Verthebral: gravações finalizadas! Novo álbum já está em processo de mixagem e masterização

VERTHEBRAL_Lo_Res3

Vem Death Metal paraguaio dos bons aí! Isso mesmo, o novo álbum do Verthebral já está com suas gravações finalizadas.

A banda acaba de anunciar que o vindouro trabalho já se encontra no Estúdio Huricane, sob a produção, mixagem e masterização de Sebastian Carsin, conhecido por trabalhar com grandes nomes do Metal mundial. Em breve serão anunciados mais detalhes deste álbum como capa, título, data de lançamento e selos envolvidos, aguarde! Até lá, ouça o atual, “Regeneration”, aqui:

Em paralelo o Verthebral foi confirmado como headliner no “Deathvastation 2019”, que acontece no dia 17/08/2019 na cidade de Asunción/Paraguai, confira:

Link do evento no Facebook para confirmar sua presença: https://www.facebook.com/events/902504756761294/

Contato para shows: verthebralband@gmail.com

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/VerthebralOfficial/
https://www.youtube.com/channel/UCSqbSWMQ9a6zvD96d9ReXVQ
https://soundcloud.com/verthebraldeathmetal/
https://sanguefrioproducoes.com/artistas/VERTHEBRAL/66

Anúncios

Hellish War: data e detalhes do lançamento digital, em CD e vinil de “Wine Of Gods”, novo disco do grupo

Hellish War 2019

O quarto disco de estúdio do Hellish War tem financiamento pelo Proac Editais, iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo

“Wine Of Gods”, novo disco de estúdio do Hellish War, vai ser lançado no próximo dia 19 de Julho. O trabalho foi gravado no Omni Studio em Cosmópolis/SP e no Reverbera Studio em Santos/SP e mixado e masterizado no PiccoliStudio em Londres, Inglaterra, por Ricardo Piccoli, com quem a banda havia trabalhado em seu disco anterior, “Keep It Hellish”.

Todas as músicas de “Wine Of Gods” são inéditas e grande parte nasceu durante o processo de composição que o grupo realizou numa chácara na região de Campinas/SP, de onde a banda é originária. Serão 10 faixas: “Wine Of Gods”, “Trial By Fire”, “Falcon”, “Dawn Of The Brave”, “Devin”, “House On The Hill”, “Burning Wings”, “Paradox Empire”, “The Wanderer” e “Warbringer”. Essa última traz a participação especial de Chris Boltendahl, vocalista do Grave Digger.

No dia 19 de Julho estarão disponíveis a versão física em CD Digipack – com distribuição pela Anti Posers Records – e também digital em todas as plataformas de música. Para marcar a data, o vocalista Bil Martins, os guitarristas Vulcano e Daniel Job, o baixista JR e o baterista Daniel Person receberão imprensa e convidados em um evento fechado no Central Panelaço em São Paulo. Três shows de lançamento, em Campinas, Sorocaba e Santos, também estão programados para acontecer em Agosto.

Por fim, “Wine Of Gods” também ganhará uma versão em vinil a ser lançada pela Abigail Records. Lucas Romão, proprietário do selo fundado no Brasil, porém hoje estabelecido em Portugal, dá detalhes da parceria.

“É sempre um prazer trabalhar com músicos tão competentes que fazem música de qualidade e com muito amor ao metal. Nossa história com o Hellish War já vem de alguns bons anos. Em 2001, quando ainda nem estávamos sobre a alcunha de Abigail Records, a banda se apresentou em um festival que produzimos na cidade de Piracicaba/SP. Depois de longos 17 anos, nossos caminhos se cruzaram novamente e eles abriram o show do Armored Saint em São Paulo. A partir daí a parceria só veio a fortalecer. Fazer este lançamento em vinil é uma grande honra para nós e mal posso esperar pelos próximos capítulos que estão se desenhando. Keep it Hellish!”.

Detalhes e data de lançamento da edição em vinil serão divulgadas em breve.

“Wine Of Gods” foi integralmente financiado pelo Proac Editais, programa de investimento direto do Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Mais Informações:

Division Hell: grupo apresenta oficialmente capa e tracklist do novo álbum “Carpe Mortem”. Confira!!

Division Hell - Carpe Mortem

Na última semana, o Division Hell, anunciou oficialmente o nome do novo álbum de estúdio. Intitulado de “Carpe Mortem” que significa “Aproveite a Morte” e tem sua origem em latim, será o terceiro álbum na carreira da banda.

As músicas que estarão presentes em “Carpe Mortem”, ao todo 09 faixas, já possuem nomes e ordem sincronizada para o lançamento oficial. Além de apresentar isso para seus fãs, o Division Hell se aproveita da data de 07 de julho, aniversário do grupo, que completa exatos 09 anos de existência, para apresentar a capa desse aguardado petardo do Death Metal nacional.

A arte é uma criação de Marco Zerma que sintetizou com precisão o conceito do disco em um desenho sombrio e minimalista. O novo registro do Division Hell tem previsão para ser lançado entre setembro e outubro em versão física e digital. Duas músicas já foram lançadas pela banda e estão disponíveis em todas as plataformas digitais, assim como no canal de YouTube do grupo. São elas, “Toxic Faith” e “I Am Death”. Confira:

 

Confira abaixo a tracklist oficial de “Carpe Mortem”:
01 – I Am Death
02 – Blood Never Dries
03 – Toxic Faith
04 – Rise Against
05 – Human Guilt
06 – The 9 Circles
07 – Umbral
08 – Undying
09 – Murder the Mankind

Formação:
Hugo Tatara – (Vocal/Guitarra)
Renato Rieche – (Guitarra)
Johnny Benson – (Baixo)
Rubens Potrich – (Bateria)

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/DivisionHellBrazil/
Instagram: https://www.instagram.com/divisionhellofficial/
YouTube: https://www.youtube.com/user/DivisionHellBrasil
Roadie Metal press: http://roadie-metal.com/press/division-hell/

 

Rider: escute tributo ao vocalista Percy Weiss que a banda gravou para a faixa “Guerras”

RIDER 05

Em 2015 foi elaborado um CD em tributo ao lendário vocalista “Percy Weiss”, que foi vocalista da banda Harppia e Made In Brazil. Pelo Harppia, Percy, gravou o clássico disco “SETE” lançado oficialmente em 1987, e, considerado um disco icônico na história do Metal Nacional.

Esse tributo possuí várias bandas elaborando releituras de músicas gravadas com as vozes de Percy Weiss, e uma das músicas presentes, é “Guerra” do álbum “SETE” do Harrpia. Essa faixa recebeu um tratamento especial da banda paulistana “Rider”.

A música apresenta um tributo muito bem desenvolvido, respeitando ao máximo as linhas originais da faixa, mas com uma pegada totalmente autêntica ao estilo da Rider. Caso ainda não tenha conferido, escute agora mesmo no vídeo abaixo.

A banda Rider está em fase final de produção de seu novo álbum “Midnight Line” e muito em breve, irá apresentar aos seus fãs notícias sobre essa obra. Fique antenado nas redes sociais do grupo e não deixe de se manter atualizado e informado sobre o que está por vir.

Rider é formada por:
Cesar Caçador – (Vocal)
Luke D. Couto – (Guitarra)
Fernando Matinandes – (Guitarra)
Klébio Moura – (Baixo)
Alan Caçador – (Bateria)
 
Mais informações:

 

 

DFront SA: grupo anuncia produção de um novo EP para outubro deste ano e um full para março de 2020

Dfront 03

Em primeira mão, a banda DFront SA informa que em outubro um novo EP será lançado pela banda em formato físico. O novo material já está em processo de criação e produção, sendo provável que nos próximos dias algumas informações sejam liberadas pelo grupo.

Esse EP será a premissa do novo full que a banda irá lançar entre os meses de fevereiro ou março de 2020. As músicas presentes nesse novo material, contará com 05 faixas, sendo dessas quatro singles já lançados e uma inédita.

A arte do novo EP será uma elaboração do artista Romulo Dias que vem se destacando no cenário e assinando várias obras incríveis de grandes artistas do país. O Full que tem planejamento para 2020, será um registro com 11 faixas totalmente inéditas.

Em breve o DFront SA irá apresentar ao público a capa, tracks e onde encontrar esse novo material. Fique ligado que a banda está ativamente trabalhando pesado para liberar material para seus fãs.

DFront SA é formado por:
Silvio Guerra – (Vocal)
Nathan Klak – (Guitarra)
Gláucio Magalhães – (Baixo)
Magno Antônio – (Bateria)
 
Mais informações:

Mugo: novo álbum acaba de ser lançado, “Tempest” já pode ser adquirido em versão física e digital

Mugo - Tempest

Após dois anos de lançar o aclamado álbum “Race of Disorder”, os goianos do Mugo acabam de liberar seu quarto registro de estúdio. O material completo de “Tempest” pode ser conferido em todas as plataformas digitais e também em uma versão de luxo de alta qualidade na versão física.

Contando com 10 faixas, o registro foi todo gravado no estúdio “Resistência” em Goiânia e contou com a produção de “Arnozan”. Uma das faixas conta com a participação de Yuri Leme (Aurora Rules), que emprestou sua voz para algumas partes da faixa “Desconstrução. A arte de capa é um trabalho do excelente artista “Romulo Dias” que conseguiu captar com exatidão a necessidade da banda.

O disco conta com faixas cantadas em Português e Inglês, algo já característico do Mugo em seus registros de estúdio. Interessados em adquirir uma cópia física, basta entrar em contato com a banda, através de suas redes sociais. Caso queira conferir o material nas plataformas, o mesmo, se encontra disponível no Deezer, ITunes, Google Play, Napster, Tidas, Music.Amazon, pandora, Amazon e várias outras. Abaixo link para o Spotify:

 

Mugo é formado por:
Pedro Cipriano – (Vocal)
Guilherme Leal – (Guitarra)
Faslen de Freitas – (Baixo)
Weyner Henrique – (Bateria)

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/BANDAMUGO

Son of a Witch: o peso do Doom no novo disco

son_of_a_witch_foto_2

Pesado e psicodélico, Commanded By Cosmic Forces traz maturidade à banda de Natal (RN)

É latente a dose extra de peso numa atmosfera densa construída pela seminal Son of a Witch no novo disco, “Commanded By Cosmic Forces”, lançado nas plataformas de streaming pela Abraxas Records. São cinco músicas, entre elas o conhecido single “Melting Ocean”, divulgado em janeiro do ano passado. Ouça aqui: https://sl.onerpm.com/7750716515.

“Commanded By Cosmic Forces” impulsiona o Son of a Witch mais para o Doom Metal, apesar de diversos elementos Stoner e de Heavy Metal ao longo das extensas e dinâmicas canções. “Dry Leaves”, por exemplo, tem aura sabbatiana, enquanto “Idle of Marble” fica entre o enigmático e psicodélico. Já “Breathe Dust” e seus 13 minutos de duração impressiona pelo andamento progressivo e soturno.

O conteúdo lírico reforça esta ambientação e torna a imersão a “Commanded By Cosmic Forces” uma autêntica viagem cósmica: são temas introspectivos, sobre conflitos internos e questionamentos existenciais.

Son of a Witch - capa

O disco foi gravado no Black Hole Studio em Natal (Rio Grande do Norte), mas mixado e masterizado por Gabriel Zander, no Estúdio Costella (São Paulo).

Mais informações: