Gods & Punks: prepara três lançamentos em 2018

Gods & Punks (foto Victor Mancebo)-3

Segundo álbum, já em produção, será dividido em duas partes, que se complementam em novo lançamento no fim do ano

A repercussão positive do álbum de estreia “Into the Dunes of Doom” motivou o quinteto carioca do Gods & Punks a estender o fôlego criativo. A banda já está em pré-produção de três músicas do próximo álbum, que será digitalmente divido em duas partes, uma em cada semestre de 2018, mas que serão unificadas e lançadas em formato físico ao final do ano. Pela estratégia, cada lançamento terá uma faixa exclusiva.

“Ceremony of Damnation Pt. I” é nome do primeiro EP, que contará com as músicas “Welcome to the Ceremony”, “Blood Moon Sky” e “Ground Zero”, além de uma faixa extra. A banda já está em estúdio fazendo os últimos ajustes nas composições e o plano é lançar em plataformas digitais entre março e abril. Esta será a mesma dinâmica para “Ceremony of Damnation Pt. II”, cujo tracklist será divulgado próximo ao lançamento.

Enquanto a arte gráfica dos registros que terão inspiração de pinturas do Renascentismo, de capas de doom clássico e Jack Kirby, novamente à cargo do renomado ilustrador Cristiano Suarez, as novas músicas apresentarão um Gods & Punks atualizado, diversificado e ainda mais criativo. A intensidade das composições ganha peso, ao mesmo tempo em que há mais elementos de Blues e de outras vertentes, como o Heavy Metal, principalmente nos riffs.

Gods & Punks – “Into the Dunes of Doom”
(Abraxas/Red House/Dinamite Rec.)
Ouça aqui: https://onerpm.lnk.to/GodsAndPunks

Gods & Punks - Into the Dunes of Doom capa (Cristiano Suarez)

Tracklist:
1. Dunes of Doom (05:31)
2. Civilization (06:59)
3. Rise from the Sand (00:54)
4. Signs of Life (03:57)
5. Mushroom Cloud (04:16)
6. Subatomic Wormhole (06:03)
7. The Encounter (14:01)
 
Todas as músicas compostas por Gods & Punks
Todas as letras escritas por Alexandre Canhetti
Mixado por Arthur Rodrigues
Masterizado por Andre Leal e Kleber Mariano no Estúdio Jukebox
Gravado ao vivo no Estúdio MATA (RJ) em 29 e 30 de julho de 2017
 
Mais informações:
(19) 99616-2999

Anúncios

Gods & Punks: projeta 2018 com novo álbum e turnê

Gods & Punks (foto Victor Mancebo)-4

Quinteto carioca de stoner ressalta 2017 como o melhor ano da banda

Para o quinteto carioca Gods & Punks, 2017 não termina em 31 de dezembro. A energia e a repercussão positiva do primeiro full “Into the Dunes of Doom” motivaram a banda para, sem descanso, iniciar o processo de composição de novas músicas, já certo que mais um disco ganhará vida em 2018. Sobre o balanço deste ano, o sentimento é de satisfação por ter lançado um registro amplamente repercutido nacional e internacionalmente, além de uma mini-turnê de divulgação.

“Into the Dunes of Doom”, oficialmente lançado em outubro deste ano pelos selos Abraxas e Red House (Chile), é o resultado de um longo processo criativo que se iniciou ainda nos primeiros meses de 2017 e que começou a ganhar forma em julho, quando o quinteto foi ao estúdio Mata, em Niteroi (RJ), para gravar as sete músicas do disco. O trabalho minucioso não à toa fez da Gods & Punks, devido ao resultado deste álbum, a precursora do gênero stoner progressivo no Brasil. Faixas como “Dunes of Doom”, “The Encounter” e “Mushroom Cloud” explicam.

O álbum foi inclusive listado com um dos melhores do ano no site nacional Doombringer, referência em stoner/doom. A impactante arte gráfica da capa, com ilustração do artista Cristiano Suarez, também está entre as mais bonitas de 2017, segundo o site chileno La Habitación.

Os shows entre os meses de outubro e novembro – em cidades do Rio de Janeiro e São Paulo – reforçaram a tarefa da Gods & Punks em não desacelerar e mostrar ao vivo o punch e fuzz das novas canções, além de revitalizar algumas músicas do EP de 2016 “Sounds of the Earth”.

“O saldo de 2017 é bastante animador para vislumbrarmos um 2018 ainda mais agitado, com possibilidade de acompanhar turnês de bandas gringas e apresentar músicas que, nesta pré-produção, já podemos dizer que são um passo adiante do “Into the Dunes of Doom”, seja no peso, na psicodelia ou nos andamentos”, revela o vocalista Ale Canhetti.

Gods & Punks – Into the Dunes of Doom
(Abraxas/Red House/Dinamite Rec.)
Ouça aqui: https://onerpm.lnk.to/GodsAndPunks

Gods & Punks - Into the Dunes of Doom capa (Cristiano Suarez)

Track list:
1. Dunes of Doom (05:31)
2. Civilization (06:59)
3. Rise from the Sand (00:54)
4. Signs of Life (03:57)
5. Mushroom Cloud (04:16)
6. Subatomic Wormhole (06:03)
7. The Encounter (14:01)
 
Mais informações:
(19) 99616-2999

 

Gods & Punks: repercute sucesso do debut “Into the Dunes of Doom”

Gods & Punks (foto Victor Mancebo)-3.jpeg

Apenas um mês após lançado em serviços de streaming e em formato físico (CD), “Into the Dunes of Doom”, o primeiro full length do Gods & Punks, recebeu somente críticas positivas da mídia brasileira e estrangeira, que destacaram principalmente a capacidade da banda carioca em apresentar composições que fundiram com precisão os gêneros Stoner, Doom e Progressivo a partir de andamentos bem sacados e muitos riffs. As músicas do disco também funcionaram ao vivo e a repercussão veio na mini turnê realizada entre os meses de outubro e início de novembro.

Unânime quanto à relevância do trabalho do Gods & Punks na ainda em formação cena stoner nacional, as resenhas divergiram, no entanto, sobre os destaques do álbum. “Achei muito legal que o pessoal diversificou ao apontar as suas músicas favoritas. Ouvi todas sendo apontadas como favoritas em algum momento. A receptividade foi muito melhor do que a gente esperava, tanto em resenhas quanto opiniões de pessoas que ouvimos”, comenta o vocalista Ale Canhetti.

A volta aos palcos com material novo também promoveu sentimentos exaltados à banda, que é completada por Pedro Canhetti, Rafael Daltro (guitarra), Danilo Oliveira (baixo) e Arthur Rodrigues (bateria). “Agendar a mini turnê do disco foi muito mais trabalhoso que gravar ele. Foi muito bom tocar as músicas pro pessoal, elas foram super bem recebidas e nossos melhores shows foram nesse tempo”, destaca o vocal.

Na opinião de Canhetti, a música de “Into the Dunes of Doom” que melhor funciona ao vivo é “Subatomic Wormhole”. “O peso dela ao vivo é outra coisa. Em termos de contagiar o público, acho que seria ‘Mushroom Cloud’. Quando a gente toca Mushroom, eu costumo sair do palco e falar com o pessoal, beber uma água etc., e eu sempre fico observando as pessoas nesse momento, e vejo elas bem animadas”.

O entusiasmo do sucesso imediato de “Into the Dunes of Doom”, disponível em CD e online pelo esforço da banda junto às gravadoras Abraxas, Dinamite Records e Red House (Chile), animou o quinteto a já pensar em novas composições, e consequentemente, um novo álbum que deve trazer novas referências musicais ao Stoner Progressivo.  “O plano é lançar o próximo disco no primeiro semestre do ano que vem. Já começamos a compor e queremos fazer algo diferente. Dunes teve muito prog, muito Stoner. Vamos pegar o núcleo do nosso som, que a gente apresentou no EP, e misturar com outras influências tipo Doom, Thrash, space etc. A gente não quer deixar a bola cair, além disso, nos divertimos muito compondo”, enfatiza Canhetti.

Gods & Punks – “Into the Dunes of Doom”
(Abraxas/Red House/Dinamite Rec.)
Ouça aqui: https://onerpm.lnk.to/GodsAndPunks

Gods & Punks - Into the Dunes of Doom capa (Cristiano Suarez)

Faixas:
1. Dunes of Doom (05:31)
2. Civilization (06:59)
3. Rise from the Sand (00:54)
4. Signs of Life (03:57)
5. Mushroom Cloud (04:16)
6. Subatomic Wormhole (06:03)
7. The Encounter (14:01)
 
Todas as músicas compostas por Gods & Punks 
Todas as letras escritas por Alexandre Canhetti 
Mixado por Arthur Rodrigues 
Masterizado por Andre Leal e Kleber Mariano no Estúdio Jukebox 
Gravado ao vivo no Estúdio MATA (RJ) em 29 e 30 de julho de 2017
 
Mais informações:
55 (19) 99616 2999

Gods & Punks: lança “Into the Dunes of Doom” em CD e streaming

Gods & Punks - Into the Dunes of Doom capa (Cristiano Suarez)

Quando os riffs marcantes e envolventes da fase setentista do Black Sabbath se encontram com nuances progressivas do Rush, traduzidos aos tempos atuais na estética do stoner, o resultado é “Into the Dunes of Doom”, o primeiro full length da banda carioca Gods & Punks. São sete músicas dinâmicas, de instrumental marcante e vocalizações ora arrastadas, ora melódicas, que podem ser conferidas por meio do selo da Abraxas nas principais plataformas de streaming: https://onerpm.lnk.to/GodsAndPunks.

Em comparação ao EP lançado em 2016, “Sounds of the Earth”, o Gods & Punks mostra amadurecimento ao apresentar canções em “Into the Dunes of Doom” que definem o estilo da banda em definitivo como stoner progressivo desértico. A banda preza neste lançamento pelos diferentes andamentos, com referências musicais do proto-doom, passando pelo rock setentista e psicodélico até certeiras incursões de riffs metálicos e climatizações sofisticadas com o blues.

O conceito gráfico do álbum, mais uma vez assinada pelo ilustrador Cristiano Suarez, complementa a temática espacial desértica do single “Dunes of Doom”, que assim como a sonoridade criada pelo Gods & Punks, traz uma perfeita simetria entre o novo e o clássico.

Como parte do lançamento, “Into the Dunes of Doom” foi enviado para dois conceituados sites especializados, October Doom e Void: Stoner Doom Worship, que ouviram com exclusividade as faixas e produziram resenhas das boas impressões do álbum. “O que era promessa e potencial no EP, se torna mais concreto e sólido com versatilidade e cérebro no álbum. Lançamento imperdível para quem curte um bom rock progressivo e stoner rock”, escreveu Matheus Jacques, da October Doom. Já o resenhista do Void, que publica em inglês, escreveu: “Em ‘Into the Dunes of Doom’, somos abduzidos e levados à uma fantástica experiência através de cenários invocados por complexa e fascinantes sonoridades”. 

Uma das mais ousadas faixas do álbum, ‘The Encounter’, também a mais longa e que constroi com exatidão a proposta do stoner psicodélico desértico, conta com a participação do tecladista Ronaldo Rodrigues. O carioca, mente criativa de bandas renomadas da cena progressiva, como Arcpélago e Caravela Escarlate, reproduz nesta música o clássico som do órgão Hammond. Escolhido a dedo pela Gods & Punks para este trabalho, Ronaldo também aparece como convidado do elogiado álbum de estreia do Blind Horse, ‘Patagonia’, outro lançamento da Abraxas.

O álbum também ganha versão física em CD pelos selos Abraxas e Red House (Chile), além de fita K7 pela Dinamite Records. Pedidos podem ser feitos por meio das mídias sociais da banda: facebook (/godsandpunks) e instagram (/gods_and_punks).

No início do mês, a banda lançou o lyric video para a faixa “Dunes of doom”, confira:

Mais informações:

Gods & Punks: inicia pré-venda de “Into the dunes of doom”

Gods & Punks (foto divulgação).jpeg

Com lançamento marcado para o dia 13 de outubro nos formatos físico (CD) e digital, “Into the Dunes of Doom” mostra a Gods & Punks mais precisa na autêntica mistura do stoner com progressivo em  sete músicas gravadas em julho deste ano no Estúdio Mata (Niterói/RJ). No entanto, a pré-venda do álbum acontece a partir de 6 de outubro por meio do bandcamp do quinteto, godsandpunks.bandcamp.com. A reserva ainda dá direito ao download imediato do single “Dunes of Doom” e de “Mushroom Cloud”, aliás, uma das canções favoritas da banda!

“Into the Dunes of Doom”  será lançado pela união dos selos brasileiros Abraxas e Dinamite Records e do chileno Red House. A arte gráfica, assim como a do single “Dunes of Doom”, disponibilizado desde o final de setembro nas principais plataformas de streaming, leva a assinatura de Cristiano Suarez, ilustrador de Maceió (Alagoas) que já assinou artes para o Ratos do Porão, cervejaria Hocus Pocus, Necro e com quem a Gods & Punks trabalha desde o lançamento do EP “Sounds of the Earth” (2016).

Gods & Punks - Into the Dunes of Doom capa (Cristiano Suarez).jpeg

O primeiro single, “Dunes of Doom”, é uma espécie de síntese da evolução musical da Gods & Punks em “Into the Dunes of Doom”, com riffs que rementem à fase setentista do Black Sabbath e uma levada cadenciada. Sonoridades mais complexadas, fuzz e psicodelia também são marcas do álbum, que logo após o lançamento será executado na íntegra na mini-turnê que o quinteto arma pelo Rio de Janeiro e São Paulo.

Mais informações: