principais serviços de streaming:

Spotify: https://open.spotify.com/album/4mue6X4wFwPhszioCUs43K
Deezer: http://www.deezer.com/album/50234182
iTunes/Apple Music: https://itunes.apple.com/album/id1298693484
Napster: http://us.napster.com/artist/necromancer
Tidal/WiMp: https://listen.tidal.com/album/80293362

Informações sobre shows: contato@sanguefrioproducoes.com | necromancer.br@gmail.com

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/necromancerbr/
https://twitter.com/necromancerband
https://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/Necromancer/53

Exylle: banda libera EP “Dead When Born By the Church” para audição através do Deezer

Exylle

A banda curitibana Exylle, um dos nomes mais promissores do Thrash Metal da forte e conceituada cena curitibana, acaba de liberar seu EP “Dead When Born By the Church” para audição através da plataforma Deezer.

Lançado em 2016, “Dead When Born By the Church” é o primeiro trabalho lançado pela banda fundada em 2014 e formada atualmente por Victor Hugo (vocais, contrabaixo), Johnny Bordignon, Kevin Vieira (guitarras) e Rycardo Antônio (bateria). Devido a toda qualidade que o Exylle exibiu já neste primeiro trabalho, o EP logo deu destaque e visibilidade à banda. Agora o fã e ouvinte poderá ouvir “Dead When Born By the Church” através do Deezer, servindo de aperitivo para o primeiro full-length da banda, que está sendo preparado e tem previsão de lançamento ainda para 2018.

Acesse pelo link logo a seguir:

https://www.deezer.com/br/artist/14530723

Exylle - capa

Exylle é formado por:
Victor Hugo – (Vocal/Baixo)
Kevin Vieira – (Guitarra)
Johnny Bordignon – (Guitarra)
Rycardo Antonio – (Bateria)
 
Mais informações:

 

Quilombo: banda fala sobre conceito do vindouro EP “Itankale” em entrevista ao site Roadie Metal, confira!

Quilombo 1

A banda paulista Quilombo foi destaque em um dos maiores portais relacionados à música pesada do Brasil, o Roadie Metal.

E em um bate papo abrangente, que abordou os mais variados temas, o baterista e vocalista Panda Reis falou principalmente sobre o aguardado EP “Itankale” e as temáticas abordadas, bem como seu posicionamento e embasamento histórico, confira:

O processo de pré-produção tem sido bem na moral, sem pressa, sem colocar o carro na frente dos bois, até porque não temos mais aquele desespero juvenil do passado, eu já estou no underground há tanto tempo, que chega um momento que você deixa as coisas fluírem naturalmente sem forçar nada, eu escrevi as letras antes das bases, mas isso porque sempre trabalhei assim no Oligarquia, e ainda não perdi a mania, provavelmente para o próximo, talvez mude a maneira de produção, mas estamos trabalhando até que bem rápido, todas as bases estão prontas e agora estamos encaixando as letras.

O conceito do álbum que na verdade será um EP, vem na qualidade do descendente africano em evoluir sempre, mas nunca deixar o passado, nunca esquecer seus ancestrais e sua cultura milenar, talvez pra quem não tenha essa descendência, pode não entender porque damos tanto valor a nossa ancestralidade e a nossa cultura, mas nós, afro, somos assim, seguimos em frente sempre olhando pra trás e trazendo o passado para o presente, temos a capacidade de renovação incrível, e isso permeia todo o EP… O nome mesmo já diz, Itankale significa Evolução, em língua Iorubá, e esse disco fala disso, da habilidade que meu povo tem de evoluir sempre, mas sempre com a base no que passou, sempre trabalhando o pretérito e o presente, preparando o futuro, falamos das merdas que os brancos fizeram conosco , mas contamos à parte que os brancos esconderam, manipularam e depreciaram, para assim justificar a dominação e opressão. Mas cada vez mais, historiadores africanos e afrodescendentes vem contando a verdadeira história e é assim que deve ser, ter a visão dos esquecidos da história, é uma maneira muito mais real e competente de se chegar perto da verdadeira verdade.

Somos uma banda, os três trabalham no processo de composição, isso aqui é um Quilombo, e nos Quilombos todos trabalhavam, ao contrários das cidades europeias onde os brancos não queriam saber de trabalho e o achava indigno (risos).

A entrevista também tratou sobre o início do Quilombo, influências, cena brasileira e política dentro do Heavy Metal, leia a entrevista completa no link a seguir: http://roadie-metal.com/quilombo-contamos-a-parte-da-historia-que-os-brancos-esconderam-manipularam-e-depreciaram-para-assim-justificar-a-dominacao-e-opressao/

Ainda sem previsão de lançamento, “Itankale” vem sendo gravado no estúdio O Beco e produzido por Luiz e Renato da Caffeine Sound, juntamente com o grupo, a arte e projeto gráfico está a cargo da competente empresa Elefante 011 e em breve será divulgada, aguarde!

Quilombo é formado por Allan Kallid na guitarra e vocal, Bruno no baixo e Panda Reis na bateria e vocal, a banda segue agendando shows e levando seu estilo contestador aos quatro cantos, produtores interessados escrevam para pandadrums@hotmail.com e solicite mais informações.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
http://www.facebook.com/quilombometal 
http://www.twitter.com/quilombodeath
http://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/QUILOMBO/57