Les Memoires Fall: lançado oficialmente novo álbum da banda!

É oficial! Para os amantes do Doom Metal, depois de longos 6 anos desde o lançamento do seu primeiro álbum “Endless Darkness of Sorrow” de 2014, a banda Les Mémoires Fall acaba de lançar o seu novo álbum, intitulado “The Tree: Yarns of Life” e lançado pelo selo Black Hearts Records no formato CD jewelcase.

Contando com 6 novas faixas, o álbum se baseia no mito da Yggdrasil, famosa árvore da Mitologia Nórdica de onde sai os 9 mundos e também passeia pelas quatro estações e os sentimentos que estas nos trazem. O disco foi gravado, mixado e masterizado por Niko Teixeira (baterista do Genocidio e Tormentor Bestial), no AudioLab Studio Vintage, na cidade de Taubaté. Niko também gravou todas as linhas de bateria para o álbum.

A arte novamente foi realizada por Éverton Souza, que conseguiu captar com maestria todo o conceito que permeia as 6 faixas do álbum e demonstrou novamente todo o seu talento e criatividade.

O disco já está disponível para audição nas principais plataformas de Streaming (Spotify, Deezer, YouTube,Youtube Music, Itunes entre outros). Para ouvir o álbum é só acessar as opções abaixo:

Spotify: https://open.spotify.com/album/3571R1qf8IL4FhD8CU7YLO?si=I-COmz7_Q-O0nf1QATqQCg
You Tube: https://www.youtube.com/playlist?list=OLAK5uy_mJ35L6al-7kFsI7zm-WKz0mUJwS01yWKI
Itunes: https://music.apple.com/tr/album/the-tree-yarns-of-life/1519529337
Deezer: https://www.deezer.com/en/album/155876392

Confira abaixo o Lyric Vídeo da música “Creation”, presente no novo álbum:

Links relacionados:
https://www.facebook.com/LesMemoiresFallOfficial/
https://www.instagram.com/lesmemoiresfall/
https://www.youtube.com/user/lesmemoiresfall

Mantre: banda registra crise política dos últimos anos em contundente vídeo

“Lobo” apresenta nova sonoridade para banda sergipana

Feras vorazes surgem sobre imagens reais e que habitam o imaginário e as notícias brasileiras nos últimos anos no contundente clipe para o single “Lobo”, da banda sergipana Mantre. A música, a mais pesada da banda, foi lançada no ano passado, e ressurge em um vídeo dirigido por Nicholas Mendes.

“Lobo” veio da necessidade de expressar a indignação com o atual cenário político. A banda acredita que não há hora mais propícia para o lançamento do videoclipe, em especial com o momento que estamos enfrentando.

Assista a “Lobo”:

Influenciada pelo Rock Alternativo dos anos 90 e início dos anos 2000, a Mantre é formada por Diego Trindade (voz e baixo), Nonato Matos (bateria) e Lucas Black (guitarra). O trio passeia pela psicodelia e ostenta grooves da música moderna com riffs melódicos. Todo esse caldeirão ganhou vida no álbum “Introspecto”, lançado em 2016. Olhando agora para o mundo externo, a música composta após as últimas eleições é a primeira faixa do novo disco do power trio.

“Este clipe vem para selar a nova fase da Mantre, explorando temas não abordados no primeiro disco e fornecendo indícios de como será nosso próximo álbum, muito mais politizado e com mensagens mais claras, tratando de temas contemporâneos”, conclui Diego.

Mais informações:
https://www.facebook.com/bandamantre/
https://www.instagram.com/bandamantre/

Carniça: banda participará de Tributo ao Slayer

A Carniça comunicou sua participação no Tributo ao Slayer, denominado “Brazil Painted Blood…The Brazilian Tribute To Slayer”, que será lançado pelo Armadillo Records, um selo subsidiário da Secret service Records.

A arte da capa será assinada por Marcelo Vasco Arts, que inclusive, já realizou outros trabalhos para o Slayer.  A participação será com a música “Blood Red” e com certeza será uma experiência incrível para a banda. Esse álbum sairá num luxuoso digipack duplo e tem previsão de lançamento entre novembro e dezembro de 2020.

Carniça é formado por:
Mauriano Lustosa – Vocal
Parahim Neto – Guitarra/Backing Vocals
Vinicius Durli – Baixo
Marlo Lustosa – Bateria

Mais informações:
https://www.facebook.com/CarnicaOfficial/
https://www.youtube.com/user/carnicareborn

Quilombo: “Itankale” – EP (2019)

Quilombo-500px

Quilombo, grupo formado em 2018, na cidade de São Paulo-SP, por Allan Kallid (guitarra e baixo) e Panda Reis (bateria e vocal),  ambos integrantes do grupo de Death Metal Oligarquia.

Lançaram em 2019 o seu primeiro registro, o EP intitulado “Itankale”, que teve boa aceitação tanto do público quanto da mídia especializada, sendo citado em diversas listas entre os melhores do ano. Quilombo traz em “Intakale”, um som visceral, sujo e cru. Um Death Metal que flerta com o Grindcore e tem severas pitadas de Hardcore.

“Death Metal Contra o Racismo”, isso mesmo, “Intankale”, contém 6 faixas cantadas em português, que questionam e contam a história de bravura e luta dos negros africanos escravizados com a veracidade dos fatos, pela visão de quem apanhou, foi acorrentado, tirado do seu povo e de seu país, açoitados, torturados e mortos em senzalas e troncos mundo afora. E que mesmo depois deste passado sombrio ainda lutam por seu lugar na sociedade até os dias atuais.

“Itankale”, não segue uma linha reta e especifica de uma música para a outra, sendo umas mais cadenciadas e arrastadas e outras mais rápidas. Tem letras expressivas e uma sonoridade monstro, que não tem meio termo; é Death Metal lotado de influências Grindcore, cru, bruto, carregado de agressividade e cheio de mudanças de ritmo. Que na minha opinião é um dos pontos fortes de toda obra, o uso evidente de percussões da música afro com elementos tribais é executado com maestria. O EP já começa a envolver pela inovação e concepção da arte de capa, cheia de personalidades negras de diferentes épocas. Introduções belíssimas que nos conduz musicalmente do Blues ao Reggae, completam a obra. Tendo como destaque “Melanina”, que abre o EP, com seu linguajar africano, “Treze Nações”, com seus berimbaus e percussões e “Diáspora” que abre com um puta reggae, que precede os vocais gritados e urrados que alicerçam uma base instrumental e brutal.

Emfim “Itankale” é um registro que certamente arrancará elogios de headbangers e de quem curte metal extremo de qualidade, que peca somente por ser muito curto, deixando aquele gostinho de quero mais… É um registro para constar não só nas coleções de quem curte metal extremo, mas é uma obra pra quem curte, ancestralidade, história e arte.

Ouça o EP “Itankale” nos links abaixo:
YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=q0zv1mGUS7M&feature=emb_title
Bandcamp: https://quilombo.bandcamp.com/album/itankale

Tracklist:
1 – Melanina
2 – Ancestralidade
3 – Treze Nações
4 – Descendentes de Reis
5 – Semideusas
6 – Diáspora D.C

Quilombo é formado por:
Allan Kallid – Guitarra/Baixo
Panda Reis – Bateria/Vocal

Links relacionados:
www.facebook.com/Quilombometal/
www.twitter.com/quilombodeath

Paradise In Flames: confira o single “Hell’s Now”, faixa que estará presente no novo álbum da banda

Enquanto vem dando os últimos retoques em seu próximo álbum de estúdio, o Paradise in Flames, vai divulgando os singles que estarão presentes em seu novo trabalho. Dentre as canções escolhidas, está “Hell’s Now”, primeira música a ser disponibilizada aos fãs, ainda no ano de 2018.

“Hell’s Now” se encontra disponível nas principais plataformas digitais de música, e pode ser ouvida no link abaixo. Confira:

Recentemente a banda disponibilizou um vídeo para seu novo single, “I’m Sure Your Gods Have Seen This Before”, que pode ser visto abaixo.

Para ficar por dentro de  todas as novidades a respeito do Paradise In Flames, fique ligado em suas redes sociais.

Paradise In Flames é formado por:
A. Damien – Vocal/Guitarra
O. Mortis – Vocal/Teclado
R. Aender – Baixo
W. Adrian – Bateria

Links relacionados:
Site: http://www.paradiseinflames.com
Facebook: https://www.facebook.com/paradiseinflamesband
Instagram: https://www.instagram.com/paradiseinflamesband/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCdpKPkCgiMZj6Zmgxi_4QrA

Dislaze: grupo estreia oficialmente novo clipe, “Man Down”, com mensagem direta: “F*D@-SE Bolsonaro”

Chegou a data de apresentar oficialmente ao mundo o primeiro trabalho visual da banda Dislaze. O single, “Man Down”, que recentemente foi liberado em todas as plataformas digitais, agora pode ser conferido no canal de YouTube da banda.

O vídeo tem em sua introdução, imagens reais e divulgadas em vários veículos de comunicação, que mostram o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, falando abertamente em golpe de estado, racismo, homofobia, agredindo mulher e pouco dando importância para a pandemia de Covid-19 que assola o mundo.

A ideia central da Dislaze, que é uma banda totalmente apartidária, ou seja, não possui bandeira e nem político de estimação, é tentar abrir os olhos do povo brasileiro, para o “Asno” que atualmente é o chefe de estado do país. Comprovando em imagens reais, o quanto ele já falou besteiras em rede nacional.

Confira o clipe que acaba de ser oficialmente lançado:

O álbum ZERO, foi captado no Estúdio Fusão sob a produção de Thiago Bianchi e Douglas das Neves. Em breve mais detalhes serão devidamente apresentados pela banda.

Dislaze é formado por:
Marcos Sel – Vocal/Guitarra
Pedro Fabri – Baixo/Backing Vocal
Raphael Miotto – Bateria

Links relacionados:
Facebook: https://web.facebook.com/dislaze
Instagram: https://www.instagram.com/dislaze/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCbkbjFX7Easb71MgmwVo7tA

Brightstorm: com mensagens de fãs do mundo todo, novo vídeo clipe é lançado!

A banda Brightstorm, nos últimos anos, tem angariado muitos fãs ao redor do mundo, muito impulsionado pela excelente música que fazem, pelo carisma de seus integrantes e por toda a atenção que eles sempre deram a sua base de fãs, sempre muito ativa nas redes sociais, os chamados “BrightStormers”, como costumam ser chamados, estão sempre interagindo com a banda e vice-versa.

Provando mais uma vez, que a sua base de fãs está sempre ativa, os joseenses acabam de lançar o seu mais novo vídeo clipe, para a faixa “Let Me Fly”. O clipe foi produzido por Danilo Ramos, da Filmaria Produções e teve participação de fãs do mundo todo, dentre eles Alemanha, Argentina, Escócia, Estados Unidos, Noruega, Polônia e claro Brasil.

Em um vídeo emocionante, que intercalam os integrantes da banda, com as mensagens de seus fãs, a música e o vídeo é um alento devido a toda situação que infelizmente enfrentamos no mundo, que é o isolamento social ocasionado pelo Covid.

Assista ao emocionante vídeo de “Let Me Fly”:

Nas palavras da vocalista Naimi Stephanie:

“Foi uma das experiencias mais emocionantes que eu já tive com a BrightStorm, ver os fãs se unindo conosco, para desejar boas vibrações para o mundo. Isso nos deixa ainda mais fortes para seguir em frente”.

Siga a banda nas redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/BrightstormOfficial/
Instagram: https://www.instagram.com/brightstorm_band/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCRA0Ea52FALXPqxDAXuj9aA

Cervical: grupo lança single sobre o conceito de violência simbólica

Novo material acaba de ser lançado via Electric Funeral Records

Uma das maiores referências do Hardcore/Metal brasileiro, o Cervical, apresenta uma proposta de sonoridade mais pesada e agressiva que as bandas do gênero, navegando entre Hardcore, Metal e Crossover.

Suas músicas refletem a atitude e estilo de vida da banda, visando sempre manter como base, valores como o respeito e amizade, buscando difundir uma melhor consciência da vida, do nosso dia a dia e de nós mesmos.

Formada por Pascoal Mello (Vocal), Bruno Gomes (Guitarra), Júnior Nascimento (Bateria) e Moises Lima (Baixo), a banda acaba de lançar o single “Fábrica” em todas as plataformas de streaming via Electric Funeral Records.

O single “Fábrica” fala sobre o conceito de violência simbólica, essa violência que se dá justamente pela falta de equivalência de capitais econômico, social, cultural entre as pessoas ou instituições, vindo da propagação de ideias e moldes estabelecidos na maioria das vezes pelas camadas dominantes (ou de maior influência ou maior capital econômico) para as camadas minoritárias, a fim de que um padrão social se mantenha. Assim como uma Fábrica, que produz milhares e milhares de produtos iguais de acordo com o consumo estabelecido pelo mercado, a violência simbólica faz o mesmo com as pessoas, produzindo pensamentos, comportamentos, culturas de uma forma pre-estabelecida para que a sociedade permaneça do mesmo jeito, nas mãos das mesmas pessoas.

Confira o single “Fábrica” pelo Spotify:

Mais informações:
https://www.facebook.com/cervicalrj/

Claustrofobia: grupo lança clipe cinematográfico de “Vira Lata”

Clipe, como a música, escancara a dura realidade de sobrevivência para o cidadão brasileiro

“Vira Lata”, música lançada ano passado pelo Claustrofobia um mês antes da histórica apresentação da banda paulista no Rock in Rio, ganha agora mais contrastes, peso e realismo no videoclipe já disponível no canal do Youtube do Claustrofobia e da Canil Records, com produção de X Tudo Obze, da Caxão Produtora.

Trata-se de uma produção cinematográfica, bastante dinâmica, entre takes do Claustrofobia tocando ao vivo e no estúdio DaTribo, e cenas do ator pelas ruas de São Paulo. Tudo foi rodado antes do decreto da pandemia.

O roteiro é uma referência ao cidadão brasileiro comum no limite, que há décadas sangra e luta, mas com sorriso no rosto para sobreviver e alheio ao que de fato significa ter dignidade e esperança por dias melhores.

No clipe, o indivíduo, que é um fiel retrato do maltratado Brasil, aparece trabalhando, no dia a dia, catando comida no lixo, tirando selfie e jogando bola com uma cabeça. “Sangrando e cego lutando para sobreviver. Nossa intenção é dar o exemplo de força e trabalho honesto mesmo com todas as dificuldades; e para o Brasil seria nosso soco violento na face da hipocrisia nacional”, enfatiza o Claustrofobia.

Assista ao videoclipe de “Vira Lata”:

O clipe de “Vira Lata” tem legenda em inglês, e não à toa. A banda é enfática na ideia: apesar das vergonhas que o Brasil escancara ao mundo, desde a brutal desigualdade até a corrupção de políticos, o Claustrofobia tem orgulho de suas raízes, de uma raça misturada – somos todos vira-latas – e quer dar exemplo de perseverança para todos os povos.

Vira Lata é pesada, raivosa, tem groove na medida exata e com letras em português. É uma música que poderia facilmente figurar nos emblemáticos discos Thrasher ou Peste. Foi gravada em 2019 no Fuel Music Studios, em Fullerton/Califórnia (Estados Unidos), com produção da banda junto a Addasi Addasi. A mixagem ficou por conta de Andre “Kbelo” Sangiacomo, no Family Mob Studios (São Paulo), que já trabalhou com Ratos de Porão, Ego Kill Talent, Far From Alaska e é técnico de som do Sepultura.

Para mais informações sobre o Claustrofobia e outras bandas do cast da Canil Records, acesse o site: https://canilrecords.com.br.

Links relacionados:
www.claustrofobia.com.br
facebook.com/claustrofobiaofficial
youtube.com/metalmaloka
instagram.com/claustrofobia_official
twitter.com/metalmaloka

Tiberius projecT: grupo prepara novo single para ser lançado em 2020

O grupo liderado pelo vocalista Dibih Tiberius e pelo guitarrista Dennis Martins, Tiberius projecT, após lançar o álbum “T – projecT” em 2017, retorna ao estúdio para a gravação de um novo single que se chamará “Horda de Lacaios”.

Recentemente, foi compartilhado no Facebook de Dibih e na página oficial da banda, um trecho da música executada por Dennis, onde o músico expõe um de seus riffs. Esta palinha você pode conferir clicando no link: https://bit.ly/2Z8f4jT.

Na postagem, o vocalista conta que “Horda de Lacaios” é uma homenagem sua ao “Bozo” (não dá mais detalhes) e quem produz a obra é o próprio guitarrista. A canção será lançada no segundo semestre deste ano, fique ligado na fan page do Tiberius Project para saber mais informações.

Confira capa e relação de músicas do álbum ‘T – projecT’, lançado em 2017:

1 – Tiberius Arise
2 – O Segredo
3 – Young Flowers Dont Have To Die (Brieanna)
4 – Santa Claus in Hell
5 – Starvation
6 – United for Metal – The Hymn

Para conferir o videoclipe oficial de “Starvation”, single que promoveu o álbum “T- projecT”, clique no link: 

Links relacionados:
https://www.facebook.com/tiberiusproject
https://www.n1m.com/tiberiusproject
https://bit.ly/3fUZv5S