Axecuter: “Headbangers Afterlife” lançado oficialmente em LP, confira!

Axeculter.jpg

A banda paranaense Axecuter anunciou que seu atual trabalho, “Headbangers Afterlife”, ganhou uma nova versão neste segundo semestre de 2017.

O split CD, que havia sido lançado no final de 2016 ao lado dos cariocas do Flageladör, chegou agora em LP. Licenciado pela Mindscrape Music, o trabalho foi feito pela Neves Records, com um encarte exclusivo e em uma tiragem limitada em 300 cópias numeradas.

A nova versão de “Headbangers Afterlife” pode ser adquirida com o selo responsável, ou diretamente com a banda pelo e-mail axecutermetal@gmail.com, também é possível comprar o atual álbum em CD pelo valor de R$ 15,00 (frete a calcular).

“Headbangers Afterlife” também foi disponibilizado para streaming. Confira alguns links:

Spotify: https://open.spotify.com/album/2C4zpelmzkVTAB63bQlFgZ
Deezer: http://www.deezer.com/br/album/15500688

Contato para shows e assessoria: [../../contato]www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/axecuter/
[../../bandas/Axecuter/24]http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Axecuter/24 

Anúncios

Atlantis: “Lost in Time” será destaque na coletânea “Rock Out Of The Box Vol. 1”

Atlantis 2

Depois de ganhar um forte destaque nas plataformas de streaming, o novo single, “Lost in Time”, da banda de Heavy Metal Atlantis já começa a confirmar presença em importantes coletâneas nacionais.

A primeira a ser anunciada é a “Rock Out Of The Box Vol. 1”, organizada pela Cangaço Rádio Rock, onde o grupo catarinenese irá figurar ao lado de grandes bandas do cenário nacional, como Salário Mínimo, Metalmorphose, Harppia, e muito mais. Confira abaixo a capa e tracklist:

01. Salário Mínimo – Fatos Reais
02. Metalmorphose – A Cobra Fumou
03. Harppia – Black Joe
04. Arandu Arakuaa – Nhandugûasu
05. PSD – Todo Mundo Pode
06. Dancing Flame – Warriors Path
07. Pop Javali – Hollow Man
08. Broken Jazz Society – Mongrel Cat
09. Magister – The Endless Path
10. Transcendent – Second Breath
11. Apple Sin – Sea Of Sorrow
12. Atlantis – Lost In Time
13. Guilherme Costa – Come On And Play

Além de estar presente nas principais plataformas de áudio do mundo, “Lost in Time” foi disponibilizado para venda digital no site oficial da Sangue Frio Records, onde junto ao single, acompanha também o EP “Hotter Than A Burning Church” como bônus, além de um caprichado trabalho gráfico, contendo capa, contracapa, encarte e rótulo do CD, extremamente bem feitos pela Fug Design. Adquira agora o download do atual trabalho do Atlantis por apenas R$ 8,00 e apoie a banda: https://goo.gl/pyoj1W

Ouça o single “Lost in Time”:
Spotify: https://open.spotify.com/album/4e4C35M0OPI4dMBq3Zy8iD
Deezer: http://www.deezer.com/br/album/45001771
iTunes/Apple Music: https://itunes.apple.com/br/album/lost-in-time-single/id1261528476
Groove: http://bit.ly/GrooveAtlantisLostinTime
Claro Música: https://www.claromusica.com/album/3236651
SoundCloud: https://soundcloud.com/atlantis-official/lost-in-time
Bandcamp: https://atlantis3.bandcamp.com/album/lost-in-time-single
YouTube: https://youtu.be/I_ryLqcJZX0

Contato para shows e assessoria: [../../contato]www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/AtlantisHeavyMetal
[../../bandas/Atlantis/18]http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Atlantis/18 

The Exalted Piledriver: lendária banda canadense é confirmada em Joinville/SC

The Exalted Piledriver.jpg

Liderada pelo lendário frontman “Gord Kirchin”, os canadenses do The Exalted Piledriver comemorarão seus 33 anos de carreira com uma importante turnê em território brasileiro.

Uma destas apresentações, acontecerá dia 03/11 em Joinville/SC, no Garage, onde ao lado das bandas Axecuter, Battalion, Antroforce, Harpago e Metal Genocide (Chile), o The Exalted Piledriver estará trazendo diversos clássicos da sua extensa carreira, confira o cartaz completo:

Link do evento no Facebook para mais informações: https://www.facebook.com/events/120200225334059/

Serviço:
Show: The Exalted Piledriver em Joinville
Local: Garage
Endereço: Rua: Inácio Bastos, 812 – Joinville/SC
Data: 03/11/2017
Horário: 19 horas
Ingressos: R$ 50,00 (antecipado, somente via depósito) – R$ 60,00 (na hora)
Mais informações: (41) 99902-5325 (WhatsApp)
Organização: VSF Entertainment

O grupo também passará pelos estados de São Paulo, Maranhão e Minas Gerais com a “33º Anniversary Tour Of Brazil 2017”, para mais informações sobre os demais shows contate a produtora responsável pela turnê: https://www.facebook.com/UndergroundProducoes666

Nos anos oitenta, a banda canadense Piledriver lançou os clássicos “Metal Inquisition” e “Stay Ugly”, que foram cultuados pelos seguidores do estilo com sua mistura de Thrash Metal com Metal Tradicional. Suspendendo suas atividades, a banda retornou após quase vinte anos e hoje atende pelo nome de The Exalted Piledriver.

Assessoria de imprensa: [../../contato]http://www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/exaltedpiledriver/
http://myspace.com/exaltedpiledriver

Human: revelados os conceitos individuais e as inspirações na criação do álbum Sad Modern World

Human - PVC_8797.jpg

A banda de Heavy Metal Tradicional, Human, está ativamente divulgando seu último registro de estúdio, o álbum “Sad Modern World” lançado originalmente em outubro de 2016 e só agora distribuído para a imprensa, que aos poucos vai tecendo críticas positivas sobre o trabalho, elevando como principais destaques as composições e arranjos criados pelos músicos do grupo.

Os músicos do grupo não medem esforços para criar conceitos introspectivos, inspirados em temas diversos que vão desde pensadores ou filmes clássicos. A banda em comemoração pelo primeiro aniversário do álbum, Sad Modern World, revela o conceito individual e a fonte de inspiração de cada música presente no disco.

Human -Sad Modern World

Confira abaixo o conceito completo de “Sad Modern World”:

Beyond Good and Evil (Letra: Rafael Sampaio)

Beyond Good And Evil é a música que abre o disco Sad Modern World. A letra é uma crítica ao maniqueísmo, a manipulação e alienação que decorrem dessa concepção. Já que muitos utilizam tal ideia para levantarem verdadeiros impérios à custa da “fé cega” alheia. A canção também aborda a visão de “céu” e “inferno” como meras metáforas e não como locais de salvação ou condenação.

Make Your Choice (Letra : Níass)

O filósofo Friedrich Nietzsche é, sem dúvida, uma forte influência na escrita da banda e o trecho abaixo serviu de grande inspiração para a escrita de Make your choice (Faça a sua escolha).

Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida – ninguém, exceto tu, só tu. Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias. Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar. Onde leva? Não perguntes, segue-o!”

“A canção aborda as inesperadas mudanças que ocorrem em nossas vidas e fala sobre como é preciso acreditar em si mesmo, enfrentar nossos medos e ir em busca do que verdadeiramente desejamos”.

Sad Modern World (Letra : Níass)

“Somos apenas fantoches oprimidos que dançam sobre o alicerce social” Esse trecho, de certa forma, sintetiza a ideia da faixa título do disco. Sad Modern World revela uma forte crítica a este “mundo corrido” no qual vivemos, onde o indivíduo, na busca por mais e mais dinheiro, vai se adequando aos padrões e se afastando de si mesmo!
O documentário “A servidão Moderna” também teve uma pequena influencia na escrita desta letra!”

Checkmate (Letra: Rafael Sampaio)

“A música Checkmate foi inspirada no filme “O Sétimo selo”, dirigido pelo sueco Igmar Bergman e lançado em 1957. A cena da partida de xadrez entre o cavaleiro Antonius Block (interpretado por Max Von Sydow) e a morte (“encarnada” por Bengt Ekerot) foi a fonte de inspiração para os versos “Life is like a chess/We play with death every day/ Until  we suffer a checkmate”, que posteriormente deu origem ao restante da canção”.

Evolution At Any Cost (Letra Níass & Rafael Sampaio)

“A canção critica a ganancia do homem que em busca da “evolução”, do “progresso”, destrói implacavelmente a natureza”.

We Can Live Our Time (Letra: Níass)

“A canção, que possui a participação do vocalista Bruno Passy, da banda soteropolitana de Hard Rock, Bratákia, aborda que é possível conviver com as diferenças quando há um sentimento verdadeiro entre as pessoas”. 

Sweet Home of Stars (Letra: Níass)

“A letra faz crítica as falsas promessas feitas pela grande maioria dos pastores e/ou por certos políticos que tentam a qualquer custo manipular as pessoas com seus falsos discursos”.

Break The Chains of your Mind. (Letra: Níass)

“A canção faz críticas aos valores morais contraditórios que aprisionam as pessoas em um mundo onde impera a intolerância e o conservadorismo”.

A banda ainda possui algumas cópias para venda, os interessados em adquirir o álbum Sad Modern World, é só entrar em contato com a banda em sua página oficial no Facebook.

Formação:
Pedro Neto – Vocal
Níass – Guitarra
Rafael Sampaio – Baixo
Clauzio Maia – Bateria
 
Mais informações:

 

Heryn Dae: hoje comemorando 01 ano de lançamento de seu debut álbum

Heryn Dae - 01

Há exatos um ano, no dia 04 de outubro, a banda catarinense Heryn Dae brindava aos fãs de Metal com seu primeiro registro oficial da carreira em material físico, o homônimo álbum “Heryn Dae” chegava da prensagem oficial e consigo oito faixas de Heavy Metal tradicional com alguns elementos de Speed e Power Metal.

O disco que obteve uma repercussão positiva, foi referência em vários veículos de comunicação, recebendo críticas positivas sobre a produção, composição, arranjos e arte. Alguns dos veículos mais importantes do país, além de destacarem o álbum em suas colunas referentes a resenhas, também abriram espaço para os músicos do grupo concederem entrevistas e comentarem sobre todo o trabalho encima de “Heryn Dae”.

Heryn Dae - capa.jpg

A banda foi destaque na revista Roadie Crew, nos sites Roadie Metal, Metal Samsara, A Música Continua a Mesma, Arte Metal, O Subsolo, Underground Resistance, Rebel Rock, News Horizons Zine, Arrepio Produções, Road To Metal e vários outros, sempre sendo destacado todo o conjunto criado no disco.

Além de ter disponibilizado o material físico, a banda possui o álbum na íntegra para audição nas principais plataformas de Streaming do Mundo, Spotify, YouTube, Deezer, Soundcloud e Google Play, são apenas alguns que você caro leitor, poderá encontrar o álbum para apreciação.

Atualmente a banda já se encontra em processo final de gravações do seu segundo disco, ainda com poucas informações sobre o mesmo, o grupo vem trabalhando pesado na construção harmônicas e líricas no novo disco.

Heryn Dae é formada por:
Victor Moura – Vocal
Juliano Bianchi: Guitarra
Matheus Leal – Guitarra
Ricardo bach – Baixo
Cristiano Pereira – Bateria
Mais informações:

 

 

Heroes Of War: saiba um pouco mais sobre o disco “Saints and Sinners”

Heroes of War Capa

Formada originalmente em 2006, a banda Heroes Of War é um dos nomes em maior evidência no interior de São Paulo, situados na cidade de São Carlos, o grupo acaba de liberar ao público seu segundo trabalho, o primeiro full da carreira, o álbum “Saints and Sinners” em material físico.

O disco conta com oito faixas de puro Heavy Metal, as músicas apresentam uma produção impecável e bem polida, o álbum tem em sua temática abordar assuntos relacionados as cruzadas, falando desde os conflitos históricos em busca do “Holy Grail” e sobre os guardiões de Sião.

A banda Heroes Of War está disponibilizando o material para venda em sua fã page pelo Facebook e anuncio que em breve estará disponibilizando todo o material nas principais plataformas de Streaming do mundo.

Já está liberado no Canal oficial do YouTube da banda, o clipe da música “Hellfire”, esse é o primeiro single oficial que o grupo liberou ao público após o lançamento de “Saints and Sinners”, as imagens mesclam a banda se apresentando ao vivo e imagens exclusivas gravadas em estúdio para composição visual do clipe.

Aos pouco o grupo irá revelar alguns detalhes sobre toda a construção harmônica e lírica do disco “Saints and Sinners”, além de estar dando início à distribuição do material para a imprensa brasileira e internacional.

Heroes Of War é formada por:
Glauber Fontana – Vocal
Allan Caruso – Guitarra
Everton Pereira – Guitarra
Anderson Moraes – Baixo
Marcelo Chiarelli – Bateria
 
Mais informações:

Tchandala: primeiro álbum da carreira finalmente disponível em formato digital

tchandala_fantastic.jpg

Lançado há 15 anos atrás, “Fantastic Darkness” mostrou para o mundo o talento e o potencial dos sergipanos do Tchandala.

Já apresentando a mescla característica de Heavy Tradicional, melodias vocais e muita energia, “Fantastic Darkness” foi muito bem aceita pelos headbangers. Agora, uma década e meia depois, ele pode ser ouvido na íntegra no Spotify:

 

O Tchandala segue nos preparativos finais para o lançamento de seu terceiro álbum completo, “Resilience”. O disco foi gravado, mixado e masterizado no Revolusom Studio e produzido por Marcos Franco, Dan Loureiro e Tchandala. A capa foi feita pelo artista Marlon Delano.

A faixa-título de “Resilience” foi disponibilizada para audição, confira:

Lembrando que o álbum contará com grandes participações especiais: Tim “Ripper” Owens (ex-Judas Priest, ex-Iced Earth), Clarice Pawlow e Renan Fontes, Iuri Sanson (Hibria) e Dan Loureiro (Ex-Confiteor e atual Ynys Wydryn).

Contato: dbenjamim@gmail.com

Links relacionados:
www.facebook.com/tchandala
www.metalmedia.com.br/tchandala

Gueppardo: Intercâmbio traz bandas argentinas para shows no Brasil

Live4Rock.jpg

A paixão pela música pesada é capaz de aproximar músicos de países diferentes. Pelo segundo ano consecutivo, a banda gaúcha Gueppardo ultrapassa as fronteiras e leva o seu Hard N’ Heavy para os “Hermanos” argentinos. Agora, o grupo traz as bandas Sinonimo e Morwen do país vizinho para shows em terras brasileiras. Mostrando que a união fortalece todo o cenário, a banda Marenna também faz parte do movimento e completa o line-up das duas edições do festival intitulado “Live 4Rock  – Edição Mercosul”.

Os shows com as quatro bandas acontecem em outubro nas cidades de São Leopoldo (06) e Caxias do Sul (07). Confira as atrações:

Sinonimo é uma banda formada na cidade de Buenos Aires, 2015. O grupo compartilha a ideia de adicionar ao Metal os diferentes estilos musicais, na premissa de que a música é uma, sendo este o motor deste projeto. Entre as influências da banda estão o Hard Rock, Heavy Metal, Power Metal, Speed Metal, Metal Neoclássico, Metal Progressivo e Tango, criando músicas que intercalam riffs pesados com estruturas melódicas e harmônicas da música clássica. O grupo está divulgando seu primeiro álbum autointitulado, recém lançado.

Morwen é uma banda de Hard Rock e Heavy Metal formada em 2001. Com o crescimento de sua popularidade, optou por produzir seu primeiro álbum, que leva o nome do grupo, de forma independente em 2006. Após mudanças na formação, o grupo lançou em 2016 seu segundo disco, “Rebelde Ante El Dolor”, que conta com a produção de Fernando Scarcella, baterista da lendária banda Rata Blaca.

Formada em 2007, a banda Gueppardo aposta em material próprio desde o início de suas atividades. Gravou o EP “Instinto Animal” em 2009, porém este trabalho não foi lançado oficialmente. Depois de um hiato de três anos, o grupo retorna e em 2015 lança o álbum “Fronteira Final”. O disco foi muito bem recebido pela crítica especializada, destacando-se como um dos melhores lançamentos do estilo no ano. A banda já se apresentou com grandes nomes do Heavy Metal mundial, como Steve Grimmett’s Grim Reaper e Blaze Bayley (Iron Maiden), além de realizar shows da “Sin Fronteiras Tour 2016” e da “Animal Tour 2017” em diversas cidades do Sul e Sudeste do Brasil e também na Argentina. Atualmente, a banda composta pelo guitarrista e membro fundador, Perÿ Rodriguez, conta com o vocalista Mauricio Osório; o baterista Léo Singer e o baixista Rafael Yadek. O grupo está finalizando seu próximo álbum “Execução Sumária”, que vai contar com releituras das músicas produzidas para o EP “Instinto Animal”, novas canções e bônus especiais.

Marenna é o projeto criado pelo vocalista da banda Lacross, Rodrigo Marenna. Focado no AOR e Hard Rock, a banda já lançou o EP “My Unconditional Faith” e o álbum “No Regrets”, além de ser o único grupo brasileiro a ter chegado à semifinal do concurso do Sweden Rock Festival 2017. O grupo acompanhou a Gueppardo em sua mais recente passagem por terras argentinas.

Após a realização das duas edições do festival e dando sequência ao intercâmbio entre as bandas, a Gueppardo retorna a Argentina pela terceira vez, para mais três shows que fazem parte da Animal Tour 2017.

Human: comemorando cinco anos do lançamento do EP “Leaving The Shadows”

Human - Leaving The Shadows

Comemorando 10 anos de carreira, a banda de Heavy Metal, Human, celebra em 2017 duas datas importantes na carreira, primeiro o fato de no mês de setembro comemorar uma década de existência e muita luta em prol de elevar a bandeira do Metal Nacional no país e em segundo, celebrar os cinco anos de lançamento do primeiro registro oficial do grupo, o EP, “Leaving The Shadows”.

O EP “Leaving The Shadows” é considerado o grande divisor de águas na carreira do grupo, abrindo várias oportunidades para que os músicos se apresentassem em várias cidades baianas e se tornarem um dos grandes expoentes do estilo na região Nordeste do país.

O disco apresenta uma banda com muito feeling e cheia de energia, comprovando em linhas harmônicas bem construídas, uma técnica diferenciada e letras inteligentes, abrindo os caminhos para o que atualmente é o grupo Human, uma banda que foge das mesmices impostas nas músicas e cria seu próprio conceito, aderindo desde estilos contemporâneos, clássicos e modernos.

Liberado apenas em formato digital, “Leaving The Shadows”, pode ser conferido na integra no canal oficial da banda no YouTube e também pelo Soundcloud. O grupo também possui o disco “Sad Modern World”, lançado em formato físico no fim de 2015.

Confira o EP “Leaving The Shadows”:
 
Tracklist:
01 – Open The Doors
02 – Am I The Evil
03 – Seekin’ The Light
04 – Our Soul Needs The Metal Music
05 – Leaving The Shadows
 
Formação:
Pedro Neto – Vocal
Níass – Guitarra
Rafael Sampaio – Baixo
Clauzio Maia – Bateria
 
Mais informações

 

Hellish War: grava versão para “The Lake” do Bathory

HellishWar_Low (1)

Há mais de 20 anos o Hellish War vem contribuindo para a manutenção de uma tradição de fazer Heavy Metal à maneira clássica. Até aqui sua contribuição se deu no formato de três álbuns de música autoral – “Defender Of Metal” (2001), “Heroes Of Tomorrow” (2008), “Keep It Hellish” (2013), além de um ao vivo gravado na Alemanha, “Live In Germany” (2010).

Em relação a covers e tributos, o grupo se aventurou pouco, justamente por entender que uma tradição deve sempre se disponibilizar ao futuro para que possa manter-se viva. Razão pela qual o Hellish War sempre priorizou suas próprias criações. Mas isso não impediu o grupo – a convite da Remedy Records da Alemanha – de participar do disco duplo “Reunation – A Tribute To Running Wild”, lançado em 2009. Na ocasião o Hellish War regravou uma versão matadora para “Return Of The Gods”, tornando-se um dos destaques do trabalho. Além da empreitada, uma versão para “Hellion” do WASP também pode ser encontrada no Youtube.

Dessa vez, antes de entrar em estúdio para registrar seu próximo álbum de inéditas, Bil Martins (vocal), Vulcano (guitarra), Daniel Job (guitarra), JR (baixo) e Daniel Person (bateria) decidiram regravar uma série de músicas de outras bandas das quais são fãs e que, de certa forma, os influenciaram nessa manutenção de um legado. A primeira a ser disponibilizada pelo quinteto é “The Lake”, do Bathory.

De acordo com o vocalista Bil Martins, essa regravação do Bathory demonstra que as referências musicais do Hellish War são sim plurais, mesmo que voltadas a um determinado segmento estético.

“O Bathory é uma grande influência para nós”,  acrescenta o vocalista. “Quorthon compôs inúmeras grandes canções e The Lake é uma que se encaixa perfeitamente na estética musical do Hellish War. Além de ser uma justa e sincera homenagem a todo o legado deixado por ele”.

Para ouvir a versão do Hellish War para “The Lake” do Bathory, acesse

Outras versões serão disponibilizadas e divulgadas em breve.

O relançamento do clássico disco de estreia, “Defender Of Metal”, que faz parte das comemorações de 15 anos do álbum, também estará disponível dentro de algumas semanas.

Mais Informações: