Threesome: ganhe kit com camiseta, CD, chaveiro e palheta do grupo

Threesome 2018_Low.jpg

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referências de outros segmentos como o blues, jazz e o indie.

Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome discorrem geralmente sobre as relações humanas pela perspectiva de experiências sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

“Get Naked” é o título do álbum de estreia do Threesome lançado em 2014. O disco reúne 11 faixas e está integralmente disponível online através das principais rádios e aplicativos.

Três anos após o lançamento do debute, Juh e Fred Leidl, Bruno Manfrinato, Bob Rocha e Henrique Matos decidiram colocar o álbum sob nova perspectiva, motivados pelo desligamento do antigo vocalista e por novas possibilidades no processo de produção.

O resultado foi o EP “Keep On Naked” que traz regravações de duas músicas do disco de estreia, “Every Real Woman” – agora “ERW” – e “Why Are You So Angry?” – rebatizada como “Sweet Anger” -, além de uma faixa inédita chamada “My Eyes”.

Threesome_Keep On Naked

Se “Get Naked” foi concebido a partir de uma estética artesanal, para “Keep On Naked” o Threesome buscou um caminho absolutamente inverso. Captação, mixagem e masterização levam a assinatura de ninguém menos que Maurício Cajueiro, renomado produtor brasileiro que já trabalhou com alguns dos nomes mais relevantes do mundo como Linkin Park, Steve Vai, Glenn Hughes, Gene Simmons, Stephen Stills, entre outros. Todo o processo aconteceu no estúdio Cajueiro em Campinas e a banda gravou as músicas ao vivo direto na fita de rolo.

“Keep On Naked” já está disponível para audição streaming e download nas principais plataformas digitais:

Spotify: https://goo.gl/YC686B
Deezer: https://goo.gl/oB8T16
Amazon: https://goo.gl/uNstNR
iTunes: https://goo.gl/7Facpo
Google Play: https://goo.gl/4iPEUG

Dois vídeos também já foram produzidos para o EP:
Lyric-Video de “Sweet Anger”: https://youtu.be/yYhqr_ZI464
Videoclipe de “My Eyes”: https://youtu.be/tF0uV5godLA

E para quem não abre mão do CD físico, há uma chance de ganhar uma cópia do EP “Keep On Naked”, assim como também uma camiseta e um chaveiro porta-palhetas do Threesome.

Basta participar do desafio “Yes I Know It” acessando o endereço https://goo.gl/VHPBc3 e responder a pergunta: “Qual música do novo EP da Threesome está a letra: A Place To Jump / A Way To Slide?”.

Threesome_Desafio Yes I Know It

O sorteio acontecerá no próximo dia 23 de Março. Para mais detalhes, basta ler o regulamento do desafio.

Links relacionados:
www.3somerock.com
www.facebook.com/3some
www.youtube.com/threesomerock
www.twitter.com/ThreesomeRock
www.instagram.com/threesomerock
www.soundcloud.com/threesomerock

 

Threesome: assista o novo videoclipe “My Eyes”

Threesome_Keep On Naked

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referências de outros segmentos como o blues, jazz e o indie.

Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome discorrem geralmente sobre as relações humanas pela perspectiva de experiências sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

“Get Naked” é o título do álbum de estreia do Threesome lançado em 2014. O disco reúne 11 faixas e está integralmente disponível online através das principais rádios e aplicativos.

Três anos após o lançamento do debute, Juh e Fred Leidl, Bruno Manfrinato, Bob Rocha e Henrique Matos decidiram colocar o álbum sob nova perspectiva, motivados pelo desligamento do antigo vocalista e por novas possibilidades no processo de produção.

O resultado foi o EP “Keep On Naked” que traz regravações de duas músicas do disco de estreia, “Every Real Woman” – agora “ERW” – e “Why Are You So Angry?” – rebatizada como “Sweet Anger” -, além de uma faixa inédita chamada “My Eyes”.

“Este trabalho veio da necessidade que tínhamos de mudar e melhorar algumas coisas em relação ao álbum de estreia”, explica o baterista Henrique Matos. “Get Naked foi concebido em nosso home studio, então tanto em relação à qualidade de gravação ou quanto à própria composição e arranjos, achamos que poderíamos fazer melhor. Com a saída do Bruno Baptista da banda, a Juh Leidl assumiu as vozes principais de algumas músicas e isso causou uma necessidade natural de mudar as linhas vocais, caso da “Every Real Woman”, que agora adquiriu um tom mais provocativo ainda, registrado na nova “ERW”. “Why Are You So Angry” mudou completamente, é outra música, apesar de ter mantido a letra original, mas nem consideramos como regravação, ela se tornou uma das músicas mais fortes e pesadas da banda, agora chamada “Sweet Anger”. Já “My Eyes” é totalmente inédita e nela decidimos usar o vocal agressivo e doido do Fred Leidl, e o resultado foi excelente”.

Se “Get Naked” foi concebido a partir de uma estética artesanal, para “Keep On Naked” o Threesome buscou um caminho absolutamente inverso. Captação, mixagem e masterização levam a assinatura de ninguém menos que Maurício Cajueiro, renomado produtor brasileiro que já trabalhou com alguns dos nomes mais relevantes do mundo como Linkin Park, Steve Vai, Glenn Hughes, Gene Simmons, Stephen Stills, entre outros. Todo o processo aconteceu no estúdio Cajueiro em Campinas e a banda gravou as músicas ao vivo direto na fita de rolo.

“Sempre quisemos gravar de forma analógica”, acrescenta Henrique. “Alcançamos o resultado esperado e, de fato, ficou diferente em relação a uma gravação digital. A performance ficou muito natural, e a fita casa melhor todas as frequências, tudo soa mais orgânico, parece que todos os instrumentos têm o seu espaço sem conflitar. É um deleite.”

“Keep On Naked” já está disponível para audição streaming e download nas principais plataformas digitais:

Spotify: https://goo.gl/YC686B
Deezer: https://goo.gl/oB8T16
Amazon: https://goo.gl/uNstNR
iTunes: https://goo.gl/7Facpo
Google Play: https://goo.gl/4iPEUG

A banda acabou de disponibilizar um vídeo para a música “My Eyes”:

Confira também o Lyric-Video de “Sweet Anger”:

Links relacionados:
www.3somerock.com
www.facebook.com/3some
www.youtube.com/threesomerock
www.twitter.com/ThreesomeRock
www.instagram.com/threesomerock
www.soundcloud.com/threesomerock

 

 

Threesome: lança novo EP, “Keep On Naked”

Threesome_Keep On Naked

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referências de outros segmentos como o blues, jazz e o indie.

Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome discorrem geralmente sobre as relações humanas pela perspectiva de experiências sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

“Get Naked” é o título do álbum de estreia do Threesome lançado em 2014. O disco reúne 11 faixas e está integralmente disponível online através das principais rádios e aplicativos.

Três anos após o lançamento do debute, Juh e Fred Leidl, Bruno Manfrinato, Bob Rocha e Henrique Matos decidiram colocar o álbum sob nova perspectiva, motivados pelo desligamento do antigo vocalista e por novas possibilidades no processo de produção.

O resultado foi o EP “Keep On Naked” que traz regravações de duas músicas do disco de estreia, “Every Real Woman” – agora “ERW” – e “Why Are You So Angry?” – rebatizada como “Sweet Anger” -, além de uma faixa inédita chamada “My Eyes”.

“Este trabalho veio da necessidade que tínhamos de mudar e melhorar algumas coisas em relação ao álbum de estreia”, explica o baterista Henrique Matos. “Get Naked foi concebido em nosso home studio, então tanto em relação à qualidade de gravação ou quanto à própria composição e arranjos, achamos que poderíamos fazer melhor. Com a saída do Bruno Baptista da banda, a Juh Leidl assumiu as vozes principais de algumas músicas e isso causou uma necessidade natural de mudar as linhas vocais, caso da “Every Real Woman”, que agora adquiriu um tom mais provocativo ainda, registrado na nova “ERW”. “Why Are You So Angry” mudou completamente, é outra música, apesar de ter mantido a letra original, mas nem consideramos como regravação, ela se tornou uma das músicas mais fortes e pesadas da banda, agora chamada “Sweet Anger”. Já “My Eyes” é totalmente inédita e nela decidimos usar o vocal agressivo e doido do Fred Leidl, e o resultado foi excelente”.

Se “Get Naked” foi concebido a partir de uma estética artesanal, para “Keep On Naked” o Threesome buscou um caminho absolutamente inverso. Captação, mixagem e masterização levam a assinatura de ninguém menos que Maurício Cajueiro, renomado produtor brasileiro que já trabalhou com alguns dos nomes mais relevantes do mundo como Linkin Park, Steve Vai, Glenn Hughes, Gene Simmons, Stephen Stills, entre outros. Todo o processo aconteceu no estúdio Cajueiro em Campinas e a banda gravou as músicas ao vivo direto na fita de rolo.

“Sempre quisemos gravar de forma analógica”, acrescenta Henrique. “Alcançamos o resultado esperado e, de fato, ficou diferente em relação a uma gravação digital. A performance ficou muito natural, e a fita casa melhor todas as frequências, tudo soa mais orgânico, parece que todos os instrumentos têm o seu espaço sem conflitar. É um deleite.”

“Keep On Naked” já está disponível para audição streaming e download nas principais plataformas digitais:

Threesome: sobre sexo e nudez, erotismo e pornografia, arte e Rock ‘n’ Roll

Juh Leidl_Threesome.jpg

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referencias de outros segmentos como o blues, jazz e o indie.

Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome discorrem geralmente sobre as relações humanas pela perspectiva das experiências sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

“Get Naked” é o título do álbum de estreia do Threesome lançado em 2014. O disco reúne 11 faixas e está integralmente disponível online através das principais rádios e aplicativos. No canal oficial da banda no Soundcloud também é possível ouvir “Get Naked” na íntegra:

O Threesome está prestes a lançar seu novo EP. O trabalho é intitulado “Keep On Naked” e foi produzido por Maurício Cajueiro, renomado produtor brasileiro que já trabalhou com alguns dos nomes mais relevantes do mundo da música como Linkin Park, Steve Vai, Glenn Hughes, Gene Simmons, Stephen Stills, entre outros.

Threesome_Keep On Naked

E foi para falar sobre o novo EP que o site Gaveta de Bagunças convidou a vocalista Juh Leidl para uma entrevista. Considerando a estética sexual inerente ao trabalho do Threesome, e provocado pelos recentes episódios e discussões a respeito da nudez na arte, especialmente considerando as polêmicas envolvendo a performance do projeto “La Bête” no MAM em São Paulo, a entrevista tomou um direcionamento muito profundo no que diz respeito a discussão desses temas.

“A nudez pode ou não estar relacionada ao sexo. Ela pode acontecer como simples percepção estética da forma humana, livre de contextos sexuais. Quando vemos esculturas do classicismo grego, o auge da exploração das formas humanas como medida do universo, como busca da virtude, ética e estética primorosos, me parece quase impossível pensar em sexo, as poses, os temas, bem como em outras escolas posteriores.”, respondeu Juh Leidl, que também é artista plástica formada pela Unicamp, quando perguntada sobre as possibilidades da nudez não sexualizada na arte.

Juh_Threesome.jpg

A diferença entre erotismo e pornografia também foi colocada em discussão na entrevista.
“No erótico cabe espaço para a imaginação e essa pode ser infinita, é uma palavra que usamos pra romantizar um pouco o sexo, em sua origem grega carrega o sentido de amor, paixão e desse desejo, afinal, podemos ter o nu erótico, aparentemente revelado, mas a abordagem passeia entre a preocupação com a estética e o que chamamos de pornografia, e esta, por sua vez, não tem a menor pretensão de insinuar, você não precisa imaginar nada porque tudo já está ali, ela é escancarada e “exposta” e pegando pela origem da palavra, fica mais fácil de entender o contexto”, declarou a vocalista.

Sexo e Rock ‘n’ Roll voltam a dar as mãos no universo estético-musical do Threesome e essa entrevista para o site Gaveta de Bagunças foi muito mais fundo nesses assuntos. Para ler a entrevista na íntegra, acesse:

https://gavetadebagunca.wordpress.com/2017/11/10/threesome-sexo-sexo-e-rock-n-roll/

Mais informações sobre datas e plataformas de lançamento de “Keep On Naked” serão divulgadas na próxima semana.

Além de Juh Leidl, o Threesome também é formado por Fred Leidl (guitarra/piano/vocal), Bruno Manfrinato (guitarra), Bob Rocha (baixo) e Henrique Matos (bateria).

Mais Informações:

Threesome: revela título e capa de novo EP

Threesome (2)

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referencias agregadas de outros segmentos como o blues, acid jazz e o indie. Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome narram experiências amorosas e sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

“Get Naked”, o álbum de estreia do Threesome, foi lançado em 2014 e está integralmente disponível online através das principais rádios e apps como iTunes, Spotify e Google Play. No canal oficial da banda no Soundcloud também é possível ouvir “Get Naked” na íntegra: https://soundcloud.com/threesomerock/sets/get-naked

O Threesome está atualmente em estúdio finalizando seu novo EP a ser lançado ainda no primeiro semestre de 2017. O trabalho será intitulado “Keep On Naked” e vai trazer regravações de duas músicas do disco de estreia, “Every Real Woman” e “Why Are You So Angry?”, além de uma faixa inédita chamada “My Eyes”.

“Este trabalho veio da necessidade que tínhamos de mudar e melhorar algumas coisas em relação ao álbum de estreia”, diz o baterista Henrique Matos. “Get Naked foi concebido em nosso home studio, então tanto em relação à qualidade de gravação ou quanto à própria composição e arranjos, achamos que poderíamos fazer melhor. Com a saída do Bruno Baptista da banda, a Juh Leidl assumiu as vozes principais de algumas músicas e isso causou uma necessidade natural de mudar as linhas vocais, caso da “Every Real Woman”, que agora adquiriu um tom mais provocativo ainda. “Why Are You So Angry” mudou completamente, é outra música, apesar de ter mantido o mesmo nome e letra da original, mas nem considero como regravação, ela se tornou uma das músicas mais fortes e pesadas da banda. Já “My Eyes” é totalmente inédita e nela decidimos usar o vocal agressivo e doido do Fred Leidl, e o resultado foi excelente”.

Threesome_Keep On Naked

Captação, mixagem e masterização de “Keep On Naked” levam a assinatura de Maurício Cajueiro do estúdio Cajueiro de Campinas/SP. A banda gravou as músicas ao vivo direto no gravador de rolo.

“Sempre quisemos gravar de forma analógica”, acrescenta Henrique. “Alcançamos o resultado esperado e, de fato, ficou diferente em relação a uma gravação digital. A performance ficou muito natural, e a fita casa melhor todas as frequências, tudo soa mais orgânico, parece que todos os instrumentos têm o seu espaço sem conflitar, é um deleite.”

Já com relação a capa de “Keep On Naked”, ela foi mais uma vez desenvolvida pela vocalista Juh, que também é artista plástica e já tinha assinado a capa de “Get Naked”.

“Tentei criar algo em cima dos temas das três músicas”, conta a vocalista e pintora. “Os três temas são ligados às relações humanas, com um apelo do envolvimento sexual de maneira intensa, mas ao mesmo tempo leve, dinâmica e natural. Penso que a arte da capa traduz sozinha o tipo de sensação que queremos causar ao escutar as músicas. E se você observar, as posições e contornos humanos trazem inconscientemente a mesma forma do símbolo de nosso logo. Keep On Naked, seja pela capa ou conteúdo, mostra essa harmonia, ritmo, swing, calor e intensidade que buscamos”.

Mais informações sobre datas e plataformas de lançamento de “Keep On Naked” serão divulgadas em breve.

Além de Juh Leidl e Henrique Matos, o Threesome também é formado por Fred Leidl (guitarra/piano/vocal), Bruno Manfrinato (guitarra) e Bob Rocha (baixo).

Mais Informações:

 

Threesome: Bob Rocha na nova edição da revista Bass Player

Threesome 2

Intitulada “Grooves Maliciosos Sem Ser Vulgar”, a entrevista traz Bob falando sobre as peculiaridades do som da banda e responde a uma intrigante questão: rolam orgias nos shows do Threesome?

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral e original, esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referencias agregadas de outros segmentos como o blues, acid jazz e o indie. Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome narram experiências amorosas e sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

“Get Naked”, o álbum de estreia do Threesome, foi lançado em 2014 e está integralmente disponível online através das principais rádios e apps como iTunes, Spotify e Google Play. No canal oficial da banda no Soundcloud também é possível ouvir “Get Naked” na íntegra:

O Threesome está atualmente em estúdio gravando um EP a ser lançado ainda no primeiro semestre de 2017. O trabalho vai trazer regravações de duas músicas do disco de estreia, “Every Real Woman” e “Why Are You So Angry?”, além de uma faixa inédita chamada “My Eyes”. Título do trabalho e data de lançamento serão divulgadas em breve, embora é certo que o EP esteja disponível antes do fim do primeiro semestre.

Outras novidades sobre o novo EP foram contadas pelo baixista Bob Rocha exclusivamente à revista Bass Player Brasil. O músico é destaque na seção “Graves e Grooves” da nova edição dessa que é a mais importante publicação impressa voltada para o contrabaixo no mundo.

 Com o título “Grooves Maliciosos Sem Ser Vulgar”, a entrevista destacou o estilo grooveado de Bob que dialoga diretamente com o conceito das letras: “é basicamente pegar com firmeza fazendo carinho aos poucos”, declarou o baixista em uma das respostas.

Bass Player_Bob Rocha_Threesome.jpg

Nessa que é a edição #65 (Março/2017) e traz matéria de capa com Flea do Red Hot Chilli Peppers, Bob ainda comentou sobre o protagonismo do contrabaixo nas músicas do Threesome, suas influências que vão de James Jamerson a Steve Harris e respondeu a intrigante questão: rolam orgias nos shows do Threesome?

Quem quiser saber a resposta é só correr para as bancas ou pedir seu exemplar pelo site da revista: www.http://bassplayerbrasil.com.br

Além de Bob Rocha, o Threesome é formado por Juh Leidl (vocal), Fred Leidl (guitarra/piano), Bruno Manfrinato (guitarra) e Henrique Matos (bateria).

Mais Informações:

Threesome: guitarrista Fred Leidl lança linha de pedais

Threesome (2)

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral e original, esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referencias agregadas de outros segmentos como o Blues, Acid Jazz e o Indie. Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome narram experiências amorosas e sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

Fred Leidl, guitarrista, pianista e um dos principais compositores do Threesome, também é engenheiro elétrico formado pela Unicamp. Com o propósito inicial de desenvolver um pedal ‘signature’ que atendesse as suas próprias necessidades como músico, ele acabou criando uma série de produtos que ganharam vida própria. Tratam-se dos pedais Leidl da linha Ethos. São ao todo cinco tipos diferentes de pedais para guitarra (Killer Queen, The Joker, The Viking, King B e Rocket Queen) e um para contrabaixo (Bob Rock), desenvolvido especialmente para o baixista do Threesome, Bob Rocha.

 São cinco pedais diferentes para guitarra e um para contrabaixo, todos analógicosPedais Leidl - Linha Ethos.jpg

De acordo com Fred, os pedais Leidl da linha Ethos são todos 100% analógicos e possuem circuito analógico com comportamento igual a amplificadores valvulados.

“Os pedais apresentam alta resposta e sensibilidade a palhetada, além de produzirem timbres limpos, com drive e distorção. A equalização é possível escolher entre Grave, Médio e Agudo e pode ser usado em amplificadores ou direto em PA ou gravação. Também pode ser um segundo potenciômetro de volume com swith de boost com opção de acionar dois tipos de distorção no boost. Por fim, os pedais Leidl da linha Ethos também podem ser customizados”.

Uma série de vídeos demonstrativos dos pedais Leidl da linha Ethos estão disponíveis no canal de Fred Leidl no Youtube. Assista o vídeo com o modelo “Rocket Queen”: https://youtu.be/cfYq9hxzyTE

Interessados em obter mais informações sobre os pedais, podem entrar em contato através do email: leidl@leidl.com.br.

Entre outras novidades, o Threesome está atualmente em estúdio gravando um EP inédito a ser lançado ainda no primeiro semestre de 2017.

Para quem ainda não conhece o trabalho da banda, “Get Naked”, o álbum de estreia do Threesome, lançado em 2014, está integralmente disponível online através das principais rádios e apps como iTunes, Spotify e Google Play. No canal oficial da banda no Soundcloud também é possível ouvir “Get Naked” na íntegra: https://soundcloud.com/threesomerock/sets/get-naked

Além de Fred Leidl e do baixista Bob Rocha, o Threesome também é formado por Juh Leidl (vocal), Bruno Manfrinato (guitarra) e Henrique Matos (bateria).

 

 

Sexo, Pincéis e Rock ‘N’ Roll: banda Threesome promove encontro entre música e artes plásticas com um toque de erotismo

Juh Leidl_Feel II.jpg

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral e original, esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referencias agregadas de outros segmentos como o blues, acid jazz e o indie.

Inerentemente maliciosas, as letras  das músicas do Threesome narram experiências amorosas e sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

Juh Leidl, vocalista do grupo, também é artista plástica, o que acaba por influenciar diretamente o trabalho do Threesome. Seja no aspecto musical em si ou no desenvolvimento do trabalho visual da banda, que quase sempre levam a assinatura da cantora.

Juh Leidl.jpg

Aos 14 anos Juh Leidl conquistou a primeira medalha de ouro em uma exposição na Childen’s Art Gallery em Zánka, Hungria. Estudou Belas Artes da Universidade Estadual de Campinas UNICAMP, onde se formou com especialização em pintura.

Durante os processos criativos de Juh Leidl, segundo ela própria, música e pintura coexistem de forma caleidoscópica.

“Sempre fui apaixonada por música e sempre desenhei e pintei ouvindo música”, conta Juh Leidl. “Para mim é impossível pintar sem ouvir música. Ela é tão intrínseca ao processo que tenho que escolher a dedo o que vou ouvir dependendo do trabalho que estou fazendo, da energia que quero passar na tela. Já perdi a conta de quantas vezes coloquei um álbum e em determinado momento tive que parar de pintar e trocar a música porque a vibração que começou a rolar não estava alinhada com o trabalho. Ou então deixei uma música em particular tocando repetidas vezes até terminar um determinado ponto do quadro. Já quando estou cantando ou compondo eu penso em cores, em quente, frio, em calma, em raiva, o que a música quer dizer, logo que cor ela tem? Que nuances posso dar a melodia quase como quem pinta só que com o som! Quando estou no palco penso em layouts e composições de imagem. O que o público está vendo? Que estrutura estamos mostrando se eu ficar pra cá, e porque não levar o olhar agora para lá? Imagem e som são como eu respiro.”

Entre os trabalhos de Juh, destacam-se algumas obras como “Feel II” e “Free”.

“Ambos apresentam essa linguagem mais erótica, mas enquanto “Feel II” é quase que uma entrega romântica, “Free” é mais solta. “Feel II” traz as linhas escritas em hebraico que, se traduzidas, dizem: ‘Oh, meu coração é seu, meu corpo é seu, e toda a minha alma, meus olhos te vendo, meus lábios beijando os seus’. “Free” foi um exercício de desbloqueio, fazer o que viesse a mente, aí acabaram saindo as imagens de várias formas de amor.  Os trabalhos têm em comum a atmosfera mais pastel”, explicou a artista.

Juh Leidl_Free.jpg

“Get Naked” é o título do álbum de estreia do Threesome lançado em 2014. O disco reúne 11 faixas e está integralmente disponível online através das principais rádios e apps como iTunes, Spotify e Google Play. No canal oficial da banda no Soundcloud também é possível ouvir “Get Naked” na íntegra: https://soundcloud.com/threesomerock/sets/get-naked 

O Threesome está atualmente em estúdio gravando um EP inédito a ser lançado ainda no primeiro semestre de 2017. Juh Leidl certamente assinará a arte da capa.

Além de Juh, o Threesome também é formado por Fred Leidl (guitarra/piano/vocal), Bruno Manfrinato (guitarra), Bob Rocha (baixo) e Henrique Matos (bateria).

Links relacionados: