Even Vast: banda libera vídeo de ensaio pós-pandemia!

Passados meses de confinamento e de muitas incertezas devido ao Covid-19, muitos países já estão começando a voltar a vida normal, um deles é a Inglaterra, que foi muito afetada, mas que aos poucos já está voltando a normalidade.

Aproveitando essa volta a normalidade, o guitarrista Luca Martello e o baterista Luis Barreto aproveitaram para fazer um ensaio, para poder começar a adiantar o set list para a sua nova tour que está sendo agendada. Este foi o primeiro ensaio oficial com o baterista, que entrou na banda pouco tempo antes da pandemia começar.

Entre as músicas tocadas, teve espaço para a faixa “Somebody”, do excelente álbum “Warped Existence”, lançado ano passado via Goatmancer Records e que você poderá ver logo abaixo:

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/EVEN.VASTband/
Instagram: https://www.instagram.com/evenvastband/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCUKv5B4qDAri-oxgh7aR0Sw

Endless Forms Most Gruesome: membros do Ghost Brigade e Swallow The Sun apresentam uma nova banda

projeto

Endless Forms Most Gruesome é um projeto musical que conta com Juuso Raatikainen (Swallow the Sun) e Manne Ikonen (Ghost Brigade). O som do projeto pode ser descrito como Sludge, Doom e Groove Metal. Os temas líricos estão enraizados nos problemas de saúde mental e nos diálogos internos causados ​​por eles.

Assista ao lyric vídeo de “The Watchers”:

Ouça a faixa “The Watchers” pelo streaming:
Spotify: https://spoti.fi/31s79P1
Amazon: https://amzn.to/397dstR
Deezer: https://www.deezer.com/us/album/128017042
Tidal: https://listen.tidal.com/album/129049968

EFMG é um continuum musical bastante natural para o compositor Raatikainen.

“Os jovens passaram a ouvir bandas da região central da Finlândia, como Ghost Brigade e Swallow the Sun, mas as influências de bandas americanas como Korn e Deftones se manifestam com riffs e groove afinados, com um toque experimental.

“Eu apenas senti que deveria escrever um álbum como esse. É minha homenagem às guitarras de baixo e vibrações de novembro na Finlândia Central”, acrescenta Raatikainen.

A imagem pode conter: planta

Tracklist:
01. Black Hole
02. The Watchers 05:22
03. A Thousand Years in Hell
04. Death Wish
05. Goat
06. Viral Bloodlust
07. Incinerate Me
08. The Usual Catastrophe
09. 0Free Fall from Womb to Grave
 
Endless Forms Most Gruesome é formado por:
Manne Ikonen – Vocal
Juuso Raatikainen – Todos os instrumentos, música e letra
 
Mais informações:

 

Corona Nimbus: grupo anuncia lançamento de full álbum em fevereiro

1234

Após o excelente lançamento dos singles “Path To Self” e “Beyond Chaos” com participação de Cris Botarelli (Far From Alaska), a banda promete lançar um intenso full álbum em fevereiro via o selo Electric Funeral Records.
 
O duo formado por Júlio Baros e Junior Vieira, xplora o conceito de dualidade expresso pelos integrantes, usando referências como o yin e yang, o velho e o novo, o pesado e o leve, calor do deserto e o frio das profundezas oceânicas, assim, trazendo à tona também através desses elementos, o lado mais íntimo, o desejo mais profundo e verdadeiro do ser humano.
 
Em seu primeiro disco autointitulado “Corona Nimbus” a banda de Teresina-PI, traz muito mais que boa música; são onze faixas de puro Rock, Metal, música alternativa e nuances de ritmos regionais e brasileiros, abordando a dualidade, o bem e o mal, a dádiva de se estar vivo, produzindo e se renovando a cada novo ciclo. A banda se materializa nas personalidades dos músicos que mostram em suas músicas a que vieram e que sabem bem o que estão fazendo!
 
Com excelente aceitação do público e midia especializada, Corona Nimbus, fez sua estréia em território nacional em grande estilo e já entra no páreo em 2020 como uma das grandes revelações da música nacional, e com um disco que com certeza irá integrar em listas de melhores do ano.
 
Confira o último trabalho lançado da banda “Beyond Chaos”:
 
Mais informações:
Phone: +55 21 996292220

Komatsu: banda retorna ao Brasil com turnê de novo álbum, “New Horizon”

Komatsu

Quarteto Stoner da Holanda volta ao país após surpreendente e elogiada primeira turnê em 2017

O Brasil será o primeiro país do mundo onde o quarteto holandês de Sludge/Stoner Komatsu se apresentará com a turnê do novo álbum, “New Horizon”.  A banda retorna já no próximo mês de setembro para 10 shows, que acontece de 12/9 a 23/9, entre cidades do interior de São Paulo e Santa Catarina, mais Curitiba. Assim como o giro realizado em maio do ano passado, a segunda passagem do Komatsu em terras brasileiras tem realização da Mamute prod Entertainment, que este ano promoveu a aguardada – e vitoriosa tour – do Supersuckers entre Brasil e Argentina.

New Horizon”, terceiro disco da banda e sucessor do experimental e elogiado Recipe for Murder One (2016), será oficialmente lançado dia 7 de setembro pelo selo italiano Argonauta Records. Mais pesado e com mais levadas Stoner, o novo disco combina com maturidade e técnica os diversos elementos de Sludge com Stoner Rock e alguns momentos de Heavy Metal. Tem músicas cadenciadas, outras densas, riffs empolgantes e a peculiar atmosfera viajante do Komatsu.

A turnê começa em Bauru, dia 12 de setembro na unidade local do Sesc. Ainda no interior de São Paulo tem Araçatuba (13/9, Motor Rock Bar), São José do Rio Preto (14/9, Two Tone Pub), Indaiatuba (15/9, Plebe Bar), Campinas (16/9, Sebastian Bar) e Rio Claro (19/9, Sujinhos Bar). No Paraná, os holandeses tocam na capital Curitiba dia 20/9, no Jokers Pub, e depois seguem para Santa Catarina, onde tem agenda em Balneário Camboriu (21/9, Mercado Pirata) e Joinville (22/9, Delinquentes Road Bar).

O show derradeiro do novo giro do Komatsu é em Sorocaba, bem próximo à São Paulo, no dia 23/9. O show acontece no Complexo Mofo.

Komatsu tem como base Eindhoven, conhecida como a “cidade do Rock” na Holanda. Foi formado em 2010 e na discografia tem o EP homônimo (2011), o debut Manu Armata (2013), Recipe For Murder One (2016) e o vindouro New Horizon. A sonoridade da banda é constantemente comparada a Queens of the Stone Age, Mastodon, Monster Magnete Karma to Burn. Atualmente o Komatsu é Mo Truijens (guitarra/vocal), Mathijs Bodt (guitarra), Martijn Mansvelders (baixo) e Jos Roosen (bateria, recém integrado, ex-¡Pendejo!).

A banda viajará em uma van com full backline e todo novo merchandising, incluindo camisetas, patches, vinis, CDs, adesivos etc. No ano passado, o Komatsu realizou uma temporada de oito shows em 10 dias, passando pelos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, obtendo grande aceitação de público e mídia, além do show de estreia – em Piracicaba/SP – com o auditório do Sesc completamente lotado.

Komatsu tour 2018 novo

Contato para imprensa:
(19) 99616-2999

 

Projeto Trator: banda lança “Na Órbita do Medo”, 10º registro de inéditas

Projeto Trator onerpm

“Na Órbita do Medo”, o 10º registro do Projeto Trator, exalta tudo aquilo que o duo paulista martela há 12 anos de atividades: músicas fora do senso comum, e muita caoticagem, calibrada a partir da junção de momentos Sludge, Doom, Stoner e Punk. O novo EP tem quatro músicas, que já estão nas principais plataformas de streaming via Abraxas Records. Ouça: https://ONErpm.lnk.to/ProjetoTrator.

Paulo Uedo (guitarra/vocal) e Thiago Padilha (bateria) apresentam, como de costume, uma sonoridade orgânica, com pouquíssimos overdubs, captada junto a Sérgio Ugeda (ex-Hierfofante Púrpura) no estúdio Bem Maior, ainda em 2017. Antes de ganhar a versão definitiva do EP, as novas músicas – “Na Órbita do Medo”, “Asfixia”, “Vermes” e “Absurdos” – foram testadas ao vivo na turnê realizada ano passado na Argentina.

A crítica social nas letras do disco “Fora Temer” (2016) está ainda mais direta neste novo material, sem nunca deixar de lado a estética dadaísta, uma das mais fortes características do processo criativo lírico do duo. “Não é clichê, mas é o que a gente vive no dia a dia. O Fora Temer é uma referência boa pra entender o que se reflete nesse EP. Nada melhora, tudo piora na realidade brasileira”, desfere Paulo.

Já a massa sonora do Projeto Trator traz as habituais referências a bandas como Eyehategod e Electric Wizard. “Na Órbita do Medo’ ainda tem diversas experimentações. “Trouxemos as jams ao estúdio, além de ficar mais perto do punk, com influência de Amebix e Discharge”, afirma Padilha. “Experimentação tem que ter e fazer show igual todo dia é chato. Por isso desta vez usamos loopings e delays. Tentamos nos aproveitar ao máximo”, completa Paulo.

A música homônima ao EP, “Na Órbita do Medo” também estreia em formato lyric-video. Assista:

A concepção gráfica é de Padilha, com animação de Paulo. “Unimos as profissões dos dois para esta produção audiovisual, que recorre a emotions com caveira, símbolo da banda, e à cor verde, numa alusão à cannabis”, contam. Paulo é finalizador de vídeo e Padilha designer gráfico.

Mais informações:

 

Into the Dust: avança com Doom Metal em novo EP cantado em português

abraxas.ITD

Puxado pelo single Peregrinação, lançado na primeira quinzena de maio, a banda de Doom Metal brasiliense Into the Dust, a ITD, acaba de lançar o seu segundo EP. As quatro faixas do registro, disponíveis nas principais plataformas de streaming via Abraxas Records, podem ser conferidas aqui: https://ONErpm.lnk.to/ITD.
 
O novo EP, sem nome, é um complemento natural do EP originalmente lançado em 2014 e disponibilizado ano passado pela Abraxas para streaming. É Doom cantado em português, por diversas vezes escatológico, mas também com duras críticas à avareza e mesquinharia que corrói o homem.
 
A faixa de abertura, “Escolhido”, é uma alegoria sobre o ser humano e sua função social no mundo. A seguinte, “Relíquias do Caos”, retrata Brasília, mais exatamente sobre a destruição moral dos políticos corruptos. Já “Era Sombria” é basicamente sobre egoísmo, emendada a um bônus, “Fraus”, que fala sobre misericórdia.
 
Apesar de Black Sabbath ser o principal norte da ITD, referências além Doom também pontuam este EP, que ora é arrastado, ora aposta no peso cadenciado. Para o baixista Sandro Santos, este novo material tem um aspecto de “volta às origens” da banda, ao mesmo tempo em que continua a incrementar a música com outras possibilidades sonoras. Entre algumas influências, Santos cita os norte-americanos do Eyehategod, lendário nome do Sludge/Doom Metal, na ativa há quase 30 anos, e que se apresentará pela primeira vez no Brasil nos dias 13 e 14 de outubro, no Abraxas Fest.
 
Completam o ITD Humberto (bateria), Nossat (guitarra/vocal) e Glauber (guitarra). O lançamento ao vivo do EP acontece dia 30 de junho, em Brasília, no Ragnarock Cultura Underground (Ceilândia). Para a ocasião, a Into the Dust convida quatro bandas: Soror, A Peste, Device e Lastro.
 
Mais informações:
55 (19) 99616-2999 (cel e whatsapp)

 

D.I.Y. Fest: acontece na casa Raiz Libertária

Blank Print Document (30)

Acontece na Casa Raiz Libertária dia 25 de Novembro de 2017

Bandas:
Mau Sangue
https://mausangue.bandcamp.com/releases
Santa Muerte
https://santa-muerte.bandcamp.com/releases
Rastilho
https://rastilhocrust.bandcamp.com/
MOita
https://moita.bandcamp.com/releases

Rango vegano e Breja, a preço acessível

Roda de conversa sobre a precariedade de serviços públicos que não atendem de forma eficaz mulheres e LGBTs.

Exposição e venda de Material.

Evento de divulgação prol Catarse da Casa Redonda
Acesse: https://www.catarse.me/kazaredonda
Facebook: https://web.facebook.com/kazaredonda/