Ratos de Porão: grupo retorna aos palcos em março, na cidade de São Paulo

Ratos - Clayton_Clemente

Com João Gordo de volta, banda toca dia 22 de março no Z, em São Paulo

O Ratos de Porão está de volta! Após uma pausa forçada, para que o vocalista João Gordo pudesse se recuperar de uma pneumonia, a icônica banda – e é do Punk/Hardcore Rock mundial! – enfim confirma o primeiro show desde o início de agosto do ano passado: será dia 22 de março, em São Paulo, no Z – Largo da Batata.

A apresentação, que poderia ser apenas mais um dos incontáveis shows do Ratos de Porão, já é tratada, no entanto, como especial. O Gordo, apesar de longe dos palcos durante o, digamos, “recesso” da banda, se manteve ativo nas gravações do Panelaço, quando recebeu diversos nomes de respeito na música e na gastronomia em seu canal de culinária.

Junto ao Ratos, outra histórica banda do Hardcore nacional se apresentará no palco do Z neste dia 22 de março. É a Questions, que celebra 20 anos de carreira (completados em 2020) e sucessivos álbuns de sucesso, no Brasil e no exterior. Show desta tradicional banda paulistana é aquilo: muita energia e moshs. O último disco é o poderoso “Libertem”, com letras em português.

Gordo também esteve sempre atento aos acontecimentos políticos do Brasil, com pitacos esporádicos, só para manter a língua afiada e um esquenta para manter a sua conhecida irreverência ácida em cima de um palco. Nesta volta ao barulho executado ao vivo e em doses catárticas, o Ratos de Porão prepara um repertório de clássicos sobre clássicos para enfurecer o Z.

Aliás, um show desta lendária banda com quase 40 anos de muitas histórias, uma das mais relevantes de todos os tempos do Brasil, não é segredo para ninguém: um rolo compressor, pesado, marcante e instintivamente empolgante, também à cabo por Jão (guitarra), Juninho (baixo) e Boka (bateria).

Vale contar que este é apenas o primeiro show da volta aos palcos e também o primeiro do Ratos de Porão no cast da Powerline Music & Books – outros já estão devidamente agendados e serão anunciados em breve!

RDP Z post instagram quadrado

Serviço:
Ratos de Porão de volta aos palcos em março
Data: 22 de março de 2020
Horário: 19 horas (abertura da casa)
Local: Z – Largo da Batata (avenida Brigadeiro Faria Lima, 724)
Ingresso: R$ 30 (1º lote), R$ 40 (2º lote) e R$ 50 (Porta)
Venda online: http://bit.ly/37me9hO
Classificação etária: 18 anos

Tigersharks: grupo apresentará seu Skate Punk no “Descarrego Festival”

download

Power-trio faz o 1º show do ano no Rio Grande do Sul

Nascido em Porto Alegre, o power-trio Tigersharks, formado por Leonardo Schmittt (bateria), Filipi Barbosa (baixo) e Rodrigo Neves (Voz e Guitarra) apresenta um Skate Punk Rock avassalador, com riffs pesados e rápidos podendo notar as influências que formam o som da banda, que navega desde do Punk Rock ao Stoner e não deixa de passar pelo Hardcore em sua pegada. 
 
A banda que lançou no fim de 2019 o single e lyric vídeo da faixa  “Smoking Kills“ em todas as plataformas de streaming via Electric Funeral Records, promove seu primeiro show de 2020, que acontecerá no Descarrego Festival em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul. 

 

O festival acontece no Bar & Hamburgueria Maximos dia 22 de fevereiro ás 16h30, e conta também com os shows das bandas Timore, Arkhaik e Outra Providência.

 

Visualização da imagem

Mais informações:

 

 

Blizterin’ Sun: musicalidade e timbre único em lançamento de novo clipe

Blizterin' Sun

O Blizterin’ Sun, formado por Anna Luísa Moraes (guitarra e vocal) e Rafael Guedes, explora sua musicalidade e timbre único na forma de dois pedais que fazem por si o som pesado das músicas, e uma bateria que estoura todos os pratos na pegada, acompanhada do bumbo com caixa mandando os ritmos. 

Apostando e mesclando diversos gêneros como Rock, Grunge, Stoner e Punk Rock, o duo lança clipe da faixa “Roses n’ Bones” via Dinamite Records.
 
Clipe produzido e dirigido por Anna Luísa Moraes com cenas das últimas apresentações da Blizterin’ Sun, mostra um pouco da pegada da banda ao vivo e toda a energia que a acompanha.
 
“Roses n’ Bones” é uma música com uma letra que expressa questões sentimentais e envolta em uma atmosfera criada com riffs marcantes e pesados.
 
Anna Luísa Moraes com sua guitarra distorcida e sua voz melódica cria o clima onde a bateria agressiva e explosiva composta por Rafael Guedes se encaixa perfeitamente.
 
Confira “Roses n’ Bones”:

 

Minerva: grupo fecha endorsement com Monchas Guitars

minerva

Uma das maiores referência da cena Pop Punk nacional, a banda Minerva, formada por Leonardo Kenji (Guitarra/Voz), Igor Mustafa (Baixo/Voz) e Eliab Souza (Bateria)  acaba de fechar endorsement com a empresa Monchas Guitars.

Com 12 anos de estrada, tendo realizado shows por todo Brasil e na Europa, o trio que é formado por Leonardo Kenji (Guitarra/Voz), Igor Mustafa (Baixo/Voz) e Eliab Souza (Bateria) se mantém firme como um dos grandes nomes do gênero no país, tendo divido palco com bandas como CPM 22 (SP), Hateen (SP), No Use For a Name (EUA), The Priceduifkes (BEL), The Killjoys (NL), entre outros.

O trio acaba de fechar endorsement com a Monchas Guitars, empresa fundada pelos luthiers Davi Ribeiro de Senna e Marcos Monteiro Chagas, oferece serviços rotineiros como blindagens, retífica de trastes, regulagens completas, pinturas personalizadas e manutenções na parte elétrica, manutenções de diversos instrumentos de corda até construções custom.  Localizada em Fortaleza, a Monchas Guitars apoia diversas bandas e eventos, afim de promover a cultura e incentivar artistas.

monchas

Facebook: https://www.facebook.com/monchasguitars/

Sem Futuro: assista ao clipe “Todas as Drogas do Mundo”

Sem Futuro 02

Uma das músicas mais expressivas e aclamadas da banda “Sem Futuro”, é a faixa “Todas as Drogas do Mundo. A mesma está presente no álbum de estreia do grupo “Nós Somos os Sem Futuro” lançado em 2016.

Mesmo com três anos de seu lançamento, a faixa ainda é muito requisitada em shows do grupo e considerada um dos pontos altos na apresentação do Sem Futuro.

Além de ser possível escutar “Todas as Drogas do Mundo” nas plataformas digitais, a faixa possuí um videoclipe oficial e você confere logo abaixo:

Formação:
Minhoca – (Vocal)
Felpas (Guitarra)
Tiagonha – (Guitarra)
Evil Leire – (Baixo)
Lalau – (Bateria)

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/semfuturo77/
Instagram: https://www.instagram.com/semfuturo77/
YouTube: https://www.youtube.com/user/minhocabemloco
Roadie Metal Press: http://roadie-metal.com/press/sem-futuro/

Sem Futuro: grupo apresenta todo o conceito criado para o álbum “Sempre Prontos Pro Que Der e Vier”

Sem Futuro - Capa

O segundo álbum do Sem Futuro, “Sempre Prontos Pro Que Der e Vier”, apresenta o amadurecimento natural de uma banda, ao produzir um novo registro de estúdio.

Mais maduros e críticos, os músicos criaram nesse registro, uma obra atípica. Considerado um divisor de águas na carreira da banda, “Sempre Prontos Pro Que Der e Vier” tem arranjos mais trabalhados, assim como, letras de espírito crítico, politizado e rebelde em relação a sociedade.

A real intenção da banda, foi criticar o sistema podre em que o país oferece ao cidadão. As letras são pesadas e consideradas um “soco” na cara da hipocrisia da sociedade, igreja e políticos do Brasil. A capa do disco conta com uma foto tirada em frente a um muro com um grafite gigante escrito “Sem Futuro”. Arte feita pelo baterista da banda Lalau em um muro do subúrbio de uma cidade da região metropolitana de Curitiba/PR.

Além de todo apelo crítico e social, o álbum conta com uma singela homenagem à amigos da banda que cometeram suicídio entre o processo de composição e gravação do álbum. O vocalista Minhoca explica sobre as homenagens póstumas que o registro possuí: “Dedicamos o álbum à 2 grandes amigos que se suicidaram no período em que estávamos gravando… uma das músicas foi escrita por um deles. Estava num bar com o Rafahell a muitos anos atrás, quando ele me mostrou a letra do “Boteco de Barrabas”. Falei na hora que iria grava-la um dia.… felizmente ele conseguiu nos ver tocando ao vivo antes de cometer o suicídio, mas não chegou a ouvir a gravação terminada no álbum.

“Sempre Prontos Pro Que Der e Vier” pode ser conferido em todas as plataformas digitais. Procure pelo Sem Futuro e escute essa obra icônica do Punk Rock nacional. Abaixo link do Spotify para você apreciar se for usuário dessa plataforma.

Formação:
Minhoca – (Vocal)
Felpas – (Guitarra)
Tiagonha – (Guitarra)
Evil Leire – (Baixo)
Lalau – (Bateria)
 
Mais informações:

Paylester: banda lança full álbum via Electric Funeral Records

PAYLESTER - FOTO PROMO 2

Com 20 anos anos de carreira, banda segue em destaque na cena Skate Punk

É rápida, melódica e muitas vezes incandescente. A Paylester é uma das bandas de mais destaque na cena Skate Punk da América do Sul. No front desta banda veloz, uma mulher e o punch de sua voz, dizem muito do que devemos ouvir e compreender.
 
Com uma trajetória de 20 anos, a Paylester se mantém no pique, participante, politicamente posicionada e promete muito peso com seu mais novo disco intitulado “DNAlien”, lançado em todas as plataformas digitais via Electric Funeral Records.

 

Paylester - banner pay

Confira aqui “DNAlien”:
 
Paylester é formado por:
Silvia Lippert – (Vocal)
Daniel Lippert – (Guitarra/Backing Vocal)
Diego Santos – (Guitarra)
Silvio Guidugli – (Baixo)
Deives Lael – (Bateria)
 
Links Relacionados:
Contatos: bombscompany@gmail.com | +55 51 9 9871 7158