Mortifer Rage: banda disponibiliza single “Immolation” para audição completa no YouTube

Seguindo o processo de liberar todas as suas músicas de forma individualizada para audição no YouTube, os mineiros do Mortifer Rage acaba de disponibilizar mais um single em seu canal oficial no YouTube. Se trata da música “Immolation”, presente no álbum “Fall of Gods”, e que pode ser ouvida abaixo. Confira!

Vale lembrar que em paralelo a isso, o grupo vem trabalhando em seu novo álbum de estúdio, com lançamento programado para esse ano de 2021. Para se manter informado das novidades do Mortifer Rage, acompanhe o grupo em suas redes sociais.

Mortifer Rage é formado por:
Carlos “Pira” – Vocal/Baixo
Robert Aender – Guitarra
R. Amon – Guitarra/Backing Vocal
Angelo Petterson – Bateria

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/mortiferragebr/
Instagram: https://www.instagram.com/mortiferragebr/
YouTube: https://youtu.be/PMr5457e9UE

Tormenta: banda está em fase final de edição do clipe para a faixa “Em Nome de Deus”

Vídeo é o primeiro do conceituado álbum, “Batismo da Dor”

Apesar de desfrutar da excelente repercussão de seu segundo álbum, “Batismo da Dor”, lançado em 2019, que recebeu críticas positivas da imprensa e público, além de entrar para diversas listas de melhores discos daquele ano, a Tormenta também sofreu os impactos da pandemia do novo coronavírus.

O quarteto formado por Rogener Pavinski (vocal/guitarra), Flavio Santana (guitarra), Fernando Henriques (baixo) e Luis Fregonezi (bateria), iniciou as gravações do primeiro clipe do álbum em setembro de 2019 e durante todo o processo trabalhoso do vídeo, foram interrompidas em março do ano seguinte pela pandemia da covid-19. “Ficamos receosos em continuar, pois a produção do clipe necessita de bastante gente… paramos os ensaios e a produção do vídeo também”, declarou Pavinski.

Após oito meses, banda e equipe responsável pela gravação do clipe retomaram os trabalhos para a gravação do vídeo da faixa “Em Nome de Deus”, uma das mais saudadas por público e crítica. “Quando percebemos que dava pra fazer com segurança, uso de máscara e distanciamento, retornamos ao trabalho”, completou o vocalista e guitarrista.

Pavinski dirigiu e escreveu o roteiro, além de ser responsável pela edição do videoclipe. O músico também é produtor audiovisual e já trabalhou em vídeos das bandas Necrofobia e Inanimalia, ambas conterrâneas da Tormenta, que é de Ribeirão Preto/SP e está na ativa desde 1998.

Agora, em processo final de edição, a banda de Thrash Metal pretende lançar o vídeo de “Em Nome de Deus” já em fevereiro. O clipe é o primeiro do mais recente álbum “Batismo da Dor”, lembrando que anteriormente lançaram um lyric video para a faixa título do trabalho. Confira abaixo:

Fique atento para informações sobre o lançamento do clipe em breve.

Mais informações:
Site: https://www.tormentametal.com/
Facebook: https://www.facebook.com/tormentametal
Instagram: https://www.instagram.com/tormenta_oficial/
Twitter: https://twitter.com/tormentametal
YouTube: https://www.youtube.com/user/TORMENTAMETAL

Illusory: grupo assina com a Rockshots Records para lançar o novo álbum “Crimson Wreath” em maio de 2021

A Rockshots Records tem o orgulho de anunciar sua mais recente assinatura com o Illusory da Grécia, para o lançamento do seu terceiro álbum “Crimson Wreath”, planejado para lançamento em maio de 2021. Tendo aberto para artistas lendários tais como Blue Oyster Cult, Warrel Dane, Geoff Tate e Gus G, os Heavy Metal, trazem no novo álbum o próximo passo em sua evolução amplamente elogiada para seguir “Polysllabic” de 2016 (7hard / 7us) e “The Ivory Tower” de 2013 (The Leaders Records).

Melódico, riffy, cerebral e complexa “Crimson Wreath” é uma versão muito emocional e melódica, mas pesada e forte ao mesmo tempo. Tanto para os novos fãs quanto os que ouvem a banda há anos vão se dar ao luxo desta última performance clássica, progressiva, épica e Thrash. Temas líricos encontrados em “Crimson Wreath” são principalmente anti-guerra, mas o comprimento completo também inclui uma unidade temática composta por três canções que lidam com a perda humana.

A banda comentou o álbum:

“A banda está emocionada! Quando olhamos para trás, do primeiro minuto ao último, do momento em que pressionamos“ gravar ” na primeira faixa de bateria, até a última adição e finalização do álbum, não podemos parar de pensar em todas as coisas que definimos e fizemos durante essas gravações e nas longas horas de arranjos de cada pequeno detalhe do álbum. “Crimson Wreath” se tornou um membro de nossa discografia e nossa criação mais recente. E estamos totalmente orgulhosos disso! “

Illusory é formado por:
Dee Theodorou – Vocal
George Papantonis – Guitarra
Greg Bakos – Guitarra
Niki Danos – Baixo
Makis Vandoros – Teclados
Costas Koulis – Bateria

Mais informações:
Site: https://illusoryband.com/
Facebook: https://www.facebook.com/IllusoryBand/
YouTube: https://www.youtube.com/user/IllusoryTheBand

Pappa Jack: grupo retrata pólos emocionais opostos em intenso clipe “Sentinela”

Foto: Igor França

A banda carioca Pappa Jack convida você a uma jornada emocional que vai a pólos extremos distintos – da euforia à fúria – em seu mais novo clipe, “Sentinela”. Após mostrarem sua intensidade como quarteto nos vídeos de “Renascer” e “Jovem Drama”, agora os músicos dão lugar à interpretação da atriz Julianna Firme sob direção de Doug Martins. Esta e as demais faixas fazem parte do EP “O Mundo Inteiro em Uma Noite”, já disponível nas plataformas de streaming.

A letra de “Sentinela” versa sobre demônios pessoais e questões de saúde mental com uma mensagem positiva de busca pela redenção. No clipe, essa dualidade ganha contornos mais intensos e abraça a ideia de que ninguém é apenas bom ou ruim – todos habitamos uma zona cinzenta onde pólos negativos e positivos vão se equilibrando para coexistir. Mas o otimismo prevalece, com a visão de que mesmo que o lado negativo ganhe por um determinado período, ainda existe o oposto, que pode vir a ser o predominante em outra fase. 

“‘Sentinela’ aborda a fé, a espiritualidade e a dificuldade de combater os próprios demônios. É uma música que alterna momentos tristes e suaves com passagens mais agitadas, tentando justamente transparecer que para sair de um estado de sofrimento é preciso gerar movimento, excitação. Dessa forma, mesmo falando sobre ansiedade e depressão, ‘Sentinela’ também leva a mensagem de que é possível ter a redenção, mas apenas através do autoconhecimento e da fé em si mesmo”, reflete o vocalista Lucas Sabrini. Além dele, a banda é formada por Thiago Abdallah (guitarra/ backing vocals), Jimmy Jr (guitarra),  Magori (bateria) e Hideki Yamada (baixo).

Assista ao videoclipe de “Sentinela”:

Assista ao videoclipe de “Jovem Drama”:

Assista ao videoclipe de “Renascer”:

Hard Rock e Metalcore, Blues e Pop Rock, Stoner e Country, Alternativo e Rap se encontram na sonoridade do Pappa Jack. “O Mundo Inteiro em Uma Noite” veio para somar à discografia do quarteto, que estreou em 2016 com o EP “Suburbana Boulevard”, trabalho que rendeu à banda seus primeiros shows e estabeleceu uma identidade para a sua sonoridade. Após um período de transição que marcou o fim do ciclo desse primeiro álbum e mudanças na formação, o grupo voltou ao estúdio e se reinventou. 

O resultado é o novo EP, lançado no final de 2020 e que teve produção musical do guitarrista Thiago Abdallah e masterização de Diogo Macedo. “O Mundo Inteiro em Uma Noite” já está disponível para audição nas principais plataformas de streaming de música, e o clipe, no canal de YouTube da banda.

Ouça “O Mundo Inteiro em Uma Noite”:

http://bit.ly/PappaJackEP

Pappa Jack é foormado por:
Lucas Sabrini – Vocal
Thiago Abdallah – Guitarra/Backing Vocals
Jimmy Jr – Guitarra
Hideki Yamada – Baixo
Magori – Bateria

Mais informações:
https://www.facebook.com/pappajackoficial/
https://www.youtube.com/pappajack
https://www.instagram.com/pappajackoficial/
http://www.twitter.com/bandapappajack

Carniça: banda apresenta o nome e a arte da capa do novo álbum

Esse ano a Carniça estará completando 30 anos de entrega e devoção ao underground e para marcar essa data importante em sua história, vai lançar seu quinto full-length, que se chamará “A New Medium Ages”.

A arte da capa e o lay-out do álbum foram desenvolvidos pelo renomado artista gráfico Alcides Burn, da Burn Artworks, responsável pela criação de artes e logotipos para bandas como Lockdown, Headhunter D.C., Rebaelliun, Besatt , Krisiun e muitas outras.

A banda comentou sobre a arte do novo trabalho:

“A arte criada pelo Alcides para “A New Medium Ages” retrata muito bem a nossa visão sobre o retrocesso que a humanidade vem atravessando nos últimos tempos, por culpa dela mesma, com a civilização surtando por motivos banais, pessoas contra a ciência e o uso de vacinas, governos se unindo a escória religiosa para manipular a população crente e hipócrita, a manipulação das grandes mídias perante a sociedade e muitos outros motivos. Ele entendeu perfeitamente o que sentimos sobre o assunto e conseguiu passar com maestria para o papel todo o declínio global que enfrentamos atualmente.”

A previsão de lançamento de “A New Medium Ages” é para o primeiro semestre de 2021.

Mais informações:
https://www.facebook.com/CarnicaOfficial/
https://www.youtube.com/user/carnicareborn

Lilith’s Revenge: revelação portuguesa de Hard n’ Heavy estreia novo single “Revenge” com participação especial de “Björn Strid” do Soilwork

Novos, mas composto por grandes músicos portugueses, a banda Lilith’s Revenge começou sua história em agosto de 2020, quando sua vocalista Paula Teles se uniu aos musicistas da banda Stings in Veins com o objetivo de explorar o lado mais feminino do Hard Rock.

Mesmo em pouco tem de existência, a banda vem apresentando materiais sólidos, muito bem produzidos e com qualidade impecável. Ainda em 2020 chegou ao mercado a faixa de estreia do grupo, “Hand on Heart”, que além de se encontrar disponível em todas as plataformas digitais, recebeu um grandioso trabalho visual e pode ser conferido em um belíssimo lyric vídeo no canal oficial da banda.

Para 2021, o Lilith’s Revenge lançou o novo single “Revenge”, que além de ser uma excelente faixa, apresenta uma energia visceral em suas harmonias e vocais encantadores de Paula Teles. Essa música, a segunda lançada pela banda, conta com a participação especial de “Björn Strid” que é vocalista da banda Soilwork e The Night Flight Orchestra.

A nova composição “Revenge” pode ser conferida no canal oficial da banda no YouTube e em todas as plataformas digitais. Confira o lyric vídeo recém lançado:

Lilith’s Revenge é formado por:
Paula Teles – Vocal
Paulo Silva – Guitarra
Bruno Sousa – Guitarra
Edu Silva – Baixo
Joe Sousa – Bateria

Mais informações:
https://www.facebook.com/lilithsrevengeband
https://www.instagram.com/lilithsrevengeband/
http://www.lilithsrevengeband.com
https://open.spotify.com/artist/3l0W2SjMqRSfk2rOtmvQcB?si=Tot-8lN5SmudAsUt7FXsYw
https://open.spotify.com/album/7HXwBfKlKBrYtl2dRUuLyo
https://www.youtube.com/channel/UCHRm0eG335CqD-qri6kxHNQ

Carranza: mostra seus 21 anos de história em novo disco e segue forte como uma das grandes bandas do underground brasileiro

Banda lançou um compilado de música inéditas no streaming pelo selo Electric Funeral Records

O Carranza lançou recentemente o disco “Sendra Exordial”, que contém músicas que fizeram parte de demos e eps lançados entre 1999 e 2003 (Liberdade, Ultraseven Nordestino e Corpo Fechado), e que nunca haviam sido lançadas em plataformas digitais e aplicativos de música. As faixas demonstram a essência da primeira fase da banda no início de seu fervor criativo e contestador.

A banda formada por Cláudio Bastos e Harrysson Moura nos vocais; Rafael Mariano na guitarra, Chico Tchê no baixo; e Willson Durand na bateria e efeitos, teve a ideia de lançar o compilado que contém músicas que foram regravadas após a volta em 2015 como “Samba do Caos”, mas trazendo também músicas do início do grupo, tais como, “Sem Paz” e “Pânico”, faixas carregadas de críticas sociais e reflexões humanas que já fervilhavam na cabeça do letrista Claudio Bastos lá no início do século.

Além destas também fazem parte da coletânea “Sina” e “Engrenado” que mostram os primeiros flertes da banda com outros ritmos mais regionais, “Tradição” que traz em seus versos um tratado sobre o respeito entre os povos do mundo e “Contramão”, que era a alegria das rodas de pogo em Pernambuco no início dos anos 2000.

O compilado que foi lançado pelo selo Electric Funeral Records é só uma prévia do que estar por vir no ano de 2021. Carranza em breve lançará novo material e segue forte como uma das grandes bandas do underground brasileiro, tendo uma história marcante dentro da cena alternativa. Conversamos com a banda sobre sua trajetória, influências musicais, processo de composição, entre outras curiosidades. Confira a entrevista abaixo.

De onde surgiu esse nome “Carranza”?

A banda se chamava Los Miguelitos, e tinha uma pegada mais punk rock, só que com o tempo estávamos fazendo um som cada vez mais pesado e com cada vez mais conteúdo social, o nome da banda não estava mais combinando com o tipo de som, então fomos na biblioteca da escola técnica onde estudávamos e formamos a banda e pegamos uma enciclopédia sobre a história do México, queríamos manter essa estética hermana e lá vimos esse nome que era o sobrenome dopresidente do México que instituiu a primeira constituição livre do país”.

Como e quando a banda surgiu?

A banda surgiu na Escola Técnica Federal de Pernambuco em 1996, que tinha um movimento musical e de cultura muito forte, tinham muitas calouradas, festivais e começamos tocando bastante lá, logo depois fomos saindo e conseguindo espaço em bares e festivais fora da escola”.

A banda acaba de lançar uma super compilação com músicas inéditas gravadas ao longo dos 21 anos de carreira que não estavam disponíveis para audição nas plataformas de streaming. Como foi o processo de composição e gravação dessas faixas quando foram lançadas em mídia física a alguns anos atrás?Essas músicas foram compostas e gravadas entre 1999 e 2003, com diversas formações, mas a base alí era eu (Cláudio) na voz, Roberto II na guitarra, Paulo Duarte no baixo e Daniel Barkokebas na bateria. Mas tem uma versão de Samba do Caos com Pompi cantando, numa fase em que eu tinha saído da banda. São basicamente de 3 eps Liberdade, Ultra Seven Nordestino e Corpo Fechado.

O disco foi muito bem recebido nos de sites de música especializada do país. Como a banda está vendo esse feedback tão positivo do material lançado?

“Para nós, qualquer feedback é importante, uma pergunta, um elogia, um conselho, todo esse tipo de interação com público e crítica é muito importante, somos uma banda de verdade que gosta de verdade nas coisas que faz, independente de mercado, agradar b ou c com coisas forçadas e que não façam parte de nossa essência, que é de passar mensagens positivas pras pessoas, fazer com que elas pensem, se sintam capazes de vencer as dificuldades por mais que seja difícil”.

Suas músicas demonstram muita intensidade e entrega por parte da banda. Existe alguma composição que seja mais especial para vocês?  

Toda música tem o seu porque, tem uma história por trás, por isso até fizemos um Faixa a Faixa, falando delas, que tá disponível em nosso canal no youtube, mas eu particularmente tenho um carinho grande por algumas delas por entender, que naquele momento eu fui feliz em conseguir expressar de maneira entendível o que eu estava sentindo e buscando dizer. Um grande exemplo delas é o Tempo Cego, que fala de vitórias, das nossas pequenas vitórias no dia a dia que nos fazem ter forças para seguir em frente, em busca de nossos objetivos”.

Quais as bandas e fontes artísticas que inspiram o som do Carranza?

A respeito de música, é bem amplo e a cada dia fica mais, hehehe. Eu escuto de tudo mas fora o Hardcore meu ritmo favorito é o samba, ainda sonho em gravar um disco de samba, tem até uma homenagem a Dona Ivone Lara que fiz na música Salve! Harryson ouve muito hip hop, Rafael, nossa guitarra é meio metaleiro; Chico o baixista curte muito reggae e dub e Willson, o batera é o doido da hard core curte Pense, Dead Fish e outras bandas gringas.”

Como vocês estão lidando com a pandemia de covid 19? Que tipo de interação a banda está tendo com o público nesse momento de pandemia?

Tá sendo bem difícil esse período sem ensaios, sem compor, tá foda. Em 2020, fiz um programa semanal no nosso instagram o Trocando Ideia Live Livre onde em dez programas conversei com alguns amigos como Rhossi do Pavilhão 9, Cannibal da Devotos, China, Lê do Gritando HC entre outros, depois disso fizemos o Faixa a Faixa no Youtube, e no final do ano lançamos a coletânea, a Sendra Exordial, tipo foi o que deu pra fazer. Não podemos vacilar com esse vírus desgraçado, não dá pra fazer piada, levar na brincadeira como muitos levam. Buscamos nesse período diversas maneiras de criar de se renovar, mas é muito difícil, porém tamo aqui com o mais importante nesse momento que é nossa saúde”.

Podemos esperar material inédito em breve?

Estamos tentando compor algo via internet, uma batida aqui, to fazendo umas letras, mas é bem difícil se adaptar a isso, somos todos ratos de estúdio, lá dentro que a coisa funciona.”

Quais os planos para 2021?

Aprovamos no edital um orçamento para produzirmos uma live agora em janeiro, tem material novo chegando de merchan, camisa, boné e o jersey que lançamos em homenagem aos 20 anos, e nossa maior aposta é na parceria com a Eletric Funeral que vai relançar o A Lenda do Homem que engoliu o Sol, nosso último disco e trabalhar ele de maneira mais efetiva e profissional.Fora isso acho que nosso maior plano é nos vacinarmos e voltarmos a tocar o mais rápido possível”.

Confira “Sendra Exordial”:

Mais informações:
facebook.com/collapseagency
www.instagram.com/collapseagency
www.collapseagency.com.br
Phone: +55 21 996292220

Stay Rock Brazil: lançada coletânea virtual gratuita da Rádio Web!

No último dia 28 de dezembro, a Rádio Web Stay Rock Brazil disponibilizou de forma gratuita no Bandcamp a coletânea virtual intitulada “2020”, com o que de melhor foi lançado no respectivo ano.

São ao todo 148 bandas, divididas em quatro volumes (mais um volume bônus), abrangendo praticamente todas as vertentes dentro do Rock/Metal Nacional, incluindo também algumas bandas argentinas e uma de Portugal.

Temos desde o bom e velho Rock N’ Roll clássico, Blues, passando por Hard Rock, Heavy Metal, Power Metal, Doom Metal, Thrash Metal, Punk Rock, sons mais brutais como o Death, Black Metal e mais técnicos como o Industrial e Progressivo.

As bandas Apokrisis (Progressive Death/Thrash Metal), Chaosfear (Modern Thrash Metal), Death Conspiracy (Brutal Technical Death Metal), Fallen Creed (Classic Doom Metal), Mercic (Industrial Rock/Metal, Portugal), Sacrifix (Old School Thrash Metal), Scars (Thrash Metal), Sepulchral Voice (Old School Death/Thrash Metal) e Válvera (Heavy/Thrash Metal) são as representantes da JZ Press no Volume 4 dessa excelente coletânea! Saia da zona de conforto, corre lá e baixe tudo totalmente grátis!

Link para Download do Vol. 4: https://bit.ly/3rupwzz

Os outros volumes estão disponíveis em:
Vol. 1: http://bit.ly/34Q9nL0
Vol. 2: http://bit.ly/3mUfsft
Vol. 3: http://bit.ly/3hlRbOr
“Bônus”: http://bit.ly/2KKgn5f

Prestes a completar 13 anos no ar, a Radio Web Stay Rock Brazil tem uma programação diferenciada, eclética e sem preconceito, 24hs por dia, levando boa música a todos seus ouvintes.

www.stayrockbrazil.com.br
www.facebook.com/stayrockbrazil
www.instagram.com/radiostayrocknews

Em nome da JZ Press e de todas as bandas do nosso cast, gostaríamos de parabenizar a todos da Rádio Web Stay Rock Brazil, em especial Rogério Utrila, pelo excelente lançamento, dedicação e parceria de sempre!

Ephemerald: grupo finlandês de Symphonic Death Metal lança seu álbum de estreia em fevereiro – Novo single lançado agora

A banda finlandesa de Symphonic Death Metal Ephemerald está lançando seu primeiro álbum em 19 de fevereiro de 2021 e agora eles apresentam o novo single do próximo álbum.

A música representa uma atmosfera mais calma, quase como uma balada, com violões e harmonias vocais limpas. As letras falam sobre a importância de viver o momento; no entanto, as pessoas costumam ser mais propensas a se apegar ao passado ou a suas temíveis suposições sobre o futuro, recusando-se, assim, a ver e aceitar o mundo como ele é.

Confira o lyric vídeo de “All There Is”:

Ouça “All There Is” nos serviços de streaming:

Spotify: http://spoti.fi/3oGaaWE
Apple Music: https://apple.co/3bK56wG
Deezer: https://www.deezer.com/us/album/191773462
Tidal: https: //listen.tidal. com / album / 165341181
Amazon: https://amzn.to/38IPYxQ
Bandcamp: https://ephemerald-metal.bandcamp.com/

Ephemerald foi formado em 2016 por Joni Snoro (ex-Frosttide), Lauri Myllylä (Voidfallen), Vesa Salovaara (Vorna) e Juho Suomi (Apocryfal). Mais tarde, eles juntaram forças com Tuomo Sagulin (Projeto Mechanik). A banda cria música de metal épica, porém furiosa e direta com o coração de seus criadores.

Ephemerald é formado por:
Vesa Salovaara – Vocal
Joni Snoro – Guitarra
Lauri Myllylä – Baixo
Juho Suomi – Bateria
Tuomo Sagulin – Teclados

Mais informações:
Facebook: https://facebook.com/ephemeraldfin
Instagram: https://instagram.com/ephemeraldfin
Twitter: https://twitter.com/ephemeraldfin

Mercic e Chaosfear: juntos em remix Industrial Brutal!

Os portugueses do Mercic despediram-se do fatídico ano de 2020, com o lançamento de um remix Industrial Brutal para a faixa “Cold, dos brasileiros do Chaosfear

Esse é o terceiro remix criado pela banda liderada pelo multi-instrumentista Carlos “Maldito”, e o primeiro de uma banda não europeia, lançado esse ano, sabendo que os outros foram para a faixa “Cursed”, da banda de Old School Death Metal, Sacred Sin e “Shattered”, da banda de Death/Black Metal, Congruity, ambas portuguesas.

“Cold”, faixa emblemática e bem elogiada pela crítica mundial, se encontra originalmente no mais recente álbum dos Modern Thrashers do Chaosfear, “Be The Light In Dark Days”, e foi totalmente reconstruída dentro da sonoridade industrial única, fortemente influenciada por Ministry e Front Line Assembly, que só o Mercic consegue com tal originalidade, sem perder nenhum traço da brutalidade e do peso característico dos brasileiros!

Confira “Cold (Remixed By Mercic)”:

Para 2021, o Mercic se prepara para a participação em vários outros festivais online, inclusive um já foi definido e será o brasileiro, “Metal no Vale”, em 22 de fevereiro, e já pensa em material para o sucessor de “MERCIC_6_2020”, lançado em maio de 2020.

Criado em 2015, em Grândola, Portugal, pelo músico multi-instrumentista Carlos “Maldito”, o Mercic é um projeto de Rock Industrial, cujo objetivo é lançar somente álbuns de estúdio sem se prender a singles (somente em no caso de remixes de outras bandas) e videoclipes. Raramente faz shows ao vivo, pois a filosofia do projeto é de fazer com que apenas a música seja o foco principal e fale por si só. A força motriz de sua música se sobressai a qualquer uso de imagens editadas como a sociedade atual usa e abusa.

Carlos “Maldito”, numa decisão brusca e nada fácil em sua vida, abandonou todas as bandas na qual era também compositor, para se dedicar exclusivamente ao Mercic e, desde então, vem lançando um novo trabalho por ano. Essa mudança não se deu logo no início da jornada com o Mercic, mas sim antes do lançamento de seu quinto registro, o “MERCIC_5_2019″, lançado em 2019, no qual é considerado pelo músico como um novo recomeço em sua vida não só como músico como, também, como pai de família.

A sonoridade do Mercic é única, passeando facilmente entre o Indie, Alternative Rock/Metal, Gothic Rock e Rock/Metal Industrial, voltada mais para melodia com progressões modernistas e diferentes atmosferas. Seus grandes e incríveis diferenciais vão desde as vocalizações, temáticas, nuances climáticos, batidas sintetizadas, teclados, samplers e orquestrações cheias de melancolia, criando não só climas sombrios em sua música como, também, uma gama de diversidade entre estilos quase que inimaginável. Se existe uma banda inovadora e que foge completamente de estereótipos ou sons convencionais, sem se prender a rótulos, o Mercic é a principal delas.

Mercic é formado por:
Carlos Maldito – Vocal/Teclado/Samplers/Bateria
César Palma – Guitarra
Hugo Areias – Técnico de Som

Ouça e Siga Mercic em:
Spotify: https://open.spotify.com/artist/4FVgsPzqO3p2gspmkhxakf
YouTube: www.youtube.com/channel/UCx74JJAezgGY8xyEaBZWyXg
Bandcamp: https://mercic.bandcamp.com
Apple Music: https://music.apple.com/br/artist/mercic/1066088090
Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/9466316
Tidal: https://tidal.com/browse/artist/7453025
Napster: https://br.napster.com/artist/mercic
Email: mercic_band@hotmail.com
Facebook: www.facebook.com/MERCICmusic
Instagram: www.instagram.com/mercic_band

Confira o vídeo oficial original de “Cold”:

“Be The Light In Dark Days”, mais recente álbum do Chaosfear, foi foi gravado/mixado no estúdio Tori Studios de propriedade de Marco Nunes (baixista/produtor), masterizado pelo renomado produtor/músico Paulo Anhaia e com capa pelo artista Jean Santiago.

Confira “Be The Light In Dark Days” em:
Spotify: https://spoti.fi/3hjifxd
YouTube Music: https://bit.ly/3cNc94Q

Chaosfear é formado por:
Fernado Boccomino – Vocal/Guitarra
Eduardo Boccomino – Guitarra Solo
Marco Nunes – Baixo/Teclados/Backing Vocal
Fabio Moysés – Bateria/Backing Vocal

Ouça e Siga Chaosfear em:
Spotify: https://open.spotify.com/artist/3V3WFlj68xP2Zf1TqYI7dB
Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/116022
iTunes: https://itunes.apple.com/us/artist/chaosfear/252364461
Amazon: https://music.amazon.com.br/artists/B0015LQGWY/chaosfear
YouTube Music: https://bit.ly/3cNc94Q
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC9o3bESzAsVdQLzjpgT_lZQ
Facebook: https://www.facebook.com/chaosfearofficial
Instagram: https://www.instagram.com/chaosfearofficial
Email: chaosfear3@gmail.com