Cordillera: dialoga com o enigmático e o abstrato em “Ruptura”

cordillera_002

Disco de estreia tem oito faixas autorais embaladas em sonoridades progressivas entre o Rock e o Metal

“Ruptura” é o debut do Cordillera. A banda de Campinas apresenta oito faixas autorais embaladas num Rock Progressivo marcado pelo contraste entre o refinamento de ambientações atmosféricas e a intensidade do Rock e do Metal, presente na forte carga dramática das canções. O registro ainda tem momentos viscerais de peso e crueza, cuja estética passa pelo abstrato e pelo enigmático. Ouça “Ruptura” nas principais plataformas de streaming: https://ONErpm.lnk.to/Cordillera.

Formado por Victor Oliveira (vocal), Raphael Moretti (guitarra), Pedro Ghoneim (baixo), Tarcísio Barsalini (guitarra) e Matheus Vazquez (bateria), o Cordillera evidencia em “Ruptura” os distintos backgrounds musicais de seus integrantes e a fusão de gêneros que criou a experiência sonora contrastante do álbum. As influências abrangem o Rock Progressivo clássico do Pink Floyd, o Prog contemporâneo de Pain of Salvation e de Steven Wilson e o Rock dos anos 90 de bandas como Soundgarden e Alice in Chains.

O nome do álbum de estreia, no entanto, não se refere somente à fusão de gêneros apresentada, mas também à quebra de expectativa sobre a própria construção musical e ao rompimento com tendências de cenários já conhecidas. “Ruptura” foi criado para transcender – romper com o que está. Isso acontece tanto na sonoridade quanto no mindset do Cordillera, que planejou e criou toda uma estrutura para produzir o material.

O processo de pré-produção do álbum, que foi gravado no estúdio Family Mob, em São Paulo, durou um ano e foi feito pela própria banda, de forma independente. Cada etapa foi cuidadosamente elaborada e trabalhada com dedicação e comprometimento para marcar o público com um som que encante pela sua construção, sensibilidade e contemporaneidade.

Cordilera - Ruptura (capa)

Videoclipe de “Noumenon” – A fusão do Rock Progressivo clássico à estética contemporâneo do gênero pauta a sonoridade do quinteto Cordillera, de Campinas (SP). Do minimalismo ao punch da guitarra, a proposta sóbria e técnica da banda pode ser conferida na música “Noumenon”, que também foi lançada em formato videoclipe. Confira:

O clipe de “Noumenon”, música que também está disponível em streaming no Spotify junto ao single “On the Top of the Wall”, foi escrito, produzido e dirigido pela produtora Muto.

Assim como a proposta sonora do Cordillera, o vídeo tem referências à arte abstrata, com muitas texturas e que dialoga constantemente com o enigmático, seja pelo andamento musical como pelas imagens. Pink Floyd, Porcupine Tree e Pain of Salvation são algumas referências ao trabalho único e criativo da banda.

Cordillera – Formada por músicos profissionais que se conheceram no meio acadêmico, a banda foi criada por Victor Oliveira e Raphael Moretti em 2013. Dois anos depois, a proposta musical original foi transformada com o ingresso de Pedro Ghoneim, Matheus Vazquez e Tarcísio Barsalini. Com novos integrantes e múltiplos talentos, o Cordillera estava pronto para compor e produzir um álbum de estreia marcante que transcendesse a percepção do ouvinte. Esse é Ruptura.

Links relacionados:

 

Anúncios

Atlantis: “Summoning The Witch” será disponibilizado dentre as principais plataformas digitais!

Atlantis 3

O primeiro trabalho do power trio catarinense Atlantis, o EP “Summoning The Witch”, também poderá ser encontrado dentre os principais serviços para streaming de música, como o Spotify, Deezer, iTunes, Napster, Claro música, Tidal e entre outros.

Isso decorre de uma forte parceria com o selo Sangue Frio Records, que já havia trabalhado nos lançamentos dos recentes materiais “Hotter Than A Burning Church” e “Lost In Time”.

O Atlantis ainda possui cópias físicas de “Summoning The Witch” e visa, com esta disponibilidade digital junto à boas promoções, alavancar ainda mais as vendas deste álbum.

Confira aqui a promoção exclusiva intitulada “Hotter Witch in Time”: https://sanguefrioproducoes.com/n/1463

Adquira aqui: http://bit.ly/Atlantis_Hotter_Witch_In_Time

Encontre o Atlantis no Spotify:

“Hotter Than A Burning Church”: https://open.spotify.com/album/4w0caECOXQR1wkbuiEegMg

“Lost in Time: https://open.spotify.com/album/4e4C35M0OPI4dMBq3Zy8iD

Em paralelo, a banda segue trabalhando em um novo álbum e já encontra-se no estúdio Abrigo Nuclear, sob supervisão do produtor Edson Luís de Souza, onde está sendo gravado os primeiros ‘takes’, que servirão como base na pré produção do vindouro material, confira mais informações aqui: http://www.sanguefrioproducoes.com/n/1479

Produtor: Leve o Atlantis para seu evento, escreva para atlantisheavymetal@gmail.com e solicite mais informações.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/AtlantisHeavyMetal
https://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Atlantis/18

 

Oldlands: banda divulga capa do vindouro álbum “Source of Eternal Darkness”, confira!

 

Old Lands

Um dos mais novos nomes do Ancient Black Metal brasileiro, o Oldlands, iniciou 2018 com tudo! Logo após lançar o seu single, intitulado “Prayers For Nothing”, o ‘one-man-band’ paranaense já começa a divulgar mais informações do seu vindouro trabalho.

Trata-se do debut álbum, “Source of Eternal Darkness”, que teve sua capa, enfim, divulgada. Com arte assinada pelo artista Moisés Alves, da Hell Forge Metal Art e animação feita pelo único membro da banda, Vox Morbidus, o novo material está previsto para julho de 2018, confira:

Para mais informações sobre este lançamento – que promete ser inovador – escreva para oldlands@hotmail.com.
 
Ouça agora o single “Prayers For Nothing”:
 
Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato
 
Links relacionados:

 

Machado de Einstein: banda prepara clipe para música “Won’t You” em Santa Catarina

Machado de Einstein

Machado de Einstein prepara clipe para música “Won’t You” em Santa Catarina

A banda Machado de Einstein lançou no primeiro semestre mais um álbum de inéditas, “Novo Rumo”, o destaque do novo álbum ficou para a distribuição (gratuita) que aconteceu no festival pernambucano, Abril pró Rock no Recife (PE).

Paralelo ao lançamento o grupo participou recentemente da primeira edição do treinamento “Gravando Bandas – Produção Audiovisual de Videoclipes” dirigida pelo renomado produtor, Derick Borba, com a realização da produtora ODM Music em Itajaí – Santa Catarina.

E o que resultou nesse curso foi um clipe inédito para a faixa “Won’t You” gravado num ambiente inusitado que tem tudo haver com a letra da canção da Machado de Einstein. “É uma crítica reflexiva, uma referência aos discursos internos do ser humano, acho que encontramos o clima e local ideal pra passar essa ideia.” garante o líder e vocalista da banda, Daniel Siebert.

O clipe está em fase final de edição e a banda promete disponibilizar em breve nas redes sociais e em seu canal oficial no You Tube.

O disco “Novo Rumo” pode ser conferido através do link:

 

O álbum também pode ser adquirido de forma física. Para ter uma cópia, basta entrar em contato direto com a banda, pelo endereço: https://m.facebook.com/machadodeeinstein/

Formação:
Daniel Siebert – (Vocal/Guitarra)
Edgar Gomes de Souza – (Guitarra)
Rodolfo Moura – (Baixo)
Henrique Lopes – (Bateria)
 
Links relacionados:

 

Infector: disponibilizado lyric vídeo para a inédita e macabra faixa “Emissário Fiel”.

Infector 2.JPG

O quarteto odioso santista, Infector, disponibiliza o lyric vídeo para a quinta faixa do recém lançado álbum “Metal da Morte”, que traz a torna todo seu poderoso e brutal Death Metal old school.

A letra da música em questão apresenta uma das histórias mais macabras e obscuras de Seriais Killers brasileiros, abordando a história de Marcelo Costa de Andrade, o famigerado Vampiro de Niterói, acusado de ter ceifado a vida de cerca de catorze meninos nas redondezas de Itaboraí, à aproximadamente 30 quilômetros de Niterói, no Rio de Janeiro, no ano de 1991.

Assista ao vídeo abaixo:

“Metal da Morte” marca um novo momento na carreira da banda e o disco é o primeiro registro com a nova formação com a estreia do vocalista Mario César Dutra, além de conta com as participações de nomes poderosos da CENA do Metal Extremo Santista, como Angel (Vulcano), Luiz Carlos Louzada (atual vocalista do Vulcano), Roberto Opus (Opus Tenebrae), Doug The Goat (Chesed Geburah) e Alexandre Sombra (Sombra Metal).

O álbum foi gravado no “O Beco Estúdios” em Santos/SP, sob a produção de Ivan Pellicciotti. O material foi disponibilizado no formato físico em parceria com os selos Violent Recs, Impaled Recs, Misanthropic Recs, Cangaço Rock Comunicações e Iron Fist Rock Wear. Interessados na aquisição do disco basta entrar em contato com a banda ou com selos presentes no lançamento.
 
 
Links relacionados:

Eternal Sacrifice: encontre agora um dos principais nomes do Pagan/Black Metal brasileiro dentre as plataformas digitais

Pagan Black Metal

Agora ficou ainda mais fácil encontrar o Eternal Sacrifice dentre os principais serviços de streaming mundiais para ouvir o melhor do Pagan/Black Metal executado pelos baianos.

Isso decorreu de uma forte parceria entre a banda e a Sangue Frio Records, que disponibilizou os álbuns “Sonata Satanicka 666”, de 2004, e “Iluminados por Thanatherous Aleph… MusickantigA (Atto II)”, de 2010, dentre as plataformas digitais mais utilizadas, confira:

Spotify: https://open.spotify.com/artist/7ehRWMm4SxSQ5ZNxlTVLmM
Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/14805543
iTunes: https://itunes.apple.com/br/artist/eternal-sacrifice/1385909539
Napster: https://br.napster.com/artist/eternal-sacrifice
Tidal/Wimp: https://listen.tidal.com/artist/9886940
Soundcloud: https://soundcloud.com/eternalsacrifice
Shazam: https://www.shazam.com/pt/artist/204996083/eternal-sacrifice
Amazon: https://amzn.to/2I7F9F7
Google Play: http://bit.ly/ES_GooglePlay

Em outras notícias, o Eternal Sacrifice divulgou recentemente a capa e tracklist do seu vindouro álbum, intitulado “Ad Tertium Librum Nigrum”, o novo trabalho contará com 10 faixas e previsto para agosto deste ano, será lançado pela Hammer Of Damnation, no formato físico (deluxe slipcase digipack CD)  e Sangue Frio Records em âmbito digital.

Tracklist e demais informações acesse: https://sanguefrioproducoes.com/n/1470

Contato para shows: eternalsacrifice666@hotmail.com

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados: 
https://hodrecs.com/
https://www.facebook.com/eternalsacrifice666/
https://sanguefrioproducoes.com/artistas/ETERNALSACRIFICE/59

 

Quintessente: novo clipe de Delirium está sendo produzido com duas grandes empresas brasileiras

Quintessente - Delirium

A banda Quintessente informa oficialmente a preparação de um novo vídeo clipe na carreira. Após vários elogios e sendo considerado um dos principais lançamentos no ano de 2017, o álbum “Songs From Celestial Spheres” receberá todo um conceito visual para uma das músicas mais importantes do disco. A faixa “Delirium” terá sua musicalidade tratada em imagens por duas renomadas e importantes empresas de áudio/visual do país, com captações profissionais em alto nível, sendo utilizados recursos da mais alta tecnologia e desenvolvimento para clipes e vídeos oficiais de músicos e artistas.

Para toda a produção, nada melhor que grandes empresas na criação e direção do trabalho. Com isso em mente, a banda Quintessente fechou parceria com as empresas “Criatoriom Ideias” e “CS Music Videos”. Ambas irão trabalhar em conjunto nas gravações do novo clipe da música “Delirium”. A empresa “Criatoriom Ideias” será responsável pela direção das imagens do novo clipe, enquanto a “CS Music Videos” irá fazer todas as captações, edições e tratamento das imagens.

A direção será conduzida por Edu Nascimentto da “Criatoriom Ideias” e contará com a parceria de Vinicius Hozara da “CS Music Video”. O clipe ainda não tem data oficial de lançamento, porém, muito em breve, algumas imagens serão disponibilizadas pela banda Quintessente para que os fãs degustem dessa grande produção que está sendo realizada no país.

Formação:
André Carvalho – (Vocal)
Cristiano Dias – (Guitarra)
Cristina Müller – (Teclado/Vocal)
Luiz Fernando de Paula – (Baixo)
Leo Birigui – (Bateria)
 
Mais informações:

Ossos: escute agora o primeiro single do novo álbum “Caos em Mim”

Ossos 1

Enquanto o novo álbum do Ossos não é liberado em sua totalidade para os fãs, o grupo, disponibiliza o primeiro single oficial do disco “Caos em Mim” que será lançado em formato físico e digital para os fãs.

A primeira música a ganhar o mundo é a faixa “Vitrine de Satã” que está disponível em todas as plataformas de Streaming e pode ser conferida gratuitamente. O Ossos comemora 20 anos de carreira em 2018 e em sua trajetória, a banda conquistou com muita honra o título de ser um dos nomes mais ativos e importantes do Crossover/Thrash do sul brasileiro.

Confira a nova música “Vitrine de Satã”:
 
Caso você tenha interesse em possuir o encarte completo do single, basta entrar em contato com a banda pelos links abaixo.
 
Ossos é formado por:
Pezzi – (Vocal)
Claiton – (Guitarra)
Guga – (Guitarra)
Thrash – (Baixo)
Pedrada – (Bateria)
 
Mais informações:
 

Mayaen: banda vai do Stoner ao Alternativo no EP de estreia

Mayaen onerpm

Nova banda da Abraxas Records reúne integrantes da Lively Watter e do Stone House on Fire

Fábio Mazzeu (guitarra e vocais, Lively Watter) e André Leal (bateria, Stone House on Fire e Carbo) resgatam a verve noventista da fase áurea de Monter Magnet, Fu Manchu, Soundgarden e Alice in Chains ao longo das seis músicas de “Mudlord”, o EP de estreia do duo Mayaen que chega às principais plataformas de streaming pela Abraxas Records. Ouça aqui: https://ONErpm.lnk.to/Mayaen.

Gravado no estúdio Jukebox, em Volta Redonda (Rio de Janeiro), o registro é essencialmente stoner, mas com nuances de rock alternativo. A mistura é sentida nos riffs arenosos, nos vocais graves e energéticos, embalados pela bateria e refrãos marcantes. O próprio duo assina todas as músicas, enquanto a produção do EP teve a colaboração de Kleber Mariano.

O Mayaen, formado neste ano, é a válvula de escape de Mazzeu e Leal, criado para experimentar ideias, sonoridades e revigorar a amizade de longa data. A única regra aqui, explica o duo, é compor com o mínimo de recursos, uma proposital – e bem-sucedida – back to basics. Enquanto Mazzeu é ligado a bandas com propostas mais modernas, apegado ao hype, Leal é quem enaltece e mantém vivo o clássico. “A ideia é misturar tudo”, contam.

Com o EP lançado, o duo cai na estrada a partir de julho em uma mini turnê com datas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e pelo Sul do país. Quando o nome Mayaen aparecer no bar mais próximo, não dê bobeira, compareça e receba uma dose cavalar de Rock chapado de altíssimo nível.

Mais informações:

Projeto Trator: banda lança “Na Órbita do Medo”, 10º registro de inéditas

Projeto Trator onerpm

“Na Órbita do Medo”, o 10º registro do Projeto Trator, exalta tudo aquilo que o duo paulista martela há 12 anos de atividades: músicas fora do senso comum, e muita caoticagem, calibrada a partir da junção de momentos Sludge, Doom, Stoner e Punk. O novo EP tem quatro músicas, que já estão nas principais plataformas de streaming via Abraxas Records. Ouça: https://ONErpm.lnk.to/ProjetoTrator.

Paulo Uedo (guitarra/vocal) e Thiago Padilha (bateria) apresentam, como de costume, uma sonoridade orgânica, com pouquíssimos overdubs, captada junto a Sérgio Ugeda (ex-Hierfofante Púrpura) no estúdio Bem Maior, ainda em 2017. Antes de ganhar a versão definitiva do EP, as novas músicas – “Na Órbita do Medo”, “Asfixia”, “Vermes” e “Absurdos” – foram testadas ao vivo na turnê realizada ano passado na Argentina.

A crítica social nas letras do disco “Fora Temer” (2016) está ainda mais direta neste novo material, sem nunca deixar de lado a estética dadaísta, uma das mais fortes características do processo criativo lírico do duo. “Não é clichê, mas é o que a gente vive no dia a dia. O Fora Temer é uma referência boa pra entender o que se reflete nesse EP. Nada melhora, tudo piora na realidade brasileira”, desfere Paulo.

Já a massa sonora do Projeto Trator traz as habituais referências a bandas como Eyehategod e Electric Wizard. “Na Órbita do Medo’ ainda tem diversas experimentações. “Trouxemos as jams ao estúdio, além de ficar mais perto do punk, com influência de Amebix e Discharge”, afirma Padilha. “Experimentação tem que ter e fazer show igual todo dia é chato. Por isso desta vez usamos loopings e delays. Tentamos nos aproveitar ao máximo”, completa Paulo.

A música homônima ao EP, “Na Órbita do Medo” também estreia em formato lyric-video. Assista:

A concepção gráfica é de Padilha, com animação de Paulo. “Unimos as profissões dos dois para esta produção audiovisual, que recorre a emotions com caveira, símbolo da banda, e à cor verde, numa alusão à cannabis”, contam. Paulo é finalizador de vídeo e Padilha designer gráfico.

Mais informações: