Headhunter D.C.: novos vídeos e relançamento de álbum são anunciados

headhunter

O Headhunter D.C. está completando 33 anos ininterruptos de estrada agora em Maio, ao mesmo tempo em que comemora os vinte anos de lançamento de seu terceiro álbum de estúdio “…And the Sky Turns to Black… (The Dark Age has Come)” (Mutilation Records).

A banda acaba de disponibilizar sequencialmente no YouTube três vídeos de seu show comemorativo de trinta anos no festival “Palco do Rock 2017”, em Salvador/BA, sendo este um dos últimos ainda contando com o membro fundador Paulo Lisboa (ex-guitarrista), que deixou o grupo em Junho de 2017 após três décadas de dedicação aos caçadores de cabeças, totalizando quatro vídeos oficiais disponibilizados filmados neste mesmo evento.

may 2017

Enquanto aguardam o final da quarentena causada pela pandemia do novo Coronavírus para o retorno aos palcos e, finalmente, entrarem em estúdio para a gravação de seu novo álbum, o Headhunter D.C.  alerta os fãs sobre a vinda de uma edição especial de “… And the Sky Turns to Black…” em vinil preto pelo selo peruano Crypts of Eternity Prods.

“Muita coisa está por vir, estamos apenas aguardando pelo final de todo esse pesadelo pandêmico para voltarmos a colocar nossos planos em prática. Até lá, permaneçamos em casa para mantermo-nos fortes e saudáveis rumo à longa jornada que ainda temos pela frente, se o fim do mundo assim permitir. O Culto nunca pára!”, informa Sérgio Baloff (vocalista).

Os vídeos de “Decomposed”, “God’s Spreading Cancer” e “Hail the Metal of Death!” ao vivo no “PDR Fest 2017”, você confere abaixo:

Mais informações:
 
Assessoria Brauna Music Press:

Weedevil: exalta o Stoner e o Doom em EP que leva nome da banda

wandevil

Registro, com cinco músicas, é o novo lançamento da Abraxas Records

Formada em 2019 por Flávio Cavichiolli (baterista do Pin Ups, ex-Forgotten Boys), a Weedevil acaba de lançar o EP homônimo com cinco faixas, entre dois singles que saíram ano passado – “Icarus e Morning Star” – e três inéditas. O registro chega às plataformas de streaming pela Abraxas Records. Ouça aqui: https://album.link/ZVXwScCchMnRf.

O EP carrega todas as influências pesadas e esfumaçadas que a Weedevil agregou neste início de carreira – a estreia nos palcos foi em dezembro de 2019, em São Paulo, como banda de abertura para a clássica Stoner sueca Asteroid.

Ao longo das cinco faixas, a Weedevil destila um robusto Stoner Rock com passagens Doom e muito Heavy Metal anos 80. A grande referência da banda é Black Sabbath. Uma particularidade do EP é o uso de pequenos discursos sampleados, um de Charles Manson (na abertura do disco), e outro de Alester Crowley, na inédita “Burn like hell”.

Outro EP está previsto ainda para 2020. Segundo Cavichiolli, a ideia era lançar um full álbum com 10 músicas, mas, por conta da pandemia, o material foi segregado. É apenas questão de tempo para os fãs de Stoner/Doom ter mais um registro da Weedevil, que surgiu na cena com força de vontade e criatividade ímpar.

Weedevil é formado por:
Fabrina Valverde – Vocal
Caio Caraski – Guitarra
Dani Plothow – Baixo
Flávio Cavichioli – Bateria
 
Mais informações: