Barril De Pólvora: grupo libera mais um vídeo de bastidores do novo álbum

barrildepolvora

O trabalho de composição para o novo álbum da Barril De Pólvora está em ritmo acelerado. Antes de entrar em estúdio a banda formada por Flávio Drager (vocal), Emerson Martins (guitarra), Saulo Santos (baixo) e Alexis Bomfim (bateria) acerta os últimos detalhes das músicas no “Porão do Rock”, que é o home studio de ensaio do grupo. Confira no vídeo postado em seu Facebook:

 

Para ouvir o álbum “Barril de Pólvora” (2018) via streaming, acesse:
 
Links relacionados:
 
Confira os vídeos oficiais no YouTube, aproveite e se inscreva no canal: https://www.youtube.com/channel/UCmv0bIRNfxo2IyEWywfTsVw/videos
 
Para levar a Barril De Pólvora à sua cidade:
+55 (85) 9.9690-7536

Unabomber: nome histórico do underground carioca, retrata convulsões sociais em novo clipe

Unabomber 1_Crédito Marcos Hermes

“A Celebração da Peleja entre o Molotov e a Máquina” tem performance explosiva

O caos social do Rio de Janeiro ganha força nas canções do Unabomber. Tradicional banda do underground no estado, eles continuam a surpreender após muitos anos de estrada. Em “A Celebração da Peleja entre o Molotov e a Máquina”, o grupo canta a relação distópica entre modernidade e natureza cada vez mais atual. O vídeo já está disponível no canal oficial de YouTube e a faixa integra o EP “O Mal da Máquina Morre”, lançado em 2019.

Assista a “A Celebração da Peleja entre o Molotov e a Máquina”:

Ouça o EP “O Mal da Máquina Morre”: https://album.link/br/i/1449042045

Contrastando imagens de arquivo da internet com a banda ao vivo, o registro busca demonstrar os atuais conflitos entre o mercado, a produtividade e meio ambiente presentes na letra, composta por Ayam Ubrais Barcos.

“É uma poesia política com metáforas. A máquina representa o sistema e o molotov é a consciência, de repente iluminada. O saber que se está dentro desse sistema e como ele funciona. A consciência, antes nas trevas, está incendiada, iluminada”, reflete o compositor.

No início da história do Unabomber, se reuniram para tocar despretensiosamente o baterista Paulo Stocco (com passagens por Jason, Mandril e Perdidos na Selva), os irmãos Sandro Luz (guitarra) e André Luz (vocais) e o baixista Alan Vieira, responsável pela produção do novo vídeo. Após alguns shows, resolveram recrutar mais um guitarrista e Jeff Barata assumiu a posição.

A estreia da banda foi em 1995 com uma demotape auto-produzida homônima. A repercussão foi grande, chegando a todos os zines especializados da época. A segunda tape, “R”, teve produção de Rafael Ramos (Pitty, Titãs, Dead Fish) e foi lançada em 1998. No ano seguinte, o Unabomber encerrou suas atividades.

18 anos depois eles voltaram com o EP “Massas & Manobras S/A”, com produção musical de Celo Oliveira, além de projeto visual do fotógrafo Marcos Hermes. E em meio ao xadrez sócio político vivido no presente, a banda compôs e gravou “Silêncio”, também produzida por Celo Oliveira e lançada no final de 2017, como primeira faixa inédita após o retorno. Jeff, o segundo guitarrista, deixou a banda pouco após esse single.

Voltando às origens em sua formação de quarteto, o Unabomber lançou uma versão de “Pesadelo”, composta por Paulo César Pinheiro e Maurício Tapajós, gravada originalmente pelo MPB4 em 1972. A letra é atual e passeia por velhas preocupações ressurgidas e a necessidade de novas perspectivas, em meio à maior polarização política, social e ideológica jamais vista no país.

Isso se reflete em “O Mal da Máquina Morre”, EP lançado esse ano e que conta com “A Celebração da Peleja entre o Molotov e a Máquina”. O lançamento vem para somar a uma história que se estende por quase um quarto de século de arte e luta.

Unabomber é formado por:
André Luz – Vocal
Sandro Luz – Guitarra
Alan Vieira – Baixo
PC Stocco – Bateria
 
Mais informações:

Broken & Boned: confira vídeo ao vivo de “Puz of a Sick World”

broken&boned

Enquanto o Brasil se preparava para festejar a data da Proclamação da República, a Broken & Boned e as bandas Killer Attack, Chico Doido HC e FSM organizaram na Arena Broken, em Marabá/PA, o “Garagem Aberta 2019”.

Durante o set da Broken & Boned foram registradas três performances ao vivo que o grupo formado por Rômulo Portela (vocal), Carlos Nava (guitarra e vocal), Marcelo “Marshall” (guitarra), Lúcio de Paula (baixo) e André Cecim (bateria) publicará no decorrer dos próximos dias, mas a primeira que é a execução da música “Puz of a Sick World” do álbum “Hypocrisy Hymns” (2018), você já pode conferir no YouTube da banda:

Aproveite se inscreva no canal e curta os outros vídeos.

Infelizmente, a Killer Attack e Chico Doido HC não puderam tocar pela interrupção de fiscais da prefeitura que barraram o evento.  Depois desta data, a Broken & Boned rumou para Palmas/TO, onde fez show no dia 16/11 para promover o seu full-length e apresentar canções do novo álbum que está em produção.

Ouça o álbum “Hypocrisy Hymns” pelas plataformas digitais:
 
Links relacionados:
 
Shows:
+55.85.9.9690.7536
 
Assessoria Brauna Music Press:

Crucificator: grupo apresenta capa de novo álbum com arte desenvolvida pelo artista Alcides Burn, confira!

CRUCIFICATOR_Then_Hatred_Reborn_At_Dawn

Os baianos do Crucificator estão em fase final nos preparativos do novo álbum, intitulado “Then Hatred Reborn At Dawn”, previsto para início de 2020.

Em suas redes sociais, a banda divulgou um teaser contendo um trecho da faixa “Counterattack” e a tão aguardada capa, desenvolvida pelo artista Alcides Burn, que vem ganhando grande destaque na imprensa especializada, confira:

 

Assista ao teaser:

Em outras notícias, recentemente Alcides Burn divulgou também a capa do novo álbum dos cariocas do Taurus, intitulado “V”, que estará disponível em 2020 pelo selo Dies Irae – True Metal Label.

Conheça um pouco mais do trabalho de Alcides Burn aqui: http://www.burnartworks.com/

Contato Burn Artworks: alcidesburn@gmail.com

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
http://www.burnartworks.com/
https://www.facebook.com/alcides.burn
https://www.instagram.com/alcidesburn/
https://sanguefrioproducoes.com/clientes-corporativos/BURNARTWORKS/27
https://sanguefrioproducoes.com/bandas/CRUCIFICATOR/70

 

Venuz: grupo homenageia mulheres da música em novo clipe

Venuz - House of the Rising Sun (3) (1)

No Dia do Músico, a Venuz homenageia todas às mulheres da música com a versão para “House of the Rising Sun”, canção de domínio público. Primeira vez que a banda canta em inglês, a letra fala sobre um local chamado “Rising Sun”, em New Orleans, e já foi cantada pela banda The Animals, Five Finger Death Punch, e até mesmo Bob Dylan! A versão da Venuz traz um olhar feminino sobre a música e foi gravado no pub carioca O Pecado Mora ao Lado, com uma ambientação burlesca, evocando o clima dos anos 30.

A música “House of the Rising Sun” é repleta de histórias. Como uma canção de domínio público, ninguém sabe ao certo o ano de origem, muito menos quem a compôs. O primeiro registro que se tem acesso, era cantado no eu-lírico feminino, e falava sobre mulheres que trabalhariam em Rising Sun. A tal casa do sol nascente (em livre tradução), pode ser um cabaré chefiado por Madame Le Soleil Levant, ou o presídio feminino da cidade, cujos muros tinham a imagem de um sol nascente.

“Nós decidimos, pelo nosso viés feminista, resgatar as origens dessa canção, trazendo novamente o eu-lírico para o feminino, e invertendo o papel do pai e da mãe. Além disso, optamos por retratar a história do cabaré, por também estar associado à música. Pelo mesmo motivo, gravamos o clipe em um pub vintage no coração do underground carioca, no Pecado Mora ao Lado, no Garage (ao lado da Vila Mimosa, área da prostituição no Rio). Percebe-se então muitos links e gatilhos entre clipe, história e letra adaptada.”, detalha Aíla Dap (voz).

Esta é mais uma versão exclusiva da Venuz (que já adaptou o funk “Quero Que Tu Vá”, da Ananda, para o rock). Desta vez em inglês, a música não perde a veia feminista que a banda traz como marca registrada.

“Perceba que no final – e fizemos questão de mostrar isso no clipe – que há um orgulho em pertencer a casa. Antes foi digna de ruína, e hoje é a glória de mulheres que não ligam para a moral e os bons costumes. Não há como uma música representar melhor o lema da Venuz!”, define Aíla Dap.

Uma das bandas de destaque do rock carioca, a Venuz é atitude rock n’roll e feminismo. Com influências do hard rock e de nomes como Hole, Pitty, The Runaways e Rita Lee, o grupo planeja o próximo disco, enquanto continua a divulgar o EP “RebELA”, lançado em 2018. A Venuz é Aila Dap (voz), Juliana Valente (bateria), Carol Vianna (baixo), Valentinne Di Paula (guitarra) e Renata Guterres (guitarra).

A ficha técnica de “House of the Rising Sun” traz Francisco Patrício (gravação, mixagem e master), Bruna Santiago (produção de vídeo). Já o local onde o clipe foi gravado é o pub Pecado Mora ao Lado (Praça da Bandeira/RJ).

Assista “House of the Rising Sun”:

SuperSonic Brewer: grupo lança novo single “Lust For Blood A.D.” em todas as plataformas digitais

supersonic

Mais uma verdadeira pedrada do novo álbum do SuperSonic Brewer, acaba de ser liberada para os fãs consumirem nas plataformas digitais. O single “Lust For Blood A.D.”, já se encontra disponível para audição completa no Spotify, Deezer, Apple Music, Tidal, Napster, Music Amazon, Amazon e várias outras plataformas.

A faixa estará presente no novo álbum de estúdio, “In Blackness”, que oficialmente será lançado nas plataformas digitais em dezembro de 2019. Agora confira o single “Lust For Blood A.D.”:

 

Formação:
Vinicius Durli – Vocal/Baixo
Rodrigo Fiorini – Guitarra
Jovani Fracasso – Guitarra
Felipe Carlesso – Guitarra
Evandro da Silva – Bateria
 
Mais informações:

10º Blasphemic Art Festival: sorteia ingressos para o show do Sextrash na Nova Embaixada

Cartaz SHOW 2019.jpg

O Programa Arrasa Quarteirão em parceria com o 10º Blasphemic Art Festival estará sorteando 1 ingresso toda a última terça feira do mês. Basta ir no evento do Facebook e compartilhar o evento e estará concorrendo ao ingresso.

10º Blasphemic Art Festival:
https://www.facebook.com/events/1170444949811033/
Programa Arrasa Quarteirão:
www.dinamicofm.com.br/escutar

Blasphemic Art Distro faz promoção para venda de ingressos do show do Sextrash:
 
Para você que quer apoiar o Blasphemic Art Festival a Blasphemic Art Distribuidora está com uma promoção incrível. Nas compras de R$ 100 reais ou mais na loja virtual você ganha um ingresso do 10º Blasphemic Art Festival no dia 07/03/2020 na Nova Embaixada do Rock com as bandas Sextrash/BH, Finally Doomsday/Porto Alegre, Revogar /Esteio e Imperador Belial/ RJ.
 
Vale apena aproveitar garantir CDs Underground e apoiar este grandioso evento!
 
Serviço:
10º Blasphemic Festival orgulhosamente trás ao RS:
SexTrash Death/Black Metal Belo Horizonte/MG
Bandas de abertura:
Imperador Belial Black Metal Rio de Janeiro/RJ
Revogar Black/Death Metal Esteio/RS
Finally Doomsday Death/Grind Porto Alegre/RS
Data: 07/03/2020
Local: Nova Embaixada
Endereço: Rua Presidente Roosevelt, nº 806, Centro
São Leopoldo
Horário: 22horas
Ingressos:
1º Lote: 30,00
2: Lote: 40,00
Na Hora : 50,00
Pontos de Venda:
Aplace Artigos de Rock
Nova Embaixada com Robson Elias Vaz
Origem Tattoo – São Leopoldo/RS
Compra Online:
Ingressos com nome na Lista ou físico com Deisi Wolff
Direto com a produção:
Contato: whatsApp 054 9 99977955 Mauricio
 
Apoios:
Site: Domini Inferi
Programa Arrasa Quarteirão todas as terças feiras 21:00 na
Aplace Artigos de Rock R. Voluntários da Pátria, 294 loja 237 2°andar – Centro Histórico, Porto Alegre – RS, 90030-001
 
Patrocinadores:
Under House Erechim – Confraria Bar Atire – Av Germano Hoffomannn 294, 99700-000 Erechim
DRAKKAR BRASIL –
Vegan chefe zauza – Chapecó/SC
Queen Semi Jóias – Pontão/RS
Cianeto Discos – Não-Me-Toque/RS