Please Use Right Excuses: banda lança “Pure Quarantine”, EP mergulha fundo no Rock dos anos 90 e 00

Please Use Right Excuses é uma banda influenciada pelos anos 90 e 00, com bandas como Nirvana, Pixies e The Vines. O power-trio acaba de lançar o EP intitulado “Pure Quarantine” em todas as plataformas de streaming. 

A Please Use Right Excuses transmite em suas composições um “desabafo e pureza” que remete ao nome do grupo,  suas músicas ao mesmo tempo que fazem críticas políticas em algumas letras, em outras procura encontrar luz e sair da melancolia depressiva.

Confira o EP “Pure Quarantine”: https://album.link/s/0dI6k1aFBET5zTDAeiQ0gG

As gravações foram totalmente “do it yourself”, com exceção dos backing vocals que foram gravados em estúdio. Rodrigo Leite da banda Rocket Bugs ficou a cargo da mixagem e masterização das faixas. 

O nome do disco já fala por si só, pura quarentena, aliás 2020 que ano não é? Algumas composições foram feitas por  Bruno Leite (voz e guitarra)  durante a pandemia, enquanto outras já eram músicas “antigas” mas que se encaixam com o momento.

O EP como um todo representa um pedacinho do que cada pessoa neste mundo passou ( e ainda está passando) durante essa pandemia. As músicas falam de vários pontos como ansiedade, a solidão em tempos de pandemia e a perda do senso de liberdade. O disco finaliza com uma música mais sonhadora que representa aqueles que sonham que dias melhores virão e que acreditam que ainda existem pessoas boas nessa vida.

Please Use Right Excuses é formado por:
Bruno – Vocal/Guitarra
Aracelli – vocal/Baixo
Júnior – Bateria

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/pleaseuserightexcuses/
Instagram: https://www.instagram.com/purepleaseuserightexcuses/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCaSUBVpYDTwnzt95xEthuBg
Spotify: https://open.spotify.com/artist/2vk8lveqk74guzS52XwF7X
Soundcloud: https://soundcloud.com/please-use-right-excuses

Evil Politicians: grupo divulga segundo single do álbum “Indignation Army”

Disco de estreia do grupo de Curitiba sai no primeiro semestre

A banda de Metal Alternativo Evil Politicians, lança o segundo single do álbum “Indignation Army”. Após a boa repercussão da faixa “Your Truth, Not Mine”, o grupo de Curitiba lança a música “Signs Of Evil Pt.1”, que está disponível para pré-save nas plataformas digitais. A composição traz bastante peso e vocais rasgados, mesclados a melodias marcantes.

Novo single a partir do dia 09/04:
http://bit.ly/evilpoliticians-single2

O álbum “Indignation Army” será lançado ainda no primeiro semestre, contendo 12 músicas autorais e algumas covers a serem divulgadas. No dia 23 de abril está programado o lançamento de mais um single.

Ouça o single “Your Truth, Not Mine” no Spotify:

A banda lançou em 2020 o EP “No More Fear”, que rendeu grande reconhecimento perante público e crítica especializada. Ganhou destaque em listas dos melhores de 2020, além de uma excelente resenha na última edição da revista Roadie Crew. Em suas influências estão nomes de Disturbed e Avenged Sevenfold até Hammerfall e Alter Bridge. A Evil Politicians é uma banda que olha para o futuro sem desprezar o passado.

Ouça a Evil Politicians pelo streaming:
Spotify: https://open.spotify.com/artist/6EjNy4C2cKXtajbuA5LOrF 
Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/100836342   
Apple Music: https://music.apple.com/gb/artist/evil-politicians/1522347930  
Napster: https://us.napster.com/artist/evil-politicians 
Youtube Music: http://bit.ly/youtube-music-evilp   

Mais informações:
Facebook: www.facebook.com/evil.politicians 
Instagram: www.instagram.com/evil.politicians.official 
Youtube: https://bit.ly/youtube-evilpoliticians

Hard Point: grupo lança EP de estreia com influências do Stoner Rock ao Metal Alternativo

A banda carioca Hard Point, segue promovendo seu EP de estreia intitulado “Can You Hear It?”.

As composições da banda transitam por vários estilos, destacando-se a influência do Stoner Rock, do Metal Alternativo e do Grunge.  A mensagem que a Hard Point propaga se encontra dentro do “mal-estar” da modernidade que o próprio nome da banda já anuncia.

O título “Can you heart it?” se apresenta como um trocadilho: você consegue ouvir isso? O “isso” ou “it”, em inglês, pode se referir tanto ao EP, às músicas, à banda, quanto a algo mais… como as vozes da cabeça de todos nós. Ainda nessa temática encontramos na capa do EP (produzida pelo artista Rodrigo Efez) a imagem de uma figura atordoada, com os braços cruzados, dando a impressão de incômodo. A cidade ao fundo da capa faz também parte da estética da banda que se assume dentro dessa perspectiva mais urbana.

A música “The Reckoning”, com uma pegada Stoner inspirada em “Queens of Stone Age”, é um verdadeiro acerto de contas do eu-lírico com as expectativas que o sistema que vivemos estabelece sobre nós.

A segunda música, com uma cara de Funk-Rock que transita entre o Limp Biskit e Rage Against The Machine, traz para o EP uma mensagem de indignação com o que as outras pessoas querem conosco. Essa letra fala muito das expectativas que o próprio indivíduo traz para si. Afinal, “quantas vezes ele precisa repetir a mesma coisa” para ele mesmo entender o que está dizendo?

A terceira música do EP, “No Blood”, escolhida para lançamento do clipe da banda, apresenta uma atmosfera mais “dark” com um som que remete a um stoner mais arrastado e, a partir do backing vocal numa terça menor, relembra os melhores momentos de “Alice in Chains”. A mensagem dessa música fala sobre um eu-lírico que procura emoções reais e que , de alguma maneira, está atordoado e não consegue distinguir o que é ou não real. Não há “sangue” que possa me ajudar ou me curar. É um pedido de socorro.

Por fim, a banda apresenta uma versão mais pesada da banda “Depeche Mode” com a música “Wrong”. Nesse caso, a escolha da banda e da música falam por si só. Já que querem apresentar questões complicadas e que de alguma maneira incomodam as pessoas, nada melhor do que escolher uma música que tem como tema pessoas que estão sempre erradas.

A produção do cd foi feita por Rodrigo Miguez, do estúdio Mira, que faz uma participação nos backing-vocals de “Wrong”.

Confira o EP “Can You Hear It?”: https://album.link/s/3ZgLckpTOPqsclPHCqMw1k

Mais Informações:
Facebook: https://www.facebook.com/hardpointoficial
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCxVD4Oj6KfBGHeSTXtbzI0g/featured

Evil Politicians: baterista da banda curitibana assina parceria com uma das maiores fábricas de baquetas do mundo

O acordo com a norte-americana Prostick demonstra o reconhecimento do trabalho do grupo a nível internacional

O baterista da banda curitibana Evil Politicians, Lucas Lorenzetti, acaba de assinar uma parceria com a empresa norte-americana Prostick, uma das mais importantes fábricas de baquetas do mundo. O acordo é um reconhecimento internacional do trabalho que o grupo vem construindo nos últimos três anos.

Com a parceria, Lucas passa a usar de maneira exclusiva todo o material da Prostick. “Estou muito feliz com essa parceria! É um orgulho ter a chance de representar uma marca tão grande! É muito bom entrar para essa família que conta com tantos artistas talentosos e ter a oportunidade de usar um produto profissional de alta qualidade”, afirma o baterista.

O Evil Politicians foi criado em 2017 pelo vocalista Bruno Martins. A formação atual do grupo ainda conta com Leandro dos Santos (guitarra), Lucas Marrero (baixo) e Lucas Lorenzetti (bateria). O EP de estreia, “No More Fear”, foi lançado em 2020 e conta com três músicas autorais, além de uma releitura da música “The haunting (Somewhere in time)”, do Kamelot.

As letras do Evil Politicians buscam “mostrar a verdade ao mundo”, de diversas maneiras. Nessa linha de trabalho, cada música do EP acabou se tornando um catalisador pessoal para Bruno. “Eu passei por um estágio intenso de depressão que travou a minha vida. Esse EP traz um pouco da minha luta contra esse mal”, revela o vocalista.

Musicalmente, o som do Evil Politicians apresenta influências de bandas de vários estilos musicais. Entre elas, estão o Disturbed, o Hammerfall, o Alter Bridge e o Avenged Sevenfold. Atualmente, o grupo está trabalhando no primeiro CD, que deve ser lançado ainda em 2021. O primeiro single sai em março.

Ouça o trabalho nas principais plataformas digitais
Spotify: https://open.spotify.com/album/1tu3VBGKnYwFnQyijEWnlx
Deezer: www.deezer.com/br/album/160787692
Amazon Music: www.amazon.com/No-More-Fear-Evil-Politicians/dp/B08D88ZK5J
Apple Music: https://music.apple.com/gb/album/no-more-fear-ep/1523577483
Napster: https://us.napster.com/artist/evil-politicians/album/no-more-fear
Youtube Music: https://bit.ly/3oAAtxQ

Evil Politicians é formado por:
Bruno Martins – Vocal
Leandro dos Santos – Guitarra
Lucas Marrero – Baixo
Lucas Lorenzetti – Bateria

Mais informações:
Facebook: www.facebook.com/evil.politicians
Instagram: www.instagram.com/evil.politicians.official
Youtube: http://bit.ly/youtube-evilpoliticians

System of a Down: grupo lança primeiras músicas novas em 15 anos para abordar a guerra em Artsakh

O System of a Down está de volta, lançando duas novas faixas “Protect the Land” e “Genocidal Humanoidz”.

Embora os membros do grupo não tenham conseguido chegar a um consenso sobre um novo álbum durante as sessões alguns anos atrás, eles se uniram para gravar duas novas faixas para enfrentar a guerra atual em Artsakh, que está afetando uma grande comunidade armênia.

Tanto “Protect The Land” e “Genocidal Humanoidz” já estão disponíveis para compra na página oficial do grupo no Bandcamp: https://systemofadown.bandcamp, onde os rendimentos vão para o Fundo Armênia. “Nossa declaração completa pode ser encontrada lá. Os fundos das pré-encomendas do Bandcamp + de nossa nova coleção de mercadorias serão usados para fornecer ajuda crucial e desesperadamente necessária com suprimentos básicos para aqueles afetados pelos atos hediondos que acontecem em Artsakh, nas mãos dos atuais regimes corruptos de Aliyev no Azerbaijão e Erdogan na Turquia. Considere a oportunidade de baixar essas músicas como um ato de caridade, independentemente de como você decida ouvi-las hoje, amanhã e nos próximos anos”. Afirma a banda.

Ouça as faixas “Protect the Land” e “Genocidal Humanoidz” pelo streaming:
https://soad.lnk.to/PTLGHID

O grupo também lançou um novo videoclipe para a música “Protect the Land” dirigido por Ara Soudjian e Shavo Odadjian, que pode ser visto abaixo:

System of Dawn é formado por:
Serj Tankian – Vocal/Guitarra/Teclados
Daron Malakian – Guitarra/Vocais
Shavo Odadjian – Baixo/Vocais
John Dolmayan – Bateria

Links relacionados:
Site: https://systemofadown.com/splash/
Facebook: https://www.facebook.com/systemofadown
Instagram: https://www.instagram.com/systemofadown/
Twitter: https://twitter.com/systemofadown
YouTube: https://www.youtube.com/c/systemofadownchannel



Evil Politicians: a nova promessa do Metal Alternativo lança EP de estreia

Foto: Instagram @rocketarte

Uma das revelações do Metal Alternativo, a banda curitibana Evil Politicians está lançando seu primeiro EP, “No More Fear”. O trabalho conta com três composições autorais, além de uma releitura de “The Haunting (Somewhere in Time)”, do Kamelot, com um dueto do vocalista Bruno Martins com a cantora Isa Roddy.

Em suas letras, o grupo visa “mostrar a verdade ao mundo”, de diversas maneiras. O vocalista Bruno comenta sobre a temática lírica da faixa-título: “Abordamos literalmente o ‘não tenha mais medo’. Não tenha medo de vivenciar seus sentimentos, sejam eles os mais terríveis e inexplicáveis, não deixe que eles controlem sua vida e principalmente que bloqueiem seus sonhos“. 

A balada “Dreams Can Be”, por sua vez, traz uma mensagem positiva de acreditar em seus sonhos e objetivos. Outra faixa bastante pesada, “The 3rd War” reflete a indignação em relação ao contexto mundial, e reflete sobre o que pode acontecer caso não aconteçam mudanças na forma das pessoas interagirem umas com as outras. Cada letra serviu como um catalisador para Bruno Martins, que vê o EP “No More Fear” como uma vitória contra a depressão: “Eu passei por um estágio intenso de depressão. Literalmente travou minha vida. Este EP traz um pouco da minha luta contra essa mal”, desabafa.

A Evil Politicians surgiu em 2017, por meio do vocalista Bruno Martins. A trajetória incluiu demos, composições e trocas de integrantes. A estreia oficial veio em 2020, com o single “No More Fear”, e agora divulga o EP de mesmo nome, com três composições e uma releitura do grandioso Kamelot.

O som do grupo explora as tendências atuais do Metal, mesclando melodias marcantes com o peso do estilo. Como referências sonoras, o conjunto cita Disturbed, Hammerfall, Alter Bridge e Avenged Sevenfold. Essas influências são unidas para criar um som atualizado e com personalidade. A Evil Politicians é uma banda que olha para o futuro, sem desprezar o passado.

A banda tem planos de começar as gravações de seu álbum completo em dezembro.

Ouça o trabalho nas principais plataformas digitais:
Spotify: open.spotify.com/album/1tu3VBGKnYwFnQyijEWnlx
Deezer: www.deezer.com/br/album/160787692 
Amazon Music: www.amazon.com/No-More-Fear-Evil-Politicians/dp/B08D88ZK5J 
Apple Music: music.apple.com/gb/album/no-more-fear-ep/1523577483 
Napster: us.napster.com/artist/evil-politicians/album/no-more-fear
Youtube Music: bit.ly/3oAAtxQ 

Evil Politicians é formado por:
Bruno Martins – Vocal
Leandro dos Santos – Guitarra
Lucas Marrero – Baixo
Lucas Lorenzetti – Bateria

Mais informações:
Facebook: www.facebook.com/evil.politicians 
Instagram: www.instagram.com/evil.politicians.official 
Youtube: www.youtube.com/channel/UCNe-c6d_16lQHw-kvdS4Cnw 



Mushroomhead: grupo lança videoclipe cinematográfico pós-apocalíptico para a nova faixa “The Heresy”

Promover o futuro e nutrir a terra
pontos e suturas, divisões na areia
Evacuações em massa, Sanções por terra
É hora de defendermos algo
Andando de mãos dadas

Mushroomhead, líder no ranking do Heavy Rock/Metal, recentemente retornou prodigiosamente com o anúncio de sua mais nova e completa obra de arte, “A Wonderful Life” – o oitavo álbum da carreira do grupo – está agendado para ser lançado em 19 de junho de 2020 pela Napalm Records.

“A Wonderful Life” tem mais de 70 minutos de duração com quatro faixas bônus – num total de 17 composições estelares para os fãs devorarem. Hoje – depois de impactar na rádio Active Rock com a primeira dessas composições a ser lançada, o single “Seen It All”, e receber mais de um milhão de visualizações em seu videoclipe em apenas uma questão de semanas – a banda lançou outro videoclipe oficial de uma nova faixa “The Heresy”, lançada na semana passada para a aclamação de fãs e críticos.

Dinamicamente arrepiante e socialmente inclinado, “The Heresy” é um grito melódico e assustador, apresentando os vocais impressionantes de Jackie, que foram gravados no mundialmente famoso Abbey Road Studios, em Londres. O novo videoclipe mostra a continuidade da banda em sua tradição de lançar videoclipes cinematográficos da mais alta qualidade, desta vez ocorrendo dentro de um bunker pós-apocalíptico! O vocalista J Mann descreveu a faixa como: “A trilha sonora de um delírio distópico, cinematográfico e surreal!”

O mentor e baterista e percussionista do Mushroomhead, Skinny, comentou sobre o vídeo:

“Queríamos fazer algo um pouco mais instigante desta vez. Com o estado atual do mundo indo para o inferno em uma cesta de mão, queríamos incorporar algo que proporcionasse o transporte rápido de certa destruição. A fabricação do poder de guerra e o armazenamento da fé. A destruição intencional do passado, do futuro e, finalmente, da humanidade. ”

Assista ao novo videoclipe oficial de “The Heresy”:

Disponível em vários formatos, “A Wonderful Life” é acentuado pela produção do mentor e baterista da banda Skinny, bem como pela proeza de mixagem de Matt Wallace (Faith No More, 3 Doors Down), também reconhecido por sua trabalho no álbum de destaque da banda, “XIII”.

No começo, um coro sinistro convida o ouvinte a “A Wonderful Life” – a faixa introdutória “A Requiem For Tomorrow”, muda suavemente para um grooving inspirado no Metal Industrial, até o intestino, justaposto com um coro melódico carregado de sintetizadores. Isso prepara o terreno para hinos robustos e dignos de cantar, como “Seen It All” e faixas arrepiantes e politicamente inclinadas, como “The Heresy” e “Carry On”, ambas apresentando o sinistro ataque multi-voz da nova vocalista Sra. Jackie e o vocalista de longa data J Mann, com uma greve extra do mencionado novo vocalista, Sr. Rauckhorst, sobre o último. Faixas como “What A Shame”, “I Am The One” e “Madness Within” serão um mimo para os novos e obstinados fãs do Mushroomhead – desde que os seguidores macabros de inspiração desejem uma dose pesada de bateria e galopes de guitarras.

O Mushroomhead ataca faixa após faixa com um atualizado foco, oferecendo uma seleção cuidadosamente selecionada e certificadas de hits futuros. “A Wonderful Life” recicla a posição da banda como uma das mais consistentes e impactantes da nossa geração.

Tracklist:
1 – A Requiem for Tomorrow
2 – Madness Within
3 – Seen it All
4 – The Heresy
5 – What a Shame
6 – Pulse
7 – Carry On
8 – The Time has Come
9 – 11th Hour
10 – I am the One
11 – The Flood
12 – Where the End Begins
13 – Confutatis
14 – To the Front (Bonus Track)
15 – Sound of Destruction (Bonus Track)
16 – Another Ghost (Bonus Track)
17 – Lacrimosa (Bonus Track)

“A Wonderful Life” estará disponível para compra em vários formatos – incluindo digital, CD digipak e vinil preto ou multicolorido -, bem como em empolgantes pacotes com skates de edição limitada e camisetas com a arte da capa. Além disso, todas as prensas de vinil da primeira edição de “A Wonderful Life” incluem uma máscara Mushroomhead de papelão. Depressa, muitos formatos estão disponíveis em quantidades limitadas e estão saindo rápido!

Mushroomhead é formado por:
Mr. Rauckhorst – Vocal
J Mann – Vocal
Ms. Jackie – Vocal
Tankx – Guitarra
Dr. F – Baixo/Teclados
Stitch – Teclados/Samples
Diablo – Bateria/Percussão
Skinny – Bateria/Percussão

Links relacionados:
http://www.mushroomhead.com/
https://www.facebook.com/mushroomheadofficial/
https://www.instagram.com/mushroomheadofficial/
https://twitter.com/mushroomhead
https://label.napalmrecords.com/mushroomhead

Crazed : “Game Over” já disponível em todas as principais plataformas de streaming.

Crazed

Desde a sua formação em 2012, o Crazed aborda a música pesada de maneira diferente. Adquirindo influências do final dos anos 90 e início dos anos 2000, acrescentando uma nova sensação a ele.

O registro de estréia “Game Over”, foi lançado no dia 25 de abril de 2020 pela Profane Records e está disponível em todas as plataformas de streaming.

Ouça o álbum “Game Over” pelo Spotify:

 

“Game Over” apresenta um som atemporal e distinto que não segue nenhuma tendência ou modelo, oferecendo uma jornada espástica e sônica que aborda tópicos como: questões sociais, crescimento pessoal, auto-reflexão, corrupção, filosofia e tonque-in humor -cheek em vez disso.

Sua música pode ser melhor descrita como: caótica, melódica, vibrante e ainda bastante cativante.

Embora fundada em 2012, foi em 2018 que o Crazed convergiu seriamente para a cena. Enquanto trabalhava em seu álbum de estréia no estúdio FirmPro em De Bilt, a banda fez incansavelmente shows na Holanda e além, o que em 2019 os levou a assinar um contrato com a Profane Records.

Tracklist:
01 – Rise In Rage
02 – Story Teller
03 – Daggers
04 – Tricked
05 – The Brittle Wall Of Dreams
06 – Society Accelerator
07 – Summoning Smoke
08 – Zebra Race
09 – Crossroads
10 – Enemy In Front Of Me
 
Crazed é formado por:
Jasper ‘Capitão D’ Japp ” van der Linden – Vocais
Geno ” Genocide ” Ramdaras – Guitarra/Backing Vocals
Tony van Hussen – Baixo
 
Mais informações:

Concrete Monkey: grupo assina com selo e anuncia data de lançamento de disco

Concrete Monkey

Power-trio irá distribuir material via Electric Funeral Records

A banda composta por Vinícius Rodrigues (bateria), Henrique Stella (baixo, vocal) e Felipe Falci, acaba de anunciar o lançamento de seu full album no fim do mês de março.

O álbum, que leva o nome do single “High in Blue”, lançado em setembro do ano passado, edifica um marco de passagem para uma fase mais profunda e psicodélica da banda, com levadas mais pesadas e técnicas, que buscam uma forte introspecção e questionamento do lifestyle contemporâneo. O álbum mergulha em diversos estilos e subgêneros, transitando pelos movimentos dos anos 90, mas permeando no Progressivo e lisérgico Rock dos anos 70.
 
Composto por 11 faixas, sendo 7 músicas e 4 transições/interlúdios, o trabalho foi captado, editado e mixado no Studio Papiris, em São Paulo, tendo sido produzido pela própria banda e pelo Engenheiro de Som Caio Monfort, que foi o responsável também por todo o trabalho técnico, a masterização no entanto, ficou por conta da Absolute Master, tida como referência em todo território nacional.
 
O novo material será lançado dia 27 de março em todas as plataformas de streaming via Electric Funeral Records.
 
Mais informações:
Phone: +55 21 996292220

 

Shandrah: a ressignificação do Metal Alternativo é o que propõe o grupo paulistano em novo videoclipe “I Forgive You”

Shandrah 2020_Low

Música está no tracklist de “Once”, EP de estreia do grupo lançado no ano passado

Formada na capital paulista em 2017, a Shandrah é, para seus integrantes, a ressignificação de uma banda de Rock. O grupo, que é composto por Leonardo Benaci (vocal), Banes Gonçalves (guitarra), Bruno Sessa (guitarra), Felipe Mendes (baixo) e Thiago Almeida (bateria), nasceu para dar vida a uma nova proposta artística depois de uma longa experiência adquirida com grupos anteriores.

O single “Promises”, lançado como videoclipe no início de 2019, foi o primeiro registro da banda e dissertou muito bem sobre a proposta artística do grupo: uma musicalidade repleta de simbolismos que transita entre o Rock e Heavy Metal e trata de temas plurais, geralmente pela perspectiva de relacionamentos humanos. Românticos ou não.

Sucessor de “Promises”, o EP “Once” foi gravado nos estúdios Loud Factory e Orra Meu por Wagner Meirinho e lançado no segundo semestre de 2019. “Once” reúne quatro faixas: “Back Home”, “By My Side”, “Panic Attack” e “I Forgive You”, que acaba de ganhar um videoclipe.

Shandrah_Capa Once

De acordo com o baterista Thiago Almeida, o videoclipe de “I Forgive You” é a pura expressão do termo “faça-você-mesmo”.

“Resolvemos nós mesmos elaborarmos uma ideia e pegar a câmera”, conta o baterista“As filmagens aconteceram na casa da minha sogra onde tenho um pequeno estúdio. Como na banda, além de músicos, temos também três fotógrafos, o trabalho acabou acontecendo com certa facilidade. Tivemos como ponto de partida uma cena de um seriado, e daí em diante colocamos tudo em prática. A produção/edição é, portanto, totalmente nossa, em especial Leo, Bruno e eu, Thiago, que fiquei responsável pela finalização e edição”.

Assim como “Promisses”, “I Forgive You” também faz muito bem o papel de sumarizar a proposta conceitual e estética da Shandrah.

“Nossas músicas geralmente nascem a partir do instrumental, que acabam por guiar o conceito das letras”, conta o vocalista Leonardo Benaci. “Por conseguinte, as letras abordam temas como depressão, fobias e traumas, situações que, por vezes, se agravam pela perspectiva das decepções e rompimentos de relacionamentos pessoais, por isso essa tendência conceitual. Romantizar esses temas não é exatamente o caso, mas sim tentar enxergar a beleza poética que existe em cada consequência que temos que enfrentar”.

Para assistir o videoclipe “I Forgive You”, acesse:

Para ouvir “Once” nas plataformas digitais de música, acesse:
Spotify: https://spoti.fi/2QU8QzG
Deezer: http://bit.ly/36G7fnV
iTunes: https://apple.co/304MHmw
Napster: http://bit.ly/2R4zUg1
Youtube: http://bit.ly/2R0NCAn

Mais Informações:
www.facebook.com/shandrahofficial
www.instagram.com/shandrahofficial
www.soundcloud.com/shandrah