Rest In Chaos: videoclipe de “Ego Riser” é oficialmente lançado.

Rest In Chaos EGO RISER 2

Rest in Chaos divulgou recentemente o single “Ego Riser” e deste single a banda preparou um videoclipe.

A banda, que é uma das mais emergentes revelações do Metal Brasileiro, trabalhou pesado e constante no lançamento deste single e videoclipe, impondo no mesmo toda a qualidade e intensidade técnica e sonora da banda.

Confira “Ego Riser” official music vídeo:

Rest In Chaos revelou um pouco do passo a passo do processo de gravação deste videoclipe.

Uma das partes mais difíceis no início do processo de gravação do clipe foi achar o local ideal. Depois de muita procura, Marlon Joy (Baterista) descobriu um local que que estava mais perto do que pensavam. Confira:

O segundo passo, e muito importante vale destacar, era escolher a empresa de filmagem certa. E essa missão ficou a cargo da Camerafly Filmes. Evandro (Flash) e Bruno Maciel foram extremamente dedicados e profissionais permitindo a banda extrair o máximo para a gravação deste videoclipe.

A terceira parte do processo Após muitos anos presente na cena underground essa foi a primeira vez que Dree (Baixista) conseguiu envolver seu filho em uma produção artística. Neste terceiro episódio do Minidoc lançado pela banda ele falou sobre, confira:

Por fim, a mensagem de “Ego Riser” foi detalhada no quarto episódio do minidoc por Gustavo, vocalista da banda.

Gustavo destacou “Ego Riser descreve o quanto as pessoas estão cada vez mais mortas por causa de seus egos. Deixamos de ser quem somos apenas para garantir que não erramos e que nossas opiniões estão sempre certas.” 

Este videoclipe mostra a maturidade, identidade e qualidade que a Rest In Chaos atingiu em tão pouco tempo de existência, provando ser uma das maiores revelações do metal brasileiro nos últimos 5 anos.

Conclui um processo denso, longo e prepara o caminho para o álbum vindouro onde a banda trará de forma completa toda essa intensidade demonstrada em Ego Riser.

Links relacionados:

 

The Gard: o homem moderno e suas contradições são o tema central da música inédita “Plastic Man”

The Gard 2018

Primeira canção gravada pela nova formação da banda, “Plastic Man” ganhará um videoclipe a ser lançado no dia 14 de Dezembro. Assista o ‘teaser’.

“A “Plastic Man” traz um retrato do homem contemporâneo. Sua frieza, anestesia e principalmente suas contradições. É como se estivéssemos nos transformando em seres apáticos e doentios, como se fôssemos de plástico. Sem sentimento. Sem vida.”. As palavras, urgentes, do vocalista Beck Norder, pintam o quadro perfeito do que representa, conceitualmente, “Plastic Man”, nova composição do grupo de Rock Neoclássico The Gard.

Composta por Norder em parceria com o guitarrista Allan Oliveira, “Plastic Man” é a primeira canção do The Gard a ser gravada pelos cinco músicos que integram a atual formação da banda: além de Norder e Oliveira, completam o line-up o baterista Lucas Mandelo, o guitarrista Gabriel Miranda e o baixista Enrico Ghirello.

“Podem esperar uma música completamente diferente de tudo que já ouviram da The Gard. “Plastic Man” tem uma sonoridade moderna, se aproxima de bandas como QOTSA, Audioslave, Temple of the Dog e Soundgarden”, acrescentou o vocalista.

Gravada por André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP – que já havia trabalhado com o grupo no disco de estreia “Madhouse” -, “Plastic Man” será disponibilizada nas plataformas digitais a partir do dia 14 de Dezembro e também vai ganhar um videoclipe com direção de Adryano Fortien e Laura Tomé. Assista o teaser:

Sobre o The Gard:

Formada em 2010, a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.

“Madhouse”, disco de estreia da The Gard, foi então uma consequência natural. Em oito faixas, o grupo paulista transcende suas referências musicais ao oferecer ao público uma experiência musical onde o Rock Clássico e o contemporâneo convergem, como numa coalização sonora que disponibiliza-se para o futuro, para o desconhecido.

Produzido pelos próprios músicos em parceria com André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP, “Madhouse” reúne as faixas “Play Of Gods”, “Music Box”, “The Gard Song”, “Back To Rock”, “Kaiser Of The Sea”, “Madhouse” e “Panem at Circenses”. E como não poderia deixar de ser, além das sete composições autorais, “Madhouse” também traz um novo arranjo para “Immigrant Song” do Led Zeppelin, a banda que, para o The Gard, sempre representou a terra de neve e gelo de onde eles vêm com seu barco rumo às novas terras desconhecidas.

“Madhouse” está disponível nas plataformas digitais e também em formato físico em Cd.
Spotify: https://spoti.fi/2JtgkEt 
Deezer: https://bit.ly/2r4bfuG
Google Play: http://bit.do/eeSAo
Amazon: https://amzn.to/2HsQR1q
Cd Baby: https://bit.ly/2r3HACT

O CD físico está à venda no Mercado Livre: https://bit.ly/2r0pAJo

Um videoclipe para “Immigrant Song” foi lançado anteriormente como single. O vídeo foi dirigido e filmado por Adryano Fortien no GraphStudio em Campinas/SP. Para assistir, acesse:

Mais informações:
www.thegardband.com
www.facebook.com/thegardband
www.youtube.com/thegardband
www.soundcloud.com/thegardband
www.instagram.com/thegard_band

Mocho Diablo: banda promove audição do novo álbum, “Sungazer”

Mocho - Sungazer_small

“Sungazer”, o terceiro álbum da banda paulistana Mocho Diablo, é um registro plural. Extrapola o Stoner do lançamento anterior, “Monochrome” (2015), e transborda num Rock Visceral repleto de fuzz, experimentos com theremin e efeitos lo-fi. Nesta sexta-feira, 30 de novembro, os integrantes do Mocho Diablo estarão no Molotov Bar, em São Paulo, para fazer a audição oficial do disco junto à imprensa e convidados. O evento é aberto ao público e começa às 19 horas.

Dia 30 de novembro é também a data em que “Sungazer será lançado, de forma independente, em todas as plataformas de streaming. Para 2019, a banda ainda planeja editar o álbum em vinil, mas, por enquanto, a distribuição das sete faixas será exclusivamente digital e gratuita, assim como os lançamentos anteriores da banda.

Sungazer é a materialização de um longo processo de composição e gravação de Guilherme Klaussner (vocal/theremin), Maurício Peruche (guitarra), Murilo Silva (baixo) e Thiago Pinho (bateria) junto ao produtor Billy Comodoro. As composições do novo lançamento foram originadas, elaboradas e terminadas em ritmo de ensaio, com todos, ao mesmo tempo, arrancando a complexidade da virtuose e da doutrina musical e agregando boa dose do que é sentido no momento. Joga-se a ênfase nos riffs, altos e pesados, não importando se conduzidos pela guitarra ou pelo baixo. Tudo bem amarrado por uma linha melódica encharcada da crueza Punk.

E nestas sete faixas o que paira no ar, ou melhor, a aura do disco, é a vibe do Rock Garagem, uma dinâmica que torna a audição orgânica, inclusive com o suporte de velhos amplificadores valvulados, que enfatiza o fuzz timbrado do baixo e guitarras. Essencial também ao resultado final é a percussão gravada por Lienio Medeiros, o novo baterista, que entrou para a Mocho Diablo no lugar de Pinho ao longo do processo.

O primeiro single “A.L.M.A.” teve inspiração nas paisagens desérticas da costa pacífica sul-americana. Uma geografia que transmite calma e ao mesmo tempo desespero, elementos que estão estampados em cada acorde e estrofe da faixa.

mocho_diablo

Audição oficial do disco Sungazer
Eventohttps://www.facebook.com/events/1153859031437843/
Data: 30 de novembro de 2018
Horário: 19 horas
Local: Molotov Bar
Endereço: Rua Joaquim Antunes, 1092, Pinheiros, São Paulo, SP

Mais informações:

Melyra: banda convida para uma fuga da realidade em disco de estreia

Melyra 2018

Maturidade e peso se refletem nas 10 faixas de “Saving You From Reality”, o disco de estreia da Melyra. O álbum conceitual traz como temática central a  fuga da realidade como forma de escapar dos problemas, ou mesmo de não enlouquecer. Atual e pulsante, o disco mostra que o Metal nacional continua firme, forte e necessário.

“É um grande passo e uma grande conquista. Estamos felizes por conseguirmos expressar esses sentimentos em música! Esse álbum contém muitas das nossas questões e muitas das nossas respostas, que andam lado a lado. Sentimos que com ele estamos prontas para alçar voos mais longos e crescer como banda”, explica Fe Schenker, guitarrista e backing vocal.

Além de Fe, a Melyra é formada por Nena Accioly (baixo e guturais), Roberta Tesch (guitarra e backing vocal), Verônica Vox (voz) e Drika Martins (bateria). O grupo carioca ficou conhecido no cenário do Metal nacional após abrir o show do Arch Enemy, no Circo Voador (RJ) e participar do disco em tributo aos 25 anos de carreira de Edu Falaschi, ex-vocalista do Angra. No currículo elas também trazem o EP “Catch Me If You Can” (2014) e os singles “Run and Burn” e “Dead Light”.

A fuga da realidade abordada no disco não foi premeditada. Após o processo de composição, durante a fase de seleção das músicas é que a temática surgiu.

“Em estúdio, nós costumamos sentar juntas pra ‘montar’ a música como achamos que ela deve soar, sempre com a colaboração de todas. Depois partimos pros arranjos com todos os instrumentos e linha vocal. Normalmente começamos pelos riffs de guitarra, mas não é uma regra. A “Poison of Myself” começou da letra”, exemplifica Fe.

Gestado durante dois anos, o álbum de estreia reflete as emoções e pensamentos das integrantes da banda.

“Assim como todo mundo, travamos nossas lutas diárias em busca da melhor resposta que poderíamos dar para nós mesmas e para o mundo. Porém, alguns dias precisamos fugir da realidade. São uns dias que a gente precisa se desligar de tudo pra poder sobreviver até a noite seguinte”, define Fe.

O álbum “Saving You From Reality” foi produzido, gravado, mixado e masterizado por Celo Oliveira, do estúdio Kolera. As composições para bateria são de Ana de Ferreira. A capa foi criada por Carlos Fides (Evergrey, Noturnal, Almah, Edu Falaschi), enquanto o encarte é de Daniel Accioly e as fotos de Gabriel Peres.

Ouça “Saving You From Reality”
 
Mais informações:

Crucifyce: confira o lyric vídeo do single “Extinction”

Crucifice

A banda Crucifyce apresentou em 2018 o single “Exctinction”

Confira o Lyric Video do Single “Extinction” da Crucifyce.

Conheça mais sobre a banda Crucifyce:

A banda Crucifyce foi fundada em dezembro de 2012, em Uberaba (MG), pelo atual guitarrista Carlos Augusto e o antigo baixista Cristian Lionel, e a partir dessa época começaram a compor e tocara músicas próprias com o intuito de expressar ideias a respeito de diversos temas como guerras, perversidade humana, vícios entre outros.

O estilo musical executado pela banda é variado, que vai desde o Death Metal/Thrash Metal até o Hardcore, Deathcore, adicionando várias influências e características de cada membro.

O nome Crucifyce não existe em nenhum idioma atual, foi um nome pensado aleatoriamente na busca de um nome curto e fácil de ser decorado.

A banda iniciou a produção do segundo álbum, intitulado “Human Waste”, o qual tratará de temas como fome, pobreza, suicídio, decepções e algumas questões sobre a segunda guerra mundial.

Em Setembro de 2017 foi lançado o segundo videoclipe, também intitulado “Human Waste”, que expressa sobre problemas sociais, sofrimento humano e da crueldade dos nazistas na segunda guerra mundial.

O Crucifyce é formado por:
Tayssa – (Vocal e Baixo)
Carlos – (Guitarra)
Mayron – (Bateria)

A banda se apresentou em muitos eventos na cidade de Uberaba (MG), Uberlândia (MG), Araguari (MG), São José do Rio Preto (SP), Monte Azul Paulista (SP) e Ribeirão Preto (SP). Em todos os eventos, os resultados foram positivos.

No entanto, procuramos divulgar bastante nosso trabalho, buscamos oportunidades e desenvolvemos o nosso som de forma que contribua para a valorização do Metal Nacional.

Siga e ouça a Crucifyce:
Videoclip Human Waste:
Videoclip Freedom Is Gone: https://youtu.be/KH7nS6ohaLs
Video Lyric What Life Is: https://youtu.be/kdxOOrtxVm8
Video Lyric Extinction: https://youtu.be/kcbPSkZ4rT0

Agony Voices: banda lança álbum “Mankind’s Glory” em todas as plataformas de Streaming pelo selo digital Roadie Metal

Agony VOices

O Agony Voices é considerado um dos nomes mais importantes do Progressive Death/Doom Metal do Brasil. Um dos motivos que os credenciam a isso, é o álbum “Mankind’s Glory” que fora lançado oficialmente em 2015 e até o presente momento é aclamado dentro e fora do país.

O sucesso do disco proporcionou ao grupo o lançamento internacional do registro, sendo disponibilizado em formato físico por um selo mexicano que distribuiu o álbum por toda a América do Norte, Europa e Ásia.

Aproveitando o momento positivo, após o lançamento do clipe da música “Desire For Pain”, que está inclusa no álbum “Mankind’s Glory”, o Agony Voices informa que o álbum em sua integra, está disponível para audição em mais de 40 plataformas de streaming através do lançamento digital do registro com o selo da Roadie Metal.

Agora os fãs da banda e novos seguidores, podem conferir o registro em várias plataformas diferentes, abaixo listamos algumas que você poderá encontrar facilmente, ou, acessando diretamente o link:

 
TrackList:
01 – Mankind’s Glory
02 – Nocturnal Minds
03 – A New Beginning
04 – No Traces
05 – World of Devastation
06 – Desire for Pain
07 – Mysteries of Fear
08 – Labirynth
09 – Delusions of Death
10 – Abyss of Despair
 
Agony Voices é formado por:
Jonathan – Vocal
Barasko – Guitarra
Silvia – Guitarra
Valda – Baixo
Luiz – Bateria
 
Mais informações:

Uncrowned: EP de estreia é lançado digitalmente pelo Selo Roadie Metal

Uncrowned

O selo digital Roadie Metal apresenta mais um lançamento oficial, dessa vez o EP de estreia da banda de Black/Death, Uncrowned é o destaque do dia.

Com apenas três faixas, “Hope” é a primeira degustação disponibilizada pela banda carioca do seu vindouro álbum de estúdio.

Confira:
 
 
Tracklist:
01 – Hope
02 – Whispers of Death
03 – Pray of Plagues
 
Uncrowned é formado por:
Flávio Gonçalves – (Vocal)
Oscar Silva – (Vocais/Guitarra)
Alexandre Carreira – (Guitarra)
 
Mais informações: