Inanimalia: banda concede nesse domingo entrevista ao programa “Comando Noise”

Inanimalia - Noise

O peso e fúria do Inanimalia poderá ser conferido no próximo programa “Comando Noise”, apresentado por José Eduardo Brondi, ou vulgo “Titio Bron Bron” que entrevista o grupo ao vivo nesse próximo domingo.

O programa apresentará inúmeras obras de artistas do cenário nacional e irá revelar todos os conceitos elaborados pelo Inanimalia em sua obra lançada, “A Message”. Também, será explicado sobre o vindouro novo registro de estúdio.

A edição 95 do programa vai ao ar nesse domingo (23/06). A transmissão será ao vivo e pode ser conferida em três Web-Rádios simultaneamente. Para não perder a entrevista da banda, esteja conectado das 20h00 até à 00h00 pelos links abaixo:

http://www.skatemetalold.com/

http://www.radiobaixadasantista.com.br/

http://www.radioalternativarock.com/

Formação:
Alessandra Lodoli – (Vocal)
Rafael Cazuza – (Guitarra)
Thales Carosia – (Baixo)
Vagner Venâncio – (Bateria)
 
Mais informações:

Sem Futuro: grupo apresenta todo o conceito criado para o álbum “Sempre Prontos Pro Que Der e Vier”

Sem Futuro - Capa

O segundo álbum do Sem Futuro, “Sempre Prontos Pro Que Der e Vier”, apresenta o amadurecimento natural de uma banda, ao produzir um novo registro de estúdio.

Mais maduros e críticos, os músicos criaram nesse registro, uma obra atípica. Considerado um divisor de águas na carreira da banda, “Sempre Prontos Pro Que Der e Vier” tem arranjos mais trabalhados, assim como, letras de espírito crítico, politizado e rebelde em relação a sociedade.

A real intenção da banda, foi criticar o sistema podre em que o país oferece ao cidadão. As letras são pesadas e consideradas um “soco” na cara da hipocrisia da sociedade, igreja e políticos do Brasil. A capa do disco conta com uma foto tirada em frente a um muro com um grafite gigante escrito “Sem Futuro”. Arte feita pelo baterista da banda Lalau em um muro do subúrbio de uma cidade da região metropolitana de Curitiba/PR.

Além de todo apelo crítico e social, o álbum conta com uma singela homenagem à amigos da banda que cometeram suicídio entre o processo de composição e gravação do álbum. O vocalista Minhoca explica sobre as homenagens póstumas que o registro possuí: “Dedicamos o álbum à 2 grandes amigos que se suicidaram no período em que estávamos gravando… uma das músicas foi escrita por um deles. Estava num bar com o Rafahell a muitos anos atrás, quando ele me mostrou a letra do “Boteco de Barrabas”. Falei na hora que iria grava-la um dia.… felizmente ele conseguiu nos ver tocando ao vivo antes de cometer o suicídio, mas não chegou a ouvir a gravação terminada no álbum.

“Sempre Prontos Pro Que Der e Vier” pode ser conferido em todas as plataformas digitais. Procure pelo Sem Futuro e escute essa obra icônica do Punk Rock nacional. Abaixo link do Spotify para você apreciar se for usuário dessa plataforma.

Formação:
Minhoca – (Vocal)
Felpas – (Guitarra)
Tiagonha – (Guitarra)
Evil Leire – (Baixo)
Lalau – (Bateria)
 
Mais informações: