Cordillera: dialoga com o enigmático e o abstrato em “Ruptura”

cordillera_002

Disco de estreia tem oito faixas autorais embaladas em sonoridades progressivas entre o Rock e o Metal

“Ruptura” é o debut do Cordillera. A banda de Campinas apresenta oito faixas autorais embaladas num Rock Progressivo marcado pelo contraste entre o refinamento de ambientações atmosféricas e a intensidade do Rock e do Metal, presente na forte carga dramática das canções. O registro ainda tem momentos viscerais de peso e crueza, cuja estética passa pelo abstrato e pelo enigmático. Ouça “Ruptura” nas principais plataformas de streaming: https://ONErpm.lnk.to/Cordillera.

Formado por Victor Oliveira (vocal), Raphael Moretti (guitarra), Pedro Ghoneim (baixo), Tarcísio Barsalini (guitarra) e Matheus Vazquez (bateria), o Cordillera evidencia em “Ruptura” os distintos backgrounds musicais de seus integrantes e a fusão de gêneros que criou a experiência sonora contrastante do álbum. As influências abrangem o Rock Progressivo clássico do Pink Floyd, o Prog contemporâneo de Pain of Salvation e de Steven Wilson e o Rock dos anos 90 de bandas como Soundgarden e Alice in Chains.

O nome do álbum de estreia, no entanto, não se refere somente à fusão de gêneros apresentada, mas também à quebra de expectativa sobre a própria construção musical e ao rompimento com tendências de cenários já conhecidas. “Ruptura” foi criado para transcender – romper com o que está. Isso acontece tanto na sonoridade quanto no mindset do Cordillera, que planejou e criou toda uma estrutura para produzir o material.

O processo de pré-produção do álbum, que foi gravado no estúdio Family Mob, em São Paulo, durou um ano e foi feito pela própria banda, de forma independente. Cada etapa foi cuidadosamente elaborada e trabalhada com dedicação e comprometimento para marcar o público com um som que encante pela sua construção, sensibilidade e contemporaneidade.

Cordilera - Ruptura (capa)

Videoclipe de “Noumenon” – A fusão do Rock Progressivo clássico à estética contemporâneo do gênero pauta a sonoridade do quinteto Cordillera, de Campinas (SP). Do minimalismo ao punch da guitarra, a proposta sóbria e técnica da banda pode ser conferida na música “Noumenon”, que também foi lançada em formato videoclipe. Confira:

O clipe de “Noumenon”, música que também está disponível em streaming no Spotify junto ao single “On the Top of the Wall”, foi escrito, produzido e dirigido pela produtora Muto.

Assim como a proposta sonora do Cordillera, o vídeo tem referências à arte abstrata, com muitas texturas e que dialoga constantemente com o enigmático, seja pelo andamento musical como pelas imagens. Pink Floyd, Porcupine Tree e Pain of Salvation são algumas referências ao trabalho único e criativo da banda.

Cordillera – Formada por músicos profissionais que se conheceram no meio acadêmico, a banda foi criada por Victor Oliveira e Raphael Moretti em 2013. Dois anos depois, a proposta musical original foi transformada com o ingresso de Pedro Ghoneim, Matheus Vazquez e Tarcísio Barsalini. Com novos integrantes e múltiplos talentos, o Cordillera estava pronto para compor e produzir um álbum de estreia marcante que transcendesse a percepção do ouvinte. Esse é Ruptura.

Links relacionados:

 

Atlantis: “Summoning The Witch” será disponibilizado dentre as principais plataformas digitais!

Atlantis 3

O primeiro trabalho do power trio catarinense Atlantis, o EP “Summoning The Witch”, também poderá ser encontrado dentre os principais serviços para streaming de música, como o Spotify, Deezer, iTunes, Napster, Claro música, Tidal e entre outros.

Isso decorre de uma forte parceria com o selo Sangue Frio Records, que já havia trabalhado nos lançamentos dos recentes materiais “Hotter Than A Burning Church” e “Lost In Time”.

O Atlantis ainda possui cópias físicas de “Summoning The Witch” e visa, com esta disponibilidade digital junto à boas promoções, alavancar ainda mais as vendas deste álbum.

Confira aqui a promoção exclusiva intitulada “Hotter Witch in Time”: https://sanguefrioproducoes.com/n/1463

Adquira aqui: http://bit.ly/Atlantis_Hotter_Witch_In_Time

Encontre o Atlantis no Spotify:

“Hotter Than A Burning Church”: https://open.spotify.com/album/4w0caECOXQR1wkbuiEegMg

“Lost in Time: https://open.spotify.com/album/4e4C35M0OPI4dMBq3Zy8iD

Em paralelo, a banda segue trabalhando em um novo álbum e já encontra-se no estúdio Abrigo Nuclear, sob supervisão do produtor Edson Luís de Souza, onde está sendo gravado os primeiros ‘takes’, que servirão como base na pré produção do vindouro material, confira mais informações aqui: http://www.sanguefrioproducoes.com/n/1479

Produtor: Leve o Atlantis para seu evento, escreva para atlantisheavymetal@gmail.com e solicite mais informações.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/AtlantisHeavyMetal
https://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Atlantis/18