Tandra: grupo disponibiliza single “Open The Bar” para audição completa no YouTube

Tandra 02

Enquanto o primeiro álbum de estúdio é trabalhado e em fase final de produção, a banda Tandra apresenta oficialmente o primeiro single oficial de sua carreira.

Mesclando elementos diversos do Metal e incluindo instrumentos celtas, o grupo de Folk Metal brasileiro, vem se destacando por sua originalidade e conteúdos diferenciados. O álbum que ainda está mantido em segredo, muito em breve, irá ter informações divulgadas pelo grupo.

Enquanto você aguarda por esse lançamento, a música “Open The Bar”, pode ser conferida no canal oficial da banda no YouTube. A faixa apresentada, não será a mesma do disco, que foi regravada e terá uma masterização totalmente diferente dessa que estamos linkando abaixo. Confira:

Formação:
Felipe Franco – Vocal/Baixo
Christopher Knop – Guitarra/Vocal
Geferson Franco – Guitarra
Max Waltrick – Bateria
Felipe Ribeiro – Flauta
Carlos Linzmeyer – Acordeon/Baixo
 
Mais Informações:
Anúncios

Scalped: banda anuncia título e capa de seu novo álbum

Scalped

A banda mineira de Death Metal Scalped, anuncia o título e apresenta a capa de seu novo álbum. “Manufactured Existence Obsolescence” é um trabalho que tratará sobre a falsa ilusão de liberdade da qual a ‘sociedade’ vive em meio a uma dominação de grandes corporações e governos dominantes. O disco será lançado via Songs Fo Satan.

“A vida se tornou a moeda de troca mais abusada, explorada e descartável. O que foi feito ao meio ambiente e aos animais não é nem uma partícula do plano maquiavélico e voraz que nos espera. As pessoas acham que quem está adoecendo o planeta não liga para o futuro, para o que restará para a humanidade, e o mundo que deixará para seus filhos. Mas a verdade é que nós rumamos calmamente para a maior extinção em massa que se tem conhecimento. Os recursos serão mais que suficientes, quando o objetivo for conquistado. Nossa sociedade possui lideranças além de democracias, ditaduras e monarquias. O voto e vontade da maioria não passam de mera ilusão! Vivemos em “propinocracia global”

Onde um organograma que nos guia desde a concepção até o túmulo numa matriz, tudo é monitorado, nada é descontrole. Pensamos ter liberdade de escolhas, acreditamos estarmos vendo conflitos sem solução. Mas tudo não passa da mais bela e arquitetada fraude!

Onde nos enclausuramos em prazeres banais, cada vez mais lobotômicos. A lavagem cerebral acontece de forma harmoniosa, onde tudo se transforma em conformidade, distúrbios psicológicos, suicídios, obesidade, comida envenenada, drogas, vícios cibernéticos, sintetizando uma nova eugenia auto exterminadora, enquanto nós nos transformamos em energia para concretizar a vontade decretada pelos mestres da humanidade. Somos apenas o hospedeiro de um poder invisível”. Explica, o vocalista Fernando Campos.

O álbum sucede, o antecessor “Synchronicity of Autophagic Hedonism” de 2017, que consagrou a visceralidade da banda e com a enorme repercussão em nível nacional, o Scalped passou por palcos de toda a região sudeste, além de dividir palco com nomes importantes do underground nacional (Ratos de Porão, Rebaelliun, Krisiun, dentre outros) e internacional (Pestilence, Vital Remains, Carnation). O que também lhes redeu um ótimo contrato com um dos selos mais atuantes e conceituados do underground nacional, a Songs For Satan.

Em “Manufactured Existence Obsolescence” o grupo vai apresentar 10 faixas conceituais, demonstrando toda sua brutalidade como já de costume, trazendo o caos à terra com muito ódio e técnica. O projeto de arte gráfico da capa do disco ficou a cargo do artista Pablo MP da “PMP art work prodution”. Em breve serão disponibilizado mais detalhes sobre o lançamento!

Formação:
Fernando Campos (Vocal)
Thiago Macedo (Guitarra)
Bruno Mota (Baixo)
Marcelo Augusto (Bateria)

Links relacionados: 
www.facebook.com/ScalpedDeath/
www.facebook.com/songsforsatan/

Assessoria de Imprensa: 
www.cangacorockcomunicacoes.com/
www.facebook.com/cangacorockcomunicacoes/

Hellish War: assista o lyric vídeo de “Warbringer”, nova música do grupo com a participação de Chris Boltendahl

Hellish War_Wine Of Gods

A faixa faz parte do novo álbum da banda, “Wine Of Gods”, financiado pelo Proac Editais e lançado em Julho

“Wine Of Gods”, novo álbum de estúdio do Hellish War, já está disponível! O disco foi lançado no último dia 19 de Julho em um evento fechado para imprensa e convidados no Central Panelaço em São Paulo.

“Wine Of Gods” foi gravado no Omni Studio em Cosmópolis/SP e no Reverbera Studio em Santos/SP e mixado e masterizado no PiccoliStudio em Londres, Inglaterra, por Ricardo Piccoli, com quem a banda havia trabalhado em seu disco anterior, “Keep It Hellish”.

Dez faixas inéditas compõem esse novo trabalho do Hellish War: “Wine Of Gods”, “Trial By Fire”, “Falcon”, “Dawn Of The Brave”, “Devin”, “House On The Hill”, “Burning Wings”, “Paradox Empire”, “The Wanderer” e “Warbringer”.

A última citada, “Warbringer”, reserva uma participação muito especial: a do frontman do Grave Digger, Chris Boltendahl! O vocalista alemão, que na música divide os vocais com Bil Martins, comentou sobre sua participação.

“Estou orgulhoso de fazer parte do novo álbum da banda brasileira Hellish War. Eles soam como se fossem uma banda europeia dos anos 80, como numa mistura do velho Running Wild, Rage e Grave Digger. Os riffs e vocais poderiam ter sido compostos na Alemanha ou em qualquer outra parte da Europa. Os fãs vão se surpreender com a energia e o poder dessa banda! Eu os desejo tudo de bom e muito sucesso no futuro com seu novo álbum, Wine Of Gods”.

O Lyric Video oficial de “Warbringer” já está disponível no canal oficial do Hellish War no Youtube:

“Wine Of Gods” já está disponível em CD Digipack – com distribuição pela Anti Posers Records – e também em versão digital para todas as plataformas de música:
 
Google Play: http://bit.ly/2Yz8R2T

Wine Of Gods” também ganhará uma versão em vinil a ser lançada pela Abigail Records em Setembro.

Três shows de lançamento, em Campinas, Sorocaba e Santos, também estão programados para acontecer entre Agosto e Setembro.

Em Sorocaba a apresentação acontece no próximo dia 17 de Agosto no Parque dos Espanhóis (R. Dr. Campos Salles, s/n – Vila Assis) a partir das 19h. O Brave será a banda convidada na noite. Em Santos a apresentação acontece no dia 01 de Setembro no Boteco Valongo (R. São Bento, 43 – Centro) a partir das 18h. O Living Metal será a banda convidada na noite. Em ambas ocasiões os shows terão entrada franca.

Além de Bil Martins, completam a formação do Hellish War em “Wine Of Gods” os guitarristas Vulcano e Daniel Job, o baixista JR e o baterista Daniel Person.

“Wine Of Gods” foi integralmente financiado pelo Proac Editais, programa de investimento direto do Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Mais Informações:

Rock Soldiers: volume 25 da coletânea será tocado integralmente na Rádio Exmera

Brauna

A UGK Discos que produz a coletânea Rock Soldiers, recentemente firmou parceria com a web radio Exmera de São Paulo/SP e, para brindar esta união, no sábado dia 10 de agosto às 18h, será exibido o programa Especial Rock Soldiers, que tocará o volume 25 da coletânea na íntegra. Você ouvirá o programa pelo link: http://radioexmera.com/.

Confira os nomes das bandas e suas músicas:
 
Avoid/MG – “Ressaca”
Barril De Pólvora/MG – “Som do Trovão”
Chaostitution/SP – “Warhawk”
Conduta/TO – “Ratos e Vermes”
Cova Raza/MG – “Podridão da Terra”
Cruento/SP – “Neurose”
Divine Ruin/POR – “Flesh Recycler”
Eclipse Of Thunder/SP – “No Better Place to Die”
Eutha/SC – “O Carnaval de Satã”
Hate by Hate/DF – “About the Hate”
Khorium/RJ – “Midiocracia”
Malacandra/RJ – “Máscara de Chumbo”
Malice Garden/SC – “Renegade Souls”
Morgaroth/SP – “Panzer
Division War”
Náusea/BA – “Uma Gestão”
Nematomorphos/POR – “Lost Cause?”
Punk Beach/SC – “A bondade e a Justiça”
Punkadaria/RS – “Mortos Vivos”
Repugnados/SC – “Ordem e Progresso” e “Liberdade”
Violência Cega/BA – “A Invasão dos Canibais do Espaço”
 
Na página da coletânea no Facebook, o produtor Marivan Ugoski reforça o convite em vídeo e informa que as audições para o volume 26 estão abertas, confira:

 

Para participar da seletiva a banda ou artista solo deve enviar link de áudio para o e-mail ugoskimarivan@gmail.com ou entrar em contato pelo Facebook e Whatsapp (54) 9 8435.6658.
 
Siga também pelo Instagram:
 
Se inscreva no canal do YouTube:
UGK Discos
 
Assessoria Brauna Music Press:

Red Light DC: grupo mete o pé na porta com novo single “Fly Away”

Red Light DC - Credito de Marcia Oliveira (2)

O primeiro single da nova fase da Red Light DC é “Fly Away”. Com mais peso nos vocais e na guitarra, a música nasceu da vontade de extravasar. As influências de Alice in Chains e Soundgarden são latentes na música que sucede o álbum “Love, Alcohol And Other Drugs” (2018), com produção de Celo Oliveira.

“Esse novo trabalho traz influências mais pesadas, liberando toda energia, como uma aula de luta após um dia estressante”, define Renalvo Junior, guitarrista da Red Light DC. Enquanto a música busca a libertação, o lyric vídeo evoca a tensão e a dor da depressão.

Red Light DC - Fly Away.JPG

Ouça o single “Fly Away” no streaming: https://song.link/s/3jarXjcLs3k4M7EGNoOiFy

“A depressão é uma doença que atinge uma grande quantidade de pessoas. E os motivos podem ser estresse, relacionamentos destrutivos, pressão relacionadas ao dia a dia ou algum trauma. A depressão é algo tenso e cinzento. Na banda temos pessoas próximas com depressão, casos que já chegaram ao suicídio, e queríamos falar sobre esse assunto”, lamenta Ricardo Bruno, baixista.

Assista o lyric video “Fly Away”:

Para desestressar, para curtir, para pensar. O Rock da Red Light DC é sem rótulos, sem seguir nenhuma vertente.  Duas guitarras, uma bateria, um baixo e uma voz potente. Assim foi criada a Red Light DC, banda paulista que traz no currículo o disco “Love, Alcohol And Other Drugs” (2018). O trabalho de estreia também contou com o single “Scream”, lançado como lyric video e o videoclipe do single “Burn”.

“A Red Light DC traz canções que retratam o mundo visto pelo amor e pelo ódio, pelas ressacas e por pessoas que vivem na margem das grandes cidades”, explica Regis Lima, guitarrista.

A Red Light DC é formada por Ton Araujo (voz) e Alex Oliveira (bateria), além de Renalvo, Regis e Ricardo. A ficha técnica do single “Fly Away”, traz Jean Michel Designations Artwork (capa); Regis Lima (produção, mixagem e masterização); e Maria Catia (lyric video).

Mais informações:

Roadie Metal: selo apresenta tracklist oficial e data de lançamento da décima segunda coletânea lançada

Roadie Metal vol 12 - capa oficial

Após comunicar o lançamento oficial da “Coletânea Roadie Metal Vol.12” em todas as plataformas digitais, é chegada a hora de revelar a tracklist oficial e a data que o material irá se encontrar disponível para audição completa.

Reunindo 18 bandas brasileiras, o registro estará disponível para os fãs no dia 10 de agosto no Spotify, Deezer, Itunes, Google Play, Napster, Tidal e várias outras plataformas. Nessa edição foi possível reunir excelentes bandas brasileiras de gêneros e estilos diversificados. Você ouvinte irá encontrar desde o mais puro Death Metal, assim como, linhas clássicas de Hard Rock, isso sem contar, em bandas experimentais e outras que trabalham com linhas já consolidadas e tradicionais.

Confira abaixo a Tracklist oficial da “Coletânea Roadie Metal Vol.12”:

01 – Order of Destruction – Order of Destruction
02 – Okyr – Neurosis (And the Attraction Theory)
03 – Ossos Cruzados – Bala de Prata
04 – The Secret Society – Fields of Glass
05 – Neuro Ruptura – 1 Segundo
06 – Lethal Sense – The Zumbies
07 – Blackhalls – Back in Blow
08 – Shildrain – Trash
09 – Vírus HC – Respirando Vingança
10 – Crânio – O Tiro
11 – Cimitarra – Sentença de Morte
12 – Punhal – Liberal Brazuca
13 –Ritualistic – Vampire Brother
14 – Sun Diamond – Go To The Yard
15 – High Moonlight – United by Sound
16 – Stillburn – DWTH
17 – Holy Time – Go To Fight
18 – Pakidermes – Vida Inútil
 
Entre em contato conosco: gleison@roadie-metal.com
 
Mais informações:
Roadie Metal Assessoria: http://roadie-metal.com/press

Darkhaos: definidas as músicas do EP “Shouting at Your Grave” e álbum conceitual pode estar a caminho

Darkhaos - capa

Já estão definidas as músicas que farão parte do EP “Shouting At Your Grave” da cearense Darkhaos. A banda que se prepara para gravar o disco com o novo vocalista Macedo “Darkness” comunica que suas músicas são: “Shadows in My Soul”, “Out of the Door”, “Is Hell Here”, Shouting at Your Grave’ e “Execution”.

Além das músicas que já são conhecidas pelo público em festivais, a banda completada por Erickson Oliveira (guitarras), Eriel Andrade (baixo) e Kallil van Derick (bateria) trabalha em outras composições como “Empty Places”, que é a última de uma série de cinco músicas que ficaram de fora do EP. “Começamos a trabalhar nessa música já com o Macedo na banda. Ela tem uma pegada Heavy bem marcante, com riff de guitarra na veia Anthrax, Metallica e Megadeth. Então, há muito Thrash nela”, compara Kallil.

A banda que tem uma pegada Heavy/Thrash, introduz ao máximo nas composições influências de seus músicos, mas a visão individual dos membros nem sempre converge. “Já acho ‘Empty Places’ um híbrido de Power Metal e Hard Rock, como uma mistura de Shaman e Dr.Sin”, opina Erickson. Em conformidade aos demais colegas, Macedo valoriza os dois lados: “A música tem suas melodias em alguns momentos, mas a sujeira do Thrash Metal está nela também”.

Outras composições que saíram do papel e ganharam vida no estúdio são “Holding Devil’s Hand”, “He Who Shall Not Be Named”, “The Priest Dressed in the Night” e “The Sands”, instrumental que abre os shows da banda. As duas primeiras mais ‘Empty Places’ têm o mesmo tema e, a priori, isso pode significar que o primeiro full-length da Darkhaos, que chegará depois do lançamento do EP, poderá ser conceitual.

Há possibilidade de ainda incluirmos ‘Empty Places’ no EP, mas por outro lado eu a queria junto de ‘Holding Devil’s Hand’ e ‘He Who Shall Not Be Named’ no ‘full’ porque as letras são complementares. Bom, quer saber? No final das contas todas as músicas contam a mesma história”, confessa Kallil.

“Shouting at Your Grave” tem previsão de lançamento para este segundo semestre, mas o “debut”, que ainda está em fase de composição e que ainda não dispõe de nome, pode ser lançado em 2020. Até lá a banda segue com a agenda aberta para shows em todo Brasil.

Para conferir o single “Shouting at Your Grave” pelo YouTube, clique no link:

Confira o single “Shouting at Your Grave” pelo streaming:
 
Spotify
Deezer
iTunes / Apple Music
E em muitas outras plataformas digitais.
 
Contato para shows:
(85) 9 9690.7536
 
Mais informações:
Se inscreva no canal do YouTube
 
Assessoria Brauna Music Press: