Warshipper: grupo divulga capa e tracklist de novo álbum “Barren…”

Warshipper com Fernanda Lira e o produtor Rafael Augusto Lopes_Low

Previsto para ser lançado no segundo semestre, o terceiro álbum do quarteto contará com a participação especial de Fernanda Lira da banda Nervosa

O conceito de grotesco surgiu na história da arte ainda na Roma antiga durante a Renascença. Porém, talvez, nunca tenha existido outra linguagem capaz de expressar tão bem o conceito de arte grotesca do que o Death Metal. Não obstante, são em tempos sombrios, como o atual, em que o grotesco exerce protagonismo perante o belo. De forma que é chegado, então, o momento do Warshipper assumir-se protagonista nesse movimento de música extrema.

Formado em 2011, o Warshipper nasceu já constituído de muita experiência, afinal, reúne em seu line-up um ex-Bywar, Renan Roveran (guitarra/vocal), e um ex-Zoltar, Rodolfo Nekathor (baixo/vocal), além de outros dois exímios músicos, Rafael Oliveira (guitarra) e Roger Costa (bateria). Até aqui lançaram dois álbuns, “Worshipper of Doom” de 2015, e “Black Sun” de 2018, e um single, “Atheist”, de 2019. Em termos de palcos, já fizeram dezenas de shows expressivos, alguns ao lado de atrações internacionais como Warrel Dane (Nevermore/Sanctuary – RIP), Enthroned, Besatt, entre outros. Ademais, no ano passado, realizaram uma de suas mais importantes empreitadas: uma bem-sucedida turnê europeia que contou com 10 shows em sete países: Alemanha, Bélgica, Holanda, França, Áustria, Eslováquia e República Tcheca.

De volta aos estúdios, o Warshipper prepara agora aquele que pretende ser o seu mais importante álbum até aqui:

“Barren…”.
“Barren…”, terceiro álbum cheio do quarteto, já está gravado e encontra-se em fase de mixagem no Casanegra Studio em São Paulo/SP sob produção de Rafael Augusto Lopes (Zumbis do Espaço, Living Metal), e vai reunir 11 faixas inéditas: “Barren Black”, “Axiom”, “Respect!”, “Rabbit Hole”, “Embryo”, “Numb – Pleasures of Possession”, “Beneath The Burden”, “Licking The Wounds”, “Anagrams Of Sorrow”, “Compulsive Trip” e “Knowing Just As I (Detachment)”.

Visualização da imagem

Um detalhe interessante sobre o tracklist do álbum, é que as iniciais das 11 faixas, em ordem, formam um anagrama da palavra “Barren Black”, primeira música do álbum.

Visualização da imagem

“Barren…” será o primeiro disco conceitual do Warshipper e, de acordo com Renan Roveran, sugere a definição de esterilidade sob uma perspectiva social.

“O disco retrata, através de leituras distintas, a perspectiva “estéril” dos sujeitos diante de predefinições de padrão de normalidade que são impostas pelas sociedades em suas mais diversas facetas, seja por questões de gênero, raça, orientação sexual, dependência química ou mesmo condição emocional/mental”, explica o músico que complementa: “Ao nos propormos à desconstrução de tais padrões, em diversos níveis, nos depararmos com essa dolorosa realidade: uma visão inóspita quanto à felicidade e sensação de valor. A vida é cruel, traumática, e quanto mais compreensão disso temos, mais negativa é a perspectiva. Estéril, de fato.”

A tatuadora e desenhista Brenda Cassimiro é a artista responsável pela capa de “Barren…” e, de acordo com ela, trabalhar com o Warshipper foi um passo muito significativo em sua carreira.

“Fazer a capa do Barren… foi bem interessante. O pessoal da banda me deu uma liberdade artística incrível, mas isso não significa que foi fácil, pois gosto que a criação seja sólida, sensível e que converse muito bem com a proposta do álbum. O Renan Roveran me deu um ótimo ponto de partida estético, então meu primeiro passo foi analisar as letras das músicas do álbum listando pontos de destaques e palavras chaves de cada uma delas. Após tomar nota disso, comecei a encontrar conexões entre elas, e o que resultou disso foram os elementos que eu precisava expressar e traduzir em imagem para a capa. A partir daí iniciei os sketches até encontrarmos o design mais harmônico e dentro da proposta artística da banda. Coloquei muito de mim também nessa ilustração, incorporei diversas referências e técnicas que aprecio muito. Essa foi a primeira capa que fiz profissionalmente. Ser a artista responsável pela capa do “Barren…” foi um passo muito significativo para mim nesse começo de carreira.”

Previsto para ser lançado no Brasil no segundo semestre pela gravadora Songs For Satan, “Barren…” contará com a participação especial de Fernanda Lira na faixa “Respect!”. A vocalista da banda Nervosa esteve no Casanegra Studio com a banda no início do mês de Fevereiro gravando sua colaboração.

O primeiro videoclipe do álbum, da faixa “Barren Black”, será lançado em Maio.

Mais Informações:
www.facebook.com/warshipper
www.instagram.com/warshippermetal
www.youtube.com/warshipperband

 

Warshipper: grupo propõe conceito de esterilidade social em novo álbum “Barren…”

Warshipper com Fernanda Lira e o produtor Rafael Augusto Lopes_Low

Previsto para ser lançado em Junho, o terceiro álbum cheio do quarteto contará com a participação especial de Fernanda Lira da banda Nervosa

O conceito de grotesco surgiu na história da arte ainda na Roma antiga durante a Renascença. Porém, talvez, nunca tenha existido outra linguagem capaz de expressar tão bem o conceito de arte grotesca do que o Death Metal. Não obstante, são em tempos sombrios, como o atual, em que o grotesco exerce protagonismo perante o belo. De forma que é chegado, então, o momento do Warshipper assumir-se protagonista nesse movimento de música extrema.

Formado em 2011, o Warshipper nasceu já constituído de muita experiência, afinal, reúne em seu line-up um ex-Bywar, Renan Roveran (guitarra/vocal), e um ex-Zoltar, Rodolfo Nekathor (baixo/vocal), além de outros dois exímios músicos, Rafael Oliveira (guitarra) e Roger Costa (bateria). Até aqui lançaram dois álbuns, “Worshipper of Doom” de 2015, e “Black Sun” de 2018, e um single, “Atheist”, de 2019. Em termos de palcos, já fizeram dezenas de shows expressivos, alguns ao lado de atrações internacionais como Warrel Dane (Nevermore/Sanctuary – RIP), Enthroned, Besatt, entre outros. Ademais, no ano passado, realizaram uma de suas mais importantes empreitadas: uma bem-sucedida turnê europeia que contou com 10 shows em sete países: Alemanha, Bélgica, Holanda, França, Áustria, Eslováquia e República Tcheca.

De volta aos estúdios, o Warshipper prepara agora aquele que pretende ser o seu mais importante álbum até aqui:
“Barren…”, terceiro álbum cheio do quarteto, está sendo gravado no Casanegra Studio em São Paulo/SP sob produção de Rafael Augusto Lopes (Zumbis do Espaço, Living Metal), e vai reunir 11 faixas inéditas: “Barren Black”, “Axiom”, “Respect!”, “Rabbit Hole”, “Embryo”, “Numb – Pleasures of Possession”, “Beneath The Burden”, “Licking The Wounds”, “Anagrams Of Sorrow”, “Compulsive Trip” e “Knowing Just As I (Detachment)”.

De acordo com Renan Roveran, “Barren…” será o primeiro disco conceitual do Warshipper e sugere a definição de esterilidade sob uma perspectiva social.

“O disco retrata, através de leituras distintas, a perspectiva “estéril” dos sujeitos diante de predefinições de padrão de normalidade que são impostas pelas sociedades em suas mais diversas facetas, seja por questões de gênero, raça, orientação sexual, dependência química ou mesmo condição emocional/mental”, explica o músico que complementa: “Ao nos propormos à desconstrução de tais padrões, em diversos níveis, nos depararmos com essa dolorosa realidade: uma visão inóspita quanto à felicidade e sensação de valor. A vida é cruel, traumática, e quanto mais compreensão disso temos, mais negativa é a perspectiva. Estéril, de fato.”

Ainda de acordo com Renan, embora possa ser considerado um disco conceitual, “Barren…” explora o tema com pluralidade, de forma que cada música pode ser resolvida individualmente, mesmo que todas as 11 faixas estejam conectadas pelos aspectos traumáticos de como nossa sociedade propõe-se a funcionar.

“Todas e todos, individualmente, temos nossas dores, traumas e sofremos com o impacto da sociedade em que estamos introduzidos, porém, é impossível não perceber que há determinados grupos que são vítimas
de uma segregação condicional estúpida e que sem dúvida estão mais expostos aos flagelos das imposições de nossos sistemas sociais, políticos e religiosos. E assim como a desconstrução subjetiva, a empatia é uma das principais ferramentas para nos sensibilizarmos com estas causas e vencermos, juntos, os desafios herdados do meio em que fomos criados. É um caminho sem volta, sem fim, mas é apenas a partir do momento em que nos disponibilizamos abertos à luta contra o preconceito, intolerância e diferenças, que teremos a oportunidade de aprender e descobrir mais sobre nós mesmos. Estamos abertos a isso e nossa sincera demonstração dessa atitude é através da arte. Eis aqui mais esse álbum do Warshipper: “Barren…””

Previsto para ser lançado no Brasil em Junho pela gravadora Songs For Satan, “Barren…” contará com a participação especial de Fernanda Lira na faixa “Respect!”. A vocalista da banda Nervosa esteve no Casanegra Studio com a banda no início desse mês de Fevereiro gravando sua colaboração.

Outras informações sobre o álbum, inclusive data de lançamento, serão divulgadas em breve.

Ouça o Warshipper pelo streaming:
Spotify: https://spoti.fi/2uL3y2A
Deezer: http://bit.ly/2SNkJZ8
iTunes: https://apple.co/2SveLgV

Mais Informações:
www.facebook.com/warshipper
www.instagram.com/warshippermetal
www.youtube.com/warshipperband

Carniçais: grupo anuncia capa, tracklist e data de lançamento de seu debut álbum, intitulado “Portal de Plutonium”.

Carniçais

O trio piauiense de Death Metal Carniçais, criada em 2015 por Maldito/voz e baixo, Misahell/voz e guitarra e Delbar/bateria (ex-membros de bandas como Hommicide, Desgraça Maldita, Medieville, Cerberus Bestial, entre outra), encontra-se na reta final dos preparativos para o lançamento de seu debut álbum sob o título de “Portal de Plutonium”. A banda disponibilizou algumas informações referente ao lançamento do mesmo liberando capa, tracklist e data de lançamento. O álbum terá seu lançamento realizado pela gravadora Songs for Satan de Belo Horizonte-MG, onde possivelmente acontecerão alguns shows em BH e também em regiões próximas.

O disco apresentará oito sons com uma proposta simples e certeira de fazer Death Metal, a proposta lírica que busca abordar vários temas em uma visão própria, criando um submundo de ideologias, ambientes macabros e míticos.

“Portal de Plutônio” foi gravado nos Studios Caverna Produções (Gravação da bateria e guitarras) e Grotesko Home Studio (Gravação das vozes e baixo). Mixagem e masterização: Vadison Maldito e Cláudio Caverna e produção por Carniçais e a previsão de lançamento é para meados de maio.

Convocamos todas as criaturas com fome carniçal para acompanhar a horda faminta!

Track list:
01 – Supremo Morto
02 – Vozes Insanas
03 – Portal de Plutonium
04 – In Praetorium de Ossa
05 – Livro das Sombras
06 – Pacto de Sangue
07 – Passagens Abissais
08 – Sucumbindo a Fé

Line up:
Maldito – Voz e Baixo
Misahell – Voz e Guitarra
Delbar – Bateria

Links relacionados:
www.facebook.com/Carnicais/
www.facebook.com/songsforsatan/
www.songsforsatan.com/aka_funeral/

Assessoria de Imprensa:
www.cangacorockcomunicacoes.com/
www.facebook.com/cangacorockcomunicacoes/

Chronic Ashes: grupo lança debut álbum “Cursed Existence” pela Songs for Satan

thumbnail_Foto

A banda Death Metal Old School de Belo Horizonte/MG Chronic Ashes, acaba de disponibilizar seu debut álbum intitulado “Cursed Existence”, o lançamento oficial ocorreu no último dia 15 de Janeiro, através de uma parceria com a gravadora Songs for Satan, da qual no decorrer do ano passado foi firmado um contrato com a mesma para a realização dos futuros lançamentos relacionados ao grupo.

O Chronic Ashes foi fundado em meados em 2015 por Flavio Oliveira (Necrobiotic) e Morone Hifer (Preceptor), na época em questão a dupla chegou a registrar uma demo, disponibilizando alguns sons no YouTube. Já em 2017 Rodrigo Trajano e Anderson Cruz se juntam ao Chronic, que deixa de ser projeto e se torna banda, realizando diversos shows na região de BH.

O processo de gravação do debut foi realizado quando a formação ainda estava em trio, ocorreu nos estúdios Engenho de BH, ficando a produção do álbum a cargo do renomado produtor André Cabelo e da banda.

A audição do disco já se encontra disponível via streaming nas plataformas digitais e para o YouTube a banda disponibilizou a faixa título “Cursed Existence”, confira:

“Cursed Existence” apresenta 9 faixas de Death Metal brasileiro da velha escola, não poderia ser diferente, a caracterização da sonoridade com muita técnica e brutalidade. A capa do material foi idealizada pelo artista Thiago Pena (www.facebook.com/thiago.pena2).

O álbum “Cursed Existence” está sendo disponibilizado no formato CD acrílico. Aos interessados em adquirir o material, o mesmo custa apenas R$ 20,00 mais envio, podendo ser a adquirido tanto com a SFS ou através de seus diversos parceiros no Brasil e no exterior. Adquira sua cópia: https://songsforsatan.com/

Mal entramos em 2020, e o Chronic já abriu sua agenda shows tanto para 2020 quanto para 2021. Produtores façam contato através do e-mail: chronic.ashes666@gmail.com

Atualmente, o Chronic Ashes é formado por Rodrigo Trajano (guitarras e vocais), Flavio Oliveira (guitarras e backing vocals), Morone Hiffer (bateria e vocais) e Anderson Cruz (baixo).

Mais informações:

Scalped: pré-venda do novo álbum “Manufactured Existence Obsolescence”.

Scalped

O selo Songs For Satan anuncia a pré-venda do novo álbum da banda mineira de Death Metal Scalped, “Manufactured Existence Obsolescence”. O material traz como conceito a falsa ilusão de liberdade da qual a ‘sociedade’ vive em meio a uma dominação de grandes corporações e governos dominantes.

“Manufactured Existence Obsolescence” vai apresentar 10 faixas conceituais, demonstrando toda sua brutalidade como já de costume, trazendo o caos à terra com muito ódio e técnica.

O álbum será disponibilizado no formato CD acrílico. Aos interessados em adquirir o material, o mesmo custa apenas R$ 15 mais envio na pré-venda. Após lançamento será R$ 20,00. Adquira sua cópia: https://songsforsatan.com/

Formação:
Fernando Campos – Vocal
Thiago Macedo – Guitarra
Bruno Mota – Baixo
Marcelo Aufrene – Bateria

Links relacionados:
www.facebook.com/ScalpedDeath/
www.facebook.com/songsforsatan/

Assessoria de Imprensa:
www.cangacorockcomunicacoes.com/
www.facebook.com/cangacorockcomunicacoes/

Scalped: banda anuncia título e capa de seu novo álbum

Scalped

A banda mineira de Death Metal Scalped, anuncia o título e apresenta a capa de seu novo álbum. “Manufactured Existence Obsolescence” é um trabalho que tratará sobre a falsa ilusão de liberdade da qual a ‘sociedade’ vive em meio a uma dominação de grandes corporações e governos dominantes. O disco será lançado via Songs Fo Satan.

“A vida se tornou a moeda de troca mais abusada, explorada e descartável. O que foi feito ao meio ambiente e aos animais não é nem uma partícula do plano maquiavélico e voraz que nos espera. As pessoas acham que quem está adoecendo o planeta não liga para o futuro, para o que restará para a humanidade, e o mundo que deixará para seus filhos. Mas a verdade é que nós rumamos calmamente para a maior extinção em massa que se tem conhecimento. Os recursos serão mais que suficientes, quando o objetivo for conquistado. Nossa sociedade possui lideranças além de democracias, ditaduras e monarquias. O voto e vontade da maioria não passam de mera ilusão! Vivemos em “propinocracia global”

Onde um organograma que nos guia desde a concepção até o túmulo numa matriz, tudo é monitorado, nada é descontrole. Pensamos ter liberdade de escolhas, acreditamos estarmos vendo conflitos sem solução. Mas tudo não passa da mais bela e arquitetada fraude!

Onde nos enclausuramos em prazeres banais, cada vez mais lobotômicos. A lavagem cerebral acontece de forma harmoniosa, onde tudo se transforma em conformidade, distúrbios psicológicos, suicídios, obesidade, comida envenenada, drogas, vícios cibernéticos, sintetizando uma nova eugenia auto exterminadora, enquanto nós nos transformamos em energia para concretizar a vontade decretada pelos mestres da humanidade. Somos apenas o hospedeiro de um poder invisível”. Explica, o vocalista Fernando Campos.

O álbum sucede, o antecessor “Synchronicity of Autophagic Hedonism” de 2017, que consagrou a visceralidade da banda e com a enorme repercussão em nível nacional, o Scalped passou por palcos de toda a região sudeste, além de dividir palco com nomes importantes do underground nacional (Ratos de Porão, Rebaelliun, Krisiun, dentre outros) e internacional (Pestilence, Vital Remains, Carnation). O que também lhes redeu um ótimo contrato com um dos selos mais atuantes e conceituados do underground nacional, a Songs For Satan.

Em “Manufactured Existence Obsolescence” o grupo vai apresentar 10 faixas conceituais, demonstrando toda sua brutalidade como já de costume, trazendo o caos à terra com muito ódio e técnica. O projeto de arte gráfico da capa do disco ficou a cargo do artista Pablo MP da “PMP art work prodution”. Em breve serão disponibilizado mais detalhes sobre o lançamento!

Formação:
Fernando Campos (Vocal)
Thiago Macedo (Guitarra)
Bruno Mota (Baixo)
Marcelo Augusto (Bateria)

Links relacionados: 
www.facebook.com/ScalpedDeath/
www.facebook.com/songsforsatan/

Assessoria de Imprensa: 
www.cangacorockcomunicacoes.com/
www.facebook.com/cangacorockcomunicacoes/

Necrobiotic: grupo anuncia lançamento do novo álbum, “Symphonies for the Mentally Deceased”, em CD e Vinil

Necrobiotic

Os veteranos do Death Metal old school, Necrobiotic, oriundo da cidade Divinópolis/MG, composta por F.A.C.O (guitarra e vocal), Evandro Franco (bateria), Rafao Reis (baixo) e Cesar Pessoa (guitarra), acabam de anunciar o lançamento de seu novo disco intitulado “Symphonies for the Mentally Deceased” em CD e Vinil, que sucede o bem-sucedido EP “Under the Sign of I”, disponibilizado no ano de 2018.

O álbum seguirá uma temática especifica, onde narra a história de um personagem fictício que imagina ser um psicopata, mas que na verdade é apenas mais uma vítima do verdadeiro psicopata, cada faixa representa um capítulo da trama. O material promete promover uma verdadeira avalanche de “Metal da Morte”.

“Symphonies for the Mentally Deceased”, apresentará 9 sons, incluindo uma faixa instrumental e uma faixa bônus, o álbum será disponibilizado na versão CD pela Songs For Satan e em Vinil pelas gravadoras Songs For Satan, Impaled Records, Hellnoise Produções & Kingdom of Darkness, com previsão de lançamento para o mês de setembro deste ano de 2019. A concepção gráfica ficou a cargo dos artistas gráficos Thiago Penna (Ilustração) e Felipe Brasil (Design).

Necrobiotic - Symphonies for the Mentally Deceased

Tracklist:
01 – Endorphin
02 – Paranoia
03- Sadism
04 – Obsession
05 – First Kill
06- Symphony for the Mentally Deceased
07 – Post Traumatic Stress
08 – The End (Instrumental)
09 – Fuck You (Bonus Track)

Links relacionados:
www.facebook.com/Necrobiotic/
www.facebook.com/songsforsatan/

Assessoria de Imprensa:
www.cangacorockcomunicacoes.com/
www.facebook.com/cangacorockcomunicacoes/

 

 

Vultos Vociferos: disponível o novo álbum “Aeterno Rex Infernus”.

Vultos Vocíferos (Divulgação)

O grupo brasiliense de Black Metal Vultos Vociferos, formada por Malleficarum (Vocal), Ball (Guitarra), Crematorium (Baixo) e Mictlantecutli (Bateria); acaba de disponibilizar seu novo álbum, sob o título de “Aeterno Rex Infernus”. Lançado em parceria com selo & booking Songs For Satan, o  álbum chega em meio as comemorações de duas décadas de serviços prestados ao cenário underground do Brasil, traz oito faixas inéditas de ódio para com toda a forma de submissão e amarras humanas, com uma sonoridade brutal, extrema e caótica como já de costume.

vultos

O álbum está sendo disponibilizado no formato CD digitalpack de luxo. Aos interessados em adquirir o material, o mesmo custa apenas R$ 25 mais envio. Adquira sua cópia: https://songsforsatan.com/

Contato: songsforsatan@gmail.com

Links Relacionados:
www.facebook.com/songsforsatan/
www.facebook.com/vultosvociferos/

Assessoria de Imprensa:
www.cangacorockcomunicacoes.com/
www.facebook.com/cangacorockcomunicacoes/
www.instagram.com/cangaco_rock_comunicacoes/

Vultos Vocíferos: o selo Songs For Satan anuncia o lançamento do novo álbum do ícone do Black Metal nacional

Vultos Vocíferos (Divulgação)

O selo Songs For Satan acaba de anunciar o lançamento do novo álbum de um dos maiores ícones do Black Metal nacional, a horda brasiliense Vultos Vocíferos, que é detentora de uma sonoridade caótica e letras calcadas no tradicional e satânico Black Metal. Sob o título de “Aeterno Rex Infernus”, o lançamento marca a comemoração de vinte anos de estrada e muitas batalhas travadas em prol da bandeira do metal negro nacional. Formada por Malleficarum (Vocal), Ball (Guitarra), Crematorium (Baixo) e Mictlantecutli (Bateria), neste novo trabalho a banda promete destilar toda sua ira e ódio para com toda a forma de submissão e amarras humanas, e uma sonoridade  brutal, extrema e caótica.

Vultos Vocíferos - Aeterno Rex Infernus (álbum)

O disco “Aeterno Rex Infernus” será disponibilizado no formato CD digitalpack de luxo, composto por oito faixas, sendo todas inéditas e o lançamento está previsto para meados do mês de junho do corrente ano (2019). Aos interessados em adquirir o material na pré-venda, o mesmo custará apenas R$ 25 mais envio. Adquira sua cópia: www.songsforsatan.com/product/pre-venda-vultos-vociferos-aeterno-rex-infernus/

Warshipper: grupo lança single e lyric vídeo de “Atheist”

ATHEIST

Após o lançamento de “Black Sun” no início de 2018, o Warshipper assinou contrato com o selo Songs for Satan para dar continuidade em seu trabalho, trazendo seu mais recente lançamento em todas as plataformas digitais (Spotify, Deezer, Bandcamp, etc) e através do Lyric Vídeo produzido por Manoel Hellsen – o single “Atheist”.

“Atheist” traz toda a expressividade extrema da banda, tanto musical quanto conceitualmente, promovendo a sua aversão para com toda e qualquer influência dogmática e opressora, latentes em nossa sociedade.

Contando novamente com Rafael Augusto Lopes do “Casanegra Studio” na produção da música, o quarteto de Sorocaba (interior paulista) traz alguns dos aspectos fundamentais e característicos da banda como peso, agressividade, melodias densas, harmonias marcantes e construção progressiva, mas também alguns novos elementos que amplificam sua musicalidade.

A arte gráfica sóbria e impactante do single foi desenvolvida por Rodrigo Helfenstein (Ghost), e sintetiza toda a atmosfera cética da composição.

“Atheist” é o primeiro passo da nova parceria entre SFS e WS, deixando a expectativa de mais novidades para 2019.

Assista ao lyric vídeo de “Atheist”: