Psilocibina: banda estreia com 7 faixas de puro frenesi

Psilocibina_capa_onerpm

Power trio instrumental carioca apresenta seu primeiro álbum, que sairá em CD e LP em uma parceria entre a Abraxas Records e o selo alemão Electric Magic

Após divulgar o single “LSD / Acid Jam” no início deste ano, a Psilocibina lança agora o seu primeiro trabalho completo, o álbum homônimo composto por 7 faixas instrumentais calcadas na sonoridade mais pesada dos anos 70, mas que também transitam entre ritmos latinos e ancestrais e estruturas sonoras urbanas mais contemporâneas. O trabalho já está disponível nas principais plataformas de streaming pela Abraxas Records. Ouça aqui: https://onerpm.lnk.to/Psilocibina.

Foram mais de 3 anos de muitos ensaios, shows e jams para que o power trio carioca, formado pelo guitarrista Alex Sheeny, o baixista Rodrigo Toscano e o baterista Lucas Loureiro, finalmente lapidasse e sentisse a confiança necessária para registrar, e assim dar vida, às suas composições. Apesar de estreante – se é que pode ser assim chamada – a Psilocibina já dividiu o palco com nomes de peso do cenário international, como as norte-americanas Radio Moscow e The Shrine, e a alemã Samsara Blues Experiment. O resultado, mais que nítido neste álbum, é uma banda madura, que sabe exatamente o que está fazendo.

Nos frenéticos 36 minutos que percorrem o álbum, mudanças de tempo são abundantes e fluidas, e as guitarras tomam o lugar dos vocais, não necessariamente “cantando” as linhas dos versos, mas liderando a carga progressiva que soa vibrante e enérgica em seu âmago. Um engenhoso equilíbrio entre as melodias e omissões lúdicas cria sequências bem estruturadas de clímax/anti-clímax que tornam este primeiro trabalho da banda ainda mais rico.

“Psilocibina” foi gravado por Matheus Ullman no Estúdio Mata (Niterói/RJ) em maio de 2017, mixado por Alex Sheeny e masterizado no estúdio Tonmeisterei em Oldenburg, Alemanha. Todos os integrantes assinam as composições.

Mais informações:

Psilocibina: banda lança vídeo ao vivo da música “LSD”

Psilocibina

Registro audiovisual é apresentado pela produtora Útero após uma live session no Estúdio Mata, em Niterói

Prestes a lançar o primeiro álbum, que será  prensado em vinil pelo selo alemão Electric Magic, em parceria com a Abraxas Records, o power trio de música psicodélica Psilocibina apresentou “LSD” na segunda edição do Sessões Mata. A live, que conta com a participação especial da performer Cexe e de José Vitor do Santos na percussão, pode ser conferida aqui:

Uma das primeiras composições da banda, “LSD” intercala passagens aceleradas e grooves derretidos, preenchida com solos de guitarra complexos e riffs marcantes. Neste registro, é possível perceber em detalhes como a Psilocibina dilui e experimenta a psicodelia, tanto no Rock como no Jazz, com direta influência dos ritmos tradicionais brasileiros. Além de “LSD”, outras duas faixas inéditas da Psilocibina, também capturadas ao vivo no Sessões Mata, serão lançadas nas próximas semanas, “Galho Pt. 1” e “Galho Pt.2”.

O Sessões Mata é uma parceria entre o Estúdio Mata e a produtora audiovisual Útero. Localizado no bucólico bairro de São Francisco, em Niterói(RJ), o espaço idealizado pelo produtor musical Matheus Ullmann funciona como um polo criativo e é cenário de diversas manifestações artísticas.

Neste contexto, o Sessões surgiu como um projeto colaborativo para integrar os habitantes desse espaço, criando uma série de vídeos de shows ao vivo dentro do próprio estúdio com um pequeno público. A ideia é reinventar o espaço a cada edição: com cenografia, iluminação, participações especiais e toda a magia de uma sessão ao vivo.

Mais informações:

Psilocibina: mostra potência e improvisos em LSD

psilocibina_lsd_single_abraxas

Single do power trio carioca tem duas faixas, “LSD” e “Acid Jam”

Na trilha da música psicodélica, com muito feeling e improvisos, o power trio carioca Psilocibina inaugura os lançamentos da Abraxas Records em 2018 com o single LSD. As duas faixas, “LSD” e “Acid Jam”, são potentes composições que transitam entre o rock, os ritmos ancestrais e a psicodelia futurista. Ouça as músicas nas principais plataformas de streaming: https://onerpm.lnk.to/Psilocibina.

LSD é o resultado da imersão de Alex Sheeny (guitarra), Rodrigo Toscano (baixo) e Lucas Loureiro (bateria) no Estúdio Mata (Niterói) em maio de 2017, gravado por Matheus Ullman e mixado e masterizado por Alex Sheeny. Todos os integrantes assinam as composições.

A faixa-título, uma das primeiras composições da banda, intercala passagens aceleradas e grooves derretidos, preenchida de solos e um riff marcante. Já “Acid Jam” é o recorte de uma longa jam no dia da gravação de “LSD”, totalmente desprendida de fórmulas. Em ambas as ocasiões a Psilocibina é fiel à proposta de criar uma jornada sonora pesada e espacial com muito fuzz, linhas de baixo hipnóticas e batidas carregadas de energia.

Mais informações: