Human: confira todo o conceito criado para a música “Sad Modern Worlds” que teve inspiração em documentário do francês Jean-François Brient

Human - Band

Com conceitos inteligentes e que buscam abranger conteúdos de importância cultural e social, a banda Human, continua sua saga de informar individualmente, a ideia por trás de cada letra das faixas que fazem parte do álbum “Sad Modern World”.

Após apresentar ao público toda a história por trás das músicas “Checkmate” e “Beyond Good and Evil”, é a vez da faixa que dá nome ao disco, “Sad Modern World”, ter toda sua complexa ideia revelada aos fãs da banda e do estilo Heavy Metal tradicional.

“Sad Modern World” foi inspirada no documentário “Da servidão moderna”, documentário criado pelo francês Jean-François Brient, e faz uma crítica ao “mundo moderno” no qual vivemos, no qual as pessoas, enquanto buscam desesperadamente se adequarem aos padrões, não têm mais tempo para o que realmente importa, tornando-se verdadeiros “fantoches” do sistema.

Human -Sad Modern World.jpg

O texto original que foi a referência do grupo e do músico Níass, ao criar “Sad Modern World” cita de forma empírica a realidade como um fator unilateral, aonde apenas a escravidão involuntária é reconhecida pelo sistema, confira o texto original abaixo:

“A servidão moderna é uma escravidão voluntária, consentida pela multidão de escravos que se arrastam pela face da terra. Eles mesmos compram as mercadorias que os escravizam cada vez mais. Eles mesmos procuram um trabalho cada vez mais alienante que lhes é dado, se demonstram estar suficientemente domados. Eles mesmos escolhem os mestres a quem deverão servir. Para que esta tragédia absurda possa ter lugar, foi necessário tirar desta classe a consciência de sua exploração e de sua alienação. Aí está a estranha modernidade da nossa época”.

                                                                                                                              Jean-François Brient

A música pode ser conferida no YouTube , caso queira assistir ao documentário de Jean-François Brient, deixaremos o link abaixo da música da banda Human.

Human – Sad Modern World

Assista ao documentário “ Da servidão moderna”

Mais informações:

 

 

Atlantis: novo single, “Lost in Time”, já está disponível, confira!

Atlantis 4.jpg

Depois de um bem-sucedido EP, a banda de Heavy Metal Atlantis acaba de apresentar seu novo trabalho.

Intitulado “Lost in Time”, o novo single dos catarinenses contou com a produção do Estúdio Abrigo Nuclear, enquanto a arte passou pelas competentes mãos do artista Thiago Boller (Fug Design).

Seu lançamento, por ora somente digital, aconteceu de uma forte parceria entre o Atlantis e o selo Sangue Frio Records, que disponibilizou o single dentre as principais plataformas de streaming, confira:

Spotify: https://open.spotify.com/album/4e4C35M0OPI4dMBq3Zy8iD
Deezer: http://www.deezer.com/br/album/45001771
iTunes/Apple Music: https://itunes.apple.com/br/album/lost-in-time-single/id1261528476
Groove: http://bit.ly/GrooveAtlantisLostinTime
Claro Música: https://www.claromusica.com/album/3236651
Tidal/Wimp: https://listen.tidal.com/album/77049729
Amazon Music: http://a.co/4bqvvJW
Google Play: https://play.google.com/store/music/album/Atlantis_Lost_in_Time?id=Bfaiudmkxqyrff26v4somgzfrkm
SoundCloud: https://soundcloud.com/atlantis-official/lost-in-time
Bandcamp: https://atlantis3.bandcamp.com/album/lost-in-time-single

YouTube:

“Lost In Time” sucede EP “Hotter Than A Burning Church”, segundo álbum do grupo lançado em 2016, que obteve ótimas críticas da mídia especializada e se esgotando rapidamente. O Atlantis afirma que não descarta a possibilidade de um possível relançamento físico do mesmo, com o single se unindo ao material, ainda para este ano de 2017.

Mais informações sobre o lançamento digital gratuito: sanguefriorecords@sanguefrioproducoes.com

Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/AtlantisHeavyMetal
http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Atlantis/18

 

Prison Bäit: banda abre edital para interessados em ser o novo guitarrista do grupo, saiba como se inscrever no link

Prison Bäit (2).png

Os músicos da banda Prison Bäit, convocam guitarristas do estado de Alagoas, preferencialmente da região de Maceió, para participarem dos testes para o posto de guitarrista do grupo.

A banda informa oficialmente que o guitarrista “Adailton Junior” não faz mais parte do núcleo de criação do grupo, o mesmo sai de forma amigável e todos os demais integrantes da “Prison Bäit” desejam sucesso ao ex-músico do grupo.

A Prison Bäit está atualmente preparando o relançamento do disco “Who Da Fuck Are You”, para em seguida anunciar a agenda de shows por toda a região nordeste do país.

Interessados em ocupar o cargo de guitarrista de uma das principais bandas de Heavy Metal nordestino, é preciso se inscrever no edital criado pelo grupo e fornecer todas as informações solicitadas.

Pétalas Insanas: participa da coletânea Hard Rock Paradise

Capa Hard Rock Paradise

A Pétalas Insanas é uma das bandas que fazem parte da coletânea “Hard Rock Paradise” do Programa com o mesmo nome que faz parte da programação da Rádio Web Stay Rock Brazil. O grupo liberou a música “Hey Menina”, gravada e mixada no Estúdio Hurricane, com produção de Sebastian Carsin, lançada como single em 2015 para comemorar os dez anos da banda.

A coletânea é uma iniciativa do radialista e produtor do programa Hard Rock Paradise, Paulo “Destroyyer” Maia, e traz 16 bandas do estilo de todo o Brasil, a capa ficou criada pela artista Blair Gagliardi. Além da Pétalas Insanas, as bandas Gueppardo e Savannah também representam o Hard Rock Gaúcho na coletânea. Paulo fala sobre o lançamento: “Eu vivo e amo o Hard Rock e o Heavy Metal há mais de 35 anos, mas eu sinto que a cada dia que passa o cenário brasileiro está cada vez mais tomado pela desunião. Por esse motivo eu comecei o programa Hard Rock Paradise e juntei todas essas bandas na coletânea, é uma forma realmente de tentar unir as bandas. Para que possamos divulgar e ver esses grupos crescerem. Afinal de contas é uma coletânea maravilhosa, só com bandas boas e músicas legais. Então a motivação geral em fazer a coletânea é ajudar a propagar todas essas bandas” – explica Paulo.

Por se tratar de um trabalho independente e sem custos para as bandas, a coletânea Hard Rock Paradise está disponível somente no formato digital, para baixar é só clicar aqui: https://goo.gl/tdAGZp

Confira o track list completo:
01- Fire Strike – Night Fever
02 – Karittah – Never Say Never
03 – Clavion – Its My Cross
04 – Gueppardo – Fúria e Paixão
05 – Indiscipline – Indiscipline
06 – Savannah – Die for Freedom
07 – Caveman – Let me go Again
08 – LeatherJacks – People (We´re Chosen Ones)
09 – Rose Red – Four Roses
10 – Sex Trigger – Hard Rock Hurricane
11 – Pétalas Insanas – Hey Menina
12 – Jukebox From Hell – O Tolo Que Pensava Ser Rei
13 – Tublues – em lugar nenhum
14 – Melyra – Silence
15 – Krull – Metal Swords and Fire
16 – Crom – The Vickings Are Coming
 
Formada em 2005 por Mateus Insano (baixo); Guilherme “Guida” Cardoso (vocal); Israel Boca (guitarra); e Jailson “Véio” Dias (bateria), a Pétalas Insanas segue com Mateus Insano, há alguns anos já acumulando as funções de vocalista e baixista, e Jailson “Véio” Dias. Enquanto não anuncia a nova formação, o grupo continua trabalhando para finalizar o seu debut, que deve ser lançado no primeiro semestre de 2018. 
 
Entre os apoiadores do projeto estão: Hot Stomp Custom Pedals e Luthier; Morozesk Custon Hand Made; Blair Gagliardi; Jorge Willian Costa e Produtora Metal Vídeos.
 
Mais informações:

 

 

 

Axes Connection: disco de estreia “A Glimpse Of Illumination” é oficialmente lançado

 

Axes Connection_Low.jpg

O Axes Connection toca Heavy Metal! Pesado e cortante como um machado! Um novo som, contemporâneo, composto e gravado por músicos que acumulam décadas de experiência: o vocalista Márcio Machado, o guitarrista Marcos Machado (ex-Distraught), o baixista Magoo Wise (ex-The Wise, ex-Distraught, ex-Apocalypse) e o baterista Cristiano Hulk (ex-Vômitos e Náuseas, ex-Grosseria).

Tudo começou ainda na década de 90. Os irmãos Vitor e Marcos Machado compuseram algumas músicas juntos para um novo projeto. O material acabou ficando na gaveta depois que Marcos foi convidado para ser o novo guitarrista da banda gaúcha de thrash metal Distraught. Marcos passou 15 anos com o Distraught, gravou quatro álbuns e fez turnês pelo Brasil, Argentina e Uruguai, além de shows ao lado do Megadeth, Destruction, entre outros. Durante esse período o projeto com o irmão baterista Vitor manteve-se ativo, embora informalmente. Em algumas ocasiões, contaram com a participação do terceiro irmão, o vocalista Márcio Machado.

Em janeiro de 2013, Vitor encorajou Marcos – já fora da Distraught – a levar o projeto em conjunto a sério. Os trabalhos foram retomados com enorme entusiasmo quando, infelizmente, Vitor veio a falecer logo no mês seguinte. Marcos decidiu então dar continuidade ao trabalho e assim honrar a memória do irmão. Márcio Machado juntou-se imediatamente, bem como um amigo de longa data, o baixista Magoo Wise.

Assim nasceu “A Glimpse Of Illumination”, disco de estreia do projeto agora chamado de Axes Connection – uma referência direta ao sobrenome dos irmãos Machado (“Axe”, em inglês).

O álbum foi gravado no estúdio Felipe Live em Porto Alegre/RS e reúne 10 faixas: “The Meaning Of Evil”, “Rearrange Yourself”, “Wisdom Is The Key”, “Use The Reason”, “Prepare Your Soul”, “The Gates”, “A Glimpse Of Illumination”, “Journey To Forever”, “Skyline” e “The True Connection”.

Axes Connection_A Glimpse Of Illumination_Cover_Low.jpg

Com masterização assinada pelo ex-baixista do Hibria, Benhur Lima, e capa desenhada pelo artista Aldo Marcondes, “A Glimpse Of Illumination” está sendo oficialmente lançado nesta terça-feira, dia 08 de Agosto, no formato digital. Uma edição física, em digipack, também estará disponível nos próximos meses.

“O Axes Connection tem por objetivo principal honrar a memória do meu irmão Vitor e também de levar música de qualidade para um mundo cada vez menos preocupado com isso”, diz o guitarrista Marcos Machado.

De fato, a dor da perda é tema recorrente entre as letras do álbum, segundo Márcio Machado. “Boa parte do trabalho reflete a perda do nosso irmão, seja através de um sentimento de pesar ou em ter uma atitude positiva e combativa em relação à vida.”

Mais Informações:

 

Exorddium: banda anuncia saída do guitarrista “Fernando Amaral” em carta de agradecimento

Fernando Amaral

A banda “Exorddium” anuncia oficialmente a saída do guitarrista “Fernando Amaral” do grupo, após mais de 10 anos de dedicação, talento e conquistas, como um dos músicos do grupo, é chegada a hora da despedida e oficialmente “Fernando Amaral” não é mais guitarrista da banda mineira de Heavy Metal Tradicional.

Os motivos que levaram Fernando Amaral a se desligar da banda, forma motivos pessoais e profissionais, sua saída não teve brigas, ressentimentos ou nada com relação a direcionamento musical.

Inclusive a banda “Exorddium” divulgou uma carta de despedia e agradecimento por todos esses anos prestados à frente do grupo e que mesmo não estando mais no line-up da banda, sua história sempre será lembrada e as portas permanecerão abertas.

Logo Exordium_01

Confira a carta da banda Exorddium há Fernando Amaral:

“A todos nossos fãs e amigos.”

“A banda EXORDDIUM vem através desta carta tornar público nosso sentimento de gratidão ao nosso grande amigo Fernando Amaral pelo grande trabalho realizado junto á banda, trabalho fruto de muita dedicação e empenho e acima de tudo, amor ao Heavy Metal. Foram mais de oito anos de aprendizado e crescimento para todos nós, e acima de tudo o fortalecimento de uma grande amizade. Aqui fica o agradecimento não só da Banda EXORDDIUM, mas também o agradecimento de todos os bangers brasileiros pelas memoráveis páginas escritas na história do Heavy Metal nacional. Desejamos muita sorte em sua nova caminhada estamos torcendo pelo seu sucesso na certeza da reciprocidade. A Exorddium não é apenas uma banda, sempre será uma família, nunca haverá despedidas, apenas um até breve, a amizade criada vai além da música e neste mesmo sentimento de amizade abraçamos e damos boas-vindas a mais um Guerreiro do Metal Túlio Zefferino amigo de longos anos da banda que a partir de agora faz parte desta família, como novo guitarrista! A batalha em defesa do metal nacional continua! Hail!”

Na carta a banda também informa que um novo integrante já está ativo e ensaiando com o grupo, Túlio Zefferino”, assume o posto de guitarrista banda e muito em breve a “Exorddium” irá liberar as primeiras imagens com seu novo guitarrista.

Mais informações:

Sunrunner: power trio norte-americano de volta aos estúdios

Sunrunner 1 (2).jpg

“Simplesmente Genial” (Rumors Mag); “Excelente disco… bandaça de primeira!” (Metal Samsara); “Inventivo, intrigante” (Road To Metal); “Interessante demais” (Arte Metal); “Tudo harmoniza de forma perfeita…  sonoridade única e muito cativante” (Whiplash); “Rico de feeling em sua essência” (Metal Na Lata); “Muita personalidade e identidade própria” (Alquimia Rock).

Essas foram algumas reações da imprensa brasileira a respeito de “Heliodromus”, terceiro disco da banda norte-americana de Heavy Prog Sunrunner.

Essa excelente resposta na imprensa nacional foi a melhor justificativa para a turnê de quatro shows que a banda realizou no Brasil em Agosto do ano passado. O power-trio passou por São José do Rio Preto/SP, Uberaba/MG, Avaré/SP e fecharam a turnê com uma participação memorável no festival Palco Livre em Votorantim/SP.

Sunrunner_Palco Livre_Votorantim.jpg

Formada por David Joy (vocal/baixo), Joe Martignetti (guitarra) e Ted MacInnes (bateria), o Sunrunner está no momento no Acadia Recording Company em Porland, estado do Maine, onde gravam seu mais novo álbum. A produção será assinada por Todd Hutchisen e Jimmy Martignetti, mesmo time que participou das gravações de “Heliodromus”.

De acordo com Joe Martiginetti, nove faixas estão sendo gravadas, inclusive uma composição épica de mais de 20 minutos.

“Começamos a compor o material no início de 2016. A maioria das canções são novas, escritas para esse álbum, com exceção de algumas poucas ideias. O direcionamento musical é mais direto em comparação com nossos três trabalhos anteriores. Depois de termos feito o “Heliodromus” chegamos à conclusão que gostamos mais de músicas menos excêntricas e experimentais, algo mais voltado às nossas raízes. Mas o material novo é bem coeso. É de fato mais metal do que progressivo. Tem menos detalhes e participações especiais. Mas não faltarão alguns tempos quebrados e tal.”

Joe Martignetti durante gravações de novo álbum

Martignetti também acrescenta que as letras dialogam sobre a “filosofia e a luta por sobrevivência dos nativos americanos”, e que isso pode sim influenciar na sonoridade, de alguma forma.

“Haverão flautas e percussão, mas minimamente. Ainda temos que gravar os vocais, mas todo instrumental está pronto. Sei que todo músico diz isso sobre seu mais novo disco, mas esse é o melhor trabalho que já fizemos. Tanto o Todd quanto o Jimmy fizeram um trabalho incrível na produção. Mantivemos o processo analógico-digital-analógico que já tínhamos usado no “Heliodromus”. Mal posso esperar para que as pessoas ouçam esse álbum”.

Formado em 2008 na cidade de Portland, estado do Meine, Estados Unidos, o Sunrunner estreou com o disco “Eyes Of The Master” em 2011, um trabalho de rock progressivo com inclinação metaleira. Mas desde o segundo disco, “Time In Stone” (2013) que o grupo vem solidificando-se como uma banda de metal com influências de rock progressivo, além das referências de jazz e world music. O terceiro e mais novo álbum, “Heliodromus” é o deferimento do termo Heavy Prog ao Sunrunner. O disco foi lançado no ano passado na Europa pela Minotauro Records da Itália.

Outros detalhes sobre o novo álbum do Sunrunner serão divulgados em breve.

Mais Informações:

 

Stonex: banda anuncia novidades para 2017 e apresenta os novos integrantes

Stonex 01.jpg

Originalmente formada no ano de 2012, a banda Stonex, vem ganhando espaço no cenário nacional após o lançamento do EP “Seeds of Evil” que vem obtendo críticas positivas por vários veículos especialistas em música pesada.

A banda utiliza em suas referências musicais, bandas consagradas entre os anos 70 e 80, mantendo linhas mais clássicas e nostálgicas em sua proposta, mesclando Hard Rock e Heavy Metal tradicionais, perceptivelmente é possível identificar na musicalidade da Stonex, andamentos e conjunturas harmônicas de bandas como Black Sabbath, Deep Purple, Uriah Heep e vários outros gigantes do metal.

Os músicos da banda Stonex, atualmente se encontram em processo de criação do que será o sucessor de “Seeds of Evil”, porem o grupo mantém as informações trancafiadas a sete chaves e não revelaram nenhum esboço do que poderá ser o novo álbum do grupo.

Em contrapartida foi revelada oficialmente as imagens da nova formação do grupo, que agora se mostra solida e ativamente produtiva. Outro detalhe importante nessa nova fase de renovação do grupo, é a apresentação oficial da novo logo da banda, criada e desenvolvida por “Alcides Burn” da “Burn Distro”, que conseguiu sintetizar com exatidão a necessidade do grupo.

Os ares do grupo estão ficando cada dia mais claros e produtivos, tudo isso devido a ingressão dos músicos Dálvaro Soares (Guitarra) e o baixista Alessando Mongini, que trouxeram experiencia e qualidades ainda maiores ao som proposto pelo grupo.

A banda Stonex é formado por:
Ramon Guerreiro – (Vocal);
Mark Hazz – (Guitarra);
Dálvaro Soares – (Guitarra);
Alessandro Mongini – (Baixo;
Adriano Tavares – (Bateria).
 
Mais informações:

Burnkill: banda mineira é Headliner de mais uma edição do “Coletivo La Migra Fest”

burnkill nova formação

A banda Burnkill, um dos nomes mais fortes da atual safra Death/Thrash Metal de Minas Gerais, encabeçará mais uma edição do Coletivo La Migra Fest, organizado pela produtora de mesmo nome. A noite será marcada por apresentações que retratam o melhor do Thrash Metal nacional, pois contará também com as bandas Falange (Thrash Metal), Mad Dog (Heavy Metal) e Evil Sense (Thrash Metal).

O Burnkill foi fundado em 2014 na cidade de Pouso Alegre, em Minas Gerais, com a proposta de executar um Death/Thrash Metal inspirado em nomes nacionais do gênero como Sepultura e Claustrofobia, mas sem renegar sua personalidade e vontade. Em 2016 o grupo lançou sua estreia, “Guerra E Destruição”, que vem tendo uma ótima aceitação no meio da crítica especializada, com seu som ríspido e letras cantadas em português.

O Burnkill é formado atualmente por Antony Damien (vocais), Lucas Maia (guitarras), Anderson Lima (bateria) e Pedro Hoffmann (baixo).

O Coletivo La Migra Fest acontecerá no dia 05 de agosto, na tradicional Rua Augusta, no Centro da capital paulista, a partir das 23:00. A entrada custa R$10,00 antecipado e R$20,00 na porta do evento.

Burnkill - Coletivo la migra.jpg

Serviço:
Coletivo La Migra Fest, com Burnkill, Falange, Mad Dog e Evil Sense
Data: 05 de agosto
Horário: 23:00
Endereço: Rua Augusta, 339, Centro, São Paulo/SP
Entrada: R$10,oo (compra antecipada até o dia 01/08); R$20,00 (na porta do evento)
 
Para maiores detalhes, acesse o link do evento no Facebook:

 

Aquilla: representa o Metal no concurso de bandas “A Chance Music Festival”

aquilla2017.jpg

Mais uma grande iniciativa que visa fortalecer a música autoral paranaense, o A Chance Music Festival está chegando em sua reta final. Após etapas eliminatórias, seis bandas foram selecionadas para participar da semifinal. O Aquilla, formado em 2003, é o único representante do Heavy Metal entre esses nomes. O grupo convoca todos os fãs de música pesada a comparecerem no Claymore Highway Bar​, em Curitiba, dia 23 de julho para mostrar a força do estilo. Todos os presentes têm direito a voto.

Concurso

O vocalista do grupo, Marllon Gaio, comenta o caminho percorrido pela banda até agora: “Foram quase 300 bandas na fase de seleção, e destas, 40 foram selecionadas. Agora estamos em seis nas semifinais”, e complementa reforçando a importância do evento para os artistas autorais: “É uma iniciativa única na cena paranaense e arrisco dizer, no Brasil. Desde o formato, passando pela diversidade de estilos, qualidade de produção e organização, divulgação e por fim a premiação, é algo realmente profissional e sério”.

As atividades no dia 23 (domingo) começam a partir das 17 horas, e os ingressos custam 10 reais (disponíveis apenas no dia, no local) mais um agasalho para doação. O vencedor do concurso ganhará contrato com a Sony Music, com direito a gravação de disco e empresariamento focado em gerenciamento de carreira.​

Por fim, Marllon convoca os fãs de Rock e Metal a comparecerem​ em peso no Claymore dia 23. “convocamos a todos os Metalheads paranaenses a apoiar e votar no Aquilla, a única banda representante do Metal no concurso! Chegamos longe, mas podemos chegar ainda mais com o apoio e a união de todos. Contamos com vocês!”.

SERVIÇO
A Chance Music Festival com Aquilla no Claymore Highway Bar
Data: 23 de junho de 2017 (domingo)
Local: Claymore Highway Bar
Endereço: Av. Governador Ney Braga, 17253 – Vila Hauer (marginal da Linha Verde)
Horário: 17 horas (abertura da casa)
Ingressos: R$ 10 + 1 agasalho para doação
Informações: www.facebook.com/AquillaMetalBand
Conheça o Aquilla: https://www.reverbnation.com/aquillaofficial/song/25447466-fired