Faces of Death: álbum “From Hell” eleito entre os melhores de 2018 pela revista “Roadie Crew”

Faces Of Death - capa From Hell 2018

Com imenso orgulho e sentimento de dever cumprido, o Faces of Death informa aos fãs, que seu álbum “From Hell” foi eleito como o nono melhor álbum de Metal lançado no Brasil pela renomada revista “Roadie Crew”.

atual edição da revista, traz ao leitor, um especial onde é apresentado duas listas, sendo a primeira com 60 melhores discos lançados internacionalmente e os 20 melhores lançados no país, através de escolha feita pela equipe de redação da Roadie Crew.

faces of death

Ao lado de nomes como Krisiun, Nervosa, Attomica, Brutalliane várias outras bandas, o Faces of Death, angariou a nona posição que credencia o trabalho como um dos mais importantes do país, na revista especializada mais importante da América latina e atualmente a única do estilo sendo comercializada no continente sul-americano.

O vocalista e guitarrista da banda, Laurence Miranda, expressa o sentimento de ter seu trabalho no importante veículo da Roadie Crew:

“É difícil explicar o sentimento da banda em figurar entre os melhores álbuns da equipe de redação da Roadie Crew, afinal, essa revista é uma referência para nós do Metal no país e também no mundo todo, mas buscando algumas palavras, primeiro vemos que isso é um reconhecimento do nosso esforço, dedicação e muito trabalho que imprimimos nesse disco. Não podemos deixar de agradecer nosso produtor Friggi que conseguiu captar nossa essência e transformar isso em peso e brutalidade e saber que passa um filme em nossa cabeça, pois sempre acompanhamos essas eleições de melhores do ano feitas pela revista e sempre imaginamos um dia estar nessa lista, mesmo que palavras sejam difíceis de se encontrar, o sentimento de gratidão e dever cumprido é o mais intenso em todos nós da Faces of Death”.

A matéria completa e todas as bandas escolhidas estão disponíveis nas bancas na edição de nº 240 da Revista Roadie Crew.

roadie crew

Escute o álbum “From Hell”:

Faces Of Death é formado por:
Laurence Miranda – (Vocal/Guitarra)
Felipe Rodrigues – (Guitarra)
Sylvio Miranda – (Baixo)
Sidney Ramos – (Bateria)
 
Mais informações:
Anúncios

Gutted Souls: vocalista Iron de Paula explica o mecanismo visual e lírico criados para o clipe de “The Undying Stars”

gutted souls

Um dos principais representantes do Death Metal brasileiro, o Gutted Souls da cidade do Rio de Janeiro, lançou recentemente o vídeo clipe oficial da música “The Undying Stars” que está presente no álbum “The Illusion of Freedom” (2017).

O clipe que foi lançado oficialmente dia 06 de dezembro, vem recebendo inúmeros elogios pela qualidade das imagens e sincronia perfeita, onde letra e ações visuais, apresentam o conceito ideológico da banda e o que eles querem levantar como debate em sua musicalidade.

Para você leitor entender melhor, o vocalista Iron de Paula, explica essa sincronia criada entre letra e vídeo para música “The Undying Stars”:

“A ideia é traduzir em imagens o conceito da Undying Stars, que é uma letra sobre mecanicidade, sobre o humano que percebe que tem pouco controle sobre o sentido de sua vida. O desespero que segue, a apatia, e as tentativa de escapismo são retratadas no clipe”.

Confira o clipe da música “The Undying Stars” abaixo:

O material da banda está disponível em todas as plataformas de Streaming para audição completa. Acesse o Spotify, Deezer, ITunes, Google Play, Amazon e vários outros buscando por Gutted Souls. Não deixe de conferir!

Formação:
Iron – (Vocal)
Wellington Ferrari – (Guitarra)
Alexandre Carreiro – (Guitarra)
Elias Oliveira – (Baixo)
Braulio Drumond – (Bateria)
 
Mais informações:

Shotdown: banda revela capa e detalhes sobre o álbum de estréia “Odium Innatum”

shotdown

Shotdown revelou a capa do álbum “Odium Innatum” e traz mais detalhes sobre seu álbum de estréia. Recentemente foi lançado o single “Inbred hatred”, em Dezembro de 2018, que é uma das faixas deste álbum de estréia “Odium Innatum”.

Confira o single “Inbred hatred”:

Aqui a banda revela a capa de seu primeiro álbum que será lançado no
primeiro trimestre de 2019 pela Die Hard Records.

shotdown odium innatun

“Odium Innatum” contará com 10 faixas contendo músicas inéditas e músicas trabalhadas pela banda ao longo da carreira até aqui.

A capa foi feita por Rafael Tavares. Esta capa revela alguns elementos presentes nas letras do álbum, sobretudo um ambiente hostil e caótico. Tudo remetendo ao ódio inato ao ser humano, capaz de levá-lo a destruir elos, conceitos e mitigar outras emoções que seriam necessárias para o equilíbrio.

Dentro desse contexto, surge uma nova energia, uma “nova-velha” busca pelo equilíbrio, representada, na capa, por um acúmulo central de energia, que suscita a indagação: essa nova forma veio, de fato, para consertar ou para terminar de vez com o que conhecemos como realidade?

Track list:

01 – Murderground
02 – Inbred Hatred
03 – Typhoon
04 – Secluded
05 – Uncritical
06 – Wheel of Fate
07 – A Toast To Your Corrupted Nature
08 – Hidden Asylum
09 – Mind and Matter
10 – Glass Children

Lançamento: Die Hard Records

Ficha Técnica:
Engenheiro de som responsável pela captação de bateria: Pedro Nery –
Playmix Studio (São José do Rio Preto)
Captação de voz: Heitor Alves – Prime Mídia (São José do Rio Preto)
Captação de baixo: Renato Montanha – Prime Mídia (também em Rio Preto.
Mesmo estúdio)
Captação de guitarra: Danilo Origa – Shotdown studio
Guitarras e baixos reamplificados em Davis, Califórnia (EUA),
pelo Brendan Duffey

Mixado e masterizado por William Nacar, no Melancholy Studios, em St. Petersburg, Flórida (EUA). O assistente de mixagem foi o Jason Hobert, Melancholy Studios, em St. Petersburg, Flórida (EUA).
 
Shotdown é formado por:
Gui Blacksteel Guilherme – (Vocal)
Danilo “Donni”Origa – (Guitarra)
Mateus Jammal – (Bateria)
Gabriel De Aro Silva – (Baixo)
 
Mais informações:

Death Chaos: banda libera música “Facing Innocence Rot” no YouTube

Death Chaos.png

Os pesados músicos da banda Death Chaos liberaram em seu canal oficial do YouTube, mais uma faixa presente do álbum “Bring Them To Die” para audição completa.

A faixa “Facing Innocence Rot” já pode ser conferida na integra. Além de sombria, a música é uma das mais pesadas e brutais do mais recente álbum lançado pela banda.

Atualmente o Death Chaos disponibilizou o disco para audição completa apenas nas plataformas de Streaming e vem trabalhando pesado em negociações com selos e gravadoras, para que “Bring Them To Die”, possa ser lançado oficialmente em versão física.

Confira a música “Facing Innocence Rot”:

Escute o álbum completo no Spotify:

 

Death Chaos é formado por:
Denir “Deathdealer” – (Vocal)
Julio Bona – (Guitarra)
Gabriel Maciel – (Guitarra)
Edson “Mamute” – (Baixo)
Ueda – (Bateria)
 
Mais informações:

Monstrath: banda divulga videoclipe da música “Stygian”, assista agora!

Monstrath 2

Depois de surpreender a todos com o clipe de “Demon Sold”, os paulistas do Monstrath novamente ganham destaque mundial dentre os fãs de Metal Extremo.

A banda, que vem divulgando massivamente seu debut álbum “The World Serves To Evil”, divulgaram seu novo videoclipe, desta vez para a faixa “Stygian”, mostrando ainda mais a brutalidade e qualidade deste trabalho de estreia, assista agora:

O Monstrath também anunciou recentemente que abriu de forma oficial sua agenda de shows para o ano de 2019, visando montar uma turnê nacional. Produtores interessados em leva-los para seu evento, escreva para monstrath@gmail.com e solicite mais informações.

Quem ainda não conferiu o clipe anterior, “Demon Sold”, pode conferir pelo link:

“The World Serves To Evil” também está disponível nas principais plataformas mundiais de streaming e download, confira alguns links:

Spotify: https://open.spotify.com/album/4C48rLXFdb0Lz9qA6CBPGe
iTunes: https://itunes.apple.com/us/album/the-world-serves-to-evil/
Deezer: https://www.deezer.com/en/album/71614172
Napster: https://ar.napster.com/artist/monstrath/album/the-world-serves-to-evil

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Links relacionados:
https://www.facebook.com/Monstrath/
https://www.monstrath.com/
https://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/Monstrath/50

Shotdown: novo single “Inbred Hatred” é lançado no YouTube. Confira!!!

Shotdown.png

A banda de Thrash Metal vinda da cidade de Mirassol/SP, Shotdown, está lançando um novo single, “Inbred Hatred”.

Este single será a segunda faixa do debut da banda que será lançado no primeiro trimestre de 2019 e terá distribuição via Die Hard Records.

Ouça “Inbred Hatred” no link abaixo para o canal Youtube:

 

Shotdown é uma banda formada em 2009, a banda iniciou seu percurso tocando covers de Metallica, Motley Crue e Pantera. Portanto, esses foram os pilares de inspiração para as composições que vieram em 2011.

Ainda jovens, a banda começou a se apresentar nesse mesmo ano, mesclando covers do gênero com músicas próprias, que seguiam o mesmo estilo, em festivais independentes e alguns poucos bares.

Já em 2012, tocaram em um festival chamado Planeta Rock, em São José do Rio Preto-SP, de caráter competitivo e eliminatório, contando com cerca de 200 bandas inscritas. Era o primeiro grande palco e verdadeiramente profissional em que a Shotdown tocava. Nessa edição, a banda conquistou o 3º lugar com a música “Pull Your Triggers”.

Na segunda edição do mesmo festival, em 2013, de maior importância para a banda, ficaram em 1º lugar, competindo com a música “Dead Man”, ganhando um prêmio em dinheiro que possibilitou a gravação do primeiro EP da Shotdown, intitulado “Spitfire”, contando com 5 músicas, que foi lançado somente no formato virtual. Além disso, lançaram um clipe para a música de trabalho, de mesmo título do EP.

Após esse percurso a banda teve mudanças na fomação e concentrou-se plenamente em gravar o primeiro álbum (full-length), com influências mais pesadas, como Decapitated e Sepultura, além do já habitual Pantera. Assim, realizaram cerca de 30 shows com essa formação, inclusive tocando no festival Arraial do Rock 2014, em Franca-SP, e em cidades como Votuporanga-SP, Ribeirão Preto-SP e novamente em Barretos-SP.

Em 2015, lançaram dois singles, “Murderground” e “Hidden Asylum”, com lyric video no Youtube, para mostrar a nova fase ao público. Nesse mesmo ano, em uma terceira participação no festival Planeta Rock, com a intenção de angariar fundos para a gravação do primeiro álbum, ficaram em 3º lugar.

No fim de 2015, tocaram no festival Metal Land, em Altinópolis-SP, mesmo festival em que tocaram Sepultura, Krisiun, Tuatha de Danann, André Matos, entre outros.

Em fevereiro de 2018, com novo baterista, Mateus Jammal, e com a participação do baixista Renato “Montanha”, da banda Maestrick, entraram em estúdio para a gravação do primeiro álbum, inclusive regravando os 2 singles do ano de 2015, que conta com 10 faixas ao total e tem previsão de lançamento para o primeiro trimestre de 2019, com distribuição via Die Hard Records.

Atualmente, a banda já vem tocando algumas músicas desse primeiro álbum, intitulado “Odium Innatum”, nos shows. Com as músicas compostas em inglês, o objetivo da banda é ter um público tanto brasileiro quanto internacional.

Shotdown é formado por:
Gui Blacksteel (Vocal)
Danilo “Donni”Origa (Guitarra)
Gabriel De Aro (Baixo)
Mateus Jammal (Bateria)
 
Mais informações:

The Gard: já disponível o videoclipe da música inédita “Plastic Man”

The Gard 2018

O homem moderno e suas contradições são o tema central de “Plastic Man”

“A “Plastic Man” traz um retrato do homem contemporâneo. Sua frieza, anestesia e principalmente suas contradições. É como se estivéssemos nos transformando em seres apáticos e doentios, como se fôssemos de plástico. Sem sentimento. Sem vida.” As palavras do vocalista Beck Norder pintam o quadro perfeito do que representa, conceitualmente, “Plastic Man”, nova composição do grupo de Rock Neoclássico The Gard.

Composta por Norder em parceria com o guitarrista Allan Oliveira, “Plastic Man” é a primeira canção do The Gard a ser gravada pelos cinco músicos que integram a atual formação da banda: além de Norder e Oliveira, completam o line-up o baterista Lucas Mandelo, o guitarrista Gabriel Miranda e o baixista Enrico Ghirello.

“Podem esperar uma música completamente diferente de tudo que já ouviram da The Gard. “Plastic Man” tem uma sonoridade moderna, se aproxima de bandas como QOTSA, Audioslave, Temple of the Dog e Soundgarden”, acrescentou o vocalista.

Gravada por André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP – que já havia trabalhado com o grupo no disco de estreia “Madhouse” -, “Plastic Man” já está disponível nas plataformas digitais e também ganhou um videoclipe com direção de Adryano Fortien e Laura Tomé. Assista:

Ouça também “Plastic Man” nas plataformas de música:
 
Ao longo dos próximos meses o The Gard pretende lançar novos singles. Mais informações serão divulgadas em breve.

 

Sobre o The Gard:

Formada em 2010, a The Gard desde o princípio teve como objetivo a música autoral, embora tenham ganhado bastante relevância na região metropolitana de Campinas, de onde é originária, com seu show “Tributo ao Led Zeppelin”. Em meio ao setlist das músicas do Led, a The Gard sempre apresentou suas composições próprias. Com o tempo o interesse do público pelas canções autorais foi crescendo e o espaço para elas, no setlist, aumentando.

“Madhouse”, disco de estreia da The Gard, foi então uma consequência natural. Em oito faixas, o grupo paulista transcende suas referências musicais ao oferecer ao público uma experiência musical onde o rock clássico e o contemporâneo convergem, como numa coalização sonora que disponibiliza-se para o futuro, para o desconhecido.

Produzido pelos próprios músicos em parceria com André Diniz do Estúdio 260 de Indaiatuba/SP, “Madhouse” reúne as faixas “Play Of Gods”, “Music Box”, “The Gard Song”, “Back To Rock”, “Kaiser Of The Sea”, “Madhouse” e “Panem at Circenses”. E como não poderia deixar de ser, além das sete composições autorais, “Madhouse” também traz um novo arranjo para “Immigrant Song” do Led Zeppelin, a banda que, para o The Gard, sempre representou a terra de neve e gelo de onde eles vêm com seu barco rumo às novas terras desconhecidas.

“Madhouse” está disponível nas plataformas digitais e também em formato físico em Cd.
Spotify: https://spoti.fi/2JtgkEt
Deezer: https://bit.ly/2r4bfuG
Google Play: http://bit.do/eeSAo
Amazon: https://amzn.to/2HsQR1q
Cd Baby: https://bit.ly/2r3HACT

O CD físico está à venda no Mercado Livre: https://bit.ly/2r0pAJo

Um videoclipe para “Immigrant Song” foi lançado anteriormente como single. O vídeo foi dirigido e filmado por Adryano Fortien no GraphStudio em Campinas/SP. Para assistir, acesse:

Mais Informações:
www.thegardband.com
www.facebook.com/thegardband
www.youtube.com/thegardband
www.soundcloud.com/thegardband
www.instagram.com/thegard_band

Blowdrivers: banda promete boas sensações em disco de estreia

blowdrivers_byWarrendePaula_02

A cena Rock de Goiânia segue fervilhando e mais uma banda da novíssima geração dá as caras garantindo boas sensações em seu disco de estréia. Com apenas dois anos, a Blowdrivers lança, via Monstro Discos, o álbum “You Gonna Enjoy the Feelingem” em todas as plataformas digitais. Um trabalho com a pegada do Rock 70, mas também com toques do Alt Country, do Grunge e do Funk Rock dos anos 90.

Formado por Benaglia (vocal), Guilherme Gonçalves (guitarra), Felipe Camargo (baixo) e Renan Neves (bateria) o Blowdrivers começou a gravar as primeiras músicas em 2017, com produção de Dênio e Daniel de Paula, no estúdio Tambor. “You Gonna Enjoy the Feeling” reúne esses primeiros singles e músicas registradas este ano.

thumbnail_blowdrivers_capa

As diferentes nuances do disco podem ser sentidas em faixas como “Locomotive”, um Hard Rock que fala de auto estima e empoderamento e traz o uso de um megafone no refrão; “Time Bomb Wire”, com uma pegada mais Funk e um baixo com Talk Box; “Country Folks”, que brinca com o fato de serem uma banda de Rock na “terra do sertanejo”; e “Wake Up Rosie”uma viagem mais psicodélica, com riffs e vocais Led Zeppelianos e solos de guitarra orientais.

Ao final do álbum, a grande sensação que a Blowdrivers deixa é que o bom e velho Rock and Roll continua pulsante em Goiânia e que, se depender deles, a cidade continuará cada vez mais Rock!

Ouça You Gonna Enjoy the Felling:

Spotify: https://spoti.fi/2RBs1O6

Deezer: http://bit.ly/2zGiyhu

iTunes/Apple Music: https://apple.co/2G0P4R4

Amazon Music: https://amzn.to/2KXVSxs

Google Play: http://bit.ly/2Uh5Nm7

As Verdades de Anabela: banda se reúne para lançamento do seu primeiro álbum

As verdades de Anabela

A banda do DF lança o álbum “Motivação”

Após entrar em hiato em janeiro de 2017, As Verdades de Anabela atende ao apelo dos fãs e se reúne a partir de outubro de 2018 para gravar e lançar seu primeiro CD, intitulado Motivação, que vai de encontro à proposta da banda de abordar e tratar temas inerentes aos anseios do ser humano.

O álbum já está nas principais plataformas de música e terá show de lançamento no dia 15 de dezembro de 2018, na cidade do Gama/DF. A AVA convida também mais quatro bandas para comporem a programação: Sea Smile (SP), Until We Have A Name (DF), Miragem de Ravena (DF) e Cicatrizes do Herói (DF).

As Verdades de Anabela é uma banda de MetalCore formada por Victor Castamere – Vocalista, Zeck Carvalho – Guitarrista e Vocalista, Wellington Novaes – Guitarrista, Yuri Emidio – Sintetizadores e vocal, Fabio Alexandre – Baixista e José André – Baterista.

A AVA tem a proposta de trazer uma cara nova ao Rock Candango com influências de bandas de diversos gêneros e estilos dentro do próprio Rock.

Com letras sempre atuais e de superação, sonhos, respeito, amizade e amor a AVA pretende cada vez mais espalhar suas verdades e conseguir o seu espaço no cenário do rock brasileiro, a banda se baseia em mostrar um ideal do BEM.

Ouça o álbum na íntegra no Spotify:

 

Assista ao videoclipe da faixa “Permita”:

Serviço:
Lançamento do CD “Motivação” da banda As Verdade de Anabela
Data: 15 de dezembro de 2018
Horário: 17h
Local: CASA 1221 – Quadra 01, conjunto J, Setor Sul – Gama DF
Ingresso: R$5 + 1kg de alimento ou R$10
 

Broken & Boned: álbum “Hypocrisy Hymns” é destaque no Blog Heavy Metal Thunder

Broken & Boned

“Metal Mark” Garcia, ou para quem o segue a mais tempo, “Big Daddy” do Metal Samsara. Hoje, Marcão está à frente do conceituado Blog Heavy Metal Thunder do Brasil. Profundo conhecedor de metal em geral, Garcia ainda colabora com outros veículos respeitados, como a revista eletrônica Rock Meeting e o site estrangeiro Metal Temple.

Conhecido por sua franqueza e senso de justiça sólido para o que é bom ou ruim no underground, tanto em matéria de comportamento como na música, o redator fez críticas positivas ao debut da banda paraense Broken & Boned, “Hypocrisy Hymns” (2018). “De Norte a Sul, de Leste a Oeste, o Metal ainda é o estilo mais cultuado no Brasil, uma vez que o mesmo não se encontra estagnado por limites regionais/estaduais. Ele chega a todos os cantos e move imensas quantidades de fãs. Por isso, um país onde o gênero possui tanto “appeal” tem que mostrar boas bandas. E de Marabá (PA) vem o BROKEN & BONED, um quinteto que mostra talento e peso em seu primeiro disco de estúdio, o feroz ‘Hypocrisy Hymns’”, escancara o jornalista no primeiro parágrafo da resenha.

Observador atento, o crítico musical repara detalhes na produção do álbum que, a seu ver, poderia ganhar mais atenção. “Um trabalho desse tipo precisa de uma qualidade sonora de alto nível, que consiga associar a crueza inerente da banda com uma boa noção de definição sonora. O grupo até conseguiu algo muito bom nesse ponto (…) Não está ruim, não é isso, mas sim que poderia ser melhor”, pontua.

Em linhas gerais, “Hypocrisy Hymns”, que arrancou elogios de repórteres de outras mídias como Roadie Metal, Roadie Crew e Whiplash, não poderia também deixar de fisgar o sincero Mark Garcia. “Em termos de composição, “Hypocrisy Hymns” mostra uma banda raçuda e com sangue nos olhos, com músicas cheias de energia e que são capazes de agradar os mais exigentes fãs de Metal extremo”, dispara e conclui, “No mais, o BROKEN & BONED é muito bom, e ‘Hypocrisy Hymns’ tende a esmagar ossos e pescoços sem dó.”

Para conferir a resenha na íntegra, acesse o endereço:

https://heavymthunder.blogspot.com/2018/11/broken-boned-hypocrisy-hymns.html?spref=fb&fbclid=IwAR2AvZVM8Z0T5xlqeu78Es3TjxHyZ53bEhxcgb31tOVGM9rjGpV0SteqNnw&m=1

Confira o álbum “Hypocrisy Hymns” pelo streaming: