Stay Rock Brazil: lançada coletânea virtual gratuita da Rádio Web!

No último dia 28 de dezembro, a Rádio Web Stay Rock Brazil disponibilizou de forma gratuita no Bandcamp a coletânea virtual intitulada “2020”, com o que de melhor foi lançado no respectivo ano.

São ao todo 148 bandas, divididas em quatro volumes (mais um volume bônus), abrangendo praticamente todas as vertentes dentro do Rock/Metal Nacional, incluindo também algumas bandas argentinas e uma de Portugal.

Temos desde o bom e velho Rock N’ Roll clássico, Blues, passando por Hard Rock, Heavy Metal, Power Metal, Doom Metal, Thrash Metal, Punk Rock, sons mais brutais como o Death, Black Metal e mais técnicos como o Industrial e Progressivo.

As bandas Apokrisis (Progressive Death/Thrash Metal), Chaosfear (Modern Thrash Metal), Death Conspiracy (Brutal Technical Death Metal), Fallen Creed (Classic Doom Metal), Mercic (Industrial Rock/Metal, Portugal), Sacrifix (Old School Thrash Metal), Scars (Thrash Metal), Sepulchral Voice (Old School Death/Thrash Metal) e Válvera (Heavy/Thrash Metal) são as representantes da JZ Press no Volume 4 dessa excelente coletânea! Saia da zona de conforto, corre lá e baixe tudo totalmente grátis!

Link para Download do Vol. 4: https://bit.ly/3rupwzz

Os outros volumes estão disponíveis em:
Vol. 1: http://bit.ly/34Q9nL0
Vol. 2: http://bit.ly/3mUfsft
Vol. 3: http://bit.ly/3hlRbOr
“Bônus”: http://bit.ly/2KKgn5f

Prestes a completar 13 anos no ar, a Radio Web Stay Rock Brazil tem uma programação diferenciada, eclética e sem preconceito, 24hs por dia, levando boa música a todos seus ouvintes.

www.stayrockbrazil.com.br
www.facebook.com/stayrockbrazil
www.instagram.com/radiostayrocknews

Em nome da JZ Press e de todas as bandas do nosso cast, gostaríamos de parabenizar a todos da Rádio Web Stay Rock Brazil, em especial Rogério Utrila, pelo excelente lançamento, dedicação e parceria de sempre!

Revoltone: a nova música do grupo é sobre a discriminação e a desigualdade que o mundo ainda enfrenta em 2020

A banda finlandesa de Melodic Punk Rock Revoltone lançou um novo single “Who Do We Think We Are”. A música é sobre o estado do mundo em 2020, já que a desigualdade ainda é uma questão que as pessoas enfrentam todos os dias, e uma apreciação honesta para com outros seres humanos parece ser algo incomum demais de se enfrentar.

O grupo comentou o lançamento: “A música é sobre como o mundo sofrendo com racismo, discriminação e desigualdade ainda em 2020. Como pode ser tão difícil aprender com a história, ouvir e respeitar os outros independentemente de seu gênero, cultura, religião ou sexualidade? Quem pensamos que somos – questiona a questão de quem está certo ou errado? Como tem o direito de decidir isso? “

Assista ao videoclipe de “Who Do We Think We Are”:

Ouça “Who Do We Think We Are” pelo streaming:
Spotify: https://spoti.fi/35IZbFj
Apple: https://apple.co/3hFI0qD
Amazon: https://amzn.to/2FFvMB8
Deezer: https://www.deezer.com/us/album/168186682
Tidal: https://listen.tidal.com/album/152424012

Os membros do Revoltone têm uma história colorida com a música e bandas diferentes. Além de muita experiência em fazer shows energéticos, turnês cruas e de gravar músicas para vários álbuns. Revoltone é uma parceria com quatro membros atualmente que reúne ex-membros de bandas como Fumble, One Morning Left, Dashbone. Tudo isso nos levou a ver nascer a mensagem e o som do Revoltone.

O som e a atitude que queremos ouvir neste mundo muitas vezes desarmônico.

Revoltone é formado por:
Läde – Vocal/Guitarra
Onni – Guitar
Maake – Baixo
Sammy – Bateria

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/revoltone
Instagram: https://www.instagram.com/revoltone/

Cyanide Summer: grupo mistura Punk e Rock anos 50 em “Trash the Words”

Banda, com vocal feminino, lança mais um single em parceria com a Canil Records

A banda de Punk com vocal feminino Cyanide Summer lança mais um single em parceria com a Canil Records. “Trash the Words” resgata a verve do Rock anos 50, junto à energia de um Punk Rock moderno.

“Trash the Words” aborda a dualidade de indivíduos enquanto casais ou amigos, com uma pertinente crítica a falas e comentários absurdos em contextos e momentos errados. Também sugere outra leitura: a gravidade de mentiras em um relacionamento.

Esta é, sem dúvida, a música mais distinta da carreira do quarteto paulistano, que sempre coloca uma pegada Horror Punk nas suas produções e sem nunca perder a referência de clássicos, como Ramones, Misfits, The Clash, The Distillers e Hellacopters.

“Lançamos aqui um trabalho de muita qualidade, com energia e aquela pegada punk que nunca vai embora. Cyanide Summer é uma família que sempre busca o melhor de cada um. A harmonia faz parte do nosso som”, ressalta a banda, formada por Ade (vocal), Corsi (guitarra), Re Prado (baixo) e Peralta (bateria).

“Trash the Words” foi produzida por Rogério Wecko, no Dual Noise estúdio, e a arte feita por Banca Art.

Ouça aqui: http://bit.ly/trashthewords.

Formada em 2017 na cidade de São Paulo, a Cyanide Summer toca Punk Rock e já se apresentou nas principais casas de capital paulista, como Manifesto, Jai Club, Feeling e FFFront.

Em 2018 saiu o primeiro single, “As Fake As You”. Ainda neste ano, a banda também lançou a música “Destroy It”. Lançaram, em seguida, uma versão de “Modern Love”, do David Bowie, para o Tributo Bowie Goes Punk.

A discografia ainda tem o singles “A Chance to Bleed” e um split em português chamado “Viajar/Dose de Realidade”, todos lançados pela Canil Records.

Lançaram também via Devilsbeat Records uma versão para “Sometimes I Don’t Know”, tributo ao The Hellacopters, chamado “South América To The Max”, em que participaram diversas bandas da América do Sul.

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/cyanidesummeroficial/
Instagram: https://www.instagram.com/cyanidesummer/?hl=pt-br

Lavage: sétimo álbum “Punk/HC” é lançado fisicamente

Neste mês de agosto, a banda de Punk Rock, Lavage, lança seu sétimo álbum “Punk/HC” de forma física, visto que, anteriormente, saiu pelas plataformas digitais. O lançamento é completamente independente e está disponível nas redes sociais da banda, mas também por e-mail. 

A banda traz em seu sétimo álbum um misto do que a sonoridade alternativa pode oferecer. As canções não apenas são recheadas de Punk Rock, como também possuem elementos de Rockabilly, Indie Rock e, claro, Hardcore. As mensagens de protesto sempre presentes na vida do grupo, também fazem parte deste CD, do mesmo modo que a melodia.

A música título contém muita energia e, talvez por isto, foi escolhida para nomear o trabalho, por outro lado, temas como “No More Lies” pedem uma cerveja depois de um dia cheio de trabalho. O lado Rock alternativo dá as caras em “Planeta dos Patifes”, com um “skazinho” maroto na melodia, mas um refrão de extrair as tripas.

Confira a música “Punk/HC”:

Se você deseja conhecer mais sobre o trabalho da banda formada por Bruno Andrade (vocais), Everardo Maia (guitarra), Glenio Mesquita (baixo) e Rogério Ramos (bateria), além de adquirir o CD, é só acessar um dos links abaixo.

Contato: bandalavage@gmail.com

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/Lavage2003
Instagram: https://www.instagram.com/bandalavage
Youtube: https://www.youtube.com/user/bandalavage
Bandcamp: https://lavage.bandcamp.com/album/punk-hc
Soundcloud: https://soundcloud.com/lavage/sets/punk-hc
Spotify: https://spoti.fi/39WlaZF
Deezer: https://bit.ly/30uJn6d
Apple Music: https://apple.co/3kcgAuU

Backdrop Falls: grupo participa de compilação do selo italiano Duff Records

Grupo cearense é uma das 22 bandas do projeto que será distribuído na Itália

Fortemente influenciada pelo Punk Rock e pelo Rock Alternativo e com letras reflexivas e com elementos um tanto quanto sombrios em determinados momentos, a Backdrop Falls aborda em suas músicas temas de cunho mais pessoal/introspectivo e narra experiências e sentimentos relacionados à vida cotidiana na sociedade atual.

A banda, que começou em 2016 como um projeto de estúdio iniciado pelo vocalista Matheus Collyer, e é atualmente formada por Matheus (voz/guitarra), Rafael Neutral (guitarra), Roger Capone (bateria) e Ilton Tiger (baixo), lançou seu primeiro álbum, “There’s no Such Place as Home”, no dia 22 de maio via Electric Funeral Records.

Junto ao projeto de lançamento do seu primeiro full, a banda se uniu ao selo brasileiro e a agência Collapse Agency para fazer a distribuição internacional do disco físico, fechando a distro com onze selos ao redor do mundo; Electric Funeral Records (Brazil), Geenger Records (Croatia), DUFF Records (Italy), 20 Chords Records (Spain), Infected Records (Portugal), Bomber Music (UK), Razor Records (Argentina), Audioslam (Chile), Mevzu Records (Turkey) e Dinamite Records (USA).

A convite do selo italiano Duff Records, no qual a banda faz parte do casting, a Backdrop Falls íntegra a nova compilação “Duff Records VOL 2”, projeto que conta com 22 bandas. A compilação será vendida em formato de CD na Itália e para envio fora do país é necessário entrar em contato direto com o selo.

Link para venda “Duff Records VOL 2”: http://duffrecords.it/drv2 ou através do email: info@duffrecords.it

Mais informações:
http://www.backdropfalls.com/
https://www.facebook.com/backdropfalls/
https://www.instagram.com/backdropfalls/

End of Pipe: grupo anuncia lançamento de full lenght via Electric Funeral Records

end of piper

Após os lançamentos dos singles “Memories” e “Get Alive”, o End of Pipe se preparar para lançar o álbum “Mass Hysteria“, quarto disco de estúdio e primeiro full lenght da banda, marcando seu aniversário de 14 anos anos e consolidando a formação como um power trio. O lançamento será via Electric Funeral Records no Brasil e chega às lojas a partir do dia 01 de junho de 2020 em CD e em todas as plataformas digitais.

Produzido por Uirá Medeiros e gravado no Undercave Studio (São José/SC) por Marlon Ramos, “Mass Hysteria” foi mixado e masterizado em Chicago (EUA) por Mark Michalik, que já assinou álbuns de grupos como Much The Same, Counterpunch, The Swellers e We Are the Union, conta com 10 músicas, incluindo os singles já citados, e reúne participações especiais de músicos emblemáticos como, Mark Vecchiarelli (Shades Apart), Frank Lacatena (Slap of Reality/The Sophomore Effort), Scott Hallquist (Ten Foot Pole/DC Fallout), Émilie Pnkmondon (50 Shades of Punk Rock/Excuse me mister) e Felix (Hardlife/Marreta/Kamikazes Refuse).

end of pipe

Para conhecer mais e ficar por dentro das atualizações e do som do End Of Pipe, curta e siga a banda:
Facebook: https://www.facebook.com/endofpipe/

Mars Addict: grupo lança o tão aguardado disco e se destaca como um dos principais nomes da cena Pop Punk nacional

download

Banda acaba de lançar seu primeiro álbum pelo selo Electric Funeral Records

A banda paulista de Pop Punk/Punk Rock Mars Addict acaba de lançar seu primeiro álbum, “Lamecoaster”, pelo selo Electric Funeral Records.

A personalidade demonstrada no disco não é casual. O repertório vem sendo lapidado e apresentado desde o início da banda, que sempre priorizou as composições próprias, feitas pelos guitarristas e vocalistas Daniel Capanga e Drix Barsali, arranjadas com ajuda do baixista Rolf Amaro e baterista Rodrigo Araújo. São dez faixas que, em pouco mais de meia hora, vão do ritmo de baile dos anos 60, como em “Scared 2” e “Snowboarding With My Dealer”, ao hardcore “One Heartbeat”, um hino pró-união e tolerância em tempos em que o preconceito praticamente vira política governamental. O peso também aparece na trilha sonora do apocalipse zumbi “Chainsaw Hedgemaze Mayhem”, inspirada no jogo de Super Nintendo Zombies Ate My Neighbors. Ainda há espaço para os sentimentos, seja saudade da escola (“Back to School”), saudades dos que já se foram (“In My Head”), o amor quando está no auge (“Chibi” e “Not Your Song”) e quando está no fim, como na faixa-título e na já clássica “I’m Not Ok”.

A diferença de ritmos e temas faz com que as músicas se complementem e protejam o ouvinte do tédio. O disco foi gravado em São Paulo ao longo dos anos de 2018 e 2019, no estúdio Dual Noise. A produção é da própria banda, a mixagem e masterização foram feitas por Rogerio Wecko. A arte da capa foi feita em parceria por Gavisaurio e Drix Barsali.

Em “Lamecoaster” transparecem os dois pilares em que a banda se apoia: a intensidade de bandas Punk como Ramones, Rancid, Green Day, Teenage Bottle Rocket, Queers, Inocentes, Flicts e a melodia de bandas da origem do Rock’n’Roll, como The Beatles e Rolling Stones. Formada por ex-integrantes do Capones, Situation Nine, Zeferina Bomba, Motel California entre outras, a banda traz Pop Punk ao cenário do Rock nacional, com letras que falam das perturbações mentais que nos assombram no dia a dia.

Confira “Lamecoaster”: https://bit.ly/2RxiSIp

Visualização da imagem

Mais informações:
Phone: +55 21 996292220

The Velociraptors: grupo lança novo disco com influência setentista

veloceraptors

Power trio lança material via Dinamite Records
 
A Dinamite Records e o The Velociraptors anunciam o lançamento do novo álbum da banda, “Road to Shangri-La”, em todas as plataformas de streaming.
 
O novo disco trás um Punk Rock regado a Proto-Punk e Power Pop, vindo direto dos porões jurássicos e envenenado com uma fúria dançante e selvagem já característica da banda, com uma pitada de distorção fervente derretendo os falantes, bebendo da fonte de bandas como Hellacopters, Stooges, MC5, New York Dolls e outras pérolas, mas mantendo sempre a sonoridade já clássica da conhecida banda de Mossoró. 
 
O novo disco é o primeiro full álbum da banda em 6 anos,  precedido pelos singles de “Nightmare” e “All Night Long”, ambos presentes no novo disco.  Com muita melodia, guitarras distorcidas e aquele perigo que desapareceu do Rock’n’Roll, o álbum é uma viagem de volta a Nova York dos anos 70 e praticamente uma declaração de amor ao Rock inconsequente e despretensioso.
 
Confira “Road to Shangri-La”: 

 

The Velociraptors é uma banda de Proto-Punk/Power Pop iniciada em 2008 em Mossoró, RN e atualmente é formada por Philipe Oliveira (guitarra e voz), Renato Misfit (baixo) e Gil Marinho (bateria). Além do novo álbum, a banda também lançou os EPs “Wild Ambitions” (2010), Primitive Sessions (2014), além do álbum A New State of Mind (2012).

Links relacionados:

Explain Away: grupo fecha com selo e anuncia lançamento de disco

Explain Away

Power-trio acaba de assinar com a Electric Funeral Records

Trio formado em 2014, mistura Punk, Grunge e Alternativo dos anos 90 com uma pegada própria e visceral. Letras realistas e reflexivas sobre as consequências do nada fácil cotidiano das grandes cidades e saúde mental, com um instrumental agressivo que correspondem aos temas tratados.
 
A banda lança o disco de estúdio intitulado, “Collective Loneliness”, com 9 faixas que demonstram isso do começo ao fim, e apresentações potentes e altas, resgatam o espírito do bom e velho underground independente com uma equação diferenciada de boas referências em cada acorde.
 
O lançamento do disco está previsto para o dia 6 de abril em todas as plataformas digitais via Electric Funeral Records.
 
Mais informações:
Phone: +55 21 996292220

Explain Away: grupo celebra o amor em single e fortalece a causa animal em clipe

explain

Marcando a nova fase do power-trio, o Explain Away lança o single e clipe da faixa “Cause We”, mostrando um caminho de composição, melodia e reflexão diferentes da intensidade e distorções do último material lançado, o disco “Collective Loneliness”.
 
A faixa trata de uma fraternal ao sentimento de estar lá para quem é importante e quem se importa reciprocamente, independente das condições mais adversas que a vida arma pelo caminho, especialmente em dias difíceis como os que temos vivido ultimamente. Um triunfo do amor incondicional sobre a desesperança.
 
A banda assina a co-produção do single, juntamente com Billy Comodoro na gravação, mixagem e masterização.   

O videoclipe da banda foi gravado em parceria com a ONG Aliança com a Vida, onde o grupo foca na adoção de animais, que são a fonte mais pura de amor incondicional que existe. O objetivo da peça audiovisual é mostrar não só o amor ao próximo, mas também com intuito de fortalecer a causa animal, trazendo relevância para esta causa e ajudar a ONG da melhor maneira possível.

Assista ao videoclipe de “Cause We”:

Confira “Cause We” pelo Spotify: 

https://spoti.fi/3cXR3C8

O grupo que foi formado em 2014, mistura Punk, Grunge e Alternativo dos anos 90 com uma pegada própria e visceral. Letras realistas e reflexivas sobre as consequências do nada fácil cotidiano das grandes cidades e saúde mental, com um instrumental agressivo que correspondem aos temas tratados. Lançaram seu primeiro trabalho de estúdio no final de 2017, intitulado “Collective Loneliness”, com 9 faixas que demonstram isso do começo ao fim, e apresentações potentes e altas, resgatam o espírito do bom e velho underground independente com uma equação diferenciada de boas referências em cada acorde. 
 
Explain Away é formado por:
Eduardo Sabaté – Vocal/Guitarra
Antonio Cattuzzo – Voz/Baixo
André Prates – Bateria
 
Mais informações: