Lyria: após crowdfunding bem-sucedido, banda lança novo disco e clipe

Cover

Considerada uma das mais importantes bandas de metal do cenário independente nacional, o Lyria lançou recentemente o álbum “Immersion”, que marca uma nova fase em sua carreira. Segundo disco da carreira, ele traz 11 faixas sobre superação de obstáculos, abordando temas como autismo, ansiedade e depressão. O trabalho sucede o bem-sucedido “Catharsis” (2014), que levou a banda a conquistar fãs em diversas partes do mundo. “Immersion” já se encontra disponível nas principais plataformas de streaming.

“O álbum mantém a mesma temática do “Catharsis”, sendo uma espécie de continuação mais madura e mais densa do primeiro disco. As músicas deste trabalho contemplam diferentes influências, desde o Folk, o metal tradicional e até o lírico”, analisa Aline Happ, vocalista do Lyria, sobre a concepção criativa.

Muito mais do que mera imersão na decisão de fazer música independente, o trabalho atual consolida o crescimento de um projeto que supera os 60 mil fãs no Facebook e ganhou vida graças à uma campanha de crowdfunding. Durante o financiamento coletivo, a banda superou os 11.500 dólares necessários para a produção do “Immersion” e do clipe “Hard to Believe” e arrecadaram 13 mil dólares (cerca de 40 mil reais).

Assista ao clipe “Hard to Believe”:

O Lyria é a mistura da poderosa e afinada voz de Aline Happ, com o peso dos riffs da guitarra de Rod Wolf, e a enérgica cozinha formada por Thiago Zig (baixo) e Thiago Mateu (bateria). Atualmente, o grupo encontra-se em turnê nacional, tendo realizado shows com casa lotada no Rio e em São Paulo.

O vídeo “Hard to Believe” já supera as 15 mil visualizações e contou com a direção e cinematografia de Vinicius Hozara, além da produção por CS Music Videos. O roteiro foi realizado pela própria banda.

O disco foi produzido, mixado e masterizado por Celo Oliveira, no Kolera Home Studio. Todas as faixas foram escritas por Aline Happ, Rod Wolf e Thiago Zig e todas as letras por Aline Happ e Patrick Happ, exceto “Let me be me”, apenas por Aline Happ. A arte de capa e o design do encarte são de Aline Happ. Fotos do encarte por Roberta Guido, exceto foto da capa por Patrick Happ e foto da contracapa por Aline Happ. É possível adquirir o merchandise oficial da banda na loja online especialmente para o Brasil  em www.lyriaband.com/loja

Ouça “Immersion” nos streamings:
 
Formação:
Aline Happ – (Vocal)
Thiago Zig – (Baixo)
Rod Wolf – (Guitarra)
Thiago Mateu – (Bateria)
 
Mais informações:

 

 

Anúncios

Attomica: banda anuncia “You Bet Tour – Parte 1” para o segundo semestre de 2018.

Attomica - flyer_tour 2018

Um dos maiores nomes do Metal Brasileiro, Attomica apresenta as primeiras datas confirmadas da “You Bet Tout – Part 1”, turnê de divulgação do álbum recém lançado, “The Trick”.

A turnê começa com o show de lançamento do álbum novo e Gravação de DVD no SESC de São José dos Campos/SP no dia 23/06 às 20 hs. Link do evento: https://www.facebook.com/events/2065809640353610/

Neste show de lançamento e início de turnê a banda contará cm a participação especial de Luana Camarah, vocalista da banda Malta e Flávio Devarshi, vocalista da clássica banda Virus.

Confira todas as datas:    
23/06/18 – Sesc São José dos Campos
14/07/18 – Araraquara Rock – Araraquara Rock 2018
08/09/18 – Guaru Metal Fest – Guaru Metal Fest 2018
11/10/18 – Santos/SP – Boteco Valongo
14/10/18 – Campos do Jordão/SP – Campos Metal Fest
14/11/18 – Osasco/SP – Mineiro Rock Bar
16/11/18 – Bauru/SP – Armazén Bar
17/11/18 – Maringá/PR – Tribo’s Bar
18/11/18 – Guarapuava/PR – Local a Definir
19/01/19 – Lontras/SC – Iceberg Rock Festival
 
Adquira o novo álbum “The Trick”. Já está disponível nas principais lojas de São Paulo e Site especializados, confira alguns:
 
 
 
Página do Facebook da banda: https://www.facebook.com/AttomicaOficial
 
Confira aqui o Lyric Vídeo de “Give Me The Gun”, faixa de abertura do álbum:
 

Attomica é:
Andre Rod – (Baixo/Vocal)
Marcelo Souza – (Guitarra/Backing Vocal)
Argos Danckas – (Bateria)
 
Para agendamentos de shows o contato é:
Whats: +55 24 99296-6639
 
Links relacionados:

 

Heretic: assista ao novo lyric vídeo da faixa “Jihad”

Heretic_logo2

O projeto Heretic formado originalmente em Goiânia pelo músico Guilherme Aguiar, acaba de revelar uma parte importante do próximo álbum que será lançado ainda em 2018 e que carrega o nome de “Barbarism”, esse é o sexto disco de estúdio da banda.

Anteriormente criado como um projeto solo, o Heretic, com as entradas do vocalista Erich Martins e a permanência do baixista Laysson Mesquita, incrementou em sua sonoridade letras inteligentes que abrangem assuntos diversos e vocalização nas novas músicos do grupo. A banda acaba de disponibilizar em seu canal oficial o novo single “Jihad” que estará presente no álbum “Barbarism”.

Buscando influências na cultura indiana, as imagens apresentam como tema principal, Lord Ganesha que representa o mundo dos homens em estado de caos e barbárie. O artista responsável pela criação da arte foi Romulo Dias, renomado artista de São Paulo, que na criação do teaser sintetizou toda a ideia buscada pelo Heretic. Ao assistir o vídeo, é possível notar um céu cortado por raios, fumaça e fogo saindo por trás de um templo, juntamente com dois guerreiros indianos lutando a kalaripayattu, tudo sendo comandado e observado pelo senhor das tropas, “Lord Ganesha”.

Confira o lyric vídeo de “Jihad”:

Além de contar com os músicos mencionados acima o novo registro terá a participação de grandes nomes e referências da música pesada, uma delas é o baterista do Megadeth, Dirk, que gravou as bateras da faixa Holy Dystopia, outras ilustres participações já foram confirmadas por Guilherme Leal, são elas, Nym Rosilir (França), Ayman Mokdad (França), Luís Maldonalle (Brasil) e a cantora Disha (Turquia).

A banda atualmente é formada por:
Erich Martins – (Vocal)
Guilherme Aguiar – (Guitarra/Sintetizadores)
Laysson Mesquita – (Baixo Freetless)
Luiz Maldonalle – (Guitarra Solo – Part. Especial)
Aymann Mokdadd – (Guitarra Solo – Part. Especial)
Nym Rosilir – (Guitarra Solo – Part. Especial)
Dirk Verbeuren – (Bateria – Part. Música: Holy Dystopia)
 
Mais informações:

 

Living Louder: banda lança clip da música “My Private Wallowtown”. Confira!

Living Louder 2018

O Living Louder acaba de lançar o clip da música “My Private Wallowtown”, segundo single do segundo álbum da banda, a ser lançado ainda em 2018.

Cheia de riffs vintage e um refrão cativante, a música certamente agradará aos fãs do verdadeiro Heavy Rock!

Confira o clip de “My Private Wallowtown”:

O vídeo gravado por Anderson Soares, foi produzido e mixado por Gustavo Gomes no Monkey Hut Studios.

Formação:
Ricardo Cagliari – (Guitarra/Vocal)
Eduardo Assef – (Baixo)
Gustavo Gomes – (Bateria)
 
 
Links relacionados:

 

 

Eternal Sacrifice: banda divulga título, capa e tracklist de novo álbum, confira agora!

Eternal sacrifice 2

A horda baiana Eternal Sacrifice retornou com tudo em 2018! Depois de anunciar participação nas coletâneas “Ad Astra Per Aspera” e “Hellfire – A Brazilian Tribute To Sabbat”, a banda finalmente liberou mais detalhes do seu vindouro álbum.

Intitulado “Ad Tertium Librum Nigrum”, o novo trabalho contará com 10 faixas do mais puro Pagan/Black Metal, previsto para agosto deste ano, será lançado pela Hammer Of Damnation, no formato físico (deluxe slipcase digipack CD)  e Sangue Frio Records em âmbito digital. Confira abaixo capa e tracklist:

Sem título-1

Tracklist:
01 – Introirum
02 – Chapter I – The Three Mashu’s seals – The Conquest of the Ganzir and Arzir Gates (Hazred área)
03 – Chapter II – The Vision Of The Light Of The Sculptures In The Monument Of Mashu (The Black Book of Signs)
04 – Chapter III – The Amulet, The Fire And The Seals Of Wisdom In The Course Of a Triple Life
05 – Chapter IV – The Revelations Of The First Sigil, Lucifer, After a Saga of Delusions And Battles
06 – Chapter V – When Angel Of Light in Ur, In Invoking The Second Sign Agga
07 – Chapter VI – Nasha, Restitution Of Double The Light (Luce) And Harmony (Fer) – Pagans Calls
08 – Interludium
09 – Chapter VII – The Emptiness, The Guard Of The Sortileges And The Time In Which The Dust Takes The Rites
10 – Epilogum

Capa do slipcase: http://bit.ly/ATLN_Slipcase

Ouça agora a música “Chapter I – The Three Mashu’s seals – The Conquest of the Ganzir and Arzir Gates (Hazred área)” disponibilizada recentemente: https://hammerofdamnation.bandcamp.com/track/chapter-i-the-three-mashu-s-seals-the-conquest-of-the-ganzir-and-arzir-gates-hazred-rea

Em paralelo, o Eternal Sacrifice já iniciou o agendamento de datas para shows em suporte ao supracitado “Ad Tertium Librum Nigrum”. Produtores de qualquer cidade do Brasil interessados em leva-los ao seu evento escreva para eternalsacrifice666@hotmail.com e solicite mais informações.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados: 
https://hodrecs.com/
https://www.facebook.com/eternalsacrifice666/
https://sanguefrioproducoes.com/artistas/ETERNALSACRIFICE/59

 

Torturizer: “Um novo álbum já está sendo trabalhado e estamos com previsão de lançar ele até o fim desse ano”

Torturizer 1

Isso mesmo! O novo trabalho dos maranhenses do Torturizer está muito perto de ser anunciado oficialmente.

Em entrevista ao Portal do Inferno, um dos principais sites relacionados a Rock/Metal do Brasil, a banda de Thrash Metal falou um pouco mais sobre o vindouro material, bem como seu método de composição e gravação, confira:

Sim, com certeza! Um novo álbum já está sendo trabalhado e estamos com previsão de lançar ele até o fim desse ano. Queremos também marcar datas para a divulgação dele por todo o Brasil e quem sabe também fora do país., comenta o guitarrista Luís. “É… tem este álbum que estamos trabalhando… provavelmente um full length. Já estamos com tudo organizado e em andamento., completa o baixista e vocalista Willian.

O bate papo também abordou os atuais trabalhos, “Faceless” e “Slaughterhouse”, projetos futuros, como a participação em algumas coletâneas nacionais, e alguns assuntos delicados, onde o grupo deu sua opinião sobre a cena maranhense atual. Confira a entrevista completa aqui: http://www.portaldoinferno.com.br/noticias/entrevista-torturizer.html

Confira o lyric vídeo de “Slaughterhouse” aqui:

Encontre Torturizer nas principais plataformas digitais:

Spotify: https://open.spotify.com/artist/1jDcmUr71KS1Ko6YQwucTM
Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/12497040
iTunes/Apple Music: https://itunes.apple.com/br/artist/torturizer/1243711963
Napster: https://us.napster.com/artist/torturizer
Claro musica: https://www.claromusica.com/artist/2001629

Produtores de qualquer cidade do país interessados em levar o Torturizer para seu evento escreva para contato@sanguefrioproducoes.com ou torturizer.thrash@gmail.com e solicite mais informações.

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/Torturizer/
https://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Torturizer/39

Attomica: Luana Camarah da banda Malta canta com Attomica no SESC de São José dos Campos/SP

Attomica - Flyer - Show do SESC.png

Luana Camarah da banda Malta é uma das convidadas especiais para o show de lançamento do álbum novo “The Trick” e Gravação de DVD do Attomica.
 
Show especial acontecerá no SESC de São José dos Campos/SP no dia 23/06 às 20 hs
 
 
Luana Camarah cantará com a banda na gravação do DVD e show de lançamento da banda no SESC São Jsé dos Campos/SP.
 
A ideia da participação da Luana surgiu com o objetivo de fazer uma homenagem ao vocalista Alex Rangel falecido em 2015 e que foi homenageado no CD com a faixa “Mistery”, música gravada pelo mesmo em 2014 antes de falecer.
 
Chamar a Luana Camarah foi uma forma de destacar a força e talento dos músicos da região do Vale do Paraíba e honrar um grande talento local com reconhecimento nacional que é a Luana Camarah. Alex Rangel representava isso dentro do Heavy Metal e Luana Camarah, que é de Taubaté/SP, representa isso para o Rock nacional. A vocalista da banda Malta alcançou projeção nacional após participar e se destacar no Programa de talentos The Voice Brasil. Na sequência da carreira, após uma seletiva, foi escolhida como vocalista da banda Malta.
 
Luana Camarah cantará a música “Mistery” gravada por Alex Rangel e lançada como homenagem ao mesmo no último álbum “The Trick”.
 
Flávio Devarshi é outro convidado especial, o vocalista da clássica banda Virus, uma das bandas percursoras no Metal Brasileiro e que participou da lendária coletânea SP Metal nos anos 80, cantará um dos maiores clássicos do Attomica, “Limits Of Insanity”, música que deu título ao álbum de 1989 lançado pela Cogumelo Records.
 
Neste emblemático show o Attomica gravará um novo DVD em uma noite recheada de clássicos e músicas novas ao reencontrar os fãs do Vale do Paraíba no Sesc de São José dos Campos/SP.
 
Reserve o seu ingresso:
Os ingressos já estarão disponíveis venda online, a partir do dia 12/06, às 14h pelo www.sescsp.org.br
Venda presencial, a partir do dia 13/06, às 17h30 em todas as unidades do Sesc SP.
 
Valores:
R$6,00 – Credencial Plena.
R$10,00 – Aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante.
R$ 20,00 – Demais interessado.
 
Serviços:
Data: Dia 23/06, às 20h.
Ginásio.
1.100 pessoas.
Classificação indicativa: 16 anos.
 
Adquira o novo álbum “The Trick”
Este álbum já está disponível nas principais lojas de São Paulo e Site especializados, confira alguns:
 
Página do Facebook da banda: https://www.facebook.com/AttomicaOficial
 
Confira aqui o Lyric Vídeo de “Give Me The Gun”, faixa de abertura do álbum:

Formação:
Andre Rod – (Baixo/Vocal)
Marcelo Souza – (Guitarra/Backing Vocal)
Argos Danckas – (Bateria)
 
Para agendamentos de shows o contato é:
Whats: +55 24 99296-6639
 
Links relacionados:

 

Bloqueio Mental: fecha parceria com grande empresa de confecções para criação de merchandising

Bloqueio Mental

A banda curitibana Bloqueio Mental se prepara para o lançamento de seu novo álbum de estúdio, intitulado Demente, que será lançado dentro em breve. Incluso nestes preparativos, a banda formada por Fabio Malerba (vocais), Deniz Aurelio (guitarra), Giovanni Navarro (bateria) e Bruno Guedes (baixo) já apronta o novo material de merchandising com a marca e arte visual do novo lançamento.

Para tanto, o Bloqueio Mental anuncia que acaba de fechar parceria com a Blasco Clothing, empresa de confecção sediada Curitiba/PR especializada em estilo Rock e Custom, para a produção de camisetas, bonés e assessórios. Inicialmente a produção e venda será dos bonés, que serão vendidos ao preço de R$59,90 cada um. Maiores detalhes sobre os demais produtos com a marca Bloqueio Mental, bem como a data de início das vendas, serão divulgados brevemente.

Bloqueio merch

O Bloqueio Mental tem um nome respeitado em meio a cena Rock curitibana graças aos seus 18 anos de serviços prestados a mesma, não só pela sua enérgica e agressiva sonoridade Punk/Crossover, mas também pela iniciativa de organizar eventos que movimentam a cena curitibana e de outros municípios. Seu novo álbum de estúdio, Demente, tem previsão de lançamento digital para o segundo semestre de 2018.

bloqueio capa

Formação:
Fabio Malerba – (Vocal)
Deniz Aurelio – (Guitarra)
Bruno Guedes – (Baixo)
Giovanni Navarro – (Bateria)
 
Mais informações:

Behavior: segundo álbum “Morbid Obsession” disponível nas plataformas digitais

Behavior - Morbid Obsession - 2018

Os fãs de Death Metal acabam de receber uma grata novidade vinda de Salvador (BA). A banda Behavior acaba de disponibilizar em todas as plataformas digitais o segundo e mais recente álbum, “Morbid Obsession” (independente) lançado em fevereiro.

Após o hiato de seis anos sem lançar material inédito, “Morbid Obsession” chega e recoloca os soteropolitanos da Behavior em um novo patamar no Metal Nacional. O disco foi gravado no Subsolo Studio, entre agosto e novembro do ano passado, o novo álbum recebe a produção com assinatura da banda.

Para conferir “Morbid Obsesssion” da Behavior no Spotify, acesse:

 

O grupo que faz um Death Metal caótico, violento e veloz também apresenta sua nova formação, agora composta por: Fabrício Pazelli – Vocal, Marcelo Almeida – Baixo, Ricardo Agatte – Bateria, Alexandre Vitorino – Guitarra, e Alisson Costa – Guitarra.

A Behavior prepara para o segundo semestre o lançamento de um vídeo exclusivo e o agendamento de shows pelo Brasil. Fiquem atentos!

Links relacionados:
Instagram: @behaviordm

Gagged: prepara álbum com alto teor político

Gagged 2017 - Fotos Deivide Leme-5.jpg

Sobre Nós será lançado ainda em 2018, junto a um livro com reflexões sobre música, arte e política

O videoclipe do single “Cidade Sem Lugar”, lançado no último mês de abril, reafirmou o Hardcore politizado do Gagged, que coincide com Brasil despedaçado e à beira do colapso. As críticas à desenfreada impessoalidade das cidades, no convívio diário e nas reações primitivas a este contexto são apenas os primeiros de tantos temas político-sociais que a banda paulista articula nas letras das demais canções do álbum “Sobre Nós”, o sucessor do elogiado “Silent”, previsto para ser lançado ainda em 2018.

A sonoridade do próximo disco segue a proposta de “Cidade Sem Lugar”, isto é, músicas recheadas de riffs rápidos, com o peso Hardcore, a partir de estruturas que remetem principalmente ao Punk californiano, ou Hardcore melódico, mas também a outras referências dentro do Rock.

A diversidade e a pegada característica da Gagged se fundem, por exemplo, em uma faixa intitulada “Caleidoscópio”, que deve ser o próximo single. Como comenta o vocalista Zeca, tem levada Rock n’ Roll, com riffs mais clássicos que abrem espaço à letra e para melodias de voz mais agressivas.

Confira o videoclipe de “Cidade Sem Lugar:

“A prosódia da música é muito legal, porque a intensidade vai aumentando e vai ficando claro que as tendências, no som e na temática, só podem conduzir ao caos. A música acaba num desarranjo intenso, cheio de dissonâncias e insanidades”, ele ressalta. Construída em metáforas, a letra é, mais uma vez, pontual: como o debate partidário polarizou nosso país, “de maneira burra”, aponta Zeca.

Mais do que música, o novo álbum do Gagged será lançado – inicialmente – nas plataformas de streaming e virá junto a um livro, uma espécie de ensaio que organiza as ideias propostas nas letras e que convoca à reflexão sobre música, arte e política.

“Quando todas as letras ficaram prontas a gente percebeu que existia uma unidade em torno delas. Estávamos o tempo todo falando sobre os problemas de nossa geração, do caos do nosso tempo histórico, mas sob perspectivas diferentes. Em alguns momentos falamos sobre uma lógica maior, sobre nossas relações humanas e sobre a sociabilidade contemporânea. Outras vezes, falamos sobre o ponto de vista do indivíduo e sua progressiva mecanização, num processo carregado de falibilidades, culpa, angústia e raiva. Por outras, falávamos de maneira concreta, sobre peculiaridades nosso país. E tudo sempre remetia para aquela mesma grande lógica como integração das ideias”.

Para Zeca, o contexto do novo disco, cujo single “Cidade Sem Lugar” é o embrião, será uma experiência diferente no cenário Hardcore nacional. “Aqueles que se propuserem a ler de cabeça aberta sairão com perguntas novas na cabeça”. E completa: “A gente simplesmente não consegue ficar fora do debate. A gente vive intensamente nosso tempo histórico e quer entender, discutir e compartilhar sobre o que a gente vê e sente. Não temos a pretensão de fazer algo como uma grande revolução, mas a gente tem certeza que algumas pessoas se identificarão com nossas ideias e perceberão que elas influenciam na forma em que nossa sonoridade é construída”.

Política

O Gagged não esconde, é politizada e assume um posicionamento progressista. Sobre isso, faz questão de enfatizar que o conteúdo das letras é construído a partir de um posicionamento político, mas não partidário.

“A gente tem uma visão de mundo que construímos ao longo da vida. A gente debate e estuda sobre isso, faz parte do nosso dia a dia. A gente entende a arte como uma visão de mundo. Pra nós é inevitável falar sobre política. Mas nossa linguagem musical não é panfletária. Inclusive por que essa abordagem vem sendo utilizada como instrumento de manobra”, explica Zeca.

Junto ao posicionamento político, o vocalista é enfático ao assumir, enquanto Gagged, a função social do Punk Rock, a de contestação do sistema. “Portanto, a despeito de algumas letras de bandas do Punk e Hardcore flertarem com a intolerância e com o uso quase fascista da violência, o berço do estilo é a denúncia social, é uma visão de transformação do mundo, de ideias que permeiam, grosso modo, o ideário progressista, da esquerda”.

Cidade sem Lugar

Sobre a repercussão do videoclipe de “Cidade Sem Lugar”, Zeca revela que os feedbacks foram construtivos. “Alguns perceberam as referências de Pennywise, outros lembraram Propagandhi, o que obviamente nos deixou muito orgulhosos. Neste disco a gente primou muito pelo detalhe de composição. Todas as músicas têm aqueles pequenos detalhes e variações de arranjo que você vai percebendo conforme escuta”.

Links relacionados: