Hamen: grupo une ficção científica e metal em disco de estreia

hamen_cadu andrade (2) - baixa

Cada música, uma história e um personagem. Cada música, um pequeno mundo a ser descoberto. É a partir desta ideia que nasce “Unreflected Mirror”, disco de estreia da Hamen, um dos destaques do metal sinfônico brasileiro. A banda é formada por Monica Possel (voz), Cadu Puccini (guitarra), Matheus Maia (baixo) e Gabriel Pedroso (bateria).

No novo trabalho produzido por Matheus Maia, a banda une ficção científica e melodias orquestradas nas 12 faixas. Considerado um dos maiores guitarristas brasileiros, Marcelo Barbosa (Almah, Angra), participou do disco de estreia da Hamen, “Unreflected Mirror”, na faixa “The Life Has Passed”. O álbum encontra-se disponível nas principais plataformas de streaming e em formato físico, no Brasil, na Europa e Ásia.

Ouça no seu streaming favorito: http://bit.ly/UnreflectedMirror

“A ideia sempre foi fazer com que o ouvinte pudesse emergir em um conto, fábula ou até mesmo imaginar a história de um livro ou um filme. É como uma série de 12 episódios e, em cada um deles, os personagens são apresentados. Sua evolução é contada pelas letras e as emoções atenuadas pela trilha sonora”, explica Monica Possel.

Inspirado também no conceito do mundo pós-moderno, as músicas falam de pessoas que vivem atrás da máquina, em uma vida acelerada e sem propósito. Voltada para sentimentos egoístas de crescimento e busca pelo poder, a vida perde sentido, levando a autodestruição. Principal letrista da Hamen, Monica fala sobre a inspiração para as canções:

“Me inspirei muito na obra de ficção científica do Arthur C. Clarke. Todas as músicas têm uma variação destes temas. Seja a busca pelo inalcançável, pelo poder ou pelo desconhecido. O ser humano quer estar sempre a frente, e nessa eterna busca, ele perde a chance de se conhecer, de viver mais e melhor”, analisa.

Neste disco, a Hamen investe em uma sonoridade focada no sinfônico, com mais elementos orquestrais. A partir deste trabalho a banda alcança um novo estágio da carreira, mais confiante e madura. É o caso da música “A New Beginning”, que segundo Matheus Maia, é essencial para a história do disco e traduz para o grupo o início de uma proposta promissora: “Representa a evolução do novo”, define.

O disco de estreia, “Unreflected Mirror” conta com a concepção gráfica do designer Carlos Fides, conhecido por seus trabalhos com as bandas Kamelot, Almah, Noturnall e Evergrey.

hamen - capa

Gravado no Broadband Studio, em  Brasília, o disco “Unreflected Mirror” conta com produção fonográfica, mixagem e masterização, de Caio Duarte (Dynahead); enquanto a produção musical e os arranjos orquestrais são do Matheus Maia. Já o coro das faixas é de Caio Duarte (barítono e baixo), e Monica Posel (soprano e alto). A ficha técnica também conta com os poemas na faixa “Intimate Future (Invasive Feelings Part I)” e “Lost Feelings (Invasive Feelings Part II)”, foram escritos por João Batista (JB). Já os vocais masculinos na faixa “Lost Feelings (Invasive Feelings Part II), são de Caio Duarte (barítono). Os guturais na faixa “Intimate Future (Invasive Feelings Part I) e “A New Beginning”, são de Caio Duarte.

Ouça “Unreflected Mirror”:
 
Mais informações:

 

 

 

 

Anúncios

Ektomorf: banda da Hungria estreia no Brasil com três shows em fevereiro

ektomorf_russia

Na ativa desde 1994 e influenciada pelo Sepultura, banda é considerada uma das formações mais emblemáticas da música pesada do Leste Europeu

O quarteto de Thrash Metal Ektomorf enfim se apresentará no Brasil. Após turnês canceladas em anos anteriores, a experiente banda da Hungria se prepara para desembarcar na América do Sul para três shows em território nacional, com produção da No Class Agency.

O giro para divulgar o pesado último disco “Fury” e o recém-lançado single “Eternal Mayhem” começa dia 7/2, no Rio de Janeiro (Teatro Odisseia), com abertura das bandas nacionais Tamuya Thrash Tribe, Maieuttica e Controle. Passa também por São Paulo no dia 8/2 (Sesc Pompeia) e termina na cidade paulista de São José dos Campos no dia 9/2 (Hocus Pocus), em ambas as datas com a banda carioca de Death Metal Lacerated And Carbonized como co-headliner. O Ektomorf ainda toca em Buenos Aires (Argentina) no dia 10/2.

Ao longo de 25 anos, o Ektomorf construiu uma sólida carreira na música pesada e é um nome mundialmente conhecido e respeitado, inclusive com diversos álbuns da extensa discografia lançados no Brasil.

Aliás, a icônica banda brasileira Sepultura, principalmente do início de carreira até o clássico “Roots”, foi por anos a grande inspiração de Zoltan Farkas (guitarra e vocal), o mentor e principal compositor da banda húngara. Hoje, no entanto, o Thrash Metal recheado de groove do Ektomorf também tem espaço para batidas próximas do Death Metal e raivosos riffs de outras escolas do Heavy Metal, clássicas e contemporâneas.

A diversidade funciona – e muito bem! – ao vivo. O Ektomorf é tanto uma banda que compõe e constantemente grava discos, como um agrupamento que coloca o trabalho à prova nos palcos mundo afora, como nos concorridos festivais Wacken, Summerbreeze, With Full Force e Bang Your Head. É quando o peso, o groove e atitude puramente metal deste quarteto húngaro é levado à exaustão em apresentações energéticas e altamente cativantes.

Para esta inédita turnê pelo Brasil e Argentina, o Ektomorf promete um longo repertório especial, com músicas de “Fury” intercaladas aos tantos hits de discos anteriores, como Gypsy, I Know Them, Outcast, Show Your Fist, Black Flag, entre outras.

Serviço:
 
Ektomorf no Rio de Janeiro
Data: 7 de fevereiro de 2019 
Horário: a partir das 19 horas 
Local: Teatro Odisseia 
Endereço: Avenida Mem de Sá, 66 – Lapa 
 
Ektomorf em São Paulo 
Data: 8 de fevereiro de 2019 
Horário: a partir das 20 horas 
Local: Sesc Pompeia 
Endereço: Rua Clélia, 93 
Ingresso: R$ 9 a R$ 30: bit.ly/ektomorf-sescpompeia
 
Ektomorf em São José dos Campos
Data: 9 de fevereiro de 2019 
Horário: a partir das 18 horas 
Local: Hocus Pocus Stúdio & Café 
Endereço: Rua Paraibuna, 838 – Jardim São Dimas