“Pegando Fogo Online Festival”: pretende reunir o que há de mais relevante na cena musical contemporânea do Triângulo Mineiro

Iniciativa do Vitrola Ambiente Cultural, o festival terá transmissão live-streaming pelo Youtube durante três domingos

Fundado em 2011 na cidade de Araguari/MG, o Vitrola Ambiente Cultural é uma das principais casas noturnas do Triângulo Mineiro. O espaço surgiu da necessidade de fomentar a música e outras linguagens artísticas na cidade. Até aqui, mais de 200 atrações da região, do Brasil e até mesmo internacionais já pisaram no palco do Vitrola, inclusive artistas de grande popularidade como Sérgio Britto (Titãs), Badaui (CPM22), Tico Santa Cruz (Detonautas) e Marcão (Charlie Brown Jr.).

Fechado desde Março de 2020 devido a pandemia de covid-19, o Vitrola Ambiente Cultural teve que se reinventar durante esse período. Uma das formas foi a realização e transmissão de “Lives” exclusivas. Porém, nenhum projeto anterior foi tão promissor como o “Pegando Fogo Online Festival”.

O “Pegando Fogo” é um festival periódico realizado pelo Vitrola e que tem por objetivo divulgar e potencializar a criação musical autoral da região e de todo país. Na impossibilidade da realização presencial do “Pegando Fogo” – que é o único espaço de música autoral em Araguari – o festival ganha então agora sua versão online.

O “Pegando Fogo Online Festival” será realizado em três domingos diferentes e vai reunir três atrações por dia de festival, todos artistas do Triângulo Mineiro.

As datas e atrações são:
23 de Maio – André Salomão, Berilo e Douglas Alessi
30 de Maio – Luiz Salgado, O Eremita e Uganga
06 de Junho – Trem das Gerais, Canábicos e Black Pantera
As transmissões acontecerão sempre a partir das 18h exclusivamente pelo canal do Vitrola no Youtube: http://youtube.com/vitrolaambientecultural

“A ideia do Pegando Fogo sempre foi juntar diferentes estilos, ao invés de fazer eventos para gêneros específicos. E a programação do Online Festival mostra bem isso. Tem um pouco de tudo: música regional, MPB, Blues, Pop Rock, Rock pesado, Hip Hop e Reggae, todos juntos no palco do Vitrola para celebrar a música autoral do Triângulo Mineiro e levar conteúdo de qualidade para o público da casa e de todo país”, declarou Marco Paulo Henriques, sócio proprietário do Vitrola Ambiente Cultural e um dos organizadores do “Pegando Fogo Online Festival”.

Conheça um pouco de cada atração do “Pegando Fogo Online Festival”:


André Salomão
Cantor, compositor e arte-educador. André Salomão é idealizador do curso “Destrave seu Canto” e já lançou dois álbuns autorais, “Planos e Muros” e “Desaguar”, que reúnem toda a pluralidade de referências do músico dentro da MPB.
https://www.facebook.com/andresalomaooficial
https://www.instagram.com/andresalomao/

Berilo
Formada por Isa Pimenta, Cláudio Rocha e Paulo Machado, a Berilo se classifica como uma banda de New Rock de Minas Gerais que fala das emoções e do psique humano. O trio lançou no ano passado seu mais recente trabalho, o EP “Inner Space”, que inclui cinco faixas, entre elas “Silence”, que conta com a participação de Rappin’ Hood, e “Satellite” cujo videoclipe tem feito bastante sucesso no Youtube.
https://www.facebook.com/oficialberilo
https://www.instagram.com/oficialberilo

Douglas Alessi

Douglas Alessi é cantor, compositor, violonista e ficou conhecido em todo país após sua participação no The Voice Brasil da Rede Globo.
Inspirado por artistas como Bryan Adams, Bob Dylan, Neil Young, Johnny Cash e Freddie Mercury, Douglas conta com vários singles e cinco álbuns lançados nas plataformas digitais, dois autointitulados, além de “Despedida”, “Deixa Acontecer” e “Vem Cá”.
https://www.facebook.com/douglasalessi
https://www.instagram.com/douglasalessi

Luiz Salgado
Natural de Patos de Minas e hoje residindo em Araguari, Luiz Salgado é, como ele mesmo descreve, artista, cantadô, violeiro, violonista, compositor e artista educador. Convivendo diretamente com o Cerrado Mineiro, Luiz Salgado levanta bandeiras ecológicas por meio de um trabalho musical moderno, porém influenciado, principalmente, pelas festas populares como Folias de Reis e Congado. O músico possui quatro álbuns já lançados, “Dois Mares” (2013), “Caçador de Lua” (2014), “Sina de Cantadô” (2015) e “Quanto mais meus óio chora, mais o mar quebra na praia” (2016).
https://www.facebook.com/luizsalgadooficial
https://www.instagram.com/luizsalgadooficial

O Eremita
Beat’s Rimas & Derivados! Poesia, Música & Resistência! Vouglas “O Eremita” se define como “viciado em musicalidades alternativas”. Atua como Mc/Toaster e Dj, sempre transitando pelo submundo sonoro. O Eremita agrega em seus sons os valores da cultura hip hop original, a musicalidade do reggae e a busca pelo conhecimento. O músico possui três trabalhos lançados, os EPs “Caminhando além das Montanhas de concreto” e “Palavras em Movimento”, ambos lançados como artista solo, e o EP “Beats Rimas e Derivados Vol.1” lançado com o coletivo 3Dfato.
https://www.facebook.com/eremitaroots
https://www.instagram.com/eremitaroots

Uganga
O Uganga é um dos grupos mais expressivos e relevantes do rock pesado brasileiro. Acumula mais de 25 anos de carreira, lançou cinco álbuns de estúdio, um disco ao vivo gravado na Alemanha e um DVD. Já realizou shows por quase todas as regiões do Brasil, participou dos mais importantes festivais e fez duas turnês europeias que juntas somam 28 shows em 13 países. Seu mais recente trabalho, “Servus”, lançado em março de 2019, é, sem dúvidas, o mais bem-sucedido do grupo mineiro até aqui. Além de ter sido financiado por dois relevantes prêmios, entre eles um internacional (Wacken Foundation da Alemanha), “Servus” foi indicado entre os “Melhores Álbuns de 2019” por mais de 20 veículos especializados!
https://www.facebook.com/ugangaband
https://www.instagram.com/uganga

Trem das Gerais
Formada por uma família de músicos de Araguari, o grupo Trem da Gerais há 24 anos vem celebrando a música regional mineira por todo Brasil. Seu público considera-os como “um grupo defensor da cultura popular e do Cerrado Mineiro”, uma vez que suas canções exaltam temas como a cultura, preservação do Cerrado e as lutas cotidianas de seu povo. Na carreira possuem passagens por grandes festivais e dois álbuns lançados: “Cantos Gerais” e “Embornal de Cantoria”.
https://www.facebook.com/GrupoTremDasGerais

Canábicos
Entre as bandas do triângulo mineiro, o Canábicos é certamente uma das mais produtivas e criativas. O grupo foi formado em 2013 pelo guitarrista Murcego González e pelo vocalista Clandestino, e até aqui já lançou cinco discos: “La Bomba” (2013), “Reféns da Pátria” (2014), “Alienígenas” (2015), “Intenso” (2017) e “Canábicos V” (2020). Hard/Classic Rock dos bons com referências que vão de Beatles à Black Sabbath, ou de Rolling Stones à Led Zeppelin, cantados no bom e velho português.
https://www.facebook.com/oscanabicos
https://www.instagram.com/canabicos/

Black Pantera
Com nome inspirado no revolucionário Partido dos Panteras Negras norte-americano, o Black Pantera é uma banda brasileira de crossover formada em Uberaba/MG no ano de 2014. Composta desde o início por Charles Gama (guitarra/vocal), Chaene da Gama (baixo) e Rodrigo “Pancho” Augusto (bateria), todos negros, em suas letras a banda aborda temas como política, racismo e discriminação. Influenciados por Bad Brains, Rage Against the Machine, Tupac, Motörhead, James Brown, entre outros, já se apresentaram em festivais como o Afropunk e o Download Festival, além de terem aberto shows e tocado com bandas como System of a Down, Slayer, O Rappa e Sepultura. Possuem dois álbuns lançados: “Project Black Pantera” (2015) e “Agressão” (2019).
https://www.facebook.com/BlackPanteraoficial
https://www.instagram.com/blackpanteraoficial

O “Pegando Fogo Online Festival” é realizado com recursos da Lei Federal N 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc, Edital n.16/2020 da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais – SECULT.

Mais Informações:
https://www.facebook.com/vitrolaambientecultural
https://www.instagram.com/vitrolaambientecultural
http://youtube.com/vitrolaambientecultural

Canábicos: “Intenso” entre os melhores do ano e novo disco a caminho

Canábicos 2018

Entre as bandas do triângulo mineiro, o Canábicos, de Araguari, é certamente uma das mais produtivas e criativas. O grupo foi formado em 2013 pelo guitarrista Murcego González e pelo vocalista Clandestino – os dois já haviam tocado juntos na banda Anil – e até aqui já lançaram quatro discos, quase um por ano: “La Bomba” (2013), “Reféns da Pátria” (2014), “Alienígenas” (2015) e “Intenso” (2017).

Lançado pela Monstro Discos, “Intenso” certamente foi um divisor de águas na carreira da banda. O álbum entrou para a lista de “Melhores de 2017” dos sites Rockonboard, A Música Continua A Mesma e o Canal do Rock, e acumula dezenas de elogios em outros veículos da imprensa especializada:

“(…) um dos melhores discos do ano” – Música e Cinema

“(…) um puta disco!” – Metal Samsara

“Com tantas qualidades, “Intenso” prova que é possível ser acessível sem ser comercial e coloca o Canábicos como um dos nomes interessantes do cenário nacional.” – Blog Na Mira

“Se ainda existe criatividade no rock nacional, o Canábicos está entre uma das melhores cabeças…” – Rumors Mag

“Temos enfurecidos riffs de guitarra, tocados de maneira tecnicamente admirável, acompanhados por uma cozinha sólida e um vocalista simplesmente demencial no seu carisma e poder de fogo.” – Mondo Pop

“(…) criatividade acima do comum. Todos os instrumentistas fizeram um trabalho impecável…” – With Every Tear A Dream

“(…) a banda é capaz de transformar suas influências em identidade própria, convergindo-as para um ponto conciso, imprevisível e envolvente.” – Gaveta de Bagunça

capa-canabicos-intenso

“Intenso”, dos Canábicos, está disponível em todas as principais plataformas digitais:
 
Google Play – http://bit.ly/2ptumPL

 

Um videoclipe da faixa “Planeta Estranho” também está disponível no canal oficial da Monstro Discos no Youtube: 

Animados com o resultado de “Intenso”, o grupo, que além de Clandestino e Murcego também conta com MM (guitarra), Mestre Mustafá (bateria) e o novo baixista, Pablo Vieira, já está gravando seu novo trabalho no estúdio Rock Lab em Goiânia com o produtor Gustavo Vazquez, que foi o responsável pela produção de “Intenso”. O novo trabalho ainda não tem título definido, mas será lançado ainda em 2018.

Links relacionados:

Canábicos: turnê “Intenso” tem sequência com dois shows neste fim de semana

Canábicos_Low

Entre as bandas do triângulo mineiro, o Canábicos, de Araguari, é certamente uma das mais produtivas e criativas. O grupo foi formado em 2013 pelo guitarrista Murcego González e pelo vocalista Clandestino – os dois já haviam tocado juntos na banda Anil – e é completada pelo baixista MM e por Mestre Mustafá na bateria. Até aqui o Canábicos lançou três discos em três anos: “La Bomba” (2013), “Reféns da Pátria” (2014) e “Alienígenas” (2015).

Seu novo disco, intitulado “Intenso”, foi gravado logo depois que o Canábicos venceu o Fun Music, maior festival universitário de música do Brasil! Recém-lançado pela Monstro Discos, “Intenso” também já soma elogios na imprensa especializada:

“(…) um dos melhores discos do ano” – Música e Cinema

“(…) deliciosamente provocante e envolvente… “Intenso” é um puta disco!” – Metal Samsara

“Com tantas qualidades, “Intenso” prova que é possível ser acessível sem ser comercial e coloca o Canábicos como um dos nomes interessantes do cenário nacional.” – Blog Na Mira

“Se ainda existe criatividade no rock nacional, o Canábicos está entre uma das melhores cabeças…” – Rumors Mag

“Temos enfurecidos riffs de guitarra, tocados de maneira tecnicamente admirável, acompanhados por uma cozinha sólida e um vocalista simplesmente demencial no seu carisma e poder de fogo.” – Mondo Pop

“(…) criatividade acima do comum. Todos os instrumentistas fizeram um trabalho impecável…” – With Every Tear A Dream

“(…) a banda é capaz de transformar suas influências em identidade própria, convergindo-as para um ponto conciso, imprevisível e envolvente.” – Gaveta de Bagunça

Canabicos Intenso

Os resultados também estão surgindo em termos de datas de shows. O Canábicos iniciou em Junho a turnê em divulgação a “Intenso” que já soma dezenas de shows em diversos estados brasileiros.

Neste fim de semana a turnê “Intenso” tem sequência com mais dois shows. O primeiro acontece na sexta-feira dia 29 em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, na Toca do Jack. Além do Canábicos, também se apresentam as bandas Plunk e Spring Harbor. Os shows começam às 19:00 e os ingressos estarão sendo vendidos apenas no local por R$ 10,00 (simples) ou R$ 60,00 (open bar). A Toca do Jack fica na Rua Paraíba, 266.

Já no sábado, dia 30/09, o Canábicos será uma das principais atrações do Festival Triangulice que acontece na praça Getúlio Vargas no centro de Araguari/MG. O festival será realizado em dois dias e vai reunir 10 bandas no total. No sábado, além do Canábicos, também se apresentam Goma, Luiz Salgado, Sr. Garvim e Mandalah. A entrada é franca e além dos shows o público poderá contar com praça de alimentação com food trucks, feira de adoção de animais, stands de marcas alternativas, entre outras atrações paralelas.

“Intenso”, dos Canábicos, já está disponível em todas as principais plataformas digitais:
 
Google Play – http://bit.ly/2ptumPL
 
Um videoclipe da faixa “Planeta Estranho” também está disponível no canal oficial da Monstro Discos no Youtube: https://youtu.be/sC2BqtBY9g0
 
Mais Informações:

Canábicos: “Intenso”, quarto e novo disco, é lançado pela Monstro Discos

Canábicos_Low

O álbum foi produzido por Gustavo Vazquez no Rock Lab em Goiânia e já está disponível em todas as principais plataformas digitais.

Entre as bandas do triângulo mineiro, os Canábicos, de Araguari, são certamente uma das mais produtivas e criativas. O grupo é liderado pelo guitarrista Murcego González (também integrante do Uganga) e pelo vocalista Clandestino – os dois já haviam tocado juntos na banda Anil.

Formada em 2013, os Canábicos, que ainda contam com Mestre Mustafá na bateria e o baixista MM, lançaram três discos em três anos: “La Bomba” (2013), “Reféns da Pátria” (2014) e “Alienígenas” (2015).

Qualitativa e não apenas quantitativa, as obras do grupo logo renderam resultados. Em 2015 foram vencedores do Fun Music, maior festival universitário de música do Brasil.

“Foi fantástico vencer o Fun Music”, conta Murcego. “Me lembro de anos atrás termos vencido um pequeno festival com nossa banda anterior, o Anil, em nossa cidade. Ganhar o Fun Music, que não se compara em termos de estrutura e relevância, foi como receber a certificação de que tomamos as melhores decisões de lá pra cá e que e estamos no caminho certo agora com os Canábicos.”

E o caminho agora aponta para “Intenso”, quarto e novo disco de estúdio dos Canábicos que acaba de ser lançado pela Monstro Discos.

Canabicos Intenso.jpg

“Intenso” foi gravado no estúdio RockLab em Goiânia sob produção de Gustavo Vazquez (Uganga, Black Drawing Chalks, Hellbenders) e reúne oito músicas inéditas, entre as quais algumas escritas há mais de dez anos.

“Ter um produtor voltado à linguagem do hard rock foi essencial para o que buscávamos, e o Gustavo era certamente a pessoa indicada”, conta Clandestino. “Para a seleção do repertório, eu e o Murcego priorizamos as músicas com mais pegada. Algumas faixas como “Eu não sei o que vai ser de mim”, “Lei do Cão” e “Viagem Espacial” foram compostas há mais de 10 anos. Outras, como “Rotina”, surgiram poucas semanas antes das gravações. Acho que isso difere um pouco esse disco dos demais: geralmente gravávamos as músicas que vínhamos compondo naquele momento, sem pensar muito em estilo; dessa vez buscamos dentro de todo o nosso repertório as músicas num estilo mais hard rock, que é como eu definiria o Intenso na nossa discografia”.

Hard/Classic Rock com referências que vão de Beatles a Black Sabbath, ou de Rolling Stones a Led Zeppelin, cantados no bom e velho português. Essa foi a receita que chamou a atenção da Monstro Discos e que lhes rendeu um contrato com a gravadora.

O vigor e o power rock dos Canábicos me chamaram a atenção”, diz o sócio-fundador e diretor executivo da Monstro Discos, Leo Bigode. “Eles fazem rock como tem que ser, sem firulas, reto, direto, e ainda conseguem ter partes harmônicas. Banda criativa e intensa.”

“Intenso”, dos Canábicos, já está disponível em todas as principais plataformas digitais:

Google Play – http://bit.ly/2ptumPL

Um videoclipe da faixa “Planeta Estranho” também está disponível no canal oficial da Monstro Discos no Youtube:

Mais Informações:

Canábicos: “Intenso” quarto e novo disco sai em março pela Monstro Discos

canabicos_low

O álbum foi produzido por Gustavo Vazquez no Rock Lab em Goiânia e o primeiro single já está disponível em videoclipe.

Os Canábicos são certamente uma das bandas mais produtivas do triângulo mineiro. Liderada pelo guitarrista Murcego González (Uganga) e pelo vocalista André Clandestino, o grupo vem lançando praticamente um disco por ano desde que foi formado em 2013: “La Bomba” (2013), “Reféns da Pátria” (2014) e “Alienígenas” (2015) compõem a discografia da banda até aqui.

Embora o ano de 2016 não tenha sido coroado com mais um trabalho, engana-se quem pensa que o grupo diminuiu o ritmo. Os Canábicos, que ainda contam com Mestre Mustafá na bateria e o baixista MM, estiveram o ano passado inteiro voltados à produção daquele que promete ser seu melhor álbum até aqui: “Intenso”.

Capa Canabicos Intenso.JPG

“Intenso” foi gravado no estúdio RockLab em Goiânia sob produção do mestre Gustavo Vazquez (Uganga, Black Drawing Chalks, Hellbenders) e vai reunir as faixas “Planeta Estranho”, “Fora da Lei”, “Intenso”, “Não Faz Sentido”, “Lei do Cão”, “Viagem Espacial”, “Rotina” e “Eu não sei o que vai ser de mim”.

De acordo com Clandestino, além da profusão criativa existente entre ele e Murcego González, a vitória do Festival Fun Music em 2015 foi fator preponderante para a gravação de “Intenso”.

“Estávamos entusiasmados com a conquista do Fun Music e também com a possibilidade de darmos novos passos em nossa carreira”, comenta o vocalista.  “Ter um produtor mais voltado a linguagem do hard rock foi essencial para o que buscávamos, e o Gustavo Vazquez era certamente a pessoa mais indicada, além do fato de já termos trabalho com ele na música “Sexo, Drogas & Rock N Roll” lançada como videoclipe em 2013. Para a seleção do repertório, eu e o Murcego priorizamos as músicas com mais “pegada”. Algumas faixas como “Eu não sei o que vai ser de mim”, “Lei do Cão” e “Viagem Espacial” foram compostas há mais de 10 anos. Outras, como “Rotina”, surgiram poucas semanas antes das gravações. Acho que isso difere um pouco esse disco dos demais: geralmente gravávamos as músicas que vínhamos compondo naquele momento, sem pensar muito em estilo; dessa vez buscamos dentro de todo o nosso repertório as músicas num estilo mais hard rock, que é como eu definiria o “Intenso” dentro da nossa discografia”.

Hard Rock com referencias que vão de Beatles a Black Sabbath, ou de Rolling Stones a Led Zeppelin, cantados no bom e velho português. Essa receita logo chamou a atenção da renomada gravadora e produtora Monstro Discos de Goiânia que decidiu oferecer aos Canábicos um contrato de lançamento.
“O vigor e o power rock dos Canábicos me chamaram a atenção”, diz o sócio-fundador e diretor executivo da Monstro Discos, Leo Bigode. “Eles fazem rock como tem que ser, sem firulas, reto, direto, e ainda conseguem ter partes harmônicas sem ser chato. É uma banda criativa e intensa.”

“Intenso” sai em Março em CD e também em todas as plataformas digitais.

Um videoclipe da faixa “Planeta Estranho” está disponível no canal oficial da Monstro Discos no Youtube: https://youtu.be/sC2BqtBY9g0

Mais Informações: