Rhegia: quarta parte de documentário e teaser de novo single disponíveis no Youtube

Rhegia 1

Assim como vem sendo divulgado nos últimos dias na imprensa, a banda paraense de Heavy Metal Rhegia vem disponibilizando em seu canal oficial do Youtube um mini documentário que apresenta o conceito da nova banda (o Rhegia foi fundado em 2017) e também o processo de produção de seu primeiro álbum, que está prestes a ser lançado. Agora a banda apresenta ao público o quarto vídeo desta série, onde os integrantes se aprofundam mais no conceito folclórico abordado, mais especificamente sobre o genuíno instinto guerreiro dos indígenas amazônicos.

Ainda, o vídeo também apresenta em primeira mão o título do primeiro álbum e a arte de capa, que foi criada por ninguém menos que o colombiano Felipe Machado Franco, um dos mais renomados artistas gráficos do Metal, que já criou capas para bandas como Blind Guardian, Blaze Bayley, Iced Earth, Rhapsody, Rage e Kipelov, dentre vários outros grandes nomes do Metal mundial.

Confira a quarta parte deste mini documentário através do link a seguir. Acesse o canal da banda e confira também os episódios anteriores da série:

Ao mesmo tempo, o Rhegia, banda formada atualmente por Moadias Branco (vocais), Saulo Caraveo, Igor De Nardi (guitarras) e Ilvan Pimenta (contrabaixo), divulga no Youtube um teaser de seu novo lyric-video, o do single The March”. A previsão de lançamento do lyric-video é o próximo dia 06 de agosto. Mas, quem quiser ouvir esta música em primeira mão, a mesma já está disponível nas principais plataformas digitais. Confira no link a seguir o teaser de “The March”:

Maiores informações sobre o aguardado álbum de estreia do Rhegia, cujos integrantes são músicos reconhecidos da cena Metal paraense, serão divulgados brevemente.

Rhegia é formado por:
Moadias Branco – (Vocal)
Saulo Caraveo – (Guitarra)
Igor De Nardi – (Guitarra)
Ilvan Pimenta – (Baixo)
 
Mais informações:
Anúncios

Prison Bäit: banda anuncia encerramento das atividades

Prison Bait 4

Viver de música pesada no Brasil é uma tarefa árdua e muito complexa nos dias de hoje, infelizmente, poucas bandas conseguem sobreviver por muito tempo. Agregue a isso, a falta de apoio, incentivo, custos caros de gravações e ensaios, e na maioria dos casos, os músicos precisam ter empregos fora do ramo musical para sustentar famílias, ou, a si mesmos.

Para surpresa geral de muitos fãs, um dos nomes mais importantes e de grande relevância ao cenário nordestino, o Prison Bäit, comunica o fim de suas atividades por tempo indeterminado. O motivo do fim da banda, se deve a inúmeros fatores, nenhum deles por motivo de desavença ou brigas internas, mas sim ao fato de os músicos possuírem diferentes planos para esse segundo semestre de 2018 e 2019.

O Prison Bäit teve sua história iniciado em 2013, quando os amigos Zeno Neto (vocalista), Cleyton Alves (bateria) e Wilson Santos (baixo), fundaram a banda com o proposito de executar músicas autorais e voltadas ao Rock sujo e pesado. Com fortes influências de Motorhead, o grupo lançava em 2014 seu debut álbum, “Who da fuck are you”, um álbum que apresentava ao cenário, um grupo coeso e muito técnico. O disco que teve dois clipes lançados e está disponível em todas as plataformas de Streaming, foi agraciado com resenhas positivas por grande maioria da imprensa brasileira.

No ano de 2017, o Prison Bäit, integrava o guitarrista Tiago Godoy ao grupo. Com essa formação, a banda, dava início as composições do segundo disco da carreira, porém, esse novo álbum acaba sendo engavetado e por hora é anunciado o fim de uma das bandas mais divertidas do país.

Apesar do fim das atividades, o Prison Bäit, não descarta que no futuro uma reunião possa acontecer. No momento cada integrante seguira seu caminho, alguns dentro da música, outros em rumos diferentes profissionalmente. A amizade entre os quatro músicos continua intacta e todos desejam sucesso em suas novas empreitadas.

Interessados em conferir o som da banda, o disco “Who da fuck are you” pode ser encontrado no canal oficial da banda no YouTube, ou, no Spotify, Deezer, ITunes, Google Play, Napster, Amazon e várias outras plataformas de Streaming.