L7: banda fará dois shows no Brasil em dezembro

L7_2018 (credito Marina Chavez)

Pioneiras do movimento feminista norte-americano no Punk/Grunge e do Riot grrrl lá no início da década de 1990, e detentoras de uma das sonoridades mais autênticas do Rock, o L7 está de volta ao Brasil para dois shows em dezembro deste ano.

Desde o retorno em 2014, após um hiato de 14 anos, a banda se mostra revigorada e tocando ao redor do globo com explosivos shows sold-out.

O quarteto de Los Angeles, à época comparada à versão feminina do Nirvana, foi uma das mais reverenciadas bandas no antológico Hollywood Rock de 1993, num show que até hoje é lembrado pela legião de fãs brasileiros.

Desta Vez, se apresenta dia 1º de dezembro no Rio de Janeiro (Circo Voador) e dia 2/12 em São Paulo (Tropical Butantã). Antes, no dia 30 de novembro, a banda inicia a rápida turnê sulamericana em Santiago, no Chile.

Desde que gravaram o primeiro disco em 1987, dois anos após a formação da banda, o L7 contabiliza seis discos de estúdio, três registros ao vivo, um disco de covers, entre um monte de hits que tocaram – e tocam – à exaustão pelas rádios de todo o mundo, lançados por grandes gravadoras como Epitaph, Sub Pop, Slash Records e Warner.

Após o retorno, Donita Sparks (guitarra/vocal), Suzi Gardner (guitarra/vocal), Dee Plakas (bateria) e Jennifer Finch (baixo) já lançaram duas novas músicas, ‘I come back to bitch’ (que ganhou um videoclipe com ares de produção caseira, no melhor espírito grunge noventista), e a anti-Trump ‘Dispatch from Mar-a- Lago’.

Legalização do aborto, defesa das liberdades civis e feminismo, temas como estes cada dia mais retumbantes, já eram abordados pelo L7 no início da carreira, pulverizadas em forma de músicas atemporais, raivosas e provocativas, não raramente cheias de sarcasmo, mas ao mesmo tempo encorajadoras.

“Bricks are Heavy”, o terceiro álbum do L7 e que impulsionou o quarteto ao estrelato mundial, foi considerado pela edição norte-americana da revista Rolling Stone como um dos 100 discos “indispensáveis” dos anos 90. É neste registro que gravaram o hit “Pretend We’re dead”, um sucesso comercial que ultrapassou as barreiras do Rock e levou a banda a outros públicos, do pop ao metal.

O retorno do L7 ao Brasil é uma realização da Powerline Music, produtora que este ano já trouxe o Wavves e o Quicksand, e está à cabo das novas turnês – ainda em 2018 – do H20, The Toy Dolls, Built to Spill e Circa Survive. Também promove a inédita vinda da influente banda de Punk Rock norte-americana Against Me!, liderada pela vocalista transgênero Laura Jane Grace.

Sem preconceitos, e longe do politicamente correto, junto aos contemporâneos do Nirvana, Pearl Jam e Soundgarden, o L7 ainda é um furacão na indústria musical.

L7 tour.jpeg

Serviços:
L7 no Rio de Janeiro (Circo Voador)
Data: 1º de dezembro/2018
Local: Circo Voador
Horário: 19 horas
Endereço: Rua dos Arcos, s/n – Lapa
1º lote – R$ 90 (promocional/meia entrada)
1º lote – R$ 180 (inteira)
Censura: 16 anos
 
L7 em São Paulo (Tropical Butantã)
Bandas de abertura: Pin Ups e Deb and The Mentals
Data: 2 de dezembro/2018
Horário: 17 horas
Local: Tropical Butantã
Endereço: Avenida Valdemar Ferreira, 93 – Butantã
1º lote – $110,00 (promocional/meia entrada)
2º lote – 130,00 (promocional/meia entrada)
Camarote 1º lote – $180,00 (promocional/meia entrada)
Camarote 2º lote – $200,00 (promocional/meia entrada)
Censura: 16 anos
 
Mais informações:
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)
Anúncios

Mayhem: show no RJ é transferido para o Teatro Odisseia, com promoção de ingressos

Mayhem - show no Rio

Lendária banda norueguesa, pilar do Black Metal mundial, toca álbum clássico na íntegra dia 8/6

O Teatro Odisseia (avenida Mem de Sá, 66, na Lapa) é o novo local onde se apresentará a lenda do Black Metal Mayhem, dia 8 de junho (sexta-feira), no Rio de Janeiro. Além da transferência da casa de show, as produtoras Obscur. e Abraxas também anunciam que os ingressos agora custam R$ 90 (com a opção de parcelar em até 10 vezes no cartão), e garante a devolução imediata, na portaria, antes do espetáculo, dos R$ 20 de quem já garantiu a entrada por R$ 110. Na porta, custará R$110 a meia ou com 1 quilo de alimento não perecível; R$220, a inteira.
 
Por motivos de uma mudança tão repentina e uma troca de horários, os que desejarem reembolso total do valor do ingresso por favor mandar um e-mail para contato@obscurconcerts.com.
 
Mayhem, referência em música extrema – Quando lançado em maio de 1994, De Mysteriis Dom Sathanas foi notícia do mundo inteiro, dentro e fora do universo da música extrema. Já há alguns anos, na Noruega, o Mayhem se tornara referência da segunda onda do Black Metal, seja pela sonoridade ríspida e brutal ou pela forma como engajou pessoas a se interessar e vivenciar o estilo musical, mesmo que por diversas vezes com consequências desastrosas. Tudo se trata de histórias que se mantêm relevantes mesmo 25 anos depois, pulsantes, como o Rio de Janeiro poderá comprovar no dia 8 de junho, no Casarão Ameno Resedá.
 
Repleto de polêmicas, mas também de características que tornaram o álbum e a banda eternos no metal, a nova turnê dos noruegueses que chega ao Rio de Janeiro, com realização da Obscur. Produções (que tem no currículo shows na capital carioca do Brujeria, Pestilence, Krisiun, Nervosa, entre outros) em parceria da Abraxas, é nada menos do que essencial a qualquer fã de música. Com o passar dos anos, o álbum ainda a perfeita síntese do semblante do black metal.
 
De Mysteriis Dom Sathanas, o primeiro disco do Mayhem de uma discografia de cinco full length, muitos registros ao vivo, EPs, singles e bootlegs que valem ouro, será tocado na íntegra nesta nova turnê pela capital carioca. É deste álbum os clássicos mais gelados e cortantes do Black Metal, como ‘Funeral Fog’, ‘Freezing Moom’, ‘Life Eternal’ e ‘Buried by Time and Dust’.
 
Jornalista da Rolling Stone, Kory Grow afirmou que De Mysteriis Dom Sathanas erradia angústia e provoca sentimentos como uma obra do literário Bram Stoker (romancista irlandês que escreveu Drácula) com alguns aspectos de Edgar Allan Poe. “Ditou o tom da música extrema de toda uma geração, inspirando uma legião de headbangers”, disse.
 
Dom Lawson, resenhista do relevante jornal britânico The Guardian, certa vez cravou que De Mysteriis Dom Sathanas é o álbum mais importante da saga do black metal norueguês. Escreveu, também, que o disco tem uma “velocidade implacável e guturais inumamos em cantos de podridões do vocalista Attila Csihar”, aliás, quem assumiu os microfones do Mayhem meses depois do lançamento do disco e após alguns incidentes na formação que o gravou.
 
No Metal Storm, um dos sites sobre heavy metal mais antigos ainda em atividade, o jornalista Herzebeth destacou as diversas camadas sonoras que existem em De Mysteriis Dom Sathanas, com muitas passagens que rementem a um sentimento devastador provocador pelo rigoroso inverno na Noruega. “Todas as faixas são acima da média do padrão Black Metal”, afirma.

 

Mayhem - show no Rio 1

Serviço:
Mayhem dia 8/6 no Teatro Odisseia (Rio de Janeiro)
Data: 8 de junho de 2018
Horário: abertura das portas às 18 horas
Local: Teatro Odisseia
Endereço: avenida Mem de Sá, 66, na Lapa
Bandas de abertura: Enterro, 7 Peles e Svatan
Ingresso online: http://bit.ly/mayhem-rj
1º lote antecipado promocional: R$ 90,00 (+ R$ 9,00 taxa)
Ingresso físico:
Méier, na Loja Inside Rock (Avenia Amaro Cavalcanti, 157): dinheiro e cartão
Barra, na Loja Rock n Roll (Shopping Via Parque): somente dinheiro
Catete, na Sempre Música Discos (Rua Corrêa Dutra, 99; sobreloja 216): somente dinheiro
Niterói, na Kasamata (Rua da Conceição, 101, SL 55): somente dinheiro
Censura: 18 anos
 
Mais informações
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

 

Faun e Metsatöll: chegam este mês para o “Odin’s Krieger Fest”

Faun (Divulgacao)

Edição Wolfenforest acontece em três cidades com música, feira medieval e hidromel

Entre o final de maio e começo de junho, o Odin’s Krieger Fest realiza a Wolfenforest Edition com duas atrações internacionais de peso, com trajetórias de sucesso no meio da música folk/medieval mundial. Faun, o supergrupo da Alemanha e ícone da música medieval, ao lado do Metsatöll, pioneira banda de Folk Metal da Estônia, se apresentam juntas em Porto Alegre (30/5), Curitiba (31/5) e São Paulo (3/6).

Ainda restam alguns poucos ingressos para as três edições do Odin’s Krieger Fest com Faun e Metsatöll. Em Porto Alegre, estão no 3º lote! Em São Paulo, o mezanino Open Bar está completamente esgotado e prestes a virar do 2º para o 3º lote, com previsão de casa lotada. Em Curitiba, existem poucas unidades de 2º lote.

O Faun volta ao Brasil no melhor momento da carreira. Lançaram em fevereiro deste ano o álbum XV – Best Of, que abrange toda a vitoriosa carreira iniciada no início dos anos 2000 com a mistura da música folclórica pagã com música medieval. Este registro ainda traz uma inédita, “Feuer”, que em pouco tempo já se tornou hit e também ganhou uma versão cantada em inglês.

Quem já viu o Faun ao vivo sabe como são únicos em palco, com detalhado jogo de luzes e sonorização perfeita entre todos os instrumentos tradicionais medievais e, vez ou outra, modernizados com samplers.

Odin’s Krieger Fest – Wolfenforest fica ainda mais especial com o Metsatöll, que enfim se apresenta no Brasil. A rusticidade e potência entre o Folk e o Metal fizeram estes estonianos ganhassem o mundo desde o início de carreira, no final dos 90. Ainda hoje são lembrados como uma das mais originais bandas de folk metal, com precisos flertes ao Thrash Metal.

Metsatoll (credito - Erlend Staub)

A turnê brasileira será um aquecimento para o Faun à extensa agenda de volta à Europa, com cerca de 14 shows entre julho e setembro na Alemanha, Polônia, Holanda e Rússia. Na terra natal, a banda ainda tem mais sete shows especiais com repertório do XV – Best Of.

Já o Metsatöll é um dos destaques no dia 15 de junho do importante festival Zobens un Lemess 2018, na Letônia, ao lado de outras lendas do Folk Metal, como Moonsorrow, Skyforger, Gods Tower, Cruachan, entre outras.

Serviços:
Odin´s Krieger Fest 2018 em Porto Alegre
Data: 30 de maio de 2018 (véspera de feriado)
Horário: 18 horas
Local: Preto Zé
Endereço: Rua João Alfredo, 486
Banda de abertura: Lugh
R$ 140 (3º lote – pista promocional, mediante entrega de 1 quilo de alimento) e R$ 120 (3º lote – estudante)
Censura: 16 anos
 
Odin´s Krieger Fest 2018 em Curitiba
Data: 31 de maio de 2018 (feriado)
Horário: 18 horas
Local: HermesBar
Endereço: Rua Engenheiros Rebouças, 1645
Banda de abertura: Terra Celta e Captain Cornelius
R$ 120 (2º lote – pista promocional, mediante entrega de 1 quilo de alimento) e R$ 100 (2ºlote – estudante)
Censura: 16 anos
 
Odin´s Krieger Fest 2018 em São Paulo
Data: 3 de junho de 2018 (domingo)
Horário: das 14 às 23 horas
Local: Tropical Butantã
Endereço: Avenida Valdemar Ferreira, 93 (ao lado do metro Butantã)
Banda de abertura: Terra Celta e Confraria da Costa
R$ 140 (2º lote – pista promocional, mediante entrega de 1 quilo de alimento), R$120 (2º lote estudante); mezanino open bar ESGOTADO
Censura: 16 anos
 
Mais informações:

55 (19) 99616 2999

Brujeria: chega ao Rio de Janeiro na próxima semana

Brujeria-2018-por-divulgação

Na primeira metade da década de 1990, “Matando Gueros” (1993) e “Raza Odiada” (1995) revolucionaram a música pesada mundial com um Death/Grind violento, sujo, com letras em espanhol repletas de ironia. O enigma em torno da identidade dos músicos e os rumores de que se tratavam de personagens conhecidos do cenário, o Brujeria de imediato construiu uma carreira de sucesso, hoje consolidada com mais dois discos – “Brujerismo” (2000) e “Pocho Aztlan” (2016). Agora com status de banda clássica, retorna ao Rio de Janeiro no dia 17 de maio (quinta-feira), em apresentação no Teatro Odisseia.

O Brujeria tem quase 30 anos. Foi formado em 1989, no México, por músicos locais e norte-americanos com descendência latina. À época, sem a urgência em que a internet expõe os fatos nos dias atuais, ocultar os nomes reais dos músicos e alimentar boatos sobre seus rostos e também quanto a temas polêmicos e ilícitos, ajudou a criar uma mística em torno da banda, que logo estava fazendo muitos shows, com clipes na MTV e contrato com a Roadrunner.

Sempre capitaneada pelo vocalista Juan Brujo, o Brujeria já teve inúmeras formações, com músicos do alto escalão do Heavy Metal na linha de frente. Hoje, é completada por Hongo Jr. (pseudônomo do baterista Nick Barker, ex-Cradle of Filth, Dimmu Borgir), El Sangrón (vocal), Fantasma (vocal), Hongo (baixo), Pinche Peach (vocal), Bruja Bichie (vocal) e Guero III.

O novo show do Brujeria na capital carioca acontece dois anos depois da bem-sucedida F*** Donald Trump Tour, que ainda passou por outras cidades da América Latina. Matando Güeros, La Migra, Brujerizmo e Consejos Narcos são alguns dos clássicos absolutos da banda que prometem incendiar o Rio de Janeiro na próxima semana.

Junto ao Brujeria, se apresentam no Teatro Odisseia a partir das 19 horas as nacionais No Trauma e Ataque Periférico. A produção local é da Obscur. Produções, que já co-realizou a última turnê do Kadavar (Alemanha), foi a responsável pela passagem do lendário Pestilence ao RJ e trará o Mayhem à capital carioca no dia 8 de junho.

Brujeria - cartaz

Serviço:
Brujeria dia 17 de maio/2018 no RJ
Data: 17 de maio de 2018
Horário: a partir das 19 horas
Local: Teatro Odisséia
Endereço: Avenida Mem de Sá, 66 – Lapa/RJ
Ingresso: 3º lote antecipado promocional: R$ 90 (até a véspera do show, online ou nos pontos de venda)
Na hora: R$ 110 meia ou meia social com 1kg de alimento não perecível / R$ 220 inteira.
Pontos de venda física
Méier – Loja Inside Rock – Av Amaro Cavalcanti, 157 – dinheiro e cartão
Barra – Loja Rockn Roll – Shopping Via Parque – somente dinheiro
Catete – Sempre Música Discos – Rua Corrêa Dutra 99 sobreloja 216 – somente dinheiro
Niterói – Kasamata – Rua da Conceição, 101, SL 55 – somente dinheiro
Classificação: 18 anos
 
Mais informações:
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

Supersuckers: banda prepara repertório de clássicos para os 3 shows no Brasil

Supersuckers

Neste mês, lenda norte-americana do Rock n’ Roll toca em São Paulo (26), Recife (27) e Curitiba (28)

Punk country pode ser um rótulo esdrúxulo até ouvir a banda que o inventou e o executa – com precisão, sujeira e balanço – há mais de três décadas. Lenda viva do Rock n’ Roll mundial, o Supersuckers, dos Estados Unidos, chega à América do Sul na última de abril – após um giro pela Europa – para três shows no Brasil e um na Argentina, já certos de que trará apenas clássicos de uma respeitada discografia, reverenciada inclusive pelo icônico falecido baixista do Motörhead, Lemmy Kilmister, que cravou “Se você não gosta de Supersuckers, não gosta de Rock n’ Roll”.

A trinca de shows em território nacional começa dia 26, em São Paulo, no Sesc Pompéia. Os ingressos estão à venda a partir do dia 17/4 na internet, ao meio dia, e a partir de 18/4, às 17h30, em qualquer unidade do Sesc. Serão disponibilizadas 800 entradas que custam de R$ 12 a R$ 40. A apresentação está agendada pontualmente para as 21h30.

Em seguida, no dia 27, o power-trio americano sobe para o Nordeste onde se apresenta como uma das atrações principal do tradicional e concorrido Festival Abril Pro Rock 2018, em Recife (Pernambuco). Também nesta 18ª edição, o Supersuckers toca ao lado de outras lendas do rock, como Moonspell, Richie Ramone, Immolation, entre outras bandas.

Esta nova turnê brasileira do Supersuckers termina dia 28 em Curitiba (Paraná), no Jokers, com No Milk Today e Redlightz como bandas convidadas. Os ingressos estão à venda online pelo site www.redstar77.com.

Hoje com Eddie Spaghetti (vocal e baixo), Metal Marty Chandler (guitarra e vocal) e Captain Chris Von Streicher (bateria), o Supersuckers ganhou forma em 1988 em Tuscon, no Arizona, mas lançou o primeiro registro apenas em 1992, The Smoke of Hell. O álbum trazia uma riffs criativos a partir de composições dinâmicas, divertidas. Obteve grande destaque na mídia especializada e rendeu turnês mundiais memoráveis com Motörhead, The Ramones, Bad Religion, New York Dolls, Mudhoney, entre outras.

Os setlists destes shows também incluirão sucessos dos álbuns seguintes, La Mano Cornuda, The Sacrilicious Sounds of The Supersuckers, Must’ve Been High e Evil Powers of Rock ‘n’ Roll.

A turnê nacional tem produção da Mamuteprod Entertainment, que já trouxe ao Brasil mais de 48 bandas, entre elas, a não menos lendária Death, precursora do proto punk, The Rude Monkey Bones (Equador), Wild Rooster (Suécia), Dirty Fuse (Grécia), Motorama (Argentina), Man or Astro-Man? (EUA), Agent Orange (EUA), The Mutants (Finlândia).

Supersuckers (1)

Supersuckers em São Paulo:
Data: 26 de abril de 2018
Horário: 21h30
Local: Sesc Pompeia
Endereço: Rua Clélia, 93, bairro Pompéia – São Paulo/SP
Ingressos: de R$ 12 a R$ 40
 
Supersuckers no Abril Pro Rock 2018:
Data: 27 de abril de 2018
Horário: a partir das 21h30
Local: Baile Perfumado, Recife/PE
Endereço: de R$ 60 a R$ 110
 
Supersuckers em Curitiba:
Data: 28 de abril de 2018
Horário: 20 horas
Local: Jokers
Endereço: Rua São Francisco, 164 – Centro, Curitiba/PR
Ingresso: R$ 50
Venda online: www.redstar77.com
 
Mais informações:
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

Asomvel: ingleses chegam ao Brasil e único show no Sul do Brasil acontece em Curitiba/PR, confira!

Asomvel.png

A banda inglesa Asomvel confirmou sua primeira turnê no Brasil, os britânicos, que seguem divulgando seu mais recente trabalho “Knuckle Duster” (2013), estão com quatro datas confirmadas no país.

Uma delas acontecerá na região Sul, mais precisamente Curitiba/PR, dia 29/04/2018 no conhecido 92° – The Underground Pub, quando o power trio divide o palco com Motörbastards e Alma Negra.

Link do evento no Facebook para mais informações: https://www.facebook.com/events/172927529998066/

Serviço:
Show: Asomvel em Curitiba
Local: 92° – The Underground Pub
Endereço: Av. Manoel Ribas, 108 – Curitiba/PR
Data: 29/04/2018
Horário: 18 horas
Ingressos: R$ 40,00 (SOMENTE NA HORA)
Realização: VSF Entertainment

Com dois álbuns completos lançados, “Kamikaze” (2009) e “Knuckle Duster” (2013), o Asomvel foi formado em 1993, após o falecimento de seu principal membro fundador, o baixista e vocalista Jay-Jay Winter em um acidente de carro em 2010, o grupo se estabilizou com Lenny Robinson (guitarra), Ralph (baixo e vocal) e Josh Stephen (bateria), ficando conhecido pela ótima sonoridade e sua semelhança com a lendária banda Motörhead. Assista ao videoclipe da faixa “World Sharker”:

 

Assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato 

Links relacionados:
https://www.facebook.com/ASOMVEL/
http://www.asomvel.com/

 

Empire Of Souls: banda abrirá show do Azaghal em São Paulo

Empire Of Souls - Créditos - Photo Metal

A lendária banda santista de Black Metal Empire Of Souls acaba de ser confirmada como uma das atrações de abertura para o show da banda finlandesa de Black Metal Azaghal, que retorna ao Brasil após quatro anos desde sua ultima apresentação e pela primeira vez na capital paulistana.

O evento conta com a produção da Cronos Entertainment, e será realizado, no dia 11 de agosto, no Fofinho Rock Bar, Av: Celso Garcia, 2.728 – Próximo ao Metro Belém, em São Paulo.

Aos hellbangers santistas, a “A CENA Metal Santista Productions” está organizando uma excursão saindo de Santos, em breve serão anunciadas mais informações.

Empire Of Souls abrirá show do Azaghal em São Paulo

Contato: empireofsoulsbmh@gmail.com

Links relacionados:

Pestilence: banda traz set list de clássicos ao Rio de Janeiro

Pestilence edit.png

Clássica banda holandesa, ícone do Death Metal mundial, se apresenta neste domingo, 8, no La Esquina (Lapa).

Apesar do Pestilence ter lançado no último mês o devastador “Hadeon”, que já acumula resenhas positivas de sites e revistas especializados em música pesada ao redor do globo, é com um repertório recheado de clássicos dos 32 anos de carreira que a banda holandesa de Death Metal Progressivo promove a inédita turnê pela América Latina, em curso desde 22 de março. No Rio de Janeiro, o Pestilence toca dia 8 de abril (domingo), no La Esquina (Lapa), com realização da Headbanger Produções.

Pioneiro na mistura do peso do Death Metal com a técnica e tempos quebrados da música progressiva, o vocalista e ex-baixista Patrick Mameli, fundador do Pestilence, contou recentemente em uma entrevista ao site Agoraphobic News que o icônico álbum “Testimony Of The Ancients” lançado em 1991 – tinha a intenção de soar como a resposta europeia ao seminal Death, e foi quando a banda migrou do Thrash Metal ao Death. “Foi quando criamos uma sonoridade própria, o que fazemos até hoje”, disse.

Out of the Body, Land of Tears, Mind Reflections, Dehydrated, Twisted Truth, Chronic Infection, entre outras, são músicas que devem transformar o La Esquina num verdadeiro pandemônio, com toda complexidade das composições, uso inteligente de elementos modernos e muita, muita brutalidade.

Na capital carioca, mais duas bandas acompanham o Pestilence na noite de domingo (8/4) no La Esquina: o Dark Tower, revelação do Black/Death metal do Rio de Janeiro com dois álbuns já lançados (…of Chaos and Ascension e Eight Spears), e o Carnation, da Bélgica, com seu Death Metal old school que lançará o debut ainda em 2018 pela gravadora americana Season of Mist.

Pestilence Rio

Serviço:
Pestilence dia 8 de abril no Rio de Janeiro
Bandas de abertura: Carnation (Bélgica) e Dark Tower (Brasil)
Data: 8 de abril de 2018 (domingo)
Horário: a partir das 18h
DarkTower: 18h30
Carnation: 19h30
Pestilence: 20h30
Local: La Esquina
Endereço: Avenida Mem de Sá, 61 – Lapa/RJ
Ingresso: R$ 70 (+ R$ 7 de taxa) – 2º lote promocional online: http://bit.ly/Pestilence-RJ
Venda de ingresso físico, R$ 70 (sem taxa), 2º lote:
Catete – Sempre Música Discos: rua Correira Dutra, 99 – sobreloja 216 (somente dinheiro)
Niterói – Kasamata: rua da Conceição, 101, SL 55 (somente dinheiro)
Méier – Inside Rock: avenida Amaro Cavalcanti, 157 (dinheiro e cartão)
Loja Rock n Roll: Via Parque shopping (somente dinheiro)
Na hora: R$ 90 meia, com entrega de 1 quilo de alimento não perecível, e R$ 180 a inteira
Classificação: 18 anos
 
Mais informações
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

 

 

 

Mayhem: volta ao Rio de Janeiro com 2º ato de aclamada turnê

mayhem 1 vendas abertas

Clássico De Mysteriis Dom Sathanas será tocado na íntegra, dia 8 de junho, na capital carioca.

O Black Metal se tornou a vertente mais polêmica, ríspida e extrema da música pesada no início da década de 1990 por meio de bandas norueguesas, que além de perpetuarem o estilo junto a uma legião de fãs ao redor do globo, também levaram aos noticiários televisivos seus suspeitos envolvimentos com queimas de igrejas. O Mayhem é, certamente, o ícone deste período, e o sombrio disco de estreia De Mysteriis Dom Sathanas, é a definição da catarse do Black Metal. De volta ao Rio de Janeiro, no dia 8 de junho, os noruegueses trazem ao Cais da Imperatriz o segundo ato da turnê comemorativa do álbum. Ingressos já à venda a preço promocional somente online: http://bit.ly/mayhem-rj.
 
O Mayhem está revigorado. Desde a primeira turnê mundial para celebrar a longevidade e relevância de De Mysteriis Dom Sathanas, a lenda norueguesa oferece – e com sucesso – a experiência de assistir a um espetáculo grandioso sobre um álbum lançado em 1994, repleto de blast-beats, riffs cortantes e vocais agressivos. Mais de duas décadas depois, estes elementos tão intrínsecos ao Black Metal soam ainda mais explosivos e esmagadores quando executados ao vivo pelo Mayhem de hoje, no melhor conceito de orquestra infernal.
 
A formação do Mayhem que volta ao Rio de Janeiro é bastante relevante à história de De Mysteriis Dom Sathanas, apesar das baixas que rondaram a produção do álbum, que por meandros perturbadores levaram às mortes do guitarrista fundador Euronymous e do vocalista Dead, e ao envolvimento de Varg Vikernes (Burzum, ex-baixista do Mayhem, quando usava o pseudônimo Count Grishnackh). A produção do show na capital carioca é da Headbanger Produções com apoio da Abraxas.
 
Hellhammer, o baterista original, comanda o Mayhem ao lado do também membro fundador, o baixista Necrobutcher. Nos vocais, quem alinha a missa negra é Attila Csihar, o vocalista original de De Mysteriis Dom Sathanas e que retornou à banda em 2004. Os guitarristas, no Mayhem desde o início desta década, são Teloch (que já foi integrante de palcos do 1349 e Gorgoroth) e Ghul (ex-Cradle of Filth).
 
De Mysteriis Dom Sathanas, frase em Latim traduzida por Euronymous e que significa, em tradução livre, O Ritual Misterioso do Senhor Satanás, estabeleceu a estética obscura do Black Metal, com músicas absolutamente avassaladoras, entre passagens climáticas e momentos de pura hecatombe: Funeral Fog, Freezing Moon, Life Eternal, Cursed in Eternity, From the Dark Past, Buried by Time and Dust, De Mysteriis Dom Sathanas e Pagan Fears.

 

Mayhem agora com 7 peles

Serviço:
Mayhem no Cais da Imperatriz (Rio de Janeiro)
Data: 8 de junho de 2018
Horário: abertura das portas às 18h:30
Local: Cais da Imperatriz
Endereço: rua Sacadura Cabral, 145
Bandas de abertura: Enterro, 7 Peles e Svatan
Ingresso online: http://bit.ly/mayhem-rj
1º lote antecipado promocional – só online: R$ 90,00 (+ R$ 9,00 taxa)
2º lote antecipado promocional: R$ 110,00 (+ R$ 11,00 taxa)
Ingresso físico: em breve
Méier, na Loja Inside Rock (Avenia Amaro Cavalcanti, 157): dinheiro e cartão
Barra, na Loja Rock n Roll (Shopping Via Parque): somente dinheiro
Catete, na Sempre Música Discos (Rua Corrêa Dutra, 99; sobreloja 216): somente dinheiro
Niterói, na Kasamata (Rua da Conceição, 101, SL 55): somente dinheiro
Censura: 18 anos
 
Mais informações:
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

Abril Pro Rock: divulga line-up completo da edição 2018 em Recife

Abril Pro Rock_2018_Easy-Resize.com

O Abril Pro Rock divulga o seu line-up completo da sua 26ª edição, que continua apostando na força do Rock. O evento realizado pela Astronave Iniciativas Culturais acontece nos dias 27 e 28 de abril de 2018, no Baile Perfumado, e dá espaço para as mais diversas tendências do gênero, trazendo para a programação todo o peso das guitarras. Os ingressos para os dois dias de festival estão disponíveis para compra online através do link: http://www.sympla.com.br/abrilprorock2018 e nas lojas Passadisco e Disco de Ouro. O primeiro lote dos ingressos, válido até o dia 26 de março, custa R$ 50 (meia entrada), R$ 60 (ingresso social + 1 kg de alimento) e R$ 100 (inteira). No segundo lote, os valores passam para R$ 60 (meia entrada), R$ 70 (ingresso social + 1 kg de alimento) e R$ 120 (inteira).

Com a curadoria de Paulo André Moraes, Guilherme Moura e Alcides Burn, o festival tem confirmado em sua programação as participações da lenda do Rock Richie Ramone (EUA), e das bandas Asomvel (ING), Supersuckers (EUA), 70mg (PE), Plugins (PE) e Mad Monkees (CE). No sábado, dia tradicionalmente dedicado ao Metal, estão confirmadas as presenças das bandas Moonspell (Portugal), Immolation (EUA), Noturnall (SP), Uganga (MG) Armored Down (SP), Heavenless (RN), Hanagorik (PE), Matakabra (PE), Autopse (AL) e Decomposed God (PE).

O Abril Pro Rock é um dos festivais independentes mais relevantes do País por sempre reunir jovens artistas e bandas novas ao lado de clássicos nacionais e internacionais; e expoentes de uma nova música produzida no Brasil; a exemplo de Johnny Hooker, Barbara Eugênia, Tulipa Ruiz, Marcelo Jeneci, Felipe Cordeiro, Karina Buhr, Daniel Groove, Almério e muitos outros.

Nos últimos anos, além dos dois dias de shows, o Festival apresenta uma ampla programação paralela, a exemplo da Mostra Pôster Arte Design na sua sétima edição, que neste ano vai ocupar o Centro Cultural dos Correios.

Serviço:
Evento: Festival Abril pro Rock 2018
Data: 27 e 28 de abril de 2018
Local: Baile Perfumado –
Endereço: Rua Carlos Gomes, 390, Prado, Recife-PE
Ingressos: 1º lote (até 26 de março)
R$ 50 (meia-entrada)
R$ 60 + 1 kg de alimento não-perecível (entrada social)
R$ 100 (inteira)
Segundo lote (a partir de 27 de março)
R$ 60 (meia-entrada)
R$ 70 + 1 kg de alimento não perecível (entrada social)
R$ 120 (inteira)
 
Entrada mediante apresentação de documento oficial com foto (carteira de trabalho, RG ou passaporte). Menores de 18 somente com autorização por escrito dos pais/ responsáveis.
 
Ingressos à venda nas lojas Passadisco, Disco de Ouro e no site http://www.sympla.com.br/abrilprorock2018
 
Mais informações: