Devangelic: grupo lança seu novo álbum “Ersetu” em maio pela Willowtip Records

devangelic

Os Devangelic estão de volta com seu terceiro álbum, “Ersetu”.

Nomeado após o termo acadiano de “Submundo da Mesopotâmia/Reino dos Mortos”, “Ersetu” é um álbum conceitual baseado no mito de Annunaki “Aqueles que do Céu à Terra Chegaram”. O mito explora a teoria da criação através do DNA alienígena, da escravidão humana e da lenda da grande serpente (The Knower) como emblema de Enki e de dois de seus filhos, Ningishzidda e Marduk.

A banda comenta sobre o álbum: “Nós trabalhamos duro nos últimos dois anos para criar nossas melhores músicas; o novo esforço é certamente o material mais brutal e maduro até hoje. O conceito, música e letra representam um novo capítulo da carreira da banda. e sobre o que o Devangelic seguirá com os futuros lançamentos”.

A banda acaba de lançar o primeiro single do álbum, “Sigils of Fallen Abominations”, confira a faixa agora:

Com 9 faixas de Death Metal de outro mundo, “Ersetu” é uma jornada pela terra antiga da Mesopotâmia, tudo combinado com os elementos mais sombrios da religião e deidades dos sumérios.

Tracklist:
01 – Swarm Of Serpents
02 – Upon The Wrath Of Divinities
03 – Eyes Of Abzu
04 – Subterranean Revelations
05 – Embalmed In Visceral Fluids
06 – Throne Of Larvae
07 – Vomiting The Infected
08 – Sigils Of Fallen Abominations
09 – Cryptic Resurrection

Devangelic é formado por: 
Paolo Chiti – Vocal
Mario Di Giambattista – Guitarra
Alessio Pacifici – Baixo
Marco Coghe – Bateria

Mais informações:

 

 

Bailout: lançado o segundo álbum do grupo “Road to redemption”

boilout

O grupo finlandês Bailout, lançou seu segundo álbum “Road to Redemption” hoje 21 de fevereiro.

A banda existe desde 2010 e eles pensam que seu som está começando a estar onde deveria estar: Rock pesado, cativante, com uma pitada de Rock Progressivo, trompete e metal dos anos 90. Os vários estilos e gostos musicais da banda foram forjados com sucesso para uma expressão musical natural e única.

“Road to Redemption” é uma jornada colorida, como a faixa de abertura “Just a Ride” parece implicar. Ganância, desesperança, nostalgia, afundando nas profundezas da mente, virando a página – o que vem a seguir? O álbum é um marco importante para a banda em termos de expressão musical e composição de músicas. A partir de agora a banda sente que não há limites e tudo é possível. O álbum inicia um novo capítulo na história do Bailout.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre, possível texto que diz "BALUUT ROAD TO REDEMPTION REDEMPTION"

Tracklist:
01 – Just a Ride
02 – Ozymandias
03 – Road to Redemption
04 – Desert of Ecstasy
05 – 1999
06 – A Crack in the Mirror
07 – Into the Light
08 – Accelerated Evolution
09 – Raison D’etre

 

Ouça o álbum “Road to Redemption” pelo streaming:
Spotify: https://spoti.fi/37KVuMT
Apple Music:https://apple.co/32fi3YO
Amazon: https://amzn.to/2ukv6vy
Deezer: https://www.deezer.com/us/album/129378942
Tidal: https://listen.tidal.com/album/129791398

Mais informações:

 

Warshipper: grupo propõe conceito de esterilidade social em novo álbum “Barren…”

Warshipper com Fernanda Lira e o produtor Rafael Augusto Lopes_Low

Previsto para ser lançado em Junho, o terceiro álbum cheio do quarteto contará com a participação especial de Fernanda Lira da banda Nervosa

O conceito de grotesco surgiu na história da arte ainda na Roma antiga durante a Renascença. Porém, talvez, nunca tenha existido outra linguagem capaz de expressar tão bem o conceito de arte grotesca do que o Death Metal. Não obstante, são em tempos sombrios, como o atual, em que o grotesco exerce protagonismo perante o belo. De forma que é chegado, então, o momento do Warshipper assumir-se protagonista nesse movimento de música extrema.

Formado em 2011, o Warshipper nasceu já constituído de muita experiência, afinal, reúne em seu line-up um ex-Bywar, Renan Roveran (guitarra/vocal), e um ex-Zoltar, Rodolfo Nekathor (baixo/vocal), além de outros dois exímios músicos, Rafael Oliveira (guitarra) e Roger Costa (bateria). Até aqui lançaram dois álbuns, “Worshipper of Doom” de 2015, e “Black Sun” de 2018, e um single, “Atheist”, de 2019. Em termos de palcos, já fizeram dezenas de shows expressivos, alguns ao lado de atrações internacionais como Warrel Dane (Nevermore/Sanctuary – RIP), Enthroned, Besatt, entre outros. Ademais, no ano passado, realizaram uma de suas mais importantes empreitadas: uma bem-sucedida turnê europeia que contou com 10 shows em sete países: Alemanha, Bélgica, Holanda, França, Áustria, Eslováquia e República Tcheca.

De volta aos estúdios, o Warshipper prepara agora aquele que pretende ser o seu mais importante álbum até aqui:
“Barren…”, terceiro álbum cheio do quarteto, está sendo gravado no Casanegra Studio em São Paulo/SP sob produção de Rafael Augusto Lopes (Zumbis do Espaço, Living Metal), e vai reunir 11 faixas inéditas: “Barren Black”, “Axiom”, “Respect!”, “Rabbit Hole”, “Embryo”, “Numb – Pleasures of Possession”, “Beneath The Burden”, “Licking The Wounds”, “Anagrams Of Sorrow”, “Compulsive Trip” e “Knowing Just As I (Detachment)”.

De acordo com Renan Roveran, “Barren…” será o primeiro disco conceitual do Warshipper e sugere a definição de esterilidade sob uma perspectiva social.

“O disco retrata, através de leituras distintas, a perspectiva “estéril” dos sujeitos diante de predefinições de padrão de normalidade que são impostas pelas sociedades em suas mais diversas facetas, seja por questões de gênero, raça, orientação sexual, dependência química ou mesmo condição emocional/mental”, explica o músico que complementa: “Ao nos propormos à desconstrução de tais padrões, em diversos níveis, nos depararmos com essa dolorosa realidade: uma visão inóspita quanto à felicidade e sensação de valor. A vida é cruel, traumática, e quanto mais compreensão disso temos, mais negativa é a perspectiva. Estéril, de fato.”

Ainda de acordo com Renan, embora possa ser considerado um disco conceitual, “Barren…” explora o tema com pluralidade, de forma que cada música pode ser resolvida individualmente, mesmo que todas as 11 faixas estejam conectadas pelos aspectos traumáticos de como nossa sociedade propõe-se a funcionar.

“Todas e todos, individualmente, temos nossas dores, traumas e sofremos com o impacto da sociedade em que estamos introduzidos, porém, é impossível não perceber que há determinados grupos que são vítimas
de uma segregação condicional estúpida e que sem dúvida estão mais expostos aos flagelos das imposições de nossos sistemas sociais, políticos e religiosos. E assim como a desconstrução subjetiva, a empatia é uma das principais ferramentas para nos sensibilizarmos com estas causas e vencermos, juntos, os desafios herdados do meio em que fomos criados. É um caminho sem volta, sem fim, mas é apenas a partir do momento em que nos disponibilizamos abertos à luta contra o preconceito, intolerância e diferenças, que teremos a oportunidade de aprender e descobrir mais sobre nós mesmos. Estamos abertos a isso e nossa sincera demonstração dessa atitude é através da arte. Eis aqui mais esse álbum do Warshipper: “Barren…””

Previsto para ser lançado no Brasil em Junho pela gravadora Songs For Satan, “Barren…” contará com a participação especial de Fernanda Lira na faixa “Respect!”. A vocalista da banda Nervosa esteve no Casanegra Studio com a banda no início desse mês de Fevereiro gravando sua colaboração.

Outras informações sobre o álbum, inclusive data de lançamento, serão divulgadas em breve.

Ouça o Warshipper pelo streaming:
Spotify: https://spoti.fi/2uL3y2A
Deezer: http://bit.ly/2SNkJZ8
iTunes: https://apple.co/2SveLgV

Mais Informações:
www.facebook.com/warshipper
www.instagram.com/warshippermetal
www.youtube.com/warshipperband

Mental Disaster: grupo lança novo álbum “The Repulsive Abomination” em abril através da Death to Music

Mental Disaster

The Repulsive Abomination é o novo álbum da banda norueguesa Mental Disaster.

“The Repulsive Abomination” é uma mistura pesada de Death Metal baseado no Groove, com bateria técnica, vocais guturais e temas tradicionais de Death Metal. Esta é uma ótima mistura do que chamamos de som “escandinavo” cruzado com Deicide, Slayer e o clássico Morbid Angel. Para citar uma das resenhas: “A banda executa um Death Metal de primeira classe transformado em um resultado preto, misantrópico, canibalístico e blasfemo, com a antítese de que o resultado final é ótimo para os fãs desse gênero.”

Confira no link abaixo o teaser do álbum “The Repulsive Abomination”:

Assim como seus amigos locais do Blood Red Throne, Mental Disaster é uma das poucas bandas norueguesas que tocam esse estilo duro e pesado, em vez de ceder às tendências de pintura de cadáveres do Black Metal. Vindo da cidade altamente ativa de Kristiansand, é notável que Bernt Sorensen (guitarras) também toca na banda local In The Woods , Jan Åge Lindeland (vocal) e Bengt Orstad (baixo) tocam no Blot e David Olsen (bateria) toca no Faanefjell.

A banda divulgou hoje a arte e a tracklist de “The Repulsive Abomination” (veja abaixo). O álbum será lançado pela Death To Music Productions (Reino Unido) em 10 de abril.

Tracklist:
01 – The Repulsive Abomination
02 – Disciples of Ignorance
03 – High Priest of Doom
04 – Bow to the Blade
05 – Graveyard Symposium
06 – Sword of Vengeance
07 – Testify and Repent
08 – Mauled Beyond Belief
09 – Berserker Rage Unfold
10 – Sapiens So Pure
 
Mental Disaster é formado por:
Jan Åge Lindeland – Vocal
Bernt Sørensen – Guitarra
Bengt Orstad – Baixo
David Olsen – Bateria
 
Mais informações:

Monstractor: após cinco anos de espera, single inédito, “Against All” é oficialmente lançado pela banda, confira!

Monstractor - 04

Passaram-se quase cinco anos para que o Monstractor, banda de Thrash Metal do estado do Rio de Janeiro, apresentasse aos seus fãs e público amante da música pesada, o primeiro single inédito após o lançamento do aclamado álbum, “Recycling Thrash” (2015).

“Against All”, nome que carrega a força de uma música escrita e gravada por essa genial banda brasileira, acaba de ser oficialmente liberada em todas as plataformas digitais. Os fãs do grupo já podem conferir em primeira mão, o single que marca o ponto inicial de divulgação do novo álbum, “Back From the Junkyard”, que será lançado ainda este ano de 2020.

Visualização da imagem

A música “Against All”, é um lançamento do selo digital da Roadie Metal e se encontra disponível no Spotify (link abaixo), Deezer, ITunes, Google Play, Napster, Tidal, Amazon, Music Amazon, Akazoo e várias outras plataformas. Acesse e escute essa paulada visceral do Monstractor:

 

Formação:
Christian Klein – Vocal/Baixo
Diego Monsterman – Guitarra
Thomas Abrantes – Guitarra
Demetrios Maia – Bateria
 
Mais informações:

Nicumo: grupo lançou um novo single e videoclipe para a música “Time Won’t Heal”

incubo

O grupo finlandês de Melancholic Metal, Nicumo, está prestes a lançar o seu terceiro álbum, intitulado “Inertia”, que será lançado em 27 de março de 2020 pela Inverse Records.
 
O baterista Aki Pusa, comentou sobre o álbum:
“Inertia” continua naturalmente, de onde saiu o nosso segundo álbum “Storms Arise”. A atmosfera é ainda mais profunda e mais intensa do que nos álbuns anteriores. Nós crescemos como uma banda durante esses anos, é claro, e acredito que isso possa ser ouvido neste álbum. As músicas são entidades mais sólidas e ponderadas, compostas pelas necessidades da música. Em termos sonoros, este álbum é mais experimental em nossa discografia. Saxofone e até piso de concreto tocado com baquetas podem ser ouvidos no álbum apenas por exemplo.”
 
A banda lançou um videoclipe para “Time Won’t Heal”, que e você pode assistir no link: 
 
 
O álbum contém nove faixas cheias de belas melodias e agradáveis ​​e poderosos tons pesados ​​coloridos pela melancolia do norte. Paisagens sonoras versáteis hipnotizam o ouvinte e ficam paradas até a última nota.
 
“Inertia” foi gravado e mixado no Joshua Music Studios, durante 2019 por Olli Tainio , que trabalhou na cena Pós-Metal/Rock com bandas como Callisto e Blind Architect. Masterizado por Svante Forsbäck (Amorphis, Volbeat, Apocalyptica, Rammstein ).  A arte da capa é assinada por Hannu Karppinen.
 
Ouça o single “Time Won’t Heal” pelo streaming:

 

nicumo-inertia_cover800

Track list:
01. Three Pyres
02. Dark Rivers
03. Same Blood
04. Witch Hunt
05. Tree of Life
06. Mother and The Snake
07. Who You Are
08. Time Won’t Heal
09. Black Wolf
 
Line-up:
Hannu Karppinen – Vocals
Atte Jääskelä – Guitars
Tapio Anttiroiko- Guitars
Sami Kotila – Bass
Aki Pusa – Drums
 
Links:

Rocket Bugs: grupo lança disco de inéditas cheio de influências do Rock Alternativo noventista

rocket

Full álbum é distribuído via Dinamite Records

O power trio formado em São Paulo, por Rodrigo Leite(Guitarra/Voz), Bruno Costa (Baixo/Voz) e Gilson Ramos (Bateria),  apresentam nesse novo trabalho vocais melódicos, guitarras sujas e uma pitada de anos 90 com muitos backing vocals a la The Vines, marcando o retorno do Rocket Bugs, um trio que carrega influências da cena alternativa americana dos anos 90 de bandas como Pixies, Sonic Youth, Pavement e Yo La Tengo.
 
A banda acaba de lançar via Dinamite Records um full álbum de inéditas, contendo 11 faixas cheias de influências do Rock Alternativo noventista.

Visualização da imagem

Totalmente DIY, as baterias e vozes foram captadas no estúdio Gelatina Trêmula, enquanto baixo e guitarra foram gravadas em casa pelo vocalista Rodrigo Leite, responsável também pelo processo de mixagem e masterização. 
 
Confira aqui “Seat Belts On”:

 

Mais informações: