Desert Crows: revelação do Stoner Rock goiano, apresenta seu disco de estreia

desertcrows2019_01

Uma das maiores revelações do Stoner Rock goiano – que já produziu nomes como Black Drawing Chalks, MQN e Hellbenders -, a Desert Crows lança seu disco de estreia. “Age of Despair” traz um Hard Rock repleto de fuzz e com influências de Grunge e Rock n’ Roll. O álbum, preparado desde 2017, chega às plataformas de streaming e em CD pelos selos Monstro Discos e Milo Records, com arte gráfica do fenomenal Cristiano Suarez.

desert_crows_capa

“Age of Despair” foi gravado no Estúdio Resistência e conta com oito faixas de Stoner tradicional, com uma produção moderna, envolvidas por uma avalanche de riffs pesados e viajantes, com batidas certeiras e empolgantes.

Quem conhece o single “Loose Me”, de 2018 (ainda em versão lyric vídeo), sabe o poder de fogo do power trio Vitor Mercez (guitarra e vocal), Raul Martins (baixo) e Pedro Nascimento (bateria). A música, presente em “Age of Despair”, é densa, cadenciada e com uma melodia que gruda na cabeça. Os outros singles previamente lançados, “Even The Devil Cries” e “Skin”, também estão no álbum.

O lema “fuzzy and heavy tones” faz mesmo jus à proposta dos jovens corvos desérticos, que lançam um debut vigoroso, com a promessa de fazer ainda mais barulho quando executado ao vivo nos shows que anunciarão em breve. Altamente indicado para fãs de Kyuss, Stoned Jesus, Sleep e Uncle Acid and the Deadbeats.

Ouça em:
iTunes/Apple Music: https://apple.co/2VBkUXQ
 
Para adquirir o CD acesse: 

Desert Crows: banda lança o debut “Age of Despair” neste mês de abril

desert_crows_capa

Álbum da banda de Stoner Rock de Goiânia sai dia 12/4 pela Monstro Discos

O Stoner Rock do Desert Crows, repleto de fuzz e com influências de grunge e Rock n’ Roll, enfim será pulverizado em grande escala a partir do dia 12 de abril, quando a banda goiana lança o disco de estreia “Age of Despair”. O álbum, preparado desde 2017, primeiro chega às plataformas de streaming pelos selos Monstro Discos e Milo Records, com arte gráfica do fenomenal Cristiano Suarez.

“Age of Despair” foi gravado no Estúdio Resistência e trará oito faixas de Stoner tradicional, com uma produção moderna, envolvidas por uma avalanche de riffs pesados e viajantes, com batidas certeiras e empolgantes.

Quem conhece o single “Loose Me”, de 2018 (ainda em versão lyric video), sabe o poder de fogo do power trio Vitor Mercez (guitarra e vocal), Raul Martins (baixo) e Pedro Nascimento (bateria). A música, presente em “Age of Despair”, é densa, cadenciada e com uma melodia que gruda na cabeça. Os outros singles previamente lançados, “Even The Devil Cries” e “Skin”, também estão no álbum.

O lema “fuzzy and heavy tones” faz mesmo jus à proposta dos jovens corvos desérticos, que lançarão um debut vigoroso, com a promessa de fazer ainda mais barulho quando executado ao vivo nos shows que anunciarão em breve. Altamente indicado para fãs de Kyuss, Stoned Jesus, Sleep e Uncle Acid and the Deadbeats.

Links relacionados:

 

Blowdrivers: banda promete boas sensações em disco de estreia

blowdrivers_byWarrendePaula_02

A cena Rock de Goiânia segue fervilhando e mais uma banda da novíssima geração dá as caras garantindo boas sensações em seu disco de estréia. Com apenas dois anos, a Blowdrivers lança, via Monstro Discos, o álbum “You Gonna Enjoy the Feelingem” em todas as plataformas digitais. Um trabalho com a pegada do Rock 70, mas também com toques do Alt Country, do Grunge e do Funk Rock dos anos 90.

Formado por Benaglia (vocal), Guilherme Gonçalves (guitarra), Felipe Camargo (baixo) e Renan Neves (bateria) o Blowdrivers começou a gravar as primeiras músicas em 2017, com produção de Dênio e Daniel de Paula, no estúdio Tambor. “You Gonna Enjoy the Feeling” reúne esses primeiros singles e músicas registradas este ano.

thumbnail_blowdrivers_capa

As diferentes nuances do disco podem ser sentidas em faixas como “Locomotive”, um Hard Rock que fala de auto estima e empoderamento e traz o uso de um megafone no refrão; “Time Bomb Wire”, com uma pegada mais Funk e um baixo com Talk Box; “Country Folks”, que brinca com o fato de serem uma banda de Rock na “terra do sertanejo”; e “Wake Up Rosie”uma viagem mais psicodélica, com riffs e vocais Led Zeppelianos e solos de guitarra orientais.

Ao final do álbum, a grande sensação que a Blowdrivers deixa é que o bom e velho Rock and Roll continua pulsante em Goiânia e que, se depender deles, a cidade continuará cada vez mais Rock!

Ouça You Gonna Enjoy the Felling:

Spotify: https://spoti.fi/2RBs1O6

Deezer: http://bit.ly/2zGiyhu

iTunes/Apple Music: https://apple.co/2G0P4R4

Amazon Music: https://amzn.to/2KXVSxs

Google Play: http://bit.ly/2Uh5Nm7

Ladrão: lança EP Demo Cracia pela Monstro Discos nesta sexta, 13

Ladrão

Logo tem material novo do Ladrão na área! O EP Demo Cracia será lançado nesta sexta-feira, 13 de abril, pela Monstro Discos nas principais plataformas de streaming. Ao vivo, o trio de Juiz de Fora – radicado no Rio de Janeiro – divulga as novas músicas na mesma sexta no palco do Ganjah Lapa.

Demo Cracia contém cinco faixas, que de acordo com a banda, dão continuidade ao trabalho que tornou o grupo um dos mais respeitados no atual cenário carioca. O EP foi gravado no Estudio Cantos do Trilho, em Santa Tereza, com mixagem e masterização a cargo de Pedro Garcia (Planet Hemp).

“O EP representa um passo à frente em relação ao potente crossover de Rock, Funk, Groove e Mangue Beat”, destaca o release do Ladrão, formado por Daniel Vitarelli (bateria/vocal), Formigão (baixo) e Farrah Sento Sé (guitarra).

Como de praxe, as letras tratam do cotidiano aloprado em grandes centros urbanos e da conturbada situação sócio-política do país.

Mais informações:
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

Canábicos: “Intenso”, quarto e novo disco, é lançado pela Monstro Discos

Canábicos_Low

O álbum foi produzido por Gustavo Vazquez no Rock Lab em Goiânia e já está disponível em todas as principais plataformas digitais.

Entre as bandas do triângulo mineiro, os Canábicos, de Araguari, são certamente uma das mais produtivas e criativas. O grupo é liderado pelo guitarrista Murcego González (também integrante do Uganga) e pelo vocalista Clandestino – os dois já haviam tocado juntos na banda Anil.

Formada em 2013, os Canábicos, que ainda contam com Mestre Mustafá na bateria e o baixista MM, lançaram três discos em três anos: “La Bomba” (2013), “Reféns da Pátria” (2014) e “Alienígenas” (2015).

Qualitativa e não apenas quantitativa, as obras do grupo logo renderam resultados. Em 2015 foram vencedores do Fun Music, maior festival universitário de música do Brasil.

“Foi fantástico vencer o Fun Music”, conta Murcego. “Me lembro de anos atrás termos vencido um pequeno festival com nossa banda anterior, o Anil, em nossa cidade. Ganhar o Fun Music, que não se compara em termos de estrutura e relevância, foi como receber a certificação de que tomamos as melhores decisões de lá pra cá e que e estamos no caminho certo agora com os Canábicos.”

E o caminho agora aponta para “Intenso”, quarto e novo disco de estúdio dos Canábicos que acaba de ser lançado pela Monstro Discos.

Canabicos Intenso.jpg

“Intenso” foi gravado no estúdio RockLab em Goiânia sob produção de Gustavo Vazquez (Uganga, Black Drawing Chalks, Hellbenders) e reúne oito músicas inéditas, entre as quais algumas escritas há mais de dez anos.

“Ter um produtor voltado à linguagem do hard rock foi essencial para o que buscávamos, e o Gustavo era certamente a pessoa indicada”, conta Clandestino. “Para a seleção do repertório, eu e o Murcego priorizamos as músicas com mais pegada. Algumas faixas como “Eu não sei o que vai ser de mim”, “Lei do Cão” e “Viagem Espacial” foram compostas há mais de 10 anos. Outras, como “Rotina”, surgiram poucas semanas antes das gravações. Acho que isso difere um pouco esse disco dos demais: geralmente gravávamos as músicas que vínhamos compondo naquele momento, sem pensar muito em estilo; dessa vez buscamos dentro de todo o nosso repertório as músicas num estilo mais hard rock, que é como eu definiria o Intenso na nossa discografia”.

Hard/Classic Rock com referências que vão de Beatles a Black Sabbath, ou de Rolling Stones a Led Zeppelin, cantados no bom e velho português. Essa foi a receita que chamou a atenção da Monstro Discos e que lhes rendeu um contrato com a gravadora.

O vigor e o power rock dos Canábicos me chamaram a atenção”, diz o sócio-fundador e diretor executivo da Monstro Discos, Leo Bigode. “Eles fazem rock como tem que ser, sem firulas, reto, direto, e ainda conseguem ter partes harmônicas. Banda criativa e intensa.”

“Intenso”, dos Canábicos, já está disponível em todas as principais plataformas digitais:

Google Play – http://bit.ly/2ptumPL

Um videoclipe da faixa “Planeta Estranho” também está disponível no canal oficial da Monstro Discos no Youtube:

Mais Informações: