The Gard: grupo libera novo clipe “You Gotta Be My Girl”

The Gard - Capa

Uma das bandas mais eletrizantes do Brasil, o The Gard, acaba de liberar o videoclipe oficial da música “You Gotta Be My Girl” para visualização completa no canal do YouTube da banda.

Com direção e captações de imagens feitas por Adryano Fortein, o clipe é uma aula de energia. Com a proposta de executar uma mescla de Classic Rock com Hard Rock, o novo petardo do The Gard, irá fazer você mexer o esqueleto do início ao fim.

Assista:

O single “You Gotta Be My Girl” é o segundo que a banda lança após o full “Madhouse”. Atualmente o projeto do The Gard, é apresentar suas músicas individualmente para que os fãs escutem da melhor forma que lhes convir.

Formação:
Beck – (Vocal/Guitarra Base)
Bruno Paulinetti – (Guitarra Solo)
Allan Oliveira – (Guitarra Solo)
Enrico Ghirello – (Baixo)
Lucas Mandelo – (Bateria)
 
Mais informações:

The Gard: confira o novo single “You Gotta Be My Girl”

The Gard - Capa

Acaba de ser oficialmente lançado em todas as plataformas digitais, o novo single do The Gard. “You Gotta Be My Girl” já pode ser conferida pelo Spotify, Deezer, ITunes, Google Play, Tidal, Napster e várias outras ferramentas de liberação de músicas via streaming.

O novo single foi fortemente divulgado pela banda através de uma campanha pública na qual os fãs escolheram a capa oficial do novo single. Com a definição da capa, o The Gard agora libera oficialmente a contagiante e eletrizante “You Gotta Be My Girl”, faixa essa que explora com muita propriedade, toda a essência Rock and Roll de uma das melhores
bandas do estilo na atualidade.

Confira pelo Spotify:

 

Formação:
Beck – (Vocal/Guitarra Base)
Bruno Paulinetti – (Guitarra Solo)
Allan Oliveira – (Guitarra Solo)
Enrico Ghirello – (Baixo)
Lucas Mandelo – (Bateria)
 
Mais informações:

The Gard: grupo divulga agenda de shows para promover seu novo single “Plastic Man”

The Gard_Plastic Man_Capa

Lançado em dezembro em videoclipe, “Plastic Man” retrata o homem moderno e suas contradições 
 
Os roqueiros neoclássicos da The Gard estão prontos para cair na estrada! Entre Março e Maio a banda cumpre uma sequência de cinco shows já agendados:
 
04/Mar – CarnaRock Campinas | Concha Acústica do Taquaral – Campinas/SP
09/Mar – Carqueja Fest – Vinhedo/SP
16/Mar – Casa Rock – Campinas/SP
07/Abr – Clube Nashville – Campinas/SP
03/Mai – Hey Bulldog – Campinas/SP
 
No repertório desses shows estarão as músicas do álbum de estreia do The Gard, o elogiado “Madhouse” lançado em 2018, e também o novo single do grupo, “Plastic Man”.
 
“A “Plastic Man” traz um retrato do homem contemporâneo. Sua frieza, anestesia e principalmente suas contradições. É como se estivéssemos nos transformando em seres apáticos e doentios, como se fôssemos de plástico. Sem sentimento. Sem vida. Musicalmente, “Plastic Man” tem uma sonoridade moderna, se aproxima de bandas como QOTSA, Audioslave, Temple of the Dog e Soundgarden”, declarou o vocalista Beck Norder. 
 
“Plastic Man” já está disponível nas plataformas digitais e também ganhou um videoclipe com direção de Adryano Fortien e Laura Tomé. Assista:

 

Entre outras novidades, o The Gard anuncia o desligamento do guitarrista Gabriel Miranda que deixou o grupo por razões pessoais. Um substituto, já escolhido, será anunciado em breve.
 
Ouça o The Gard nas plataformas de música:
 
Single “Plastic Man”:
Google Play: https://bit.ly/2rDCNrv 
 
Álbum “Madhouse”:
Google Play: http://bit.do/eeSAo 
 
Um videoclipe para “Immigrant Song”, presente em “Madhouse”, também está disponível:

 

“Madhouse”, no formato CD físico, está à venda no Mercado Livre: https://bit.ly/2r0pAJo
 
Produtores, casas e bares de rock interessados em contratar a The Gard, podem contatar o grupo através do email thegardband@gmail.com ou do WhatsApp (19) 98401-9922.
 
Mais Informações:

 

 

 

 

 

The Gard: já disponível o videoclipe da música inédita “Plastic Man”

The Gard 2018

O homem moderno e suas contradições são o tema central de “Plastic Man”

“A “Plastic Man” traz um retrato do homem contemporâneo. Sua frieza, anestesia e principalmente suas contradições. É como se estivéssemos nos transformando em seres apáticos e doentios, como se fôssemos de plástico. Sem sentimento. Sem vida.” As palavras do vocalista Beck Norder pintam o quadro perfeito do que representa, conceitualmente, “Plastic Man”, nova composição do grupo de Rock Neoclássico The Gard.

Composta por Norder em parceria com o guitarrista Allan Oliveira, “Plastic Man” é a primeira canção do The Gard a ser gravada pelos cinco músicos que integram a atual formação da banda: além de Norder e Oliveira, completam o line-up o baterista Lucas Mandelo, o guitarrista Gabriel Miranda e o baixista Enrico Ghirello.

“Podem esperar uma música completamente diferente de tudo que já ouviram da The Gard. “Plastic Man” tem uma sonoridade moderna, se aproxima de bandas como QOTSA, Audioslave, Temple of the Dog e Soundgarden”, acrescentou o vocalista.

Gravada por André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP – que já havia trabalhado com o grupo no disco de estreia “Madhouse” -, “Plastic Man” já está disponível nas plataformas digitais e também ganhou um videoclipe com direção de Adryano Fortien e Laura Tomé. Assista:

Ouça também “Plastic Man” nas plataformas de música:
 
Ao longo dos próximos meses o The Gard pretende lançar novos singles. Mais informações serão divulgadas em breve.

 

Sobre o The Gard:

Formada em 2010, a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.

“Madhouse”, disco de estreia da The Gard, foi então uma consequência natural. Em oito faixas, o grupo paulista transcende suas referências musicais ao oferecer ao público uma experiência musical onde o rock clássico e o contemporâneo convergem, como numa coalização sonora que disponibiliza-se para o futuro, para o desconhecido.

Produzido pelos próprios músicos em parceria com André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP, “Madhouse” reúne as faixas “Play Of Gods”, “Music Box”, “The Gard Song”, “Back To Rock”, “Kaiser Of The Sea”, “Madhouse” e “Panem at Circenses”. E como não poderia deixar de ser, além das sete composições autorais, “Madhouse” também traz um novo arranjo para “Immigrant Song” do Led Zeppelin, a banda que, para o The Gard, sempre representou a terra de neve e gelo de onde eles vêm com seu barco rumo às novas terras desconhecidas.

“Madhouse” está disponível nas plataformas digitais e também em formato físico em Cd.
Spotify: https://spoti.fi/2JtgkEt
Deezer: https://bit.ly/2r4bfuG
Google Play: http://bit.do/eeSAo
Amazon: https://amzn.to/2HsQR1q
Cd Baby: https://bit.ly/2r3HACT

O CD físico está à venda no Mercado Livre: https://bit.ly/2r0pAJo

Um videoclipe para “Immigrant Song” foi lançado anteriormente como single. O vídeo foi dirigido e filmado por Adryano Fortien no GraphStudio em Campinas/SP. Para assistir, acesse:

Mais Informações:
www.thegardband.com
www.facebook.com/thegardband
www.youtube.com/thegardband
www.soundcloud.com/thegardband
www.instagram.com/thegard_band

The Gard: o homem moderno e suas contradições são o tema central da música inédita “Plastic Man”

The Gard 2018

Primeira canção gravada pela nova formação da banda, “Plastic Man” ganhará um videoclipe a ser lançado no dia 14 de Dezembro. Assista o ‘teaser’.

“A “Plastic Man” traz um retrato do homem contemporâneo. Sua frieza, anestesia e principalmente suas contradições. É como se estivéssemos nos transformando em seres apáticos e doentios, como se fôssemos de plástico. Sem sentimento. Sem vida.”. As palavras, urgentes, do vocalista Beck Norder, pintam o quadro perfeito do que representa, conceitualmente, “Plastic Man”, nova composição do grupo de Rock Neoclássico The Gard.

Composta por Norder em parceria com o guitarrista Allan Oliveira, “Plastic Man” é a primeira canção do The Gard a ser gravada pelos cinco músicos que integram a atual formação da banda: além de Norder e Oliveira, completam o line-up o baterista Lucas Mandelo, o guitarrista Gabriel Miranda e o baixista Enrico Ghirello.

“Podem esperar uma música completamente diferente de tudo que já ouviram da The Gard. “Plastic Man” tem uma sonoridade moderna, se aproxima de bandas como QOTSA, Audioslave, Temple of the Dog e Soundgarden”, acrescentou o vocalista.

Gravada por André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP – que já havia trabalhado com o grupo no disco de estreia “Madhouse” -, “Plastic Man” será disponibilizada nas plataformas digitais a partir do dia 14 de Dezembro e também vai ganhar um videoclipe com direção de Adryano Fortien e Laura Tomé. Assista o teaser:

Sobre o The Gard:

Formada em 2010, a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.

“Madhouse”, disco de estreia da The Gard, foi então uma consequência natural. Em oito faixas, o grupo paulista transcende suas referências musicais ao oferecer ao público uma experiência musical onde o Rock Clássico e o contemporâneo convergem, como numa coalização sonora que disponibiliza-se para o futuro, para o desconhecido.

Produzido pelos próprios músicos em parceria com André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP, “Madhouse” reúne as faixas “Play Of Gods”, “Music Box”, “The Gard Song”, “Back To Rock”, “Kaiser Of The Sea”, “Madhouse” e “Panem at Circenses”. E como não poderia deixar de ser, além das sete composições autorais, “Madhouse” também traz um novo arranjo para “Immigrant Song” do Led Zeppelin, a banda que, para o The Gard, sempre representou a terra de neve e gelo de onde eles vêm com seu barco rumo às novas terras desconhecidas.

“Madhouse” está disponível nas plataformas digitais e também em formato físico em Cd.
Spotify: https://spoti.fi/2JtgkEt 
Deezer: https://bit.ly/2r4bfuG
Google Play: http://bit.do/eeSAo
Amazon: https://amzn.to/2HsQR1q
Cd Baby: https://bit.ly/2r3HACT

O CD físico está à venda no Mercado Livre: https://bit.ly/2r0pAJo

Um videoclipe para “Immigrant Song” foi lançado anteriormente como single. O vídeo foi dirigido e filmado por Adryano Fortien no GraphStudio em Campinas/SP. Para assistir, acesse:

Mais informações:
www.thegardband.com
www.facebook.com/thegardband
www.youtube.com/thegardband
www.soundcloud.com/thegardband
www.instagram.com/thegard_band

The Gard: banda comemora boa repercussão de álbum de estreia e anuncia nova formação

The Gard_Madhouse_Capa

Intitulado “Madhouse”, o álbum reúne sete composições autorais e um novo arranjo para “Immigrant Song” do Led Zeppelin

Formada em 2010 por Allan Oliveira (guitarra), Beck Norder (vocal) e Lucas Mandelo (bateria), a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.

“Madhouse”, disco de estreia da The Gard, foi então uma consequência natural. Em oito faixas, o power trio paulista transcende suas referências musicais ao oferecer ao público uma experiência musical onde o Rock Clássico e o contemporâneo convergem, como numa coalização sonora que disponibiliza-se para o futuro, para o desconhecido.

A imprensa especializada tem recebido muito bem o disco e a proposta musical do grupo como apontam algumas resenhas publicadas sobre o álbum:
“Como se não bastasse ser criativo, o The Gard mostrou competência e ousadia” (Leandro Nogueira Coppi – Revista Roadie Crew); “O grupo conseguiu em oito músicas fazer uma junção da sonoridade clássica com a contemporânea da forma mais sensacional que já vi.” (Renan Soares – Whiplash); “Musicalmente, o The Gard é bem maduro, sabe o que fazer com sua música. Ela soa espontânea, diversificada e eclética…” (Marcos Garcia – Heavy Metal Thunder); “Madhouse surpreende desde o primeiro momento…” (Eduardo de Souza Bonadia – Strike); “O que surpreende em cada música é a diversidade, a sensação de estar ouvindo algo que não se parece com nada…” (Eduardo Marques  – Taverna dos Gûaranim); “(…) músicos com know-how, que encaram qualquer parada, não têm medo de profanar o sagrado e se proclamam deuses de seu próprio culto”(Marcelo Vieira – Metal Na Lata); “Um trabalho interessantíssimo!” (Vitor Franceschini – Arte Metal);“Mostrando uma maturidade impressionante para um debut, e com uma música que transborda não só qualidade, como também muita energia e vibração, o The Gard mostra que é possível sim, fazer Classic Rock com cara de século XXI.” (Leandro Vianna – A Música Continua a mesma).

Depois do show oficial de lançamento de “Madhouse” realizado no fim de Agosto no Hey Bulldog em Campinas/SP, o grupo anuncia sua nova formação com as entradas do baixista Enrico Ghirello e do segundo guitarrista Gabriel Miranda.

“A demora para acontecer o show de lançamento se deu pelo fato do nosso guitarrista, e também compositor, Allan Oliveira, estar fora do Brasil”, explica o vocalista Beck Norder. “Foi uma busca infindável encontrar alguém para substituí-lo, que curtisse os sons da banda, tivesse agenda flexível para shows, ensaios e ainda morasse perto para viabilizar tudo isso. Fizemos alguns testes com músicos locais, e de onde menos esperávamos surge um excelente guitarrista que encaixou-se perfeitamente à banda. Desde o primeiro ensaio o Gabriel tocou as músicas de forma impecável. Respeitou as composições e as linhas de guitarra já existentes, ao mesmo tempo que colocou sua própria interpretação. No baixo, desde 2017, tivemos o retorno de Enrico, que havia feito alguns shows com a gente, principalmente os de tributo a Led Zeppelin. Com o lançamento do nosso álbum de estreia, aumentou a exigência para um músico efetivo. E nesse processo de ensaios, e na fantástica apresentação deste último show de Agosto, ficou claro que ganhamos mais que dois subs pra shows, ganhamos dois membros da banda!”.

O The Gard passa então agora a contar, oficialmente, com os seguintes integrantes: Beck Norder no vocal, Allan Oliveira e Gabriel Miranda nas guitarras, Enrico Ghirello no baixo e Lucas Mandelo na bateria.

O próximo compromisso do The Gard acontece no dia 15 de Setembro quando o grupo divide o palco com as bandas Mattilha e Sioux 66 no Echos Studio Bar em Campinas/SP.

Os shows estão programados para acontecer a partir das 22:00 e os ingressos estarão à venda no local na hora do show por R$ 15,00. O Echos Studio Bar fica na Rua Agostinho Pattaro, 54 no bairro Barão Geraldo em Campinas/SP.

“Madhouse” está disponível nas plataformas digitais e também em formato físico em Cd.
Spotify: https://spoti.fi/2JtgkEt
Deezer: https://bit.ly/2r4bfuG
Google Play: http://bit.do/eeSAo
Amazon: https://amzn.to/2HsQR1q
Cd Baby: https://bit.ly/2r3HACT

O CD físico está à venda no Mercado Livre: https://bit.ly/2r0pAJo

Assista também o videoclipe para “Immigrant Song”, primeiro single de “Madhouse”:

Mais Informações:
www.thegardband.com
www.facebook.com/thegardband
www.youtube.com/thegardband
www.soundcloud.com/thegardband
www.instagram.com/thegard_band

The Gard: novo arranjo para “Immigrant Song”, do Led Zeppelin, é o primeiro single do álbum de estreia

The Gard_Low

Intitulado “Madhouse”, o álbum será lançado no dia 26 de Abril e vai reunir oito faixas. Assista teaser do videoclipe de “Immigrant Song”

Formada em 2010 por Allan Oliveira (guitarra), Beck Norder (vocal) e Lucas Mandelo (bateria), a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.

“Madhouse”, disco de estreia da The Gard, foi então uma consequência natural. Em oito faixas, o power trio paulista transcende suas referências musicais ao oferecer ao público uma experiência musical onde o rock clássico e o contemporâneo convergem, como numa coalização sonora que disponibiliza-se para o futuro, para o desconhecido.

Produzido pelos próprios músicos em parceria com André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP, “Madhouse” reúne as faixas “Play Of Gods”, “Music Box”, “The Gard Song”, “Back To Rock”, “Kaiser Of The Sea”, “Madhouse” e “Panem at Circenses”. E como não poderia deixar de ser, além das sete composições autorais, “Madhouse” também vai trazer um novo arranjo para “Immigrant Song” do Led Zeppelin, a banda que, para o The Gard, sempre representou a terra de neve e gelo de onde eles vêm com seu barco rumo às novas terras desconhecidas.

“Immigrant Song” foi inclusive escolhida para ser o primeiro single de “Madhouse” e será lançada em videoclipe no próximo dia 12 de Abril. Um teaser já está disponível: https://youtu.be/e7HliIPTI6o

The Gard_Madhouse_Capa

“A releitura de Immigrant Song pela The Gard vem com uma cara moderna, atual”, explica o vocalista Beck Norder. “O novo arranjo tem peso e não cai nos clichês do metal. Valorizamos alguns elementos da música original, e das versões ao vivo tocadas pelo Led, e colocamos a identidade da The Gard na música: a batida é outra, acrescentamos um violão tocado ao estilo fingerstyle, gravamos um baixo com whammy e distorção, deixamos a harmonia mais densa e étnica/tribal e o próprio riff sofreu alterações”.

Ainda de acordo com Norder, mesmo sendo uma releitura, “Immigrant Song” se adapta perfeitamente ao conceito e estética sonora de “Madhouse”.

“Acredito que esse arranjo é uma boa síntese da proposta sonora da banda, onde o clássico e o contemporâneo convergem. Escolhemos gravar a Immigrant Song porque nos identificamos muito com ela, com o clima, o tema. Sempre prazeroso tocar ela nos shows, e os fãs adoram! Achamos que tínhamos uma maneira diferente de tocá-la, e resolvemos gravá-la.”

 “Madhouse” vai ser lançado nas plataformas digitais e também em formato físico em Cd no dia 26 de Abril.

Mais Informações: