Warshipper: grupo lança single e lyric vídeo de “Atheist”

ATHEIST

Após o lançamento de “Black Sun” no início de 2018, o Warshipper assinou contrato com o selo Songs for Satan para dar continuidade em seu trabalho, trazendo seu mais recente lançamento em todas as plataformas digitais (Spotify, Deezer, Bandcamp, etc) e através do Lyric Vídeo produzido por Manoel Hellsen – o single “Atheist”.

“Atheist” traz toda a expressividade extrema da banda, tanto musical quanto conceitualmente, promovendo a sua aversão para com toda e qualquer influência dogmática e opressora, latentes em nossa sociedade.

Contando novamente com Rafael Augusto Lopes do “Casanegra Studio” na produção da música, o quarteto de Sorocaba (interior paulista) traz alguns dos aspectos fundamentais e característicos da banda como peso, agressividade, melodias densas, harmonias marcantes e construção progressiva, mas também alguns novos elementos que amplificam sua musicalidade.

A arte gráfica sóbria e impactante do single foi desenvolvida por Rodrigo Helfenstein (Ghost), e sintetiza toda a atmosfera cética da composição.

“Atheist” é o primeiro passo da nova parceria entre SFS e WS, deixando a expectativa de mais novidades para 2019.

Assista ao lyric vídeo de “Atheist”:

Anúncios

Pandemmy: grupo anuncia Split ao lado dos italianos do Abscendent

PANDEMMY_Lo_Res_SL

O grupo nordestino Pandemmy está gravando seu primeiro Split album, onde dividirá as faixas com os italianos do Abscendent. Cada banda será responsável por 5 músicas, sendo uma introdução, três inéditas e um cover. O lançamento ocorrerá nas principais plataformas de streaming em 30 de maio. Em breve serão divulgados capa e tracklist.

No ano em que completam 10 anos de atividade, o quarteto de Recife/PE está trabalhando pesado nas gravações deste trabalho e apenas no segundo semestre de 2019 retornará aos palcos. Após a saída de Arthur Santos, quem ficará a cargo de assumir as baquetas nesta gravação será o experiente músico Jhoni Rodrigues (Infested Blood, Feretro) que reside em Natal/RN.

Já o Abscendent vem divulgando seu segundo álbum oficial, Deliverance. Formado por Gabriele “Arch” Vellucci, Luca Riccardelli e Davide Tomadini, o trio da cidade de Lazio executa um Death/Thrash Metal com bastante técnica e passagens progressivas.

Siga o Abscendent em suas redes sociais:
https://www.instagram.com/abscendentofficial/
https://www.facebook.com/Abscendent/
https://abscendent.bandcamp.com/
https://www.youtube.com/watch?v=KGO4nGSNC0w

Em outras notícias, a banda liberou recentemente dois vídeos que fecharam o ciclo de divulgação de “Rise Of A New Strike”, lançado em 2016, assista:

“Stars Of Decadence” (OFFICIAL VIDEO):

“Almost Dead” (OFFICIAL LYRIC VIDEO):

 

Encontre Pandemmy nas principais plataformas de streaming:

Spotify: https://open.spotify.com/album/2cBXgew5t0DmkEgh3RtJLV
Deezer: https://www.deezer.com/br/album/73907312
iTunes: https://itunes.apple.com/br/album/this-land-will-never-disappear-single/1437127950
Napster: https://us.napster.com/artist/pandemmy/album/this-land-will-never-disappear

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/pandemmyofficial/
http://pandemmy.blogspot.com.br/
https://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/Pandemmy/44

Magnética: banda lança novo clipe “Em Mim” que luta em prol do fim da violência contra a mulher no Brasil

Magnetica - atual

Lançado oficialmente no “Dia Mundial da Mulher”, o novo clipe da Magnética, “Em Mim”, busca trazer reflexão para um problema gravíssimo vivido no Brasil e no mundo, a violência contra a mulher.

A banda Magnética que sempre trouxe em suas músicas assuntos que abordam temas sobre problemas crônicos em uma sociedade, expôs na letra de “Em Mim”, todas as mazelas causadas contra a mulher e o quanto isso obtém pouco respaldo da justiça brasileira, que não se esforça para criar leis mais severas e punitivas aos agressores.

Confira o clipe de “Em Mim”:

Em breve será lançado o novo EP “Frankenstein” em todas as plataformas de streaming. A música “Em Mim” estará presente no novo registro e poderá ser consumida no Spotify, Deezer, Itunes e várias outras plataformas.

Formação:
Rafael Musa – (Vocal/Guitarra)
Anderson Pavan – (Baixo)
Marcos Ribeiro – (Bateria)
 
Mais informações:

Darkhaos: a hora e a vez do triunfo

Darkhaos

Oriunda de Fortaleza/CE, a Darkhaos surgiu em meados de 2017 movida pelo desejo comum dos amigos  Erickson Oliveira (guitarra), Eriel Andrade (baixo) e Kallil van Derick (bateria) em fazer um som pesado, empolgante e melódico. Sem pretensão de atuar como protagonista de uma cena agitada e inflamada pela música extrema, como é a da capital cearense, a banda tocava por diversão e satisfação própria, até a entrada do vocalista Renato Ferreira que, a partir deste ponto, pensou em trilhar um caminho mais profissional em busca de novos horizontes.

Com qualidade técnica afiada e temas líricos variados, em 2018 o quarteto passa a trabalhar em composições que pudessem agradar não apenas ao grupo, mas a todos os fãs de Heavy Metal e seus subgêneros. As primeiras canções, “Shouting at your Grave”, “Out of the Door”, “Shadows in my Soul” e “He Who Shall not be Named” foram concebidas em uma rotina de ensaios dedicada a seus novos propósitos, que gerou horas de gravações em sessões de estúdio. Surge então, o EP “Shouting at your Grave” que será lançado no primeiro semestre de 2019.

Darkhaos - capa EP

A música da Darkhaos reflete na personalidade artística de seus membros, que tem como referência nomes como Iron Maiden, Helloween, Judas Priest, Simphony X e Dio, que traçam paralelos a outras influências como Slayer, Megadeth, Sepultura e Obituary.

Após a aquisição do EP “Shouting at your Grave”, a Darkhaos convida você a conhecer ao vivo sua performance de palco, em um show de peso, velocidade, violência sonora e melodia, que são atributos aplicados em seu “debut” e que vale a pena conferir.

Formação
Renato Ferreira – (Vocal)
Erickson Oliveira (Guitarra)
Eriel Andrade (Baixo)
Kallil van Derick (Bateria)
 
Contato:
(85) 98928-6143
 
Links relacionados

Burn Artworks: empresa fecha parceria com a Sangue Frio Produções, veja!

BURN_ARTWORKS_Divulgacao

Isso mesmo! Uma das principais empresas de Artes Gráficas para bandas e eventos de Metal do Brasil, a Burn Artworks, acaba de fechar uma importante parceria para este ano de 2019.

Trata-se do vínculo firmado com a Sangue Frio Produções, para que esta cuide do trabalho de assessoria de imprensa, divulgação em massa, relações-públicas, marketing e muito mais.

Saiba mais e conheça alguns trabalhos acessando:

https://sanguefrioproducoes.com/clientes-corporativos/BURNARTWORKS/27

Um bom disco já começa pela capa. Especialmente se ela for feita por um artista do calibre de Alcides Burn. Radicado no Recife desde a infância, este paraense se transformou, ao longo dos últimos 20 anos, um dos principais ilustradores brasileiros, com seu talento reconhecido por público e crítica além das fronteiras do país. Em 2019, Burn completa duas décadas de carreira, carregando em sua trajetória centenas de trabalhos para bandas dos quatro cantos do mundo.

Tudo começou em 1999, quando, após alguns experimentos com logos e desenhos para bandas de amigos, Alcides Burn fez o que ele considera o seu primeiro trabalho profissional: a capa da demo “Brutality in Extrems”, do grupo recifense Infested Blood. Um ano depois, ele assinaria a arte do primeiro disco da lenda pernambucana Decomposed God, o seminal “The Last Prayer”.

De lá para cá, o artista, que também atua como publicitário e produtor, fez seu nome em uma carreira longeva e constante. Sua empresa, a Burn Artworks, já foi responsável pela criação de conteúdo e ilustrações para bandas nacionais e internacionais, não apenas em capas, mas também em encartes, camisas, material para merchandising, artes para lyric videos e logotipos: as norte-americanas Acheron, Tim Ripper Owens e Obituary, as norueguesas Blood Red Throne e Keep of Kalessin, as belgas Picture e Iconoclasm e as brasileiras Krisiun, Wizards, Malefactor, Dominus Praelli, Robertinho de Recife, Headhunter D.C., Imago Mortis, Nervochaos, Sanctifier, Armored Dawn, Rebaellium e Voodoopriest.

Nos últimos tempos, o artista tem investido na ampliação dos seus trabalhos, como a confecção de produtos especiais, como pôsteres de turnês (Krisiun e Nervochaos na Ásia, Vital Remains Latin America Tour), e festivais, como o Setembro Negro, Metal Maniacs Meeting e Hellcifest.

E-mail: alcidesburn@gmail.com

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
http://www.burnartworks.com/
https://www.facebook.com/alcides.burn
https://www.instagram.com/alcidesburn/
https://sanguefrioproducoes.com/clientes-corporativos/BURNARTWORKS/27

Black Moon Riders: o real e o fantástico se encontram no primeiro lançamento

Black Moon Riders - Capa EP

A banda Black Moon Riders lançou recentemente seu primeiro EP oficial. Gravado no From Hellcords Studios, o trabalho autointitulado contém cinco músicas autorais e já está disponível nas principais plataformas digitais via Zabauros Agência. O disco conta com nomes de peso como Magnus Wichmann (Rage In My Eyes), responsável pelas linhas de guitarra, Victor Wichmann (professor de técnica vocal em LA) e Iuri Sanson (ex-Hibria) dividiram a produção vocal, além da mixagem e masterização de Henrique Fioravanti. A arte da capa ficou a cargo de Diego Dias.

Com influências de Heavy Metal, Stoner, Glam Rock, Shock Rock, filmes de terror e horror, o EP apresenta canções inspiradas tanto em acontecimentos da vida pessoal do vocalista Átila Ferrarez, quanto em histórias que ganharam vida no cinema fantástico.

“Child Of the Night” abre o disco e traz como tema a solidão e a falta de controle sob si mesmo, consequências causadas pelo mal de Alzheimer.

“Shes Die and Is Born Again” é inspirada em uma história real que pode acontecer em qualquer família, denunciando o abuso sexual infantil.

“Alice” apresenta uma versão alternativa para a história clássica de “Alice no País das Maravilhas”, onde o lugar que a garota visita e sensações que ela sente são muito mais assustadoras do que conhecemos no conto original.

“Enjoy the Ride” traz a origem da saga de “Alice”, filha de um anjo expulso do paraíso e que se apaixona pela mulher mais bela que encontra na terra. Desse relacionamento nasce Alice, convidada por seu pai para reinar ao seu lado no inferno.

“Time” relata o abandono e a descrença ocasionados pelo término de um relacionamento.

Confira o EP “Black Moon Riders”:

 

Átila fala sobre o lançamento: “Lançar esse EP é a realização da minha vida, eu trabalhei muito para isso e o resultado ficou incrível. Estou muito feliz e acho que as pessoas vão gostar do disco. Para mim, gravar é viver, quem não registra seu material, não deixa uma história. Dentro do universo de uma banda, tudo que envolve o processo de gravação de um material é a parte que eu mais aprecio. E o conceito desse trabalho passa por Castlevania, Bela Lugosi, monstros clássicos, filmes de terror que vão desde os anos 30 até a década de 1970. Além da loucura, solidão, abandono, doenças mentais, todo esse retrato cru da realidade. Eu acho que conseguimos passar essa densidade e o peso dessas inspirações para as músicas” – explica Atila.

 

Formada em 2014, a Black Moon Riders é uma banda de Rock pesado que exorciza seus demônios com performances marcantes, figurinos autênticos e guitarras insanas. Seu nome remonta a uma antiga seita que espera a chegada da lua negra. Era em que reinará a magia, o Rock e o prazer. Composta por Átila Ferrarez (voz), Demi Junior (guitarra), Paulo Guimarães (baixo) e Victória Reali (bateria), o grupo retrata o lado mais obscuro da realidade. A banda reúne música, visual e comportamento para criar uma experiência estética única.

Mais informações:

Roadie Metal: coletânea vol.02 é liberada em todas as plataformas de Streaming

Roadie Metal 02

Após comunicar que todas as coletâneas produzidas pela Roadie Metal seriam gradativamente disponibilizadas nas plataformas de Streaming, é chegada a hora de informar oficialmente que o volume 02 se encontra liberada para audição completa.

Lançada oficialmente no início de 2015, Roadie Metal Vol.02 foi um salto gigantesco dado pela Roadie Metal, que viu, com esse lançamento uma enorme crescente de sua marca e grande visibilidade perante os músicos e bandas do país. A segunda edição pulou de 16 bandas da primeira compilação, para 34 na segunda, sendo obrigatoriamente lançada em digipack duplo em formato físico.

Abaixo deixamos os links das principais plataformas para que você escute Roadie Metal Vol. 02 na integra:

 
Tracks:
 
CD 01
01 – Continuum – Choke Hold
02 – Apple Sin – Apple Sin
03 – Evil Remains – The Executioner
04 – Fatal Scream – Killer Wolf
05 – Scibex – Static
06 – Marenna – Like na Angel
07 – Silence – Mr.Lie
08 – Exorddium – Heavy Metal
09 – Cris Delyra – Qual é o Seu Nome
10 – The Revanger – Revanger
11 – Thunderwrath – Power of Freedom
12 – Chafun di Formio – Minha Toada
13 – Steel Soldier – Guardians of the Night
14 – The Mzz Project – You Are the One
15 – Knights – Knights
16 – Gato de Louça – Luta Armada
17 – War Thunder – Source of the Dragon
 
CD:02
01 – Mutras – Crossroad
02 – Burning Witch – Malleus Maleficarum
03 – Abominatus – Nagateds
04 – Outlanders – Storm Traitor
05 – Fullface – Não Vou Parar
06 – Crimson Blood – I Am The Way
07 – Corone XX – A Vida que Você quis Levar
08 – Defensor – Não vou me calar
09 – Crown of Scorn – Or be Destroyed
10 – Colorsimetria – Lullabies of a Goer
11 – Insanity – Liberdade Condicionada
12 – Inner Call – The Payment
13 – Harper’s – Sem tradução
14 – Pissing Against the Wind – Not Afraid
15 – Legado de Honra – Vendável
16 – Frozen Frost – Dangerous Mind
17 – Dissonância Cognitiva – Virjão
 
Conheça nossos canais:
Roadie Metal Assessoria: http://roadie-metal.com/press